– Lendo o livro “Nostalgia”, de Mircea Cartarescu;

– Visitando a mostra “Vento”, no Pavilhão da Bienal;

– Acompanhando a série televisiva “Dash & Lily”;

– Assistindo ao filme “Dance Dreams: Hot Chocolate Nutcracker”;

– Vendo o clássico natalino “O Quebra Nozes e Cânticos Místicos”, no teatro Alfa;

– Flanando entre as fotografias da artista Paz Errázuriz, no IMS Paulista;

– Emocionando-se com apresentações virtuais de corais natalinos;

– Presenteando um amigx com o livro “Extremo: Crônicas da Psicodeflação”, de Franco Berardi;

– Descobrindo a exposição “Arteletra em trânsito”, na Casa das Rosas;

– Divertindo-se com a película “A Princesa e a Plebeia: Nova Aventura”;

– Suspirando com a nova versão de “A Dama e o Vagabundo”;

– Desfilando com gargantilhas de miçangas;

– Adotando os cabelos umedecidos nas festas de final de ano;

– Investindo em calças de cetim natural;

– Marcando a cintura com maxi cintos;

– Arejando os pés com chinelos de tiras largas;

– Iluminando seu desfile nas areias com biquinis e maiôs neons;

– Produzindo looks com peças com ombros pontiagudos;

– Celebrando o ano novo com um vestido de renda de bilro;

– Comprando uma bolsa no formato de lua crescente,

– Finalizando refeições festivas com uma pavlova de frutas da época;

– Adoçando o café da manhã com rocambole natalino;

– Queimando calorias com aulas de beach tênis;

– Ouvindo músicas que estão em nossas memórias;

– Apostando em compras virtuais de Natal;

– Optando por uma passagem de ano intimista;

– Torcendo para que 2021 seja um ano mais leve do que 2020.

Foto e vídeos: reproduções