Como nós não podemos gozar de uma refeição completa com entrada, prato principal, sobremesa e café, então que tal petiscarmos culturalmente? Essa é a nova onda vista na atualidade e que consiste em degustar pequenos espetáculos de dança ou teatral ao longo de várias semanas ou meses consecutivos.
Na última semana, eu comentei com vocês a respeito da São Paulo Companhia de Dança na estrada e agora eu volto ao mesmo espaço para falar sobre o projeto “Dez por Dez” que consiste em disponibilizar ao público dez monólogos, com dez minutos de duração e protagonizados por dez atores distintos.
Todas as peças são de autoria do dramaturgo, roteirista e cineasta americano Neil Labute e os atores escolhidos para engrossar este caldo cênico são: Angela Vieira, Bruno Mazzeo, Chandelly Braz, Denise Fraga, Eucir de Souza, Ícaro Silva, Johnny Massaro, Leopoldo Pacheco, Luisa Arraes e Pathy Dejesus. Já o comando das panelas, ou melhor, a direção artística ficou a cargo de Guilherme Garcia Leme e Gustavo Leme.
O primeiro episódio conta com a atriz Angela Vieira encarnando uma mulher de 60 anos que confessa sobre um beijo inesquecível trocado com um estranho em uma festa de reveillón e enquanto ainda era casada. Além disso, a personagem faz outras revelações ao público como estar atualmente interessada em um colega de classe de suas aulas de francês, de ter aceitado seu convite para viajar para a serra, assim como as investigações amadoras realizadas por amigos nas redes sociais sobre seu pretendente mais jovem.
Diante da câmera, a personagem admite que a viuvez lhe caiu bem e que está bem empolgada com novos encontros amorosos, com novas aventuras e a escrita de novas páginas de sua história pessoal porque ela está sedenta por vida!
Já o segundo capítulo dessa série de espetáculos que mistura cinema e teatro conta com o ator Johnny Massaro sob os holofotes dando vida a um personagem que está na faixa de 20 anos e encanado com a perda de seus cabelos. As inseguranças pessoais vêm à tona através do fluxo de pensamentos da personagem, mas a intenção desse petisco é que os espectadores discutam sobre o peso das aparências na sociedade atual.
Questões que orbitam e atormentam pessoas de diferentes idades serão trazidas à tona durante a realização deste projeto e através de desabafos públicos, de devaneios diante da câmera e de muita presença cênica por parte dos atores.
Longe de mim revelar antecipadamente os recheios dos tira-gostos e estragar a surpresa, mas a boca pequena já me contou que a personagem que a atriz Denise Fraga veste, vomita aos espectadores uma sequência de eventos trágicos vividos por ela e sua vontade de colocar ponto final em tudo, inclusive em sua própria vida.
Enquanto isso, a atriz Luisa Arraes irá se fantasiar de justiceira logo após descobrir que foi traída pelo seu namorado, abrindo espaço na sua vida para vários outros relacionamentos sem sentido como forma de punir o bonito ou a si.
Vocês perceberam que a coerência no cardápio de “Dez por Dez” está em saborear as delícias e os amargores de algumas relações, bem como descobrir cicatrizes deixadas pelo caminho e a relevância do que é ser humano hoje porque a verdade é que as pessoas estão perdidas, não sabendo como melhor apreciar as suas vidas mundanas.
A boa notícia é que há mordiscares cênicos para todos os gostos e de todos os tipos, mas os monólogos inéditos acontecem todas as quintas, às 21h, no site do teatro Unimed e eles estarão disponíveis para serem apreciados gratuitamente até 11 de julho de 2021.
A outra boa nova é que hoje teremos um novo encontro à mesa, ou melhor, no entorno de narrativas que podem ser rapidamente digeridas, mas que possivelmente irão deixar retrogostos significativos através de lembranças culturais vividas durante essa pandemia.
Eu amei esse trabalho de detalhes, texturas e técnicas para formatar duas bocadas, ou melhor, dois monólogos de uma única vez!
Beijos,
Maria Oxigenada
P.S: Quem quiser fazer doações para o Fundo Marlene Colé em prol dos trabalhadores do teatro de São Paulo, basta apontar seu celular para o QR-Code presente na página do teatro Unimed e seguir as orientações oferecidas.

Foto e video: reproduções