– Assistindo ao espetáculo da Bachiana Filarmônica Sesi SP, no teatro Bradesco;
– Conferindo nos cinemas o musical “Em um bairro em Nova Iorque”;
– Assistindo à peça “Amor de UTI”, no teatro D;
– Lendo o livro “Mercedes Baptista: a criação da identidade negra na dança”, de Paulo Melgaço da Silva Júnior;
– Visitando a exposição “IM Fusion”, no Museu da Imagem e do Som (MIS);
– Maratonando pela segunda temporada da série “Lupin”, na Netflix;
– Acompanhando os desfiles da Semana de Moda Inglesa;
– Divertindo-se com o espetáculo “Rock of Thrones”, no teatro Gazeta;
– Escutando a potência do piano de Richard Clayderman, na Casa Tom Brasil;
– Presenteando um amigx com o livro “A história do senhor Sommer”, de Patrick Suskind;
– Flanando pela exposição “Antônio Dias: derrotas e vitórias”, no MAM (Museu de Arte Moderna de São Paulo);
– Refletindo sobre o consumo na moda durante o Rio Ethical Fashion;
– Conhecendo a exposição “Di Cavalcanti – Muralista”, no Instituto Tomie Ohtake;
– Emocionando-se com a exposição virtual “Três artistas do Engenho de Dentro”, no Museu de Imagens do Inconsciente (MII);
– Apostando nos sobretudos peludos;
– Investindo em peças com mangas abertas;
– Desfilando com casacos com pegada boho;
– Trançando as laterais dos cabelos;
– Aplicando pedrinhas nas unhas;
– Destacando os olhos com sombra lilás;
– Emoldurando o rosto com baby hair;
– Promovendo uma tarde de escambo;
– Saboreando sopas e caldos quentes;
– Finalizando as refeições com crumble de banana;
– Aquecendo as manhãs com gemadas;
– Caindo de boca em bolinhos de chuva polvilhados com açúcar e canela;
– Criando um cantinho sagrado em casa;
– Desfrutando o Dia dos Namorados em um hotel charmoso da serra;
– Treinando explosões com tiros de corrida;
– Acompanhando a magia do pôr-do-sol.

Foto e vídeos: reproduções