Mais uma marca pegou o bonde dos desfiles digitais. Trata-se da Prada, marca italiana que apresentou sua coleção na semana passada através das redes sociais e do seu site oficial.
O evento foi marcado pela despedida da estilista Miuccia Prada na idealização das coleções da label, pois a partir de setembro ela contará com a colaboração e o trabalho do estilista belga Ralf Simons para o desenvolvimento das novas coleções.
O fashion filme foi batizado com o titulo “O show que nunca aconteceu” e contou com a participação de cinco artistas distintos que juntos criaram uma única narrativa para o lançamento da coleção verão 2021.
O interessante da obra é que ela foi dividida em cinco capítulos diferentes, sendo que cada um deles foi ambientado em um cenário, desde um cinema antigo até o chão de uma fabrica. Além disso, a trilha sonora da película foi construída com músicas instrumentais, especialmente as compostas por piano e violino, bem como por ruídos obtidos do estalar dos dedos humanos e outras onomatopeias.
Quanto à coleção visualizada, a discrição a norteou do inicio ao fim e contou especialmente com peças em preto e branco, cinza, branco e rosa, além de outras poucas peças estampadas. Dentre as vistas, um casaco bege com flores diminutas e um vestido branco com flores azuis estampadas e laços delicados fechando a produção.
No entanto, as peças recorrentes na apresentação foram às camisas sociais brancas com seus colarinhos abotoados, as saias godês, além de leggings com pezinhos vistas por baixo de vestidos.
As peças com zíperes frontais aparentes, especialmente os casacos e vestidos também apareceram mais de uma vez no decorrer dos capítulos, assim como as saias transpassadas de couro e as sapatilhas baixas de bailarina.
Os tênis brancos continuam na moda, mas agora eles apareceram nas alturas, em cima de plataformas e sem ostentar cadarços; tudo para facilitar o seu calçar.
A ânsia por conforto na atualidade foi confirmada mais uma vez pela presença de slip dresses, por looks pijamas, por vestidos tubinhos e casacos de lã, bem como a utilização de hot pants no lugar de calcinhas sexies e de camisas de malha polo para a construção de um guarda-roupa funcional e perfeito para enfrentar o dia-a-dia domestico ou os encontros profissionais on-line.
Ah! A naturalidade proposta pelas roupas também foi extrapolada aos cabelos e makes e os modelos que desfilaram a coleção diante das câmeras mantiveram suas madeixas soltas, penteadas apenas e com suas faces
cobertas somente por bases e corretivos e nada de cores gritantes ou maquiagens dramáticas como foi visto recentemente na semana de moda francesa.
A parada final do bonde fashion aconteceu diante de uma modelo encostada em uma parede, segurando um coração de gesso nas mãos com a intenção clara de transmitir aquela mensagem amorosa e positiva que todos os consumidores da Prada estavam esperando entrar em contato.
Foto: reprodução