As performances teatrais continuaram durante os dois últimos dias de desfiles da semana de moda europeia. A marca Viktor & Rolf, por exemplo, brincou com as proporções através de alguns números de mágica realizados na frente de seus convidados, pois transformou ombros retos em babados exagerados. Além disso, trabalhou com mangas presunto, golas volumosas, com os colarinhos fechados, com as riscas de giz e peças com acabamentos ondulados.
Já a grife Elie Saab mostrou ao público produções de gala com muitos drapeados, brilhos, capas com texturas, bordados, recortes estratégicos, a exploração de figuras geométricas e animais silvestres (cobras), além de golas maxi e altivas. Destaque para o vestido de abertura do desfile ostentando recortes no core e saia godê com penas.
A label Fendi preferiu apresentar algo menos dramático, sofrido e explorou os cinquenta tons de nude, além da tonalidade prata. A coleção contou com conjuntos imitando pijamas, decotes carecas, silhuetas secas, fendas vertiginosas nas costas, blazers retos, amarrações na cintura, golas dobradas, sobreposições de saias por cima de calças, bordados de fios formando folhas. Destaque para os looks imitando cacos de espelhos, para as luvas curtas com acabamentos com franjas, para os cabelos Chanel e os brincos únicos.
No quesito drama queen, ninguém superou a Maison Margiela, pois a marca simulou a exibição de um filme que era um misto de western com uma trágica história de amor e veio carregada de peças xadrezadas, de veludo molhado, capas e sobretudos de lã, golas pierrô feitas com tules, xales bordados com rendas, casacos de jacquard, vestidos feitos com retalhos de tecidos, jaquetas de couro sintético, vestidos de cintura baixa, peças de paetês e calças de pelica. Destaque para as dobraduras dos chapéus, para as tocas de silicone, as luvas coloridas e o cenário árido fictício construído com tonalidades como o vermelho, laranja e amarelo, com imagens de labaredas e a secura de desertos.
E para fechar o arco narrativo do evento, a grife Valentino fez seu desfile nas escadarias da Praça da Espanha, em Roma, ao entardecer da última sexta-feira, e trabalhou com cores alegres e vibrantes, especialmente o pink e o vermelho,
além de realizar casamentos, no mínimo, inusitados como o duo verde-limão e roxo. Destaque para as rosas grandiosas feitas de tecidos, para os laços frontais, as blusas esvoaçantes, as barras emplumadas, assim como os pepluns, as camadas de tules, os volumes extras, as sandálias baixas, as meias-arrastão e os tênis brancos.

Beijos,

Maria Oxigenada
Foto: reprodução