Vocês já devem saber que o filme “Homem Aranha: sem volta para casa” é um ótimo programa para ser feito neste inicio de 2022, pois a película é uma aventura surpreendente e de muita ação!
A primeira cena resgata o desfecho do filme “Homem Aranha: Longe de Casa” quando Mysterio (Jake Gyllenhaal” joga m* no ventilador e divulga para todos a verdadeira identidade de Peter Parker (Tom Holland).
O mundo parece desabar sobre a cabeça do Aranha e sua vida vira um verdadeiro caos, pois Peter Parker sofre ataques pessoais oriundos de todos os lados, desde a imprensa mundial como a população americana e de seus colegas de sala.
O problema é que a revelação e a onda de ódio respingam em seus amigos e no ingresso de MJ (Zendaya) e Ned (Jacob Batalon) nas universidades de seus sonhos, pois os educadores veem com maus olhos o relacionamento e a amizade do trio.
A solução encontrada pelo protagonista da obra é procurar o Doutor Estranho (Benedict Cumberbatch) para que ele mexa os pauzinhos, ou melhor, apague da memória de todos o segredo revelado e seu nome volte ao costumeiro anonimato.
Para isso, o Mestre das Artes Místicas precisa abrir vários portais no multiuniverso. Tal atitude, bem como a interferência do Aranha acaba ressuscitando alguns vilões de outros universos, trazendo-os para a atualidade, tais como : Doutor Octopus (Alfred Molina), Electro (Jamie Foxx), Duende Verde (Willem Dafoe), Homem Areia (Thomas Haden Church) e Lagarto (Rhys Ifans).
A lambança feita é tamanha que precisa de tempo para ser consertada pelo Doutor Estranho com a ajuda de seu amigo e mentor Wong (Benedict Wong). Os dois magos recorrem a ajuda de outros dois heróis já conhecidos dos espectadores para enviar o quinteto de mal feitores aos seus devidos lugares.
Algumas baixas ocorrem durante “Homem Aranha” e uma delas é bem significativa ao protagonista da obra. A boa noticia é que o ator Tom Holland
segura bem as cenas dramáticas e consegue transparecer seu amadurecimento profissional neste terceiro filme do teiudo.
Dirigido por Jon Watts, a película possui 2h28 minutos de duração, conta com cenas de ação feitas digitalmente e ambientadas em alguns pontos turísticos de Nova Iorque, porém algumas delas estão escuras e foram pouco iluminadas. Apesar disso, o filme tem um personagem principal carismático e que dialoga bem com os espectadores através das câmeras.
Destaque para a atuação de Willem Dafoe, pois o ator consegue reencarnar o Duende Verde com maestria, ressuscitando o seu sorriso sarcástico que continua dando medo em qualquer um que esteja diante da telona.
Agora, o maior feito de “Homem Aranha: sem volta para casa” foi conseguir reunir em uma única obra artistas renomados que deram vida a heróis e vilões de outras aventuras do mundo dos quadrinhos.
Para quem ainda não assistiu ao longa-metragem, a dica é permanecer na cadeira até a divulgação de todos os créditos, pois há cenas pós-créditos e elas criam ganchos para novos produtos ficcionais e novas histórias baseadas nessa abertura forçada de outros universos.
Eu indico.

Maria Oxigenada
Foto e videos: reproduções