BLEFAROPLASTIA

Com o passar dos anos é comum que as pálpebras apresentem flacidez, ou que se formem aquelas bolsinhas de gordura abaixo dos olhos e, com isso, a beleza dos olhos pode ser prejudicada. Para corrigir esse problema, uma das cirurgias plásticas mais procuradas por pessoas mais velhas é a blefaroplastia, que visa à remoção do excesso de pele, de gordura e até, de uma pequena faixa muscular.
A cirurgia pode ser realizada tanto por um cirurgião plástico como por um médico oftalmologista e é um procedimento simples e rápido com duração média variando entre 40 minutos e 1h30. Feita com anestesia local, o médico faz uma pequena incisão na dobra horizontal da pele, de modo que a cicatriz fique invisível e ao longo da prega natural. Se feita na parte inferior dos olhos, a cicatriz será realizada abaixo dos cílios inferiores e também ficará impossível de ser vista. 
Já o pós-operatório da blefaroplastia é desconfortável ao paciente, pois apresenta certa ardência no local, além de inchaço e equimose, ou seja, vermelhidão ao redor dos olhos. Para amenizar estes desconfortos, o ideal é fazer compressas de água gelada, usar pomada de antibiótico e, se necessário, analgésicos via oral, além da aplicação de um colírio para lubrificar os olhos. Já os pontos cirúrgicos são retirados após cinco dias da realização do procedimento cirúrgico.
Quanto à higienização do local, esta deve ser feita de duas a três vezes por dia com água fria e sabonete de glicerina. Repouso durante uma semana também é indicado para que a cicatrização seja bem sucedida, bem como o uso de óculos solar, pois o sol dificulta a cicatrização e pode deixar a pele manchada no local. Dormir de barriga para cima durante duas semanas, além de evitar o uso de lentes de contato durante 10 dias após a realização da cirurgia e evitar a prática de atividades esportivas e físicas durante o mesmo período de tempo também são cuidados necessários para o sucesso integral da blefaroplastia.
Com relação aos resultados, após uma semana já é possível observá-los, mas somente após dois meses da realização do procedimento e quando todos os pontos estão realmente cicatrizados é que é possível verificar os efeitos finais e estéticos da cirurgia.
No Brasil, os planos de saúde não costumam cobrir a blefaroplastia, por geralmente se tratar de uma cirurgia estética, porém se for constatado pelo  médico oftalmologista que a sensação de peso nas pálpebras e o cansaço visual estão afetando a saúde e qualidade de vida do paciente, aí sim eles são obrigados a cobrir tal procedimento.
Não há contraindicações à blefaroplastia, porém pessoas diabéticas, cardiopatas e hipertensos devem controlar suas patologias através da realização de exames prévios antes de se sujeitar a cirurgia. Ela também pode ser refeita com o passar dos anos, com o avanço da idade do paciente e com o retorno das bolsas de gordura ou do acúmulo de pele, porém é indicado procurar um especialista habilitado antes de tomar qualquer tipo de decisão de rejuvenescer a região dos olhos.
 
Fonte: Dr. Fábio Teixeira (médico oftalmologista)
Foto: reprodução
 


 
CALCE AS CHUTEIRAS O esporte destaque em época de Copa do Mundo é mesmo o futebol, por isso ele é uma boa opção para as mulheres, podendo ajuda-las a conquistar condicionamento físico, músculos definidos, além de diminuir gorduras corporais localizadas. Saiba mais sobre os benefícios e os pontos positivos da modalidade esportiva que é a bola da vez do período.
No futebol, os músculos mais trabalhados são os inferiores, ou seja, as pernas, as coxas e os glúteos, entretanto os membros superiores não podem ser desprezados pelas adeptas da modalidade e um trabalho de fortalecimento destes também deve ser feito conjuntamente, através da prática da musculação.   
Segundo o educador físico Alex Roberto de Lima, o trabalho realizado com os membros superiores deve ser mais leve e de intensidade menor do feito com os membros inferiores para não é enrijecê-los e, com isso, não travar durante as partidas ou jogos.
O profissional também alerta para que exercícios de alongamento façam parte da rotina das jogadoras e sejam feitos antes de entrar em campo, mas antes do apito inicial, exercícios de aquecimento com bola, onde fundamentos da modalidade esportiva, como passes e cabeceios também devem ser realizados e eles não devem ultrapassar 15 minutos de duração.
A boa notícia é que uma partida de 90 minutos queima acima de 1800 calorias e os resultados são rápidos e visíveis. Não há muitas diferenças em relação a gastos calóricos de rolar a bola em campo de grama natural ou em campo de cimento, pois o que irá definir a quantidade de calorias gastas é a natureza da competição, ou seja, se ela é de cunho recreativo ou profissional, além da intensidade impressa durante a partida. 
Também não há muitas diferenças entre os treinos realizados entre os integrantes dos “Clubes do Bolinha” e dos “Clubes da Luluzinha”. De acordo com Lima, não há distinção entre a parte física, técnica e prática dos treinos masculinos e femininos, mas sim no trato dado a cada um dos gêneros. “A intensidade dos treinos também é variável por conta da estrutura corporal diferenciada de homens e mulheres”, disse Alex.  
Jogar futebol traz outros benefícios à saúde, pois ajuda o sistema cardíaco a trabalhar direitinho, além de melhorar a concentração, diminuir o stress e os sintomas da TPM, gerar bem-estar, ajudar na socialização, no desenvolvimento de trabalho em equipe, entre outros.
Antes de começar a prática esportiva, é preciso passar por uma avaliação médica. Com o aval do médico nas mãos, basta procurar algum centro de treinamento, clube ou academia que ofereça a modalidade. Lembre-se de nunca amarrar as chuteiras e entrar em campo com o estômago vazio ou desidratada. Uma hora antes das partidas ou treinos, faça refeições leves e beba água ou sucos naturais. Depois disso, é só correr para o abraço e balançar a rede o maior número de vezes.     
Foto: reprodução  
 
CUIDADOS COM A PELE DURANTE O INVERNO

Basta a temperatura cair um pouco para a pele sentir os primeiros sinais de ressecamento e mudanças de textura ou apresentar algumas descamações. Os dias frios e secos favorecem a perda de água do organismo e deixam a pele desidratada. Outros fatores prejudiciais são os banhos quentes que impulsionam a perda do fator de hidratação natural, além do uso de roupas que provocam atritos na pele. 

A ingestão de líquidos como água, sucos, chás, além da adoção de banhos curtos e com água morna são alguns cuidados para serem adotados durante o inverno, além da hidratação diária do corpo com cremes e loções destinados ao seu tipo de pele.

Outras sugestões como retirar toda a maquiagem com produtos de higienização antes de dormir também ajuda manter a saúde de sua pele. E evitar usar produtos que contenham álcool na fórmula para não desidratar a pele. 

Não se esqueça de aplicar filtros solares no rosto e no corpo diariamente e de também hidratar os lábios durante os dias frios do ano para evitar rachaduras e ressecamentos no local. 
Foto: reprodução

 
ZUMBA FITNESS

Ritmo latino que mistura passos de salsa, merengue, reggaeton e cumbia, a zumba é uma das novidades oferecidas pelas academias de ginástica em todo o país. Criada pelo colombiano Alberto Perez e lançada nos Estados Unidos no início do século XXI, a modalidade também conquistou adeptos em outros 120 países e artistas como J. Lo, Natalie Portman, Emma Watson e Halle Berry.
Os benefícios de sua prática são muitos e dentre eles estão: melhora na condição cardiovascular, melhora na condição respiratória e no fortalecimento muscular. Além disto, a modalidade também trabalha o equilíbrio, estimula a coordenação motora e melhora a postura corporal.
Segundo o instrutor de zumba João Paulo de Oliveira Amarante, o aluno trabalha coxas, glúteos, panturrilhas e outras partes do corpo sem perceber. Democrática, a modalidade absorve pessoas de diferentes faixas etárias e é uma opção para quem deseja dançar e se divertir sozinha, pois os passos de zumba são realizados individualmente e não em dupla como as danças de salão.  
Outra diferença da zumba em relação a outros ritmos dançantes é que ela não é ensinada com marcação e cada aluno acompanha a aula de sua própria maneira. A comunicação não verbal também prevalece durante os encontros e é através de gestos que o instrutor de zumba repassa toda a coreografia aos alunos.
Em uma aula de 50 minutos é possível queimar até 800 calorias, por isso a modalidade está sendo bem aceita por quem deseja enxugar medidas para o próximo verão. “Eu mesmo emagreci cinco quilos em um mês depois que comecei a dançar e lecionar zumba”, disse João Paulo.
Já quem deseja manter o peso atual, a dica do instrutor é conciliar as aulas de zumba com outras atividades físicas como aulas de ginástica localizada e treinos de musculação. Quanto ao figurino usado durante as aulas, este deve ser leve, colorido e compatível com a prática de atividades físicas, além do uso de sapatos confortáveis como tênis com amortecimento e apoio lateral.
Aulas de zumba na água estão programadas para incendiar a estação mais quente do ano e será uma das novidades oferecidas pelas academias durante o próximo verão.
  
  

        



CROSSFIT

Modismo atual nas academias de São Paulo, o crossfit concilia exercícios de atletismo, militar, de ginástica olímpica, além de musculação em uma única modalidade esportiva. E neste caldeirão de estímulos físicos, o que é possível de se observar é que as aulas de crossfit são dinâmicas, desafiadoras e indicadas para quem está cansada de fazer as aulas tradicionais oferecidas no templo de malhação. Além disto, o gasto calórico da atividade é elevado e varia de 800 a 1500 calorias em uma aula de 60 minutos de duração. Saiba mais sobre o assunto.
- O que é o crossfit?
Rogério: É um programa de treinamento de força e condicionamento geral que proporciona a mais ampla adaptação fisiológica possível para qualquer tipo de pessoa, independente da idade ou condicionamento físico.
- Por que o crossfit não é uma modalidade monótona?
Rogério: Porque o treino não é caracterizado por uma rotina específica de exercícios como os encontrados em uma academia convencional, embora trabalhe com anilhas e halteres. Os alunos têm mais liberdade de se exercitar com a utilização de cordas, pneus, barras, exercícios livres, corridas variadas como a corrida na areia, corrida com tração ou corrida com subidas.
- Quais são os principais benefícios para a saúde?
Rogério: O treinamento em questão gera uma maior otimização de todas as capacidades físicas como resistência cardiorrespiratória, resistência muscular, força, flexibilidade, potência, velocidade, coordenação motora, agilidade, equilíbrio e precisão do movimento, além da melhora postural e definição muscular.
- Quais são as condições físicas necessárias para uma pessoa começar a praticar o crossfit?
Rogério: O interessante do crossfit é que cada treino pode ser adaptado para o nível de condicionamento do aluno e suas especificidades, embora quem não conheça a modalidade pode se assustar no primeiro contato por se tratar de um treinamento alternativo e derivado de treinamentos militares.
Os treinos são variáveis e classificados como iniciantes, leves, moderados e intensos.  E cada aluno imprime o seu próprio ritmo durante a realização destes.    
- Os treinos podem ser personalizados ou o crossfit é uma atividade esportiva que necessita ser feita em grupo?
Rogério: Os treinos podem ser tanto individualizados como em grupo, porém as aulas em grupo são mais animadas com a presença de várias pessoas de diferentes sexos, idades e condicionamentos.
- Como os treinos são intensos, quais os cuidados que os adeptos da modalidade devem ter?
Rogério: Os treinos de crossfit devem ser supervisionados por um profissional da área de educação física. Um profissional qualificado vai garantir que o aluno esteja bem aquecido e que execute a técnica do exercício de forma correta, além de corrigir posturas corporais inadequadas. Todos são fatores que ajudam prevenir lesões e desconfortos posteriores.
Além disto, a escolha dos exercícios que serão executados durante o treino, bem como sua distribuição e sequência durante o período de treinamento ajudam minimizar possíveis danos à saúde.
- Como o treino é dividido?
Rogério: Primeiramente, os alunos fazem um aquecimento de 15 minutos. Na sequência, eles trabalham movimentos técnicos como técnica de levantamento olímpico. Após o aquecimento e o trabalho técnico, os adeptos da modalidade fazem o treino do dia que é o mais intenso e que tem duração de 20 minutos. O treinamento se encerra com exercícios de alongamento com duração aproximada de 10 minutos.
Fonte: Rogério Brandão Ribeiro (professor de educação física).    
Foto: reprodução

 
DEEP RUNNING

A corrida na água ou deep running surgiu em 1980, nos Estados Unidos. No Brasil, a modalidade ganhou adeptos a partir de 1992 e depois da divulgação de seus principais benefícios como melhora na condição cardiorrespiratória, na circulação sanguínea, no fortalecimento muscular entre outros.
Para a realização deste exercício aeróbico é necessário o uso de um flutuador fixo na cintura do praticante e que permitirá a pessoa boiar e realizar passadas com os pés suspensos.
A técnica usada em uma aula de deep running é a mesma utilizada em uma aula de corrida realizada no solo, mas o impacto das duas é completamente distinto, pois na primeira opção não há choques com a superfície e na segunda, o impacto com o solo é de duas a três vezes o peso corporal do corredor.
Para quem gosta de se exercitar nas águas cloradas, o deep running é uma alternativa para as aulas de hidroginástica e natação, além de ser uma possibilidade para pessoas com rupturas musculares de continuar treinando e mantendo sua capacidade cardiorrespiratória.
Já para quem deseja obter um resultado estético rápido, o ideal é associar as aulas de deep running com corrida no solo e com a prática de musculação; tudo se não tiver nenhum problema articular. Outra opção é intensificar e agilizar as passadas dentro da água.
Além disto, os movimentos realizados dentro da piscina podem proporcionar o mesmo efeito de uma sessão de drenagem linfática, pois através da resistência gerada pela água, esta faz uma massagem natural no corpo.
No geral, a modalidade não possui contraindicações e o deep running pode ser praticado por pessoas acima de 14 anos, mas a atividade deve ser feita com moderação por pessoas com problemas na coluna.
Outra boa notícia é que em uma aula de 45 minutos de duração é possível queimar entre 400 e 420 kcal.
Fonte: Rogério Brandão Ribeiro (professor de educação física)

Foto: reprodução 

  

 
TERÇOL

As altas temperaturas, os ambientes quentes e o uso frequente de maquiagem favorecem a fabricação excessiva de suor e de oleosidade na pele da região ocular, por isso é comum o aparecimento de terçol nos olhos.
O ser humano possui 23 glândulas que produzem gordura na pálpebra inferior e 18 glândulas que produzem gordura na pálpebra superior dos olhos, sendo que os orifícios destas glândulas saem entre os cílios. Existem pessoas que têm excesso de produção de gordura no local e esta abundância acaba se transformando em um ambiente propício para a proliferação bacteriana e para o aparecimento do terçol.
O terçol nada mais é do que o entupimento destas glândulas com consequente infecção, inflamação e evolução. Ele tende a desaparecer entre uma e três semanas, mas caso isto não ocorra, o terçol pode progredir para a formação de um cisto chamado calázio.
Para tratar o terçol é necessário adotar medidas simples como fazer compressas com água morna, além da limpeza da pálpebra com shampoo neutro e água morna. Já a aplicação de pomada de antibiótico e anti-inflamatório só pode ser usada com prescrição médica. E o uso de antibiótico via oral é usado em casos de reincidências da patologia.
Foto: reprodução
Quanto ao calázio, o paciente deve se sujeitar a um procedimento cirúrgico com a retirada da lesão ou a injeção de corticoide no local; ambos realizados por um oftalmologista.
Dica do profissional:
Uma das maneiras de evitar o aparecimento do terçol é retirar toda a maquiagem após seu uso com produtos específicos como demaquilantes ou com shampoo neutro, atentando para a limpeza da borda das pálpebras.
Fonte: Dr. Fábio Teixeira (médico oftalmologista)

 
BROTOEJAS Dengue, micoses, intoxicação alimentar, insolação, desidratação, conjuntivite são algumas doenças típicas da estação mais quente do ano, mas as altas temperaturas também propiciam o aparecimento de brotoejas.
As brotoejas são erupções vermelhas que surgem na pele, provocadas pelo acúmulo de suor nas dobras do corpo como pescoço, debaixo dos braços e na virilha ou em áreas abafadas com bonés e chapéus como o couro cabeludo, testa e rosto.
Crianças e idosos são as principais vítimas das brotoejas, mas elas também afetam usuários de roupas apertadas e quentes e pessoas com alta sensibilidade dérmica.
As brotoejas não doem, mas podem coçar bastante, por isso é importante fazer uma visita ao médico dermatologista antes de passar cremes, pomadas e loções nas erupções, além de receber orientações de como proceder em momentos críticos.
Para amenizar os sintomas, tomar banho com sabonete de glicerina,  enxugando o corpo com toalha seca sem esfregá-la sobre as erupções e sim, pressionando-a, levemente, contra a pele é uma das dicas dadas.
Caso o calor esteja intenso e você tenha necessidades de acalmar sua pele mais de uma vez ao dia, o segundo banho do dia é permitido, porém este deve ser tomado somente com água e sem a aplicação de sabonetes e outros cosméticos. E, caso as brotoejas apareçam no couro cabeludo, testa e rosto, lavar os cabelos durante o dia, evitando dormir com as madeixas úmidas.
Outras sugestões para quem está com brotoejas é tomar de 15 a 20 minutos de sol fraco diariamente, evitar o uso de roupas feitas de tecidos sintéticos, optando pelo uso de roupas frescas como as feitas de algodão. Além disto, é importante hidratar o corpo com água e outros líquidos como sucos naturais de frutas, água de coco e chás. 
Um cuidado relevante nestes casos também é manter as unhas de crianças e idosos aparadas para evitar o aparecimento de ferimentos, arranhões e contaminações desnecessárias no local.
 
Fonte: Luciana Alves da Silva (enfermeira)
Foto: reprodução   
 
MULHER ELÁSTICA


Para quem inveja os poderes de Helena, matriarca da família do filme “Os Incríveis”, saiba que parte de sua flexibilidade e facilidade para se curvar, comprimir e esticar também podem ser alcançadas através de treinos e do uso de elásticos extensores pelas mulheres reais.
Barato, leve, portátil e de fácil manuseio, o elástico é a opção para quem deseja economizar com a academia, malhar em ambientes diferenciados e em horários alternativos. Além disto, ele é adaptável às necessidades de suas usuárias e tem como pontos fortes o fortalecimento da musculatura e a melhoria estética da silhueta.       
Em tempos de grandes demandas profissionais e pessoais, onde ter  maleabilidade e jogo de cintura é um diferencial competitivo, o elástico pode se transformar em aliado contra o sedentarismo e a paradeira reinante entre os jovens da atualidade. Saiba mais sobre o assunto e como entrar em forma para o próximo verão com o estica e puxa do elástico.   
Benefícios
O elástico ou thera band tem grandes vantagens, ele é versátil, prático e de baixo custo, podendo ser usado em reabilitações de lesões, uso pós-cirúrgico, fitness, prevenções de lesões, treinamento esportivo, promovendo fortalecimento muscular e articular tanto em programas feitos para fitness como para condicionamento físico. Além de estabilidade do tronco, o uso de elástico é indicado para trabalhar glúteos, pernas, coxas, braços e abdômen. Nas aulas em que o enfoque é treinamento funcional, usa-se muito o elástico.
Cuidados necessários
A primeira dica é procurar um profissional de educação física para mostrar os exercícios e fazer as correções posturais necessárias. Qualquer exercício feito sem a ajuda de um profissional por perto não é recomendado, então a pessoa que for usar o elástico para treinar sozinha, precisa tomar cuidado com a postura, com o tamanho do elástico, com a posição que será executada o movimento, com o número de repetições e as séries feitas, assim como a espessura do elástico. Outro cuidado importante é em relação a sua fixação ou base, pois ele não pode escapar, partir no meio ou arrebentar.
Intervalos necessários
As fibras musculares se regeneram a cada 48 horas, no mínimo, para a próxima sessão de exercícios físicos. Caso queira fazer exercícios com elástico, diariamente, o conselho do profissional é para não usar o mesmo grupo muscular em dias seguidos. O melhor é dividir os treinos entre membros inferiores e superiores, assim ficaria braços, abdômen, peitoral e costas em um dia e, pernas e glúteos em outro, respeitando o período de 48 horas de descanso dos músculos.
Já entre as séries, o tempo de descanso deverá oscilar de 30 a 60 segundos.
Ajustes necessários
O elástico ou tubo elástico é ajustado pela espessura ou calibre do cano. Já o thera band é por cores diferenciadas, então cada cor tem sua espessura e grau de dificuldade. As cores variam de acordo com cada fabricante existente. Hoje, já se encontra, no mercado, elásticos thera band para treinos com cores também.
Vantagens e desvantagens
Tanto o elástico como a thera band tem em comum o mesmo tipo de resultado e treinamento. Os dois são até confundidos por muitas pessoas, portanto não existem diferenças entre um treinamento e outro, se considerarmos a mesma espessura de faixa e grossura de tubo. As diferenças entre estes materiais são constatadas nos preços e comodidade, já que a thera band é encontrada com preços distintos e, geralmente, o tubo de látex é encontrado facilmente e por um preço muito baixo. Considerando os dois materiais, o thera band vem em cores diferenciadas para ajudar na intensidade do exercício, enquanto o elástico de látex, você tem que saber a espessura que vai querer e o seu tamanho.    

Fonte: Diego M. Porto (Professor de educação física).
Contato: diegomporto@hotmail.com ou através do telefone (18) 8130-2968.     
Foto: reprodução

 
MANTHUS O verão está se despedindo, mas os tratamentos estéticos realizados dentro de clínicas e centros de estética continuam sendo uma ótima pedida para o outono e inverno, por isso nada de brecar os cuidados com o corpo durante a meia estação, tenha esta preocupação durante todo o ano!
E o Manthus é a nossa sugestão para a estação das folhas caídas. Para quem nunca ouviu falar no aparelho, o seu segredo está na combinação do efeito de ultrassom tripolar que quebra as células de gordura com outro estímulo, uma corrente polarizada que usa o princípio da íontofose, espécie de mesoterapia sem agulhas fazendo com que as células de gorduras quebradas em partículas menores caiam nas linfas, sendo eliminadas pelo organismo como forma de energia.
O tratamento é indolor e é indicado para quem deseja melhorar o contorno corporal, drenar tecidos, tratar pré e pós-cirúrgicos, hematomas e dores crônicas. As sessões duram, em média, 30 minutos e devem ser associadas com sessões de massagem modeladora manual ou endermologia para a obtenção de melhores resultados.
Cubra seu corpo com este carinho!
Fonte: Andréa Piusi (massoterapeuta).
Onde fazer: Vita Espaço, localizado na rua Itaberá, 126, Campinas (SP).
Pacotes promocionais para o mês de março:
- 10 sessões de manthus + 10 sessões de modeladora manual sai por R$ 600,00 à vista ou 3 X de R$233,00.
- 10 sessões de manthus + 10 sessões de endermologia custa R$ 500,00 à vista ou 3X de R$ 200,00.
Informações: (19) 3276-1256.  
Foto: reprodução
 
MICROPUNTURA Tratamento estético usado para suavizar marcas de expressão, estrias e cicatrizes, além de proporcionar uma pele mais jovem, firme e longe de rugas e flacidez, a micropuntura consiste na estimulação da derme através de um indutor manual contendo agulhas de acupuntura. Seu objetivo é implantar princípios ativos para a produção de colágeno e elastina e promover a regeneração do tônus da pele. A aplicação de laser complementa o tratamento para uma rápida cicatrização e esterilização da pele.
Benefícios
Aumenta a elasticidade da pele, reduz os radicais livres, reduz linhas de expressão, oferece efeito lifting, proporciona firmeza nas regiões trabalhadas, repõe os nutrientes da pele, além de outros ganhos citados anteriormente.
Cuidados
Os cuidados que devem ser seguidos durante uma semana após a sessão são: evitar alimentos que contenham betacaroteno como cenoura, mamão, abóbora e manga. Esta restrição ao betacaroteno se deve ao fato da substância ativar os melanócitos (células especializadas em produzir melanina, pigmento natural da pele), o que pode desencadear uma coloração amarelada nas regiões tratadas. Além disto, a cliente também deve evitar se expor ao sol, freqüentar praias e piscinas.
Conversa prévia
Uma avaliação anterior deve ser feita pelo profissional antes de iniciar o procedimento.
Número de sessões
Para um bom resultado, são necessárias de três a sete sessões de micropuntura, dependendo das marcas e características de cada pele.
Descanso
O intervalo entre as sessões é de 30 dias.
Duração
O tempo de duração da sessão varia de uma hora à uma hora e meia.
Durabilidadade
De seis a nove meses após a última sessão
Preço
O valor de cada sessão é de R$ 130,00
Onde fazer: Narege Atelier de Artes, localizado na rua Rosa de Gusmão, 901, em Campinas (SP).
Informações: (19) 3243-5039
Foto: reprodução
 
GOMAGEM

Tratamento estético ideal para ser feito durante o verão e quando a pele fica mais exposta aos efeitos do sol, a gomagem ajuda na eliminação de manchas, de células mortas, na uniformização da cor da pele, a atenuar rugas superficiais, remover comedões e pêlos encravados, corrigir cicatrizes de acne, afinar e clarear superfícies como joelhos, pés, cotovelos e mãos, além de promover uma nutrição profunda na pele das mulheres.
Etapas
Três etapas fazem parte do tratamento. São elas:
A - Esfoliação
Cremes, sabonetes ou outros agentes esfoliantes que contenham substâncias abrasivas são aplicados na pele da cliente com o objetivo de remover células mortas e aumentar a permeabilidade cutânea para absorção de outros ativos.
Depois da aplicação do agente esfoliante, a esteticista o espalha pelo corpo com o uso de luvas, em movimentos circulares e pressão gradual até atingir totalmente a área tratada. Na seqüência, o produto é removido do corpo com toalhas umedecidas.
B - Hidratação
Depois de feita a esfoliação, a pele fica frágil por ter perdido sua proteção natural e precisa de cuidados como sua hidratação. Esta acontece através da aplicação de cremes hidratantes com óleos essenciais que tem como objetivo repor a água perdida do corpo e nutrir profundamente a pele.
C - Massagem relaxante
O tratamento é finalizado com uma sessão de massagem relaxante.
Indicação
A gomagem corporal é um tratamento indicado para pessoas que apresentam envelhecimento cutâneo, peles com excesso de células mortas (muito grossas) e para peles oleosas.
Pessoas com peles sensíveis também podem fazer o tratamento de beleza, porém é necessário realizá-lo uma vez ao mês e o profissional ter o cuidado de usar produtos que façam uma esfoliação bem suave e movimentos leves para não machucar a pele da cliente.
Nas peles mais jovens com tendência a oleosidade, a gomagem pode ser feita duas vezes na semana para retirar o excesso de sebo e evitar formação de cravos. Já as peles maduras podem ser esfoliadas uma vez por semana, devido ao seu funcionamento ser mais lento e ter a necessidade de se sujeitar a uma ativação externa para estimular o processo de regeneração celular. 
Contra indicação
Há casos em que a esfoliação não é indicada como em pessoas que têm problemas severos de acne, pois pode agravar seu estado e desencadear uma inflamação das glândulas sebáceas.
Pacientes com histórico de câncer de pele ou com feridas na pele também não devem fazer a gomagem.
Outra recomendação é sempre testar, previamente, os produtos usados durante o tratamento na pele da cliente.

Fonte: Maria Luciene Nunes Ribeiro (técnica esteticista)
Onde fazer: Atualle, localizado na rua Vital Brasil, 302, em Campinas (SP).
Tempo de duração do tratamento: 1h20
Preço: a partir de R$ 60,00.
Informações: (19) 3381-9820.

Foto: reprodução

 
ALIMENTOS ORGÂNICOS


Os alimentos orgânicos são aqueles plantados em solos tratados e crescidos longe de agrotóxicos, adubos químicos ou pesticidas. O sistema de cultivo orgânico privilegia e respeita as leis da natureza, as épocas de safras, o manejo agrícola e os direitos dos trabalhadores. Por tudo isto, os alimentos orgânicos estão conquistando pessoas preocupadas com a saúde, com o bem-estar próprio e do planeta.
Benefícios
Os alimentos orgânicos possuem alto valor nutricional com concentrações maiores de vitaminas e sais minerais e quantidades menores de água. Além disto, eles são mais saborosos e aromáticos e seu ciclo de vida é maior do que os demais alimentos existentes no mercado. Se higienizados e armazenados corretamente, os alimentos orgânicos agüentam até dez dias na geladeira.
Quanto aos benefícios à saúde, eles fortalecem o sistema imunológico e favorecem o trânsito intestinal de seus consumidores. Médicos oncologistas e alergologistas estão indicando-os para seus pacientes e aconselhando o investimento na alimentação de qualidade para a prevenção e tratamento de doenças.
Desvantagens
Os únicos pontos negativos dos alimentos orgânicos é que os custos envolvidos no processo produtivo destes são maiores do que os demais e os preços praticados no mercado ainda são superiores aos encontrados em alimentos hidropônicos (cultivo que usa compostos nutritivos no lugar do solo) ou alimentos cultivados tradicionalmente (cultivo que possui permissão para utilizar quantidades específicas de agrotóxicos, adubos químicos e pesticidas). 
Guerra às pragas
Plantas bem nutridas e solos bem fertilizados estão imunes contra pragas e doenças. Pulverizações com chás naturais como o de alho e pimenta, citronela, coentro e outros são usados no combate as moléstias presentes.
O plantio de plantas consideradas repelentes de pragas como manjericão, gergelim, alecrim, cravo de defunto ou girassol também é usado entre os canteiros de alimentos orgânicos.
Outra maneira de eliminar pragas é através do controle biológico ou o uso de predadores criados em laboratórios que trabalham na defesa de pés saudáveis e das plantações.
Solo saudável
Já o solo é preparado com o uso de minhocas e a utilização de compostagem feita de esterco, cascas de alimentos, capim e outros elementos desprezados pelo homem e aproveitados na cultura orgânica. Esta mistura é depositada na terra de 60 a 90 dias após o processo de decomposição natural preparando o solo para receber sementes de boa qualidade. Importante fazer o rodízio de cultura nos canteiros para a obtenção de um solo fecundo e produtivo por mais tempo.    
Higienização e armazenamento
O ideal é que verduras e legumes sejam armazenados limpos na geladeira. No caso das folhas, elas devem ser lavadas uma a uma, dos dois lados, em água corrente. Não há necessidade de submetê-las a imersão em água com vinagre ou água sanitária, mas sim a eliminação completa de resquícios do mineral com o objetivo de retardar o processo de apodrecimento e oxidação das folhas.
Posteriormente, deposite as folhas em recipientes ou vasilhas com tampas e revestidos de papel toalha.
Já os legumes e frutas devem ser lavados inteiros em água corrente. Os que apresentam cascas mais rugosas e resistentes podem ser esfregados com uma escovinha de mão e armazenados na geladeira.
Bateção de panelas   
Para cozinhar verduras, refogue-as sem adição de água adicional para evitar perdas de vitaminas e minerais. Ao utilizar legumes, corte a casca bem fina, pois a concentração de nutrientes se encontra próxima à casca. Legumes conservam seus nutrientes se mantiver a casca durante a cocção. Cozinhe somente o suficiente para que fiquem macios.
Hortaliças como repolho, couve-flor e brócolis devem ser cozidos em panela destampada. Sempre que possível, utilize a água de cocção de legumes e hortaliças no preparo de arroz, sopas, molhos ou fundos.
Evite o uso de bicarbonato de sódio ou outras substâncias químicas para cozinhar legumes.
Sucos e saladas de frutas devem ser consumidos logo após o preparo para não perder suas vitaminas. 
Herança
O legado deixado às próximas gerações devido ao consumo de alimentos orgânicos é a existência de solos férteis, água pura, redução do gás carbônico e de problemas de saúde. 
Ponto final
“Investir em uma boa alimentação e em saúde é minha sugestão para alcançar longevidade e usufruir melhor desta vida”, disse Siha.

Fontes: Siha Fernandez Valente Galvão, sócia-proprietária da horta orgânica Sinal Verde e Luciana Maróstica, redatora deste site e professora de alimentos e bebidas.
Onde comprar alimentos orgânicos: Sinal Verde, localizada na rua Garcia Paes, 330, em Presidente Prudente (SP). Informações adicionais através do fone: (18) 3221-1207. 
Foto: reprodução

 
CHIA


Alimento popular entre incas, maias, astecas e povos pré-colombianos, a chia está sendo descoberta pelos brasileiros atualmente e roubando espaço do amaranto, da quinoa, da linhaça, do gergelim e de outras sementes com alto valor nutricional.
Ela também é considerada um dos alimentos mais poderosos e funcionais do mundo e, sua nomenclatura não deixa dúvidas de seus poderes e significa “força” pela energia que proporciona aos seus adeptos. Além disto, a chia  pode ser acrescentada em dietas e nas principais refeições de mulheres preocupadas com a saúde e em desfilar silhuetas enxutas.
Saiba mais sobre a potencialidade desta semente.
Abundância
Fonte vegetal mais rica em ácidos graxos ômega 3, sendo 60% do seu óleo ômega 3 e 40%, ômega 6. Para vocês terem uma ideia, em uma colher de sopa de óleo de chia há, em média, 4,3 g de fibra alimentar. Além disto, é uma rica fonte de proteína vegetal, 19% a 23% do seu peso contém todos os aminoácidos essenciais em equilíbrio perfeito.
Rica em minerais como cálcio, magnésio, fósforo, manganês, vitamina B1, cobre, potássio e antioxidantes naturais (ácido clorogênico e ácido cafeico), sendo que sua capacidade antioxidante total é de 70 por grama.
O poderoso grão possui duas vezes mais potássio do que a banana (223 mg em 25g de sementes), três vezes mais ferro do que o espinafre (12,2 m em 25 g de sementes), seis vezes mais cálcio do que o leite integral (218 mg em 25 g de sementes), oito vezes mais ômega 3 do que o salmão (5,2 g em 25 g de sementes), 15 vezes mais magnésio do que o brócolis (117 mg em 25 g de sementes).
Pontos positivos
Pesquisas recentes, como as publicadas no American Diet Association e British Journal of Nutrition, comprovam vários benefícios que a ingestão das sementes de chia proporciona.
- Diminuir o apetite, aumentando a sensação de saciedade, auxiliando nas dietas de emagrecimento pelo seu teor de fibras (alimento saciotogênico),
- Manter o corpo hidratado, benéficas aos esportistas pelo seu potencial hidrofílico.
- Melhorar os fatores de risco cardiovascular em pacientes portadores de diabetes tipo 2 como a redução da pressão arterial,
- Reduzir os níveis plasmáticos de colesterol total e aumentar os de HDL (bom colesterol),
- Prevenir e normalizar a resistência periférica a insulina e hiperinsulinemia, equilibrando o açúcar do sangue, garantindo energia ao longo do dia e diminuindo assim o risco de diabetes tipo 2,
- Regularizar o trânsito intestinal. A semente de chia pode fixar até 12 vezes seu peso em água, melhorando a qualidade e a consistência das fezes,
- Proteger a mucosa do intestino porque forma uma camada de mucilagem na parede intestinal que impedem que bactérias patogênicas causem danos,
- Prevenir a inflamação de divertículos (diverticulite), pois a fibra solúvel hidrata o cólon e facilita o movimento peristáltico,
- Aumentar a resistência a doenças, propriedades antiinflamatórias e neuroprotetoras,
Consumo
As sementes de chia podem ser consumidas cruas, espalhadas inteiras ou moídas em cereais, iogurtes, saladas e frutas. Quando moídas, elas podem ser adicionadas em massas de pães, bolos e biscoitos.
No México, elas são consumidas com água e sucos de frutas, sendo conhecida como chia fresca. Para tanto, basta colocar duas colheres de chá de sementes de chia em 250 ml de água, mexer e deixar repousar até criar um líquido gelatinoso.
Como as sementes conseguem absorver várias vezes o seu peso de água, formando uma espécie de gelatina, elas são ótimas como substitutas do ovo. Sua textura gelatinosa em água pode ser aproveitada para fazer papas, mingaus e pudins, sendo uma opção de espessante natural.
Quantidade ideal
É encontrada nos formatos de grãos, farinha e óleo. Iniciar com uma colher de chá por dia e aumentar conforme tolerância até duas colheres de sopa por dia.  Para efeito saciotogênico, recomenda-se ingerir uma colher de sopa 30 minutos antes das principais refeições com um copo de água.
Compras
Em lojas de produtos naturais como Mundo Verde, em mercados públicos ou municipais.

Fonte: Roberta Veiga Machado (nutricionista)
Onde consultar: Av. Goethe, 71, sala 507, no bairro Moinhos de Vento, Porto Alegre (RS).
Contato: vroberta@ghc.com.br  
Foto: reprodução   

 
DRENAGEM LINFÁTICA: TOQUES MÁGICOS

A drenagem linfática é uma das técnicas usadas para eliminação de líquidos e toxinas do corpo humano, além de ajudar na oxigenação da pele deixando-a mais macia e brilhante. Dez entre dez famosas estão recorrendo à drenagem para ajudá-las na modelação de um corpo escultural e seco; livre das gorduras localizadas e compatíveis com as exigências estéticas atual.
        
- O que é drenagem linfática?
Mônica: A drenagem linfática é uma técnica de massagem feita para estimular o sistema linfático a trabalhar em um ritmo mais acelerado, mobilizando a linfa até os gânglios linfáticos. Por este processo são eliminados o excesso de líquidos e as toxinas.
A drenagem pode ser feita de forma manual e mecânica, porém a manual é a mais encontrada em centros estéticos.

- Como é feita a drenagem manual?
Mônica: Como o próprio nome diz, a drenagem manual é feita com as mãos através de movimentos leves de deslizamento e suaves pressões no corpo. O objetivo principal da drenagem manual é fazer movimentos sempre em direção a alguns pontos chaves do corpo humano como virilha, axila, poplito (atrás do joelho) e coluna cervical.
Se mal realizada, a massagem pode desenvolver hematomas e até chegar a estourar vasinhos, por isto a importância de um profissional especializado da área para seu feitio.

- Há a necessidade do uso de um creme para a massagem? Por quê?
Mônica: Geralmente sim. O creme ajuda no deslizamento das mãos durante as manobras, mas utiliza-se pouca quantidade deste.
No mercado, você irá encontrar tipos distintos de cremes para a realização da drenagem, mas o ideal é comprar um que seja mais gorduroso para facilitar este deslizamento.

- Quantas sessões são indicadas para obter os primeiros resultados?
 Mônica: São, no mínimo, dez sessões para que a cliente comece a ver algum resultado positivo da drenagem. O recomendado é que se faça a massagem três vezes por semana.

- Há algum caso em que a drenagem é contra-indicada?
Mônica: Sim. A drenagem é contra-indicada, principalmente, para pessoas com câncer, pessoas com trombose e pessoas que estejam em estado febril.

- Em que situações a drenagem é recomendada?
Mônica: A drenagem é recomendada, principalmente, para fins estéticos, mas ela também é um recurso muito utilizado no período pré e pós-operatório.
Pessoas com histórico de problemas circulatórios também recorrem à massagem porque serão as mais beneficiadas com a ação da drenagem, pois será mais visível a diminuição da retenção de líquidos.

- Ela funciona sozinha?
Mônica: Não. O ideal é associá-la com uma atividade física e alimentação balanceada porque a junção dos três esforços potencializará o resultado final.

- Como a drenagem combate a celulite e a gordura localizada?
Mônica: A drenagem não é a solução para os casos mais graves! Ela ajuda sim no combate da celulite, mas é necessário associá-la também a mudanças de atitude pessoal para a obtenção de uma melhora estética.
Alguns centros estéticos recorrem a aparelhos como os ultra-sons para combater estágios avançados de celulite e gordura localizada.

Dica da massoterapeuta
- Procurar sempre locais e profissionais especializados na área para a realização da drenagem linfática.
 
Fonte: Mônica Moreira Branco, massoterapeuta
Foto: reprodução

 
ARGILOTERAPIA

Matéria-prima usada na produção de objetos de decoração, instalações artísticas ou em aulas educativas, a argila também está sendo utilizada em terapias corporais e em tratamentos estéticos. Para tanto, a escolha de uma argila limpa e acrescida de minerais é essencial para o sucesso desta terapia, bem como a escolha do profissional e do local para sua aplicação. Em entrevista, a terapeuta corporal e integrativa Alcione Valéria Stancatti falou sobre o assunto.

Tipos de argila
Eu utilizo dois tipos distintos de argila durante as sessões de argiloterapia: a verde e a branca. A primeira é usada nas aplicações corporais e a segunda, em aplicações faciais. Estas argilas são compradas em pó e posteriormente, dissolvidas em água mineral. Alguns terapeutas também acrescentam nesta mistura óleos essenciais, mas estes devem ser usados com cuidado!

Principais benefícios
A argiloterapia é muito usada no combate de dores, inflamações, infecções, tumores, desintoxicações, problemas digestivos, dermatológicos, ginecológicos entre outros. Além disto, esta terapia também trás resultados positivos no combate de doenças psicossomáticas como depressão, fobias, transtornos etc.

Sinal vermelho
Pessoas que possuam aberturas, escoriações, traumatismos na pele não devem fazer sessões de argiloterapia porque o contato direto da matéria prima com a circulação sanguínea não é indicado.

Passo-a-passo 
O primeiro passo é a realização de um questionamento prévio feito com o paciente para saber seus problemas, suas principais queixas e suas reais expectativas em relação ao tratamento. Após o levantamento destas informações, a terapeuta aplica uma camada de meio centímetro de espessura de pasta de argila nas regiões correspondentes às reclamações, deixando esta agir por tempo determinado.
Na argiloterapia, não é necessária a realização de manobras ou deslizamentos por parte da terapeuta, além de procedimentos prévios de preparação da pele como esfoliações, limpezas e aplicações de loções e cremes. A argila age sozinha e tudo que o organismo precisa para sua cura está contido nela, por isto o sucesso da terapia!
O tempo de duração de cada sessão de argiloterapia é de uma hora e após este período, a remoção da pasta de argila é necessária. Esta remoção é feita com água e através de banhos, dispensando o uso de produtos como cremes e hidratantes. Após a eliminação total dos resíduos, os efeitos positivos da argila já poderão ser sentidos e percebidos através da maciez, da boa aparência dérmica, da melhora dos sintomas e da instalação de um quadro de bem-estar pessoal.

Por que recorrer a argiloterapia
Esta terapia é impressionante! Ela não requer nada além do uso da própria argila. Seus poderes são enormes chegando até, a equilibrar as energias do corpo e do indivíduo. Muito se deve ao fato da argila favorecer a desintoxicação do sistema linfático e conseqüentemente, melhorar a circulação sanguínea.
A grande diferença desta terapia em relação às demais encontradas no mercado é que cada patologia pode ser tratada separadamente, além da possibilidade de associar o tratamento com outras terapias alternativas como os cristais, cromoterapia e aromaterapia. 

Curiosidades sobre a terapia
Neste tipo de terapia, o tempo de duração da sessão não é tão importante e sim, a frequência do cliente. Dependendo do seu estado de saúde, mais de uma sessão é recomendada semanalmente e a duração média da maioria dos tratamentos não ultrapassa três meses. Caso o cliente queira continuar desfrutando dos benefícios da argiloterapia após a alta profissional, sessões domésticas através das auto-aplicações de argila são permitidas. Para tanto, a recomendação é sempre seguir as orientações adquiridas anteriormente com o profissional da área.
Outra curiosidade desta terapia é que, em alguns casos, após a aplicação da pasta de argila, o cliente sente o resfriamento do local seguido de seu posterior aquecimento, por isto o descarte do uso de plásticos, gases e outros materiais que favoreçam o isolamento térmico e do local.    

Onde fazer sessões de argiloterapia: Bio Clínica localizada na rua Barbosa da Cunha, 835, em Campinas (SP). Fone e informações: (19) 3241-3433.
Preços: R$ 120,00 (primeira sessão) e R$ 80,00 (demais sessões). 
Foto: reprodução de www.ruadireita.com

 
AVEIA-GRÃO DE ALTA QUALIDADE NUTRICIONAL

Matéria prima para a confecção de mingaus, pães, bolos e outros pratos da culinária saudável, a aveia é rica em proteínas, fibras, sais minerais, vitaminas do complexo B, ferro, cálcio, manganês e enxofre. Seu consumo constante previne osteoporose, anemia, doenças coronárias, colesterol alto, câncer de colo, além de aumentar a resistência imunológica e ajudar no trânsito intestinal do indivíduo.
Segundo a nutricionista Tatiana Alberto, um dos maiores benefícios da aveia é que ela possui fibras como a Betaglucana que, em contato com a água, transforma-se numa espécie de gel que favorece a formação de um bolo fecal maior e mais viscoso e com isto, facilita uma menor absorção de substâncias como a glicose e o colesterol, devido a uma menor ação das enzimas digestivas. “Os próprios carboidratos são absorvidos lentamente e por isto, a sensação de saciedade é maior”, comentou Tatiana.
A profissional também falou que uma colher de sopa de aveia contém 90 calorias e que seu consumo deve ser associado a uma dieta saudável e equilibrada. “Muitas pessoas desprezam a aveia pelo seu alto grau calórico, mas se consumida moderadamente ela pode ser usada todos os dias”.
Diferentemente do açúcar, do sal e de outros grãos, a aveia não perde nutrientes durante seu  processo de industrialização. Versões distintas do produto são encontradas em supermercados ou lojas de produtos naturais como farelos, flocos e até a farinha de aveia. “Dentre estas opções, o farelo é o que possui maior quantidade de fibras e pode ser usado para incrementar frutas ou acompanhar iogurtes, mas o importante é priorizar o consumo do produto in natura porque seu aquecimento favorece perdas de propriedades e aumenta a formação de gases”, finalizou Tatiana.

Sugestões da nutricionista:
- Crianças menores de um ano não devem comer aveia,
- Bata em um liquidificador um copo de leite frio com duas colheres de aveia e uma fruta de sua preferência,
- Faça trocas inteligentes e inclua a aveia e outros grãos em suas refeições,
-Se usada diariamente, diminua a quantidade de comida ingerida, especialmente a quantidade de carboidratos das refeições principais,
- E procure uma nutricionista para a elaboração de uma dieta saudável e adequada às suas necessidades pessoais.    

Onde encontrar orientação nutricional: Spaço Saúde localizado na av: Auxiliadora, 614, em Campinas (SP) ou pelo fone: (19) 3213-1269.

Foto: reprodução de www.vocesabia.net



    

             

 
ISOSTRECHING

Criado pelo francês Bernard Redondo, o isostreching é uma técnica de ginástica postural global que visa à conscientização corporal, a correção postural, o favorecimento da oxigenação e da circulação sanguínea, além do aprendizado de uma respiração favorável ao alongamento muscular e ao bem-estar pessoal.
Sem contra-indicação, sobrecarga ou alto impacto, os exercícios de isostreching são, normalmente, realizados no chão e com o uso de alguns materiais complementares como bastões, colchonetes e bolas.
Segundo a fisioterapeuta Juliana Sonni Biral, os exercícios de isostreching são completos e não exige um trabalho cardio-respiratório intenso como outras atividades físicas e aeróbicas. “As pessoas os realizam, normalmente, sentadas ou deitadas, sozinhas ou acompanhadas, mas sempre com a orientação de uma fisioterapeuta”. 
A profissional também afirmou que o trabalho respiratório é um dos itens fundamentais para o sucesso desta técnica. “O paciente precisa aprender a fazer uma respiração prolongada, inspirando o ar pelo nariz e expirando longamente pela boca. Esta atitude irá contribuir para o alongamento da musculatura corporal”.
Diferentemente do Pilates onde o fortalecimento muscular e a presença de resultados estéticos são perceptíveis ou do RPG que os exercícios são realizados pela própria fisioterapeuta, no isostreching os resultados estéticos são menores, mas os ganhos conscienciosos são maiores.
Para evitar dores e o desenvolvimento de posturas errôneas e inadequadas, a fisioterapeuta aconselhou a pratica regular de exercícios físicos e exercícios posturais como o isostreching. “Outra dica e reduzir o tempo gasto na frente do computador e da televisão. Após uma hora sentada, o indicado é a pessoa se levantar e realizar alguns exercícios de alongamento ou ainda, fazer outra atividade”.    
Juliana finalizou a entrevista falando que, antes de iniciar a prática do isostreching, é necessário consultar um médico ortopedista. Este irá fazer uma avaliação e se necessário, o encaminhamento do paciente para uma clínica de fisioterapia capacitada e com profissionais especializados na técnica.   

Onde fazer: Pro-físio
                    Rua Quincas Vieira, 1362 Presidente Prudente/ SP
Foto: reprodução de www.clinicaespacoviavida.com.br                   

 
SEMENTE DE LINHAÇA Os benefícios desta semente são muito semelhantes aos adquiridos pelo consumo freqüente das sementes de gergelim. Por conter em seu óleo os ácidos graxos do tipo ômega 3, 6 e 9, além de fibras, vitaminas e minerais como magnésio, zinco, ferro e cálcio, a linhaça combate o colesterol ruim, reforça as defesas do organismo, trata diabetes e outras doenças cardiovasculares, além de favorecer o trânsito intestinal,  as cicatrizações dérmicas e o combate das oscilações de humor, TPM e outras  doenças de fundo emocional.
Segundo a nutricionista Mônica Antunes G. Forte, a diferença entre os grãos é que as sementes de linhaça não possuem diferenças nutricionais entre suas versões dourada e preta como constatado nas sementes de gergelim. “A única diferença existente entre os grãos dourados e pretos da linhaça está no preço e no grau de pureza de cada um. Os dourados são comercializados com preços superiores e apresentam pureza maior do que os escuros, porém seus nutrientes e seus benefícios são iguais”.
A profissional também sugeriu o uso de óleo de linhaça ou cápsulas das sementes aos que não disponibilizam de tempo para cozinhar, não apreciam o sabor da linhaça ou não costumam ingerir peixes frequentemente.“Como nossa dieta, normalmente, é pobre em ômegas, o óleo de linhaça é a opção mais equilibrada de ingeri-los no dia-a-dia”, finalizou Mônica. 
Dica nutricional: para disponibilizar os nutrientes internos mais rapidamente, triture as sementes de linhaça, conservando-as em geladeira por até três dias.    
 Foto: reprodução  
 
AROMATERAPIA

 A aromaterapia ou terapia dos cheiros é usada há mais de dez mil anos pelos indianos, mas ainda é pouco conhecida e utilizada pelos brasileiros.
A aromaterapeuta e professora Carla Scarpeli Vescovi responde algumas perguntas sobre o assunto e ressalta a força desta técnica.   
                  
-O que é aromaterapia?
Carla: É uma terapia que usa óleos essenciais para o tratamento de diversas doenças.

- O que são óleos essenciais?
Carla: Os óleos essenciais são substâncias vegetais retiradas de raízes, cascas de frutos, flores, madeiras e folhas. Estes óleos essenciais, normalmente, são diluídos em outros óleos vegetais ou em veículos neutros como uma base cremosa, aquosa ou que contenha álcool.  
Poucos óleos essenciais são aplicados diretamente na pele porque são extremamente fortes e podem provocar irritações.    
Os óleos essenciais são utilizados por diferentes profissionais como médicos, terapeutas, fisioterapeutas, enfermeiros e também por pessoas não relacionadas à área de saúde e que encontram na aromaterapia uma possibilidade de alcançar o bem-estar.
 
-Como o tratamento é realizado?
Carla: O tratamento pode ser feito de duas maneiras distintas: externamente e internamente (via oral ).
A maneira mais usual é a externa através da aplicação de massagens com cremes e loções ou ainda, a inalação de aromas através de vaporizadores e difusores.
Sabe-se que as respostas mais rápidas ao tratamento podem ser obtidas através da inalação direta dos óleos. O aroma entra na corrente sanguínea rapidamente e envia informações ao sistema imunológico da pessoa que reage imediatamente.
Um bom exemplo são as crianças menores de sete anos. Elas respondem favoravelmente até mesmo a pequenas doses dos óleos essenciais como somente a abertura do frasco em um ambiente fechado. 
Não podemos esquecer de que a aromaterapia também pode ser aplicada através de banhos e compressas aromáticas ou ainda, escalda pés.

- Há alguma contra-indicação?
Carla: A aromaterapia não é indicada para grávidas e pessoas portadoras de epilepsia.

- O que fazer em casos de alergia ou irritação na pele?
Carla: Lavar o local com água e sabão neutro. Além disto, interromper o tratamento e informar o aromaterapeuta sobre o ocorrido.

- Quais são os principais óleos usados em tratamentos contra TPM, cólicas menstruais e acnes?
Carla: Eu costumo utilizar os óleos de anis, erva-doce, gerânio e sálvia no combate destas enfermidades tão presentes na adolescência e estou obtendo resultados positivos com eles.

-Quais são os principais conselhos e sugestões?
Carla: Meu principal conselho para estas meninas é para que elas não usem nada de procedência duvidosa e nem tentem manipular sozinhas e de maneira doméstica os óleos.
Outro conselho valioso é saber mais sobre esta técnica, recorrendo a mesma para resolver problemas de saúde de forma simples, agradável e sem agressões ao organismo! Seu dia-a-dia melhorará com a aromaterapia!

Saiba mais sobre o assunto:www.aromaluz.com.br

 
QUINOA- O GRÃO SAGRADO


Alimento funcional usado para complementar a alimentação diária, a quinoa oferece vários benefícios à saúde de seus adeptos. Ela possui em sua composição proteína de alto valor, fibras, vitaminas B1 e B6 entre outros nutrientes, mas está na ausência de glúten seu grande diferencial em relação a outros cereais existentes.
Além dos celíacos, a quinoa também é alternativa para vegetarianos, naturebas e para quem tem intolerância à lactose, podendo até ser usada como substituta de outras fontes de proteína animal.
Encontrada em grãos, flocos ou em farinha, a quinoa é utilizada na estabilização do nível de açúcar no sangue, no combate ao HDL (mau colesterol), no estímulo ao trânsito intestinal, no fortalecimento imunológico, para dar saciedade e como complemento na prevenção de outras doenças, mas seu consumo não deve ultrapassar a três colheres de sopa por dia, pois 100 g de quinoa possui 336 calorias.
A versatilidade do alimento é tanta que ele pode ser usado na elaboração de pratos salgados e sobremesas. Os grãos, por exemplo, podem ser incorporados em saladas, bolinhos de legumes ou cozidos e temperados semelhante aos grãos de soja. Os flocos de quinoa podem ser consumidos misturados em sucos e vitaminas ou distribuídos sobre frutas e iogurtes. Já sua farinha pode integrar receitas de pães, bolos, roscas e tortas e substituir, tranquilamente, outros farináceos.
Não há perdas nutricionais significativas com a trituração dos grãos, mas se optar em consumi-los por inteiro, é importante lavá-los e hidratá-los antes de sua ingestão. No caso dos grãos, seu armazenamento deve acontecer em recipientes com fecho hermético e em locais frescos. Já suas versões em flocos e farinha devem ser armazenadas na própria embalagem em que são comercializadas. O ideal é que o produto seja consumido dentro do seu período de validade. 
A quinoa não é um produto desconhecido da população, mas algumas dúvidas sobre sua utilização na complementação de uma alimentação saudável ainda pairam sobre as pessoas e esta matéria tem o objetivo de desvendar os segredos e os principais benefícios do grão de sabor leve e que não pesa no estômago de quem busca saúde por meio dos alimentos.
Curiosidades
Descoberta pelos Incas da Bolívia e Peru há mais de 500 anos, a quinoa foi considerada pela Organização das Nações Unidas o alimento mais completo do planeta porque contém mais proteínas que qualquer outra planta de sua espécie, além de possuir um valor nutricional elevado.
Estudos realizados pela Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) e o departamento de nutrição da Universidade de São Paulo (USP) compararam a quinoa brasileira com a boliviana e concluíram que o perfil de proteína das duas é de 90%.
Menos calórica que a aveia, a quinoa também se diferencia do primeiro cereal por ser mais fibrosa e possuir mais minerais como cálcio e ferro, por isso ela é um verdadeiro aliado à saúde. 
Fonte: Angélica Trevisi Morales, nutricionista.
Onde comprar: Humana Alimentar, localizada na rua Dr. José Foz, 227, Presidente Prudente (SP). Informações: (18) 3221-5888.

Tabule dos Incas
Ingredientes:
- 1 xícara de chá do grão misto de quinoa,
- 4 tomates médios sem semente,
- 3 pepinos (tipo japonês) médios,
- Azeitona a gosto,
- Uva passa a gosto,
- Salsinha a gosto,
- Azeite de oliva extravirgem,
- Sal a gosto.
Preparo: Colocar a quinoa para cozinhar em duas xícaras de chá de água com sal, por 15 minutos. Picar o tomate, o pepino, a azeitona e a salsinha. Deixar o grão cozido de quinoa esfriar e acrescentar os ingredientes anteriormente picados. Misturar bem e acrescentar o azeite e o sal.
Panqueca de quinoa com espinafre e queijo
Ingredientes para a massa:
- 2 ovos,
- 3 colheres de chá de margarina,
- 1 copo de 200 ml de leite desnatado,
- Meia colher de café de sal,
- 3 colheres de sopa de farinha de trigo integral,
- 1 colher de sopa de farinha de trigo branca,
- 7 colheres de sopa de quinoa em flocos.
Ingredientes para o recheio:
- Meia cebola ralada,
- 1 maço de espinafre limpo e picado,
- 1 colher de sobremesa de azeite de oliva,
- 350 g de queijo minas fresco picado,
- Sal a gosto.
Preparo: No liquidificador, junte os ovos, a margarina, o leite, o sal, as farinhas e a quinoa. Bata por 2 minutos. Unte uma frigideira pequena antiaderente com um fio de óleo e aqueça. Coloque uma concha da massa e espalhe bem. Doure dos dois lados. Repita a operação até acabar a massa. Reserve.
Para o recheio, refogue a cebola e o espinafre no azeite. Acrescente o queijo e refogue por mais 2 minutos. Escorra a água que soltar do espinafre. Bata no liquidificador por 2 minutos e tempere com sal. Recheie as panquecas e sirva com uma salada.
Bolo de banana com quinoa
Ingredientes:
- Meia xícara de farinha de quinoa,
- Meia xícara de flocos de quinoa,
- 2 colheres de sopa de mel,
- 1 colher de sobremesa de fermento químico,
- 2 bananas nanicas grandes e bem maduras,
- 2 ovos,
- 3 colheres de sopa de óleo,
- 1 colher de sopa de açúcar ou adoçante culinário.
Preparo: Bater os ingredientes líquidos como óleo, ovo, mel na batedeira por 1 minuto. Acrescentar farinha de quinoa e bater novamente por 2 minutos. Misture a quinoa em flocos, o fermento e o açúcar ou adoçante e mexer bem. Picar as bananas em rodelas e acrescentar na massa. Colocar rodelas de banana por cima da massa e polvilhar açúcar ou adoçante e canela em pó. Colocar em forma pequena untada e assar por 25 minutos.

Foto: reprodução

 
TENDINITE NOS PULSOS

O esforço repetitivo, as muitas horas gastas na frente do computador e a adoção de uma má postura no local de trabalho e doméstico podem desencadear o aparecimento de tendinite nos pulsos. Doença inflamatória que também pode atingir ombros, cotovelos, joelhos e calcanhares, a tendinite no pulso é fácil de ser identificada porque seu surgimento sempre vem acompanhado do aparecimento de dores, inchaços e vermelhidão no local.
Alguns cuidados como evitar deixar os punhos côncavos sobre o teclado, usar o apoio adequado para o mouse para que os pulsos fiquem nivelados com as mãos, digitar com os dedos relaxados, não fazer rotações externas com braços e cotovelos durante a digitação e, principalmente, criar um ângulo reto e de 90 graus entre os ombros, cotovelos e punhos são maneiras de prevenir a doença.
Outro jeito de não deixar que ela se instale é fazendo exercícios de alongamento, de relaxamento e de fortalecimento localizado com regularidade e a cada trinta minutos de trabalho. Apesar de rara na maioria das empresas nacionais, a ginástica laboral que é um conjunto de exercícios físicos realizados no ambiente de trabalho e orientados por um profissional de educação física ou fisioterapeuta também é uma arma eficaz contra a tendinite nos pulsos.
Para quem não conta com os benefícios deste tipo de ginástica específica no ambiente de trabalho, a solução é fazer um fortalecimento extra dos antebraços, ombros e punhos em academias de ginástica, através de aulas de Pilates e atividades que utilizam pesos manuais como a musculação.
E, para quem está em casa, a sugestão é para alongar os mesmos membros com exercícios fáceis e que podem ser realizados a qualquer momentos do dia como pressionar por alguns segundos e um contra o outro os dorsos das mãos, imitando o movimento realizado em aulas de ioga. Além deste, o posicionamento e pressionamento das palmas das mãos na parede e na altura dos ombros ajuda no alongamento de tendões e músculos localizados.
Já as dores podem ser sanadas com compressas de gelo e, se necessário, a mobilização do local com a ajuda de um médico.  Aliás, é ele o profissional responsável em receitar anti-inflamatórios para amenizar desconfortos físicos surgidos.
Fonte: Rodrigo Yukio Amano (Fisioterapeuta).

Foto: reprodução

 
MARMITAs  
Virou moda! Celebrities, artistas e mulheres preocupadas em manter a boa forma física e comer de maneira saudável estão optando por sair de casa com marmitas e lanches. De fora das bolsas térmicas ficam as frituras, junk foods e guloseimas calóricas, mas em contrapartida entram frutas frescas, saladas, legumes cozidos, carnes magras grelhadas ou assadas, grãos integrais e outros alimentos nutritivos.
A marmita também se tornou a alternativa para quem deseja economizar com alimentação diariamente, fugir das tentações dos restaurantes ou que possui restrições alimentares como intolerâncias e alergias. Além disto, a escolha da qualidade do alimento, bem como seu modo de preparo, incentivam as pessoas optarem por levar estas quentinhas para escritórios, consultórios e outros ambientes profissionais.
Para evitar intoxicações e contaminações bacterianas, elas devem ser montadas em recipientes de vidro ou em bentôs (marmitas japonesas) e separadamente, ou seja, saladas em uma vasilha e alimentos cozidos em outra. As marmitas também devem ser armazenadas em refrigeradores e serem aquecidas em fornos convencionais, microondas ou no próprio fogão minutos antes do seu consumo.
Outra dica é evitar alimentos que exalam odores fortes como brócolis, repolho cozido, feijão, ovo, alho, peixe frito entre outros e excluir alimentos com maionese ou que levam cremes à base de leite, pois eles estragam facilmente e podem provocar intoxicações alimentares. Além disto, evite montar sua marmita com um único tipo de alimento ou prato e inclua nela todos os grupos de alimentos (carboidratos, proteínas, etc). Não se esqueça de rechear a bolsa térmica com lanches para comer nos intervalos das refeições principais como frutas frescas, iogurtes e outros.
As regras de boa conduta e etiqueta estão presentes em todas as situações e neste caso, o elegante é não exagerar nas porções transportadas e muito menos, fazer as refeições em sua mesa de trabalho ou de reunião. Prefira a cozinha ou copa do escritório ou do seu local de trabalho para almoçar, lanchar ou jantar. Lave os talheres, copos e pratos usados e limpe farelos e cascas espalhados pelo local. Tenha sempre guardanapos extras. 
Fonte consultada:Juliana Tamashiro (nutricionista).
Foto: reprodução
 
ESCOVA MARROQUINA

Cabelos lisos, sedosos e com movimento é o sonho de consumo de muitas brasileiras e não somente privilégio de modelos de campanhas publicitárias. O mercado oferece várias técnicas e procedimentos para quem deseja desfilar com fios escorridos e domados. Dentre as ofertas disponíveis, há a escova marroquina.
A escova marroquina conta, em sua composição, com 0,2% de formol, quantidade permitida pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Além disto, ela se difere da escova progressiva e de outras opções existentes nos salões de beleza porque é considerada inteligente, ou seja, os cabelos podem ser lavados após a realização do tratamento estético.
O óleo de argan é outra matéria prima encontrada em sua formulação e tem o objetivo de hidratar as madeixas, deixando-as saudáveis. A escova marroquina também pode ser feita em cima de outros procedimentos químicos, não prejudicando a saúde dos fios alterados. Já sua duração varia de três a cinco meses, sem a necessidade de retoques neste ínterim e com a possibilidade de estampar um visual certinho durante todo o período.
Para quem ficou interessada no procedimento, saiba quais são as etapas que envolvem o feitio da escova marroquina:
O primeiro passo é lavar os cabelos. Em seguida, retirar a umidade dos fios com uma toalha macia e aplicar o produto nas mechas de cabelos. A etapa seguinte consiste no feitio de uma escova comum, a aplicação da prancha nas mechas e a lavagem final dos cabelos para a retirada total do produto.
Mulheres grávidas devem evitar fazer a escova marroquina ou qualquer outro procedimento químico. Além disto, profissionais da área recomendam o uso de xampu sem sal após a sua realização e a utilização de secador após a higienização dos fios, pois a escova marroquina é termoativa e ativada com a presença de calor.
Prática, conveniente e compatível com o dia a dia da mulher moderna, a escova marroquina é mais uma opção para quem dispensa pouco tempo em frente ao espelho, mas quer estar bonita, longe de cabelos eriçados e com madeixas de garota propaganda.

Fonte: Silvana Palópoli (cabeleireira profissional)
Onde fazer: rua José Alfredo da Silva, 106 – Presidente Prudente (SP).
Informações: (18) 3221-3469.  

Foto: reprodução

 
TÊNIS Não são somente os cachorros que gostam de correr atrás de bolinhas. Os seres humanos também são estimulados pelo corpo esférico e o disputam dentro de quadras como forma de se exercitar e interagir com seus semelhantes. Já para os pets, as bolinhas cumprem bem o modelo de presa e facilitam o exercício dos instintos primitivos destes animais.  
Como na brincadeira canina, o tênis é fácil de ser praticado e é uma atividade que demanda muitos deslocamentos, por isso é preciso ter rapidez nos pés, um corpo ágil e flexível, bastante explosão muscular e uma boa coordenação motora. O tênis também é um esporte de disciplina tática, de cálculo e que prepara seus adeptos para a vida!
Qualquer pessoa ao praticar tênis receberá benefícios à saúde, tais como aumento da concentração, do equilíbrio emocional, da consciência corporal, da agilidade, da flexibilidade, da lateralidade, além da melhora da capacidade cardiovascular e respiratória.
A mente também sente as vantagens de se praticar esta modalidade esportiva. Sua prática constante ajuda no combate ao estresse do dia-a-dia e no controle da ansiedade, além de trazer bem-estar físico aos seus amantes.
Esteticamente, o esporte ajuda no fortalecimento dos glúteos, coxas, abdômen, braços, panturrilhas e outros membros, por isso é mais uma opção disponível no mercado para quem deseja manter o corpinho em forma e enxugar algumas gordurinhas indesejáveis. A boa notícia é que ele pode ser praticado por pessoas de todas as idades.
Esforço extra
E para quem ficou animada e está pensando em aderir à modalidade, saiba que o ideal é associar o tênis com outras atividades físicas para prevenir lesões, fortalecer a musculatura e desenvolver o corpo por inteiro. A musculação, bem como a pratica frequente do cooper e treinos na esteira e com a bicicleta são algumas sugestões dadas. Além disto, é importante preparar o corpo com exercícios de alongamento antes e depois das aulas e partidas para evitar incômodos físicos posteriores.  
Tipos de quadras
Saibro (terra batida), asfalto, grama e carpete. Iniciantes devem optar por quadras de saibro e não devem treinar todos os dias.
Début nas quadras
Crianças a partir de cinco anos de idade já podem começar a dar seus primeiros saques e voleios dentro das quadras.
Combustível
Ter uma alimentação balanceada e uma boa hidratação é de suma importância aos atletas e adeptos da modalidade. O ideal é não começar treinar ou competir com a barriga vazia e sim, se alimentar uma hora antes do início das aulas e partidas, privilegiando o consumo de carboidratos nesta ocasião. Já após o treino, a dica é consumir proteínas e outros alimentos como frutas, legumes e verduras que ajudam na reposição de líquidos, sais minerais, vitaminas e outras perdas presentes.
Etiqueta dentro e fora das quadras
A cartilha da boa educação rege que os bons modos são importantes em diferentes ambientes, até mesmo em aulas, treinos e campeonatos de tênis. Cumprimentar o oponente é um dos mandamentos dos atletas bem educados. Outro ponto é que as partidas devem ser acompanhadas pelo silêncio dos torcedores e pelo som do quicar da bolinha no chão ou de seu contato com as raquetes.
Explosões comemorativas, bem como demonstrações de afeto são deixadas para outros campos e outros esportes. Em partidas de tênis, é costumeiro observar um comportamento mais discreto dos torcedores, aplaudindo os pontos feitos e as vantagens conquistadas pelos atletas. 
Dress code
Roupas próprias para a prática da modalidade e que não prendam o movimento, nem retenham, demasiadamente, o calor são as mais indicadas. Além disto, o uso de tênis com sola baixa é o ideal.
Raquete
Iniciantes devem optar pela compra de uma raquete leve como a de fibra de carbono e que possua uma cabeça grande para facilitar a soltura da bola entre outras vantagens. 
Papo reto
Deixar claro ao professor ou treinador seus objetivos pessoais com relação à atividade para que ele possa adequar às aulas e os treinos aos mesmos.
Dicas e sugestões
- Escolher um bom professor é essencial para que você aprenda corretamente os movimentos e os detalhes da atividade,
- Questionar a formação do professor, sua experiência profissional e educacional também é uma postura relevante para os iniciantes,
- Aceitar indicações de familiares e conhecidos em relação às academias disponíveis e treinadores,
- Fazer uma aula teste antes de concretizar sua matrícula no local,
- Jogar com oponente de mesmo nível.
Fonte: Eduardo Perez Pinto (professor de educação física).
Curiosidade
O tenista Gustavo Kuerten colocou o esporte em evidência nas últimas décadas e hoje, ele integra o Hall da Fama. Segundo brasileiro na lista dos melhores da história, Guga foi o primeiro do mundo entre os anos 2000 e 2001 e conquistou 20 títulos, três deles em Roland Garros, na França. O atleta se despediu das quadras em 2008, depois de sofrer com uma séria lesão no quadril. Hoje, ele administra o Instituto Guga Kuerten, que ajuda e ensina o esporte a crianças carentes. 
Musas das quadras: Maria Sharapova, Anna Kournikova, Venus e Serena Williams, Maria Ester Bueno entre outras.
Sugestão de filme: Match Point, de Woody Allen
Dica de leitura: a biografia de Roger Federer      
Foto: reprodução
 
XÔ CELULITE

O aparelho
O Heccus é um ultrassom computadorizado com potência elevada e associado a uma corrente de grande porte, chamada Aussie (australiana). O seu  diferencial competitivo é que ele possui estímulos elétricos tripolares que encorajam a circulação, ajudam na liberação de toxinas do corpo e favorecem a quebra de gordura.
Aparelho com muita informação e ideal para quem deseja a obtenção de resultados rápidos, o Heccus possui programas distintos para atender as necessidades e os desejos de diferentes clientes, desde as que buscam amenizar a celulite e reduzir a gordura localizada até quem está disposto a fazer tratamentos preventivos.  
Para quem deseja desfilar com tudo em cima no próximo carnaval e cheia de charme nas praias e à beira das piscinas durante este verão, a sugestão é apostar no Heccus.     
Benefícios
- Atenua a celulite,
- Melhora a flacidez,
- Melhora a textura da pele,
- Ajuda a definir a musculatura,
- Reduz a gordura localizada,
- Reduz medida,
- Previne retenção de líquidos.
- Estimula a circulação,
- Favorece a liberação de toxinas.
Target
As principais partes do corpo trabalhadas são: coxas, abdômen, glúteos, costas, flancos e culotes.
Bem-casado
Para potencializar o tratamento, o ideal é associar as sessões com o aparelho com sessões de drenagem linfática, massagem modeladora ou outra massagem manual.
Número de sessões
Para a obtenção de resultados rápidos e positivos, a sugestão é fazer de duas a três sessões semanais, intercalando-as com dias de descanso para o organismo. Já para quem deseja trabalhar o corpo todos os dias, a dica é optar por regiões distintas do corpo em cada sessão com o aparelho.
São Tomé
É possível ver resultados positivos após a realização de 10 sessões com o Heccus. Uma avaliação prévia é realizada, onde as medidas pessoais são retiradas e comparadas após o término do tratamento. 
Bússola
O tempo mínimo de uso do aparelho é de 10 minutos em cada região do corpo e o tempo máximo é de 15 minutos. Uma sessão de uma hora de duração tem como objetivo trabalhar o corpo por inteiro.
Condutor perfeito
Um gel à base de nicotinato de metila, arnica, melissa e outros componentes é aplicado, abundantemente, na região escolhida com o objetivo de favorecer o deslizamento do aparelho usado sobre a pele, hidratar a região e dificultar o aquecimento exagerado do equipamento.
Pimentinha
Após o término da sessão, a região trabalhada pelo aparelho estará, levemente, avermelhada. Isto se deve a presença de nicotinato de metila presente no gel usado, mas isto não deve ser motivo de preocupação para as interessadas no tratamento porque a pele retorna a sua coloração normal após alguns minutos do término da sessão e depois da retirada total do condutor da pele. 
Hidratação
O ideal é a pessoa beber água antes e após a sessão com o Heccus para hidratar o corpo e ajudar na eliminação de toxinas. Ao todo, consumir dois litros de água durante todo o dia. 
Alimentação
Reduzir o consumo de frituras, açúcares, sal e alimentos gordurosos e investir em uma alimentação balanceada, saudável e que privilegia o consumo de frutas, verduras, legumes, alimentos integrais, carnes magras entre outros.
Em forma
A prática esportiva e a realização de atividades físicas complementam o tratamento e favorecem os bons resultados estéticos.
Sinal vermelho
Portadores de marca-passo, de colesterol elevado, miomas, além de hipertensos, diabéticos, gestantes e adolescentes menores de 18 anos são desaconselhados a fazer sessões com Heccus.

Fonte: Jamiles Azevedo Said (esteticista) e Maria Luciene Nunes Ribeiro (técnica esteticista).
Onde fazer: Atualle, localizado na rua Vital Brasil, 302, em Campinas (SP).
Informações: (19) 3381-9820
Foto: reprodução

 
CUIDE DA SUA COLUNA
- Deite-se e levante-se da cama sempre de lado, apoiando-se no cotovelo e na mão,
- Escolha um colchão com densidade de acordo com seu peso e altura,
- Ao sentar, procure manter-se alinhado com o eixo da cadeira. Apóie bem as costas no encosto e aproxime a cadeira da mesa quando for estudar ou trabalhar,
- Para levantar peso, flexione os joelhos e agache-se,
- Quando estiver em pé, caminhando ou subindo escadas, procure ficar ereto e olhar para a linha do horizonte. Ande com a musculatura abdominal contraída,
- Ao dirigir, ajuste o assento para apoiar sua coluna e seu pescoço,
- Se estiver de pé no ônibus ou no metrô, ao elevar os braços para se apoiar, mantenha-os alinhados ao corpo,
- O peso da mochila das crianças e adolescentes não deve ultrapassar 10% a 15% do peso delas. Use sempre as alças da mochila apoiadas nos ombros simultaneamente,
- Não abuse dos sapatos altos. O uso diário de saltos sobrecarrega a coluna,
- Não durma de bruços. Durma de lado ou de costas.
Foto: reprodução
 
POLE DANCE

A modalidade incorpora movimentos de ginástica olímpica, movimentos livres, ballet e dança contemporânea em dimensões diferentes e que incluem posições estáticas e agitadas. Para tanto, uma barra vertical é usada na realização destes movimentos e coreografias e, até por este motivo, a atividade exige domínio total do corpo.
A palavra de ordem do pole dance é superação, pois a evolução na barra vertical não tem período determinado para acontecer, ou seja, o processo de aprendizado é contínuo e crescente, por isso ela é a nossa sugestão de exercício físico para a próxima estação.
Benefícios
Já os benefícios desta atividade são muitos como trabalhar o corpo de maneira tranqüila e como um todo, além de ajudar no fortalecimento do abdômen, das pernas e coxas, das costas, dos braços e do tórax de suas adeptas e com isto,  favorecer a melhora estética e a eliminação e diminuição de celulites, flacidez e gorduras localizadas.
Outro fator que depõe a favor da atividade é que ela também trabalha a autoestima, a coordenação motora, a concentração, a flexibilidade e a força das alunas.
Linha do tempo
O pole dance se desenvolveu desde as tendas de circo (anos 20) até bares de estilo burlesque nos anos 50. O primeiro registro de pole foi em 1968 com a performance de uma dançarina em um clube de striptease, em Oregon (USA). Em 2006, o pole dance se desenvolveu no gênero fitness, permitindo que um número maior de mulheres o praticasse como exercício físico.
Estilos
Há diferentes estilos de pole dance: fitness, sensual, artístico, acrobático, street entre outros. Os movimentos aprendidos e praticados são os mesmos, mas o que irá diferenciá-los entre si são os demais elementos presentes na mise en scène como a música escolhida, as roupas, os acessórios usados e o tempo gasto durante as apresentações.
Sinal verde
Democrática, a atividade pode ser praticada por qualquer mulher, mesmo as que estão acima do peso ideal. Adolescentes menores de 18 anos podem praticar o pole dance somente com autorização de pais e responsáveis.
Clube da Luluzinha
A barra vertical, normalmente, é a escolha de mulheres independentes, arrojadas, disciplinadas, obstinadas e que não desistem diante de desafios propostos, que valorizam o aprendizado contínuo, que estão cansadas de academias convencionais e dos olhares masculinos durante os momentos de malhação.
Planeta Marte
Apesar do preconceito existente entre os homens, o sexo oposto também está descobrindo as vantagens do pole dance. Muitos estão procurando a atividade para definir partes do corpo e desenvolver músculos atrofiados. Para eles, a resposta é rápida e o pole dance pode ser considerado uma alternativa aos treinos de musculação, aulas de abdominal e outras modalidades esportivas.
O mastro chinês é outra opção para os homens que desejam malhar usando uma barra como equipamento. Visto em números apresentados nos espetáculos do Cirque du Soleil, o mastro chinês se diferencia do pole porque permite o uso de roupas compridas durante os treinos e trabalha com mais afinco os membros superiores de seus adeptos.    
Dress code
Shorts curtos e tops são as peças usadas para a prática do pole dance; isto para facilitar a aderência da pele na barra durante a execução dos movimentos. Para maior segurança, as alunas devem fazer as aulas descalças e evitar o uso de meias, tênis, sapatilhas e outros sapatos.
Turmas enxutas
Turmas com três ou quatro pessoas são ideais, mas quem preferir tratamento vip, aulas de pole dance também podem ser feitas individualmente.
Playground
A aula tem duração de uma hora, distribuída entre exercícios de alongamento e movimentos específicos da modalidade.
A boa notícia é que as adeptas da atividade não precisam associar as aulas de pole dance com outras atividades aeróbicas para alcançar um bom condicionamento físico. A orientação é fazer, no máximo, duas aulas de pole durante a semana e, nos demais dias, sujeitar o corpo a exercícios leves ou ao descanso.
Palavra final
A dica é fazer uma aula experimental antes de assinar o contrato de matrícula. Isto porque as pessoas desconhecem o esforço físico e o trabalho realizado durante os 60 minutos de aula de pole dance e podem se surpreender com estes.
O acompanhamento profissional também é outro conselho essencial para quem deseja iniciar na atividade com responsabilidade e segurança.

Fonte: Anna Letícia Serra Naliato (instrutora de pole dance)
Informações: www.poledanceart.com.br  
   
Fotos: reproduções



AUTOEXAME O autoexame mensal pode ajudar a identificar mudanças e anormalidades nos seios de forma precoce, o que aumenta as chances de sucesso em qualquer tratamento para qualquer que seja o problema detectado.
Palpação em pé
Durante o banho, com as mamas ensaboadas, deslize as mãos sobre as mamas. Com os dedos unidos, use a mão direita para apalpar a mama esquerda e a mão esquerda para apalpar a mama direita. Procure caroços, alterações de consistência, secreções ou saliências.
Palpação deitada
Deitada, coloque uma toalha dobrada sob o ombro direito para examinar a mama direita. Inverta o procedimento para examinar o outro lado. Apalpe toda a mama através de suave pressão sobre a pele com movimentos circulares.
Apalpe, também, as axilas e o pescoço.
Visite o seu médico ginecologista, pelo menos, uma vez ao ano e combata o câncer de mama!
Foto: reprodução
 
BODY BALANCE

Misto de ioga, Pilates e tai chi chuan, o body balance virou mania no Rio de Janeiro e é a nossa sugestão de atividade física para o próximo verão. Dentre os pontos positivos desta modalidade estão o fortalecimento da musculatura, a melhora da postura e a eliminação de dores nos ombros e coluna.
Perfeita para quem não tem disciplina para malhar em academia, ela pode ser feita em qualquer lugar! O cenário perfeito é você quem escolhe e pode contar com belezas naturais ou com o conforto de ambientes fechados.
As aulas de body balance são coreografadas e contam com movimentos fluentes e suaves, além de serem animadas por uma trilha sonora eclética. Ao todo, são executadas onze músicas com forte apelo emocional durante os 60 minutos de aula com o objetivo de motivar, relaxar ou absorver as modificações físicas e emocionais ocorridas durante o período.
Para quem perdeu o prumo nas estações passadas, o body balance vai colocar você, novamente, no eixo.
Saiba mais sobre esta modalidade.
Benefícios percebidos
- Melhora a tônus muscular (pernas, coxas e abdômen),
- Melhora a postura e alinhamento do corpo,
- Melhora a concentração,
- Melhora o equilíbrio físico e mental,
- Melhora a respiração,
- Melhora o sono,
- Melhora o autocontrole,
- Melhora a força física,
- Aumenta a consciência corporal,
- Aumenta o controle mental,
- Facilita o relaxamento,
- Aumenta a centralização.
Casamento perfeito
Apesar de a atividade ser um mix de estímulos, o ideal é associar aulas de body balance com outras atividades aeróbicas como corrida, caminhada, spinning para alcançar os objetivos estéticos desejados como perda de peso,  aumento da massa magra entre outros. 
Respiração
A respiração feita durante a aula de body balance é a mesma realizada em aulas de Pilates, ou seja, a pessoa deve inspirar pela boca e expirar pelo nariz durante a execução dos movimentos.
Sinal verde
Qualquer pessoa, independente da idade, pode fazer aulas de body balance, até mesmo gestantes e crianças.
Dress-code
Usar roupas confortáveis ou roupas de ginástica durante as aulas. O aluno também deve permanecer descanso, sem meias ou sapatilhas no decorrer das mesmas.
Abastecimento prévio
Antes de iniciar uma aula de body balance, a pessoa deve se alimentar normalmente e privilegiar alimentos leves e que não pesem durante a execução dos movimentos como frutas, sucos, lanches, saladas e outros.
Clube da Luluzinha
Os homens ainda não descobriram os benefícios do body balance e as aulas da modalidade são freqüentadas massivamente por mulheres.

Fonte: Lélia Bonato Pinton (professora de body balance)
Contato: (19) 9795-2377 ou (19) 7811-1453
E-mail: leliabonato@yahoo.com.br  
Foto: reprodução

 
MAQUIAGEM DEFINITIVA


A maquiagem definitiva é uma das ferramentas usada por mulheres vaidosas, práticas e que desejam valorizar expressões, corrigir falhas, definir formato, dar volume e coloração, disfarçar cicatrizes, sinais de queimaduras entre outras imperfeições estéticas.
As sobrancelhas, os olhos, os lábios e as aréolas femininas são os locais, normalmente, escolhidos para serem camuflados com a maquiagem definitiva ou micropigmentação. Este disfarce pode ser considerado superficial porque ele é feito na epiderme humana, com a utilização de tintas de origem mineral e que vão sumindo com o passar dos anos.
As interessadas no procedimento podem escolher entre três tipos distintos de micropigmentação: fio a fio, sombreada ou 3D (somatória das outras duas) e não precisam ficar preocupadas com dores ou desconfortos durante a sua realização porque é aplicado um anestésico tópico no lugar trabalhado.
E não pensem vocês que a micropigmentação é privilégio das mulheres porque o sexo oposto também já a descobriu e está recorrendo à técnica para elevar a autoestima, acentuar os pontos positivos e também ocultar imperfeições.
O sonho de acordar linda, corada e pronta para encarar os desafios diários é possível através da maquiagem definitiva. Saiba mais sobre o assunto abaixo.
Material usado
Os materiais usados durante o procedimento são todos descartáveis, antialérgicos e oftalmologicamente aceitos. 
Avaliação prévia
Antes de fazer a micropigmentação, o profissional irá fazer uma avaliação prévia no cliente para definir o desenho e o modelo feito. Além disto, ele fará um teste com a coloração usada no procedimento e um questionamento para se inteirar sobre patologias e as reais condições de saúde do cliente.
Sinal vermelho
Diabéticos com taxas descontroladas e portadores de anemia devem adiar a realização da micropigmentação até o controle destas. Além disto, adolescentes e menores de 18 anos só poderão fazer a micropigmentação com a autorização dos pais ou responsáveis ou o acompanhamento dos mesmos.
Durabilidade
A renovação celular e a descamação natural da pele vão clareando a pigmentação com o tempo. A durabilidade de uma micropigmentação varia de um a dois anos de acordo com os hábitos e cuidados pessoais, além das características da pele de cada um.
Cuidados necessários
Durante 10 dias após a micropigmentação, devem ser seguidas as devidas precauções:
- Sobrancelhas: não coçar, não usar cremes ou loções à base de ácidos, não arrancar as cascas formadas, passar vaselina líquida no local por cinco dias, evitar sol, praia, piscina e água quente, além de vapor da água do chuveiro e de panelas.
- Olhos: fazer compressas com água fria até desinchar, não coçar e não arrancar as cascas, não usar cremes ou loções à base de ácidos, evitar sol, praia, piscina, água quente, vapor da água do chuveiro e de panelas.
- Boca: não usar batom nem brilho, não beijar, além de aplicar por cinco dias creme dermatológico Aciclovir de 50 mg e evitar a ingestão de crustáceos para não irritar o local e outras recomendações citadas anteriormente.
- Aréolas: aplicar uma camada bem fina de pomada Bepantol nos seios, uma vez ao dia e durante cinco dias. Não tomar banho de mar, sauna, piscina, não expor a micropigmentação ao sol, não coçar e nem remover as cascas, evitar vapor da água do chuveiro. Seguir estas recomendações por 15 dias.
Retoque
Caso seja necessário, ele deverá ser feito no prazo de 30 a 50 dias após a primeira sessão de micropigmentação.
Preços
- Modelagem e pigmentação de sobranchelhas: R$ 450,00 (à vista).
- Pigmentação dos olhos (superior e inferior): R$ 450,00 (à vista).
- Olhos (só a parte superior ou inferior): R$ 320,00 (à vista).
- Contorno dos lábios: R$ 450,00 (à vista).
- Boca (preenchimento dos lábios): R$ 640,00 (à vista).
- Aréola única: R$ 640,00 (à vista).
- Duas aréolas: R$ 900,00 (à vista).

Fonte: Narege (micropigmentadora)
Onde fazer: Narege Atelier de Artes, localizado na rua Rosa de Gusmão, 901, em Campinas (SP).
Contato: (19) 3243-5039 ou naregeatelier@terra.com.br
Site: www.naregeatelier.com

Foto: reprodução

 
CÍLIOS DE BONECA


Cílios volumosos, longos, grossos e escuros como os de bonecas valorizam o olhar feminino e estão em alta na atualidade. Mulheres que não gostam de recorrer aos cílios postiços, nem de usar o curvex para ressaltar os fiozinhos, estão optando pela utilização de colírios para obter o mesmo efeito encantador.
O colírio Latisse é o escolhido pelas it girls e mulheres vaidosas que estão evidenciando o olhar 43 com seu uso e, apesar de ter sido desenvolvido para fins estéticos, em sua formulação há a mesma matéria prima usada em outros colírios voltados para o tratamento de glaucoma e, até por este motivo, o Latisse não pode ser usado indiscriminadamente e sim, com a orientação e prescrição médica.
Saiba mais sobre o assunto na entrevista abaixo.
Definição de Glaucoma
Patologia que compreende o aumento da pressão intra-ocular, levando secundariamente à lesão do nervo óptico e alterações do campo visual. Se não tratada, pode resultar em baixa visão e até a cegueira.
Colírio usado
Um dos colírios usados para baixar a pressão intra-ocular é uma prostaglandina chamada Bimotoprosta.
A Bimotoprosta é um ácido graxo que apresenta a capacidade de se ligar aos receptores dos cílios, provocando o crescimento dos folículos pilosos, como efeito secundário.  
O Latisse é um colírio criado a base de Bimotoprosta, que resulta em cílios mais volumosos, longos, grossos e escuros ao final de quatro meses de uso.
Para ser usado, ele deve ser prescrito por um médico oftalmologista, não ter nenhuma patologia ocular prévia, não sendo recomendada para grávidas e durante a amamentação.
Se a pessoa tem glaucoma, seu uso não está contra indicado, porém deve ser acompanhado por um médico oftalmologista, já que o Latisse pode interferir no tratamento que o paciente está fazendo.
Maneira de usá-lo
O Latisse não pode ser pingado dentro dos olhos e sim, aplicado com pincel em toda a extensão da pálpebra superior, não devendo ser usado na pálpebra inferior.
Efeitos colaterais do Latisse
Vermelhidão nos olhos, prurido (coceira), olho seco, escurecimento da pele (hiper pigmentação) no local da aplicação. O colírio também apresenta um componente chamado Cloreto de Belzalcônio, que pode gerar alergias em algumas pessoas.
Um dos problemas de usar o Latisse é que a suspensão do seu uso leva à volta dos cílios à condição anterior. Assim o Latisse pode ser usado para fins estéticos, desde que prescrito e acompanhado por médico. Os efeitos colaterais são pequenos e revertidos com a suspensão da medicação, o que o torna, relativamente, seguro. Talvez nós devamos nos questionar sobre a validade do investimento financeiro para um efeito transitório da medicação.
Metamorfose ambulante
O escurecimento da íris com a conseqüente mudança de cor dos olhos acontece mais nas pessoas que pingam a Bimotoprosta durante o tratamento do glaucoma e não na aplicação do Latisse.

Fonte: Dr. Fábio Teixeira (médico oftalmologista).   

Dicas para ficar com cílios de boneca de forma natural
- Curve os cílios com um bom curvex,
- Aplique a primeira camada de rímel fazendo movimento de zigue-zague, começando da base dos cílios até a ponta. Assim, eles ficarão separados e bem definidos,
- Para evitar que os cílios caiam e fiquem pesados, espere a primeira camada secar para então abusar de muitas outras. Essa sobreposição é o que dá o efeito boneca ou a aparência de cílios postiços,
- Para dar mais volume aos cílios, passe uma camada de pó facial entre uma aplicação e outra de rímel,
- Para não acentuar olheiras, o segredo é aplicar a máscara apenas nos cantinhos externos dos cílios inferiores ou retirar o excesso de tinta e pintar todos os pelinhos. 
Foto: reprodução

 
CORTES DE CABELO

Quer mudar seu corte de cabelo? E agora?
A primeira coisa a ser analisada é se o tipo de corte que você deseja é o adequado para o seu tipo de rosto. Cada pessoa tem um formato diferente que influencia na escolha de um corte de cabelo, armação de óculos, maquiagem, acessórios, etc.
O importante é você se sentir bem e feliz com o resultado, mas não tenha medo de ousar. Lembre que seu cabelo irá crescer e que às vezes precisamos nos renovar.
Leia as dicas de corte para cada tipo de rosto:
- Tipo oval: considerado o formato ideal, pois apresenta medidas equilibradas, e distância proporcional entre testa e queixo. É um tipo de rosto que tudo fica bem, a escolha só depende da personalidade individual.
- Tipo triangular: quem tem esse formato, onde o maxilar é mais largo que a testa, deve optar por cortes curtos e volumosos, em camadas, com volume em cima para equilibrar o rosto como um todo. Se optar por franja, prefira a desfiada ou repicada e evite usar os cabelos puxados para trás.
- Tipo quadrado: testa larga e maxilar largo são características desse formato de rosto. Alguns são mais alongados e dão aparência retangular. Esse formato de rosto deve considerar cabelos no comprimento do queixo para suavizar os cantos quadrados. Franjas também ajudam.
- Tipo redondo: o que diferencia o rosto redondo do oval é o fato dele ser mais curto e largo nas maçãs. Os cabelos não devem ser volumosos e as franjas podem ser usadas à vontade. O comprimento dos fios para este tipo de rosto deve ser abaixo da linha do queixo.
- Triangular invertido: possui testa mais larga que o maxilar e deve optar por franja e cortes na linha do queixo. Um leve cacheado nas pontas ajuda a dar volume à ponta do triângulo, equilibrando o formato.
Foto: reprodução



DIAS DE SECURA


O inverno é caracterizado por ser uma estação seca e que apresenta dias com baixa umidade do ar e por isso, alguns cuidados com a saúde devem ser adotados para evitar o aparecimento de problemas sérios como a desidratação e o surgimento de doenças respiratórias ou alérgicas. Algumas sugestões para hidratar o corpo e melhorar a umidade do ar no ambiente doméstico ou profissional estão abaixo. São elas: 
- Hidratação oral
Ingerir dois litros de água por dia para manter o corpo hidratado, além de sucos naturais, chás e outros líquidos.
- Ambiente umedecido
Espalhar vasilhas com água limpa e de boca larga pelos cômodos da casa. Outra dica é colocar uma toalha umedecida no quarto durante a noite para ajudar no aumento da umidade do ar neste ambiente fechado.
- Inalação doméstica
Fazer uma sauna úmida em seu próprio banheiro antes de tomar banho. Para isto, abra o chuveiro na posição inverno e deixe escorrer a água por alguns minutos até formar vapores, inalando-os por cinco minutos. Na seqüência, diminua a temperatura da água e tome banho normalmente.
- Soro fisiológico
Outra opção é lavar as narinas com soro fisiológico. A dica é aplicar 1 ml de soro fisiológico em cada narina com o uso de conta-gotas ou de maneira direta. A utilização de um inalador doméstico também surte o efeito desejado de umedecer as vias respiratórias.
Já os olhos e as lentes de contato também podem ser limpos com o soro fisiológico. Para isto, basta lavar a região com o produto e enxugá-la em uma toalha limpa.
- Limpeza doméstica
Fazer limpeza úmida com pano embebido em água limpa e descartar o uso de vassouras e produtos químicos. Esta limpeza úmida deve ser feita no chão e em outras superfícies que costumam acumular poeiras e pós como móveis, sofás, venezianas, além de revestimentos de travesseiros, colchões e outros.
- Circulação de ar
Logo pela manhã, é importante abrir janelas e portinholas para arejar os ambientes, especialmente se a residência possuir crianças, idosos, pessoas resfriadas ou acamadas.
- Sinal vermelho
Cortinas, tapetes, cobertores de lã e almofadas espalhadas pela casa favorecem o acúmulo de pó, bem como brinquedos e bichos de pelúcia, por isso evite-os. 
- Ar condicionado
Aproveitar a estação fria para fazer uma limpeza no ar condicionado, bem como uma higienização nos filtros de ar do seu carro e dos aparelhos existentes em sua casa ou escritório.

Fonte: Gláucia Regina Corrêa Ré (enfermeira).
Foto: reprodução      
 
 

 
TRATAMENTO COM ULTRASSOM

Método simples, indolor e silencioso, o tratamento com ultrassom é mais uma alternativa para quem deseja amenizar os efeitos das celulites, atacar as gordurinhas localizadas e ajudar na redução da formação de edemas e de fibroses após a realização de cirurgias plásticas e outros procedimentos cirúrgicos. 
Feito em parceria com outros tratamentos estéticos e assumindo seu caráter complementar, o tratamento com ultrassom tem como objetivo estimular e quebrar os nódulos de gorduras existentes através da utilização de um aparelho próprio que consegue atingir a terceira camada da pele, além de melhorar a circulação sanguínea e a eliminação de toxinas do organismo.
Balé estético 
Movimentos longitudinais e constantes são feitos com o equipamento, além de suaves pressões sobre os pontos críticos e regiões de concentração de gordura.
Alvos certeiros
Nos glúteos, nas coxas, no abdômen, nos braços, próximo às axilas, nos flancos e em outras regiões do corpo onde haja alguns excessos adiposos.
Casamento perfeito
O ideal é associar o tratamento com ultrassom com outros tipos de massagens estéticas como a drenagem linfática para obter resultados positivos e retornos rápidos. Para tanto, o corpo não deve ter descanso entre uma sessão e outra e sim, ser trabalhado na sequência pelo massoterapeuta para aproveitar o aquecimento celular proporcionado pelo aparelho.
Tempo de duração
O tempo de duração de cada sessão com ultrassom depende do grau de celulite ostentado pela cliente, por isso as sessões com o aparelho variam de cinco minutos (grau 1) até 30 minutos (grau 3 ou mais).
Número de sessões
A sugestão é que pessoas magras façam de uma a duas vezes na semana o tratamento com ultrassom e tenham contato com o aparelho por um período de tempo menor. Já as cheinhas e mulheres que estão acima do peso ideal devem fazer três sessões semanais com ultrassom, seguidas de sessões de drenagem linfática, modeladora ou outro tipo massagem, totalizando uma hora e meia de tratamento estético.
Resultados positivos
Os primeiros resultados positivos são observados após a realização de seis sessões deste tratamento (ultrassom + drenagem), mas diferenças estéticas significativas são constatadas após seis meses do mesmo. Caso a cliente decida interromper o tratamento após dois ou três meses do seu início, ela poderá desfrutar dos resultados alcançados até então.
Potencializando o tratamento         
Harmonizar o estilo de vida e fazer algumas mudanças em alguns hábitos alimentares é importante para quem deseja potencializar o tratamento e amenizar os furinhos. Entre os conselhos dados estão: beber dois litros de água por dia, acrescentar frutas, legumes e verduras às refeições, eliminar frituras, alimentos gordurosos e álcool no dia a dia, além de praticar exercícios físicos e maneirar na voracidade durante as refeições.
Sinal vermelho
O tratamento com ultrassom não deve ser feito por mulheres grávidas, meninas menores de 18 anos, porque seus corpos ainda estão em formação e por pessoas que acabaram de realizar cirurgias. Para estas, a recomendação é fazer sessões de ultrassom e massagens após 30 dias do procedimento feito e somente com autorização médica em mãos.

Fonte: Rosa Maria R. M. de Oliveira (massoterapeuta)
Onde fazer: Alameda Zeferino Oculatte, 519, Presidente Prudente (SP).
Contato: (18) 3906-2632      

Foto: reprodução

 
FRUTAS VERMELHAS

Matéria prima usada na produção de geléias, caldas, sorvetes, sucos e sobremesas, as frutas vermelhas são fontes de vitaminas (A e C), fibras, minerais e açúcares.    
Neste cesto de coloração forte estão as amoras, os morangos, as cerejas, as framboesas, os mirtilos, as ameixas, as pitangas, as acerolas, as goiabas vermelhas, os caquis, as melancias e outras frutas que atraem os consumidores não só pelas suas tonalidades marcantes, mas também pelas características silvestres conservadas como texturas, aromas e sabores.  
Os benefícios do consumo das frutas vermelhas são muitos e entre eles estão: aumento da defesa imunológica do organismo, melhora na capacidade visual, no trânsito intestinal, além da prevenção e retardo de algumas patologias como o câncer de próstata e o de mama, doenças cardiovasculares, prisão de ventre entre outras;  tudo porque as frutas vermelhas contêm licopeno, um carotenóide que confere a cor vermelha encontrada nestas e que é um dos maiores antioxidantes disponíveis na natureza.
Aliás, sua presença também ajuda a afastar o envelhecimento precoce, melhorar a textura da pele e preservar a beleza de suas amantes, por isso o ideal é saboreá-las duas ou mais vezes por dia e, de preferência, in natura e logo após sua colheita.
A maioria das frutas vermelhas pode ser consumida com casca, mas os talos devem ser cortados para eliminar resquícios de agrotóxicos existentes. Antes de serem levadas a boca, elas também precisam ser bem lavadas e colocadas em uma solução com água filtrada e água sanitária. Para 1 litro de água filtrada, acrescentar 1 colher de sopa de água sanitária e deixar agir por 20 minutos.
Já para quem deseja degustá-las nas entressafras e não se importa com algumas perdas nutricionais e nas texturas destas delícias, a sugestão é congelá-las. Para tanto, as etapas são: lavar as frutas, enxugá-las e congelá-las dentro de sacos, caixas plásticas ou vidros. Importante retirar completamente o ar existente nas embalagens com uma bombinha ou aspirando com um canudo.
A recomendação é que as frutas congeladas sejam consumidas até 90 dias após entrar no congelador para não perder completamente suas vitaminas e minerais existentes.
Fonte: Maria Lucia Cavalcante
Nutricionista do depto. de ginecologia da UNIFESP.
Proprietária do Salludys Instituto-Soluções em Saúde e Qualidade de Vida em Campinas
Consultório: R: Camargo Paes, 516    Jardim Guanabara
Campinas-SP
F:(19) 3368 6468   e  9794 2444
site: www.salludys-instituto.med.br 



Receitas:
- Calda de frutas vermelhas
Ingredientes:
- 150 g de framboesa,
- 150 g de mirtilo,
- 150 g de amora,
- 2 colheres de sopa de cognac,
- 80 g de açúcar.
Preparo: misture as frutas, coloque a bebida e polvilhe açúcar. Vede com papel filme e leve o recipiente à geladeira por 2 horas. Passado este tempo, leve ao fogo para cozinhar e engrossar. Derrube em cima de bolos ou tortas.
- Mousse de amoras e licor de cassis
Ingredientes:
- 300 g de amoras congeladas,
- 1 xícara e um terço de xícara de chá de açúcar,
- 100 ml de água filtrada,
- 1 colher de chá de gelatina em pó sem sabor,
- 4 claras,
- 4 colheres de sopa de água,
- 200 ml de creme de leite,
- 1 colher de sopa de licor de cassis,
- 200 g de iogurte natural.
Preparo: coloque 6 colheres de sopa de açúcar e a água em uma panela e leve ao fogo baixo por 1 minuto. Acrescente as amoras e deixe cozinhar por 4 minutos. Transfira as amoras para o liquidificador e bata por 1 minuto. Retire e passe em uma peneira. Polvilhe a gelatina no sumo de amoras e deixe hidratar. Misture. Junte o creme de leite, o iogurte, o licor de cassis e o sumo de amoras em uma tigela e misture bem. Coloque as claras em uma batedeira e bata até o ponto de neve. Leve uma panela com o restante do açúcar e a água em fogo baixo para dissolver. Deixe cozinhar por 3 minutos ou até a calda fazer ponto de fio. Em seguida, acrescente na calda as claras em neve que devem continuar sendo batidas na batedeira. Retire o merengue e misture o creme de amoras. Coloque em taças ou copos e leve à geladeira por 6 horas ou até endurecer.
- Sorvete com frutas vermelhas
Ingredientes:
- 1 pacote de frutas vermelhas congelado,
- 3 colheres de sopa de açúcar cristal,
- 1 cálice de licor de laranja.
Preparo: Pré-aqueça o grill até atingir uma temperatura elevada. Caramelize o açúcar e acrescente as frutas já lavadas. Misture bem e despeje o licor. Sirva com uma bola de sorvete de baunilha e enfeite com chantilly.           
Foto: reprodução 

 
ALIMENTAÇÃO INADEQUADA Estudo realizado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) revelou que a maioria das mães não sabe alimentar seus bebês saudavelmente,  contribuindo para aumentar os riscos de carências nutricionais e doenças crônicas no futuro. Foram avaliados 200 bebês entre quatro e 12 meses e metade deles já não se alimentava apenas de leite materno. Com três meses de idade, muitos já recebiam a introdução da mamadeira e leite de vaca integral. O problema é que esse alimento não supre as necessidades nutricionais dos bebês e pode causar alergias. O estudo mostrou também que as crianças recebem cedo demais alimentos industrializados, como biscoitos e refrigerantes, que aumentam os riscos de obesidade e problemas no coração.
Bico do peito
O aleitamento materno exclusivo é recomendado até seis meses de idade. Depois, a amamentação pode continuar com a inclusão de alimentos indicados pelo pediatra.
Foto: reprodução
 
JUMP IN!

Pular corda é barato, acessível e divertido, além de ser um exercício aeróbico que trabalha o corpo todo, promovendo a melhora cárdio vascular, aumentando a força de resistência dos membros inferiores e trabalhando a coordenação motora, o equilíbrio e a agilidade de seus adeptos.
A atividade também funciona como estimulante para o cérebro, antídoto contra osteoporose, além de ajudar na eliminação de líquidos retidos pelo organismo e trazer alguns benefícios estéticos como o fortalecimento de glúteos, coxas e pernas.
Para a obtenção de resultados positivos a curto e médio prazo, o ideal é intercalar os saltos com outros exercícios físicos como musculação, boxe, corrida e outros. Já para evitar acidentes e distensões, a dica é saltar com os joelhos estendidos e com os pés descalços, mas quem não gosta de ter estes membros desprotegidos durante o inverno, a sugestão é optar por um par de tênis que absorva o impacto durante a prática esportiva.
Pessoas obesas ou que estejam acima do seu peso ideal devem escolher outra atividade física para praticar durante a estação. O conselho aos iniciantes é realizar pulos baixos para não desperdiçar energia e intercalar os saltos de diversão (1 minuto) com intervalos de descanso (30 segundos). Já os esportistas e pessoas que praticam a atividade, regularmente, têm condições de se arriscarem em saltos duplos ou em superfícies fofas como as areias das praias brasileiras que exigem um condicionamento físico maior dos puladores frequentes.  
Vinte minutos da atividade queima entre 500 e 800 calorias, dependendo da intensidade aplicada e após o término dos saltos, o praticante deve continuar se movimentando ou andando por alguns minutos antes de parar totalmente o corpo ou trocar de exercício físico. 
Para quem ficou interessado em começar a saltitar e não dispensa uma novidade, o ideal é investir em cordas de plástico ou de vinil que são leves, giram mais rápido e não machucam como as feitas de couro ou de outro material encontrado no mercado.
Agora, quem deseja apenas desfrutar de momentos de diversão, relembrar brincadeiras infantis e se arriscar em pulos com cordas cruzadas, a dica deste espaço é montar campeonatos amadores e apresentações como os vistos no filme americano Jump In!      
Não fuja de parques, clubes, praias e espaços localizados ao ar livre nos dias frios. Esquente os momentos de diversão durante o inverno pulando corda e alegre-os com cantigas antigas e de roda como a descrita abaixo:
“Salada, saladinha,
Bem temperadinha,
Com sal, com pimenta,
Fogo, foguinho”...
E salte em direção de uma vida com mais qualidade!
  
Fonte: Renato Coppola (personal trainer)
Contato: renato@clubpersonal.com.br ou pelo fone: (19) 3308-5700
Foto: reprodução

 
STEPPER

Abandonar o uso de elevadores e encarar os degraus de escadas é uma das recomendações de médicos e profissionais de educação física para quem deseja fugir da paradeira, fortalecer músculos, modelar o corpo e desfilar com uma silhueta definida.
Subir escadas é um exercício intenso, aeróbico e com elevado gasto calórico, por isso as aulas de step oferecidas pelas academias continuam em voga e com as turmas lotadas, mas as mulheres que desejam realizar a mesma atividade em casa, a solução é investir na compra do stepper, equipamento portátil que imita cada um dos planos horizontais de uma escada e que colabora na realização de um treino eficiente e de baixo impacto.
Se a sua intenção é conquistar um bom condicionamento físico e galgar um corpo firme, sem celulites e flacidez para o próximo verão, então a dica é vencer os obstáculos psicológicos existentes e encarar os degraus de escadas surgidos diariamente ou o stepper. Saiba mais sobre o equipamento.  
- Quais são os benefícios para a saúde do uso do stepper?
Bruno: Fortalece, especialmente, os músculos das coxas. Realizar o exercício com maior amplitude como se estivesse subindo de dois em dois degraus, promove a solicitação de mais músculos como os posteriores de coxa e glúteos, ou seja, é ainda mais interessante.
- Quais são os benefícios estéticos alcançados com a utilização do aparelho?
Bruno: Pernas torneadas e bumbum fortalecido, além de ajudar na queima de gordurinhas localizadas.
- Quantas calorias são gastas em 30 minutos de atividade?
Bruno: Há uma estimativa que a pessoa gaste em torno de 14 cal por minuto nesta atividade, então 30 minutos queimaria 420 cal, porém estes testes são realizados com pessoas altamente treinadas e com uma carga de treino elevada. Como no transport, irá depender da intensidade do exercício e da condição do indivíduo, ou seja, uma pessoa não treinada e que realize o trabalho com intensidade menor, a estimativa de gasto calórico nesta atividade é bem menor. Acredito que, em média, 250 cal são queimadas a cada 30 minutos; o que é um ótimo número.
- Quais os cuidados necessários para a realização desta atividade?
Bruno: Procurar manter uma posição ereta, sem inclinar ou deslocar o peso do corpo para frente, concentrando-se apenas no trabalho das pernas e da flexão do pé.
Fonte: Bruno A. Gomes (personal trainer).
Contato: (11) 8265-8929 ou através do email: brunoefufsc@hotmail.com
Foto: reprodução

 
TRANSPORT
“ Tem que correr, tem que suar, tem que malhar,
Vamos lá!,
Musculação, respiração, ar no pulmão,
Vamos lá!
Tem que esticar, tem que dobrar, tem que encaixar,
Vamos lá!
Um, dois e três, é sem parar, mais uma vez,
Vamos lá!”..
O refrão da música “Estrelar”, de Marcos Valle, motivou os adeptos da malhação de décadas atrás e continua estimulando os que desejam entrar em forma dentro das academias e para o próximo verão.
O transport é um dos aparelhos existentes no local e acabou se transformando em queridinho das “ratas de academias” e de mulheres que almejam fortalecer os membros inferiores, reduzir medidas e desfilar com tudo em cima nas areias, nos calçadões e durante as próximas estações.
Para quem não o conhece ou deseja saber mais sobre os seus benefícios, a entrevista com o personal trainer Bruno Antônio Gomes tem o objetivo de apresentar o aparelho, informar e esclarecer dúvidas, além de encorajar as leitoras a movimentar o corpo através do transport.
Benefícios para a saúde
Além da melhora da aptidão cardiorrespiratória, o transport proporciona grande gasto energético, pois cerca de 80% dos músculos do corpo são utilizados na realização dos movimentos neste aparelho. Os músculos mais exigidos são os glúteos, o quadríceps, os músculos da parte posterior das coxas e panturrilhas. Como é uma atividade sem impacto, lesões nas articulações, principalmente joelhos e tornozelos são prevenidas. É ideal para pessoas com excesso de peso, onde a sobrecarga sobre essas regiões do corpo é ainda maior.
Benefícios estéticos
Por volta do quinto minuto de prática, o organismo começa a utilizar gordura na produção de energia. Isto acontece quando o organismo pára de utilizar a glicose e começa a utilizar a gordura para este processo, portanto é indicado para quem quer perder gordurinha que está sobrando e reduzir a circunferência da cintura e do quadril.
Queima calórica
Em 30 minutos no aparelho, de 200 a 250 calorias são queimadas, porém a quantidade varia de acordo com a intensidade do exercício e do condicionamento físico de cada um. Pessoas melhores condicionadas gastam mais calorias.
Cuidados necessários
Como em outras atividades físicas, alguns cuidados devem ser tomados como procurar manter a postura ereta sem projetar o tronco para frente, além de evitar fazer movimento de pêndulo. Atenção redobrada para não fazer uma extensão total do joelho que está mais embaixo no movimento. Estes cuidados simples podem evitar lesões. Além disto, utilizar o aparelho em uma intensidade adequada ao seu condicionamento físico atual é importante e o aumento da carga deve ser gradual e de acordo com a melhora do condicionamento físico.
Inversão do movimento
O movimento no sentido inverso pode ser realizado, assim trabalhará os músculos antagonistas, aqueles que não são exigidos no sentido para frente.
Gestantes
Mulheres grávidas podem utilizar o transport, desde que sejam habituadas a praticar exercícios físicos e liberadas pelos médicos obstetras. Alguns cuidados devem ser tomados, especialmente pelo risco de queda. Outro ponto importante é o controle da intensidade e do volume do exercício. O ideal seria realizar exercícios com intensidade moderada.
Se não houver nenhum problema durante a gestação, a mulher pode treinar com o transport até o sétimo ou oitavo mês de gravidez, desde que ela se sinta bem.
Malhadores mirins
Treinos com transport podem ser feitos por crianças. Elas se adaptam, rapidamente, a qualquer tipo de treinamento, principalmente os aeróbicos e estes podem até ajudar em tratamentos de doenças como asma ou no combate a obesidade infantil.
Briga boa
Comparando com a bike e a esteira, o transport apresenta melhores resultados quanto ao gasto calórico. Já na questão da melhora na aptidão cardiorrespiratória, sua superioridade dependerá da intensidade e do volume do exercício feito.
Contato com o profissional através do telefone (11) 8265-8929.
Foto: reprodução
 
BATATA

Por ser um alimento de sabor neutro e muito versátil em termos de preparo, as batatas podem ser preparadas utilizando todos os métodos de cocção: assadas, fritas, fervidas, cozidas no vapor, salteadas, empanadas, braseadas, guisadas ou utilizadas em sopas, pães, massas, pudins, saladas entre outras preparações culinárias.
As batatas são classificadas em dois grupos: especiais e com baixo teor de água, o que as torna ideais para o feitio de nhoque e frituras e as comuns que reúnem variedades que possuem maior teor de água, sendo mais apropriadas para cozimentos, massas, purês e tortas.
Antes de utilizá-las, as batatas devem ser lavadas, escovadas e secas. Para evitar o desenvolvimento da solanina, substância que torna as batatas amargas, indigestas e tóxicas, elas devem ficar em locais frescos, secos, escuros e fora de embalagens plásticas fechadas, pois sua má conservação acelera o processo de apodrecimento e ocasiona perdas de nutrientes.
- Nhoque de batata
Ingredientes:
- 1 kg de batata descascada,
- 1 ovo,
- 1 pitada de sal,
- 250 g de farinha de trigo peneirada.
Preparo: cozinhe as batatas, escorra e passe-as ainda quentes pelo espremedor. Espere esfriar e acrescente a farinha, o sal e o ovo. Misture rapidamente e forme uma bola. Sobre uma superfície enfarinhada, corte tiras e faça cobrinhas, cortando a massa em pedaços pequenos, com cerca de 2 cm. Cozinhe em água fervente abundante com sal. Escorra e sirva com o molho de sua preferência.
- Batata Dauphinoise
Ingredientes:
- 250 g de batata tipo monalisa,
- 10 g de manteiga integral sem sal,
- sal,
- pimenta do reino branca moída,
- noz moscada,
- 60 g de queijo tipo gruyère,
- 180 ml de leite integral,
- 1 gema de ovo,
- meio dente de alho,
- papel alumínio.
Preparo: cortar as batatas em rodelas finas. Misturar o leite com a gema, sal, pimenta e noz moscada. Aquecer sem ferver até engrossar levemente. Untar uma forma pequena com manteiga e polvilhar com o alho finamente picado. Dispor as fatias de batatas na forma untada, adicionar a mistura de leite e cobrir com queijo gruyère ralado. Cobrir com papel alumínio. Assar em forno pré-aquecido em banho-maria a 150 graus Celsius até que as fatias estejam macias ao toque do garfo.
- Batata assada com manteiga composta
Ingredientes:
- 1 batata tipo baraka grande,
- 30 g de manteiga integral sem sal,
- salsa fresca,
- 10 g de queijo tipo parmesão ralado,
- sal,
- papel alumínio,
- papel filme.
Preparo: preparar a manteiga composta. Para isto, misturar a manteiga em ponto de pomada, o sal, a salsa e o parmesão. Embalar em filme plástico e no formato cilíndrico. Refrigerar a manteiga composta para uso posterior.
Pré-aquecer o forno a 180 graus Celsius. Lavar e secar a batata, fazer pequenos furos com o garfo e embrulhar (com a casca) no papel alumínio. Levar ao forno e assar até que ela esteja macia. Servir a batata no alumínio, aberta e guarnecida com a manteiga composta.
- Vichyssoise (sopa de batata fria)
Ingredientes:
- 125 g de alho poro,
- 20 g de manteiga integral sem sal,
- 125 g de batata tipo monalisa cortada em cubos médios,
- 750 ml de fundo claro de ave,
- sal,
- pimenta do reino preta moída,
- 90 g creme de leite fresco,
- cebolinha cortada,
- 1 sachet d´épices,
- 200 ml de fundo claro de ave para ajustar.
Preparo: picar o alho poro em tirinhas e suá-lo na manteiga. Adicionar a batata, o fundo e temperar com sal e pimenta. Deixar cozinhar em fogo brando, acrescentar o sachet d`épices e escumar gorduras e impurezas sempre que necessário. Cozinhar por 30 minutos ou até as batatas ficarem macias. Separar a parte sólida da líquida e fazer um purê com todos os ingredientes sólidos cozidos, processando bem. Adicionar o líquido aos poucos até adquirir consistência de nappé leve (mingau fino). Coar em seguida, reservar o líquido que sobrar para ajustar a consistência da sopa depois de gelada e adicionar o creme de leite. Resfriar e refrigerar a sopa. Decorar com cebolinha.
Receita do sachet d`épice
- 2 talos de salsa,
- 1 ramo de tomilho,
- 1 folha de louro,
- 6 pimentas do reino pretas em grãos,
- 1 dente de alho,
- 1 cravo.
Preparo: em um pano fino e limpo, colocar todos os ingredientes e amarrar com barbante.
Receita do fundo claro de aves
- ossos de frango,
- água,
- sachet d`épices,
- mirepoix ( salsão, cenoura e cebola).
Preparo: lavar os ossos e escorrer. Caso estejam congelados, escaldar antes. Colocar os ossos em uma panela e cobrir com água fria. Levar para ferver em fogo brando. Sempre que necessário, escumar a superfície e retirar gordura e impurezas. Cozinhar em fogo brando por 4 horas. Acrescentar o mirepoix e o sachet d`épices 1 hora antes de finalizar o cozimento. Coar e usar o fundo nesta e em outras receitas.
- Gratinado de batata
Ingredientes:
- 3 ou 4 batatas tipo monalisa,
- 350 ml de leite integral,
- 3 colheres de sopa de vinho branco seco,
- 2 colheres de sopa de manteiga sem sal,
- 2 colheres de sopa de azeite extra virgem,
- 300 g de cogumelos frescos (paris, shitake, shimeji),
- sal,
- pimenta,
- noz moscada.
Preparo: corte as batatas em rodelas finas. Em uma panela, coloque o leite, o vinho e as batatas. Tempere com sal, pimenta e noz moscada. Misture e leve ao fogo baixo até que as batatas fiquem “al dente”. Corte os cogumelos em fatias finas e reserve. Aqueça bem a frigideira e coloque manteiga e azeite. Refogue os cogumelos até dourar e murchar. Tempere-os com sal e pimenta do reino moída. Unte com manteiga um refratário que possa ir ao forno. Coloque camadas de batatas e de cogumelos refogados. Regue tudo com o líquido de cozimento das batatas. Leve ao forno pré-aquecido para assar até que toda a superfície fique dourada.  
Foto: reprodução

 
CONJUNTIVITE

Sensação de areia nos olhos, ardência, coceira, fobia a luz não são apenas conseqüências de horas e horas expostas ao sol e em contato com as águas salgadas nas praias, mas podem ser alguns dos sintomas da conjuntivite. Além destes, vermelhidão, secreção clara ou mucosa, edema de pálpebra e ocasionalmente, inchaço atrás das orelhas (linfonodomegalia) completam a lista de mudanças sofridas pelo nosso organismo durante esta doença ocular.
A conjuntivite é sazonal e aparece em ocasiões onde há um contato maior entre as pessoas como o verão. Atualmente, existe um surto epidêmico no Estado de São Paulo, devido à exposição das pessoas a ambientes contaminados e ao contágio de pessoa para pessoa.
Para quem não sabe, há diferentes tipos de conjuntivite: viral, bacteriana, fúngica, alérgica, química, traumática entre outras, mas a mais freqüente é a viral e é a que está vitimando tanta gente neste momento.
A conjuntivite viral tem evolução benigna e se resolve, na maioria das vezes, espontaneamente. O período mais contagioso são os quatro primeiros dias e, em geral, em uma semana o quadro já está resolvido, mas em alguns casos pode se estender por até 40 dias.
Algumas medidas podem ser tomadas para o conforto de suas vítimas e para evitar a transmissão para outras pessoas. São elas:
- Higienização frequente das mãos com sabonete líquido e álcool gel e após o contato com a região ocular;
- Ao fazer a limpeza ocular, usar lenços descartáveis, sendo um para cada olho e usado uma única vez;
- Fazer compressas de água filtrada gelada ou com soro fisiológico para aliviar os sintomas de inchaço e coceira local;
- Usar óculos escuros para amenizar a fotofobia (fobia de luz);
- Consultar um médico oftalmologista para que o mesmo avalie o caso, diagnostique a doença e se necessário, prescreva algum colírio.
Outras atitudes também podem ser adotadas para combater o surto atual como evitar o compartilhamento de toalhas, travesseiros, lenços, maquiagem, além da lavagem e desinfecção freqüente das mãos.
Para quem está apresentando alguns dos sintomas descritos acima ou todos ao mesmo tempo, a sugestão é se afastar três dias do seu ambiente de trabalho ou estudantil e procurar um especialista para confirmar a doença. Se necessário, o médico poderá estender o período de licença ou afastamento das atividades até que o período crítico desta patologia passe ou, pelo menos, amenize-se.
Os cuidados com as crianças devem ser redobrados, uma vez que elas não se preocupam tanto com a higienização das mãos e estão em contato direto com outros pequenos nas escolas, creches, parques e clubes.

Fonte: Dr. Fábio Maróstica (médico oftalmologista).     
Foto: reprodução

 
AÇAÍ

O açaí disputa com o queijo coalho, o milho, o espeto de camarões, o sanduíche natural, o amendoim na casca e o mate de galão, o título de queridinho das areias, mas é nas academias de ginástica que ele reina absoluto entre os malhadores oficiais e adeptos de um estilo de vida saudável.
A paixão por este fruto tropical silvestre se deve ao fato dele ser um energético natural, indicado para ser consumido antes da prática esportiva ou diante de cenários estimulantes, mas o açaí possui outros atrativos como sua coloração, seu gosto diferenciado, sua textura característica e muitos outros benefícios à saúde. 
Nos ambientes citados acima, o açaí é comercializado em sucos ou em tigelas, onde sua polpa é batida com xarope de guaraná e servida acompanhada de frutas e cereais. Já na região amazônica e outros estados do nordeste, a fruta é mais explorada e transformada em outras delícias típicas da culinária local como caldos salgados ou mesmo misturas simples como a polpa da fruta temperada com farinha de mandioca ou tapioca.
Fonte de vitamina C e E, potássio, magnésio, fósforo, ferro, cálcio e fibras, o açaí também é conhecido como sendo uma fruta rica em gorduras monoinsaturadas (61%) e poliinsaturadas (até 10%), semelhante as gorduras encontradas no abacate e que possuem ação benéfica no controle lipídico e que também auxiliam no estímulo ao bom colesterol (HDL) e na redução do mau colesterol (LDL), prevenindo doenças cardiovasculares.
Além disto, o açaí conta com polifenóis, especialmente os flavonóides (antoxantinas e antocianinas) em sua composição. Eles são responsáveis pela captura e prevenção de radicais livres e ajudam no combate ao stress, ao desgaste físico, ao envelhecimento precoce e na prevenção de outras patologias como diabetes, mal de Alzheimer, câncer e outras.  
No passado, as tribos indígenas da Amazônia também utilizavam a fruta com objetivos preventivos como no fortalecimento do sistema imunológico, no combate a infecções, no fortalecimento e proteção do coração ou como remédio natural para disfunção erétil.
Curiosidades
O açaí deve ser consumido com moderação porque cem gramas de sua polpa possuem 490 kcal.
O principal produtor de açaí é o Estado do Pará, onde o consumo da fruta, em litros, supera em dobro o consumo de leite.
A polpa do açaí também pode ser transformada em vinho e a fruta está sendo usada no fabrico de cosméticos voltados para a exportação e para o consumo interno.
Cuidados durante a compra
Para quem deseja consumir a fruta em casa e realizar uma boa compra, a sugestão é comprar polpas pasteurizadas, comercializadas em embalagens fechadas e que contenham rótulos detalhados e com registro no Ministério da Saúde.
Já quem vai consumi-las através de estabelecimentos comerciais como quiosques, barracas de praias ou casas de sucos, a dica é avaliar a higiene do local de compra e, se possível, pedir para ver a embalagem da polpa de açaí antes de concretizar a compra.

Fonte: Regina Esteves Jordão (nutricionista).
Receitas com esta delícia
Bolo de açaí
Ingredientes:
- 2 ovos inteiros,
- 3 gotas de essência de baunilha,
- Um quarto de colher de chá de sal refinado,
- 1 xícara de chá de açúcar mascavo a massa delicadamente. Coloque em uma forma untada com farinha de trigo ou aveia em flocos e asse em forno pré-aquecido durante 40 ou 50 minutos.
Vitamina de açaí
Ingredientes:
- 1 polpa congelada de açaí,
- Meia xícara de chá de água gelada,
- 1 banana nanica picada,
- 4 colheres de sopa de aveia.
Preparo: Bater no liquidificador, a polpa congelada com água, a banana e 2 colheres de sopa de aveia. Distribua o creme de açaí em taças e polvilhe o restante da aveia por cima, servindo em seguida.,
- Meia xícara de chá de óleo,
- 1 xícara de chá de aveia em flocos,
- 1 xícara de chá de farinha de trigo,
- 2 polpas de açaí (200 g) deixadas em temperatura ambiente,
- 1 colher de sopa rasa de fermento em pó.
Preparo: Junte os ovos e a essência de baunilha e misture bem. Acrescente o sal e na seqüência, o açúcar mascavo e o óleo, misturando até ficar uma mistura mais consistente. Adicione a aveia e a farinha de trigo, depois o açaí, mexendo até que todos os ingredientes fiquem igualmente distribuídos na massa. Por fim, coloque o fermento e misture.

Foto: reprodução

 
PINDAS
As pindas chinesas são trouxinhas de algodão que contém ervas aromáticas e especiarias com propriedades relaxantes e estimulantes. Elas são usadas embebidas em óleos aquecidos e em tratamentos terapêuticos com o objetivo principal de equilibrar as energias, além de criar um estado de relaxamento profundo e uma conexão interior através da harmonização de aromas, músicas, toques e descompressões destes fluxos.
Indicada para quem deseja combater o stress, controlar estados depressivos, relaxar músculos, descongestionar as vias respiratórias, elevar a consciência e trabalhar a autoestima, esta terapia é alternativa suave e gostosa para alcançar  a mansidão no dia a dia.
As sessões com pindas são compostas de manobras de deslizamentos com os próprios saquinhos recheados e complementadas com outros movimentos manuais realizados pelos massoterapeutas.
Em alguns centros estéticos e spas, as pindas são abertas no final de cada sessão e uma esfoliação corporal com as ervas, especiarias e os óleos presentes é feita, mas na grande maioria dos casos, a sessão se encerra com a absorção do excesso de óleos com uma toalha limpa e macia.
As ervas e especiarias mais usadas durante o tratamento com pindas são alecrim, camomila, alfazema, canela, artemísia, arnica, eucalipto, lavanda, jasmim, flor de laranjeira entre outras.
Experimente este novo tipo de carinho pessoal!
Fonte: Marineide Caetano Ferreira (terapeuta facial e corporal).
Foto: reprodução 
 
PEIXES

O destino de milhares de brasileiros durante o próximo feriado de carnaval será  o litoral e a proximidade com o mar incentiva o consumo de peixes, frutos do mar e outras delícias encontradas nas areias das praias.
Para quem ficou interessado nos benefícios à saúde do consumo de peixes, saiba que eles são fontes de proteína de fácil digestão e possuem minerais como sódio, potássio, ferro, magnésio, vitaminas do complexo B e óleos vegetais, especialmente o ômega 3, importante para melhorar o bom colesterol (HDL) e reduzir doenças cardiovasculares, além de auxiliar no tratamento de processos inflamatórios entre outros pontos positivos.
Peixes de águas salgadas e profundas como atum, sardinha, salmão, bacalhau e arenque são as espécies que possuem maiores concentrações de gorduras de boa qualidade como o ômega 3 e por isso, devem ser priorizados não somente durante os dias de folia como também nas principais refeições semanais.
Os pescados também devem colorir os pratos infantis porque seu consumo favorece os estudos e ajuda a aumentar o grau de concentração dos filhotes. Já nas mulheres grávidas, o consumo de peixes auxilia no desenvolvimento do feto, especialmente seu sistema nervoso, cerebral e sua visão, mas as barrigudinhas têm que degustá-los com moderação, além de ficarem atentas em relação ao seu preparo.
Apesar de todos os ganhos citados anteriormente e de seu alto valor nutricional, os peixes não apresentam a quantidade de ferro e da vitamina B12 encontrados nas carnes vermelhas, por isso o ideal é mesclar diferentes tipos de carnes durante a semana e degustar os peixes de duas a três vezes durante o mesmo período. 
Amantes e simpatizantes de pescados devem redobrar a atenção ao comprá-los e prepará-los devido à contaminação por mercúrio e outros metais pesados. Para se precaver deste malefício, a sugestão é fazer a retirada de peles e gorduras dos peixes e optar por métodos de cocção saudáveis como os grelhados, assados ou cozidos em óleo de girassol, canola ou milho. Evite consumi-los fritos ou desidratados por causa das perdas nutricionais existentes e, se possível, prefira os peixes selvagens e não os de cativeiros.
Para as mães que desejam desenvolver o paladar de crianças ou pessoas que ainda possuem rejeição aos animais vertebrados, a alternativa é apelar para os enlatados, transformando-os em patês ou recheios de tortas, pastéis e outros assados. Neste caso, opte pelas versões leves e com base aquosa e não as oleosas ou acompanhadas de molhos ricos em sódio e conservantes.
Outra solução para acabar com o preconceito em relação aos peixes e adicioná-los, freqüentemente, às refeições semanais é apostar em temperos e no uso de ervas aromáticas encontradas em feiras livres e supermercados.
Cozinheiras mais criativas e preocupadas com os sabores dos pratos podem plantar alguns temperos em pequenos vasos e distribuí-los pela cozinha para tê-los sempre ao alcance das mãos e frescos durante o preparo das delícias cotidianas. 
Curiosidade
A maioria do salmão enlatado é de origem selvagem e este apresenta um teor menor de substâncias poluentes e menores preocupações ecológicas que o salmão de cativeiro. 
Pé na areia
É preciso ficar atenta ao consumo de peixes nas praias e para evitar intoxicações alimentares e sintomas como dores de barriga, náuseas, vômitos, infecções gastrointestinais e diarréias, algumas sugestões devem ser seguidas. São elas:
- Observe a higiene da barraca, do quiosque ou do ponto de venda de alimentos e bebidas. O local deve contar com água corrente e estar longe de moscas e outros insetos;
- Observe a higiene do vendedor e suas condições de trabalho. Unhas curtas, limpas e aparadas são importantes, bem como a ausência de manipulação dos alimentos e de dinheiro simultaneamente; 
- Fique atenta a cor do óleo que o peixe é frito. Se este estiver demasiadamente escuro ou exalando odores desagradáveis, evite frituras;
- Ative seu paladar. Se o peixe apresentar gosto duvidoso, não o ingira e comunique ao vendedor suas impressões;
- Não acrescente pedras de gelo nas bebidas porque você desconhece a procedência da água usada para o feitio das pedras;
- Observe as condições dos isopores ou caixas térmicas existentes no local. Estes não podem estar embolorados, rachados, rasgados ou sujos externa e internamente;
- Por fim, cuidado redobrado com os acompanhamentos dos peixes como maioneses caseiras, molhos e até fatias de limão. Eles podem estar contaminados com a bactéria salmonela ou terem sido manipulados inadequadamente. No caso do limão, corte você mesma a fruta ou peça para o vendedor parti-lo ao meio e na sua frente com o uso de guardanapos de papel e não com panos de pratos úmidos.
Visita à peixaria
Se a sua intenção é se arriscar na cozinha e preparar algum prato que utilize peixes, então saiba quais cuidados são necessários para a realização de uma boa compra.
Para os peixes frescos, você deve observar os seguintes itens.
- Aparência: ausência de manchas, furos e cortes na superfície,
- Escamas: firmes, resistentes, brilhantes e transparentes,
- Pele: úmida, tensa e bem aderida,
- Olhos: brilhantes, normais e com ausência de pontos brancos,
- Membrana que reveste a guelra: rígida e resistente à sua abertura,
- Conservação: dever ser mantido refrigerado ou sob espessa camada de gelo.
Peixes congelados
- Verifique se o produto está armazenado na temperatura de conservação informada pelo fabricante da embalagem. Os produtos não podem estar amolecidos ou com acúmulo de líquidos; isto é sinal de que passaram por um processo de descongelamento. A presença de muita água indica que o balcão de armazenamento foi desligado ou teve sua temperatura diminuída temporariamente,
- Adquira alimentos congelados e refrigerados somente no final das compras,
- Nunca descongele o pescado à temperatura ambiente. Use microondas ou descongele sob refrigeração,
- Evite contato dos alimentos crus com alimentos cozidos. Lave os utensílios usados no preparo de alimentos crus antes de usá-los em alimentos cozidos.
Bacalhau ou peixe salgado seco
- O produto deve estar armazenado em local limpo, protegido de poeira e insetos,
- Verifique se há presença de mofo, ovos ou larvas de moscas, manchas escuras ou avermelhadas, luminosidade superficial, amolecimento e odor desagradável, que indicam que o produto não está bom para consumo,
- Quando vendido embalado, deve apresentar no rótulo a denominação de venda, data de validade, país de origem, prazo de validade, selo de inspeção federal e outras informações obrigatórias.
Receita de sardinha na panela de pressão
Ingredientes:
- 1 kg de filé de sardinha fresca,
- 8 tomates maduros sem pele e sem semente (picados em cubos grandes),
- 1 pimentão verde cortado em tiras,
- 2 cebolas cortadas em anéis,
- 3 dentes de alho amassados,
- Meia xícara de azeite,
- Limão,
- Salsa picada,
- Sal.
Preparo: Tempere as sardinhas com limão e sal. Faça camadas de tomate, cebola, alho, salsa, pimentão e sardinha na panela de pressão até terminar todos os ingredientes. Por último, derrame o azeite. Feche a panela e acenda o fogo. Quando começar a apitar, abaixe o fogo e desligue após 10 minutos. Abra a panela somente depois de sair toda a pressão. As sardinhas podem ser servidas acompanhadas com arroz e salada verde ou degustadas fria com torradas ou pães.
Receita de sal de ervas
Misture partes iguais de alecrim, manjericão, orégano desidratados e sal.
Molho de ervas
Ingredientes:
- 4 colheres de sopa de azeite de oliva,
- 1 colher de sopa de suco de limão,
- 1 colher de sobremesa de orégano,
- 1 colher de sobremesa de manjericão picado,
- 1 colher de sobremesa de salsinha picada,
- 1 dente de alho esmagado,
- 1 colher de café de sal de ervas.   
Misturar todos os ingredientes e utilizar para temperar saladas, peixes e outras carnes. 
Fonte: Regina Esteves Jordão (nutricionista),
Onde fazer orientação nutricional: clínica de nutrição localizada na rua Frei Antônio de Pádua, 531, em Campinas (SP).
Informações: (19) 3243-5667.
Foto: reprodução  

   
    

 
TRX- FITAS PARA TREINAMENTO SUSPENSO


A tendência fashion da atualidade é marcar a cintura com cintos, faixas e até gravatas, mas é outra fita feita de nylon resistente que está ajudando a definir e destacar o core feminino, além de diminuir alguns centímetros na fita métrica. Trata-se do TRX, material usado em treinos suspensos e funcionais.
Para quem nunca ouviu falar do assunto, o TRX é uma das novidades nas academias deste verão, mas ele também pode ser usado ao ar livre e instalado em lugares distintos como árvores, portas, barras, postes e outras superfícies fixas, onde suas travas de segurança podem ser acionadas e onde haja altura e condições mínimas para sua fixação.
Leve, portátil e flexível, o TRX é a alternativa para ludibriar o cérebro durante os momentos de suor intensivo e substituto ideal para os aparelhos convencionais das academias de ginástica.  
O diferencial do equipamento é que ele ajuda a tirar a estabilidade de seus adeptos durante a malhação, favorecendo a realização de um trabalho intenso nos membros superiores, no abdômen, nas pernas e nos glúteos.
As fitas também oferecem outros benefícios aos seus usuários como trabalhar a força, o tônus, o equilíbrio e a flexibilidade corporal. Além disto, o equipamento utiliza o peso do próprio corpo como resistência variável e as posições corporais realizadas definem o grau de dificuldade dos exercícios propostos.
O desgaste físico é intenso, por isto treinos com TRX devem ser montados por profissionais de educação física que precisam levar em consideração os objetivos pessoais de cada aluno, além de suas reais condições físicas. Iniciantes não devem se arriscar sozinhos com o equipamento para evitar o surgimento de lesões e problemas nas articulações. 
Segundo o professor de educação física Diego Marcondes Porto, os treinos montados devem ser alterados a cada três meses para mudar os estímulos oferecidos ao corpo e para acrescentar novos desafios ao mesmo. “Quando o treino fica fácil, então é hora de mudá-lo!”, disse Diego. 
O profissional também desaconselhou curiosos e iniciantes a recorrer a vídeos na internet ou outros materiais demonstrativos durante o aprendizado das posturas e manobras com TRX. “É preciso ter bom senso e usar o TRX com responsabilidade para não se machucar. Aulas em grupo em academias ou orientações individuais com profissionais especializados são as minhas sugestões para iniciar o uso do equipamento”, aconselhou Porto.   
O TRX também pode ser usado por fisioterapeutas na reabilitação física de pessoas lesionadas ou que passaram por cirurgias recentemente. As faixas de nylon são utilizadas para ensinar os pacientes a maneira correta de realizar os movimentos perdidos ou difíceis de serem concretizados. 
Para quem curte realizar uma malhação integral, o TRX é a sugestão da sessão saúde para este mês!  

Foto: reprodução

 
FUTEVÔLEI

“Calorzão, solzão, saradão, areião, marzão...”.
O texto publicitário descrito acima e que privilegia superlativos parece com o de uma marca de cerveja nacional, mas esta é a descrição do cenário ideal para a prática de futevôlei. 
Criado na década de 60, o esporte começou a atrair as mulheres para as areias somente nos anos 80 e hoje, possui cinco mil apaixonados pela modalidade que é a cara do verão brasileiro.
O futevôlei também pode ser encontrado longe do litoral e praticado em clubes e parques que contenham uma caixa de areia lavada disponível, mas são nas praias nacionais que ele é visto e jogado com freqüência.
Os benefícios deste esporte são muitos como o fortalecimento muscular dos membros estabilizadores do corpo (pernas e abdômen) e o aprimoramento e desenvolvimento da resistência cardiorrespiratória de seus adeptos.
Para quem deseja driblar os furinhos indesejáveis do bumbum e combater seu declínio, o futevôlei é a sugestão para ficar com tudo em cima durante os dias quentes da estação e para o próximo carnaval porque a atividade trabalha os glúteos através de saltos e tiros freqüentes nas areias. Além disto, o esporte oferece baixo impacto para as articulações de seus praticantes, dificultando acidentes e possíveis lesões. 
Segundo o professor de educação física Diego Marcondes Porto, a areia é um limitador natural e o deslocamento nesta superfície fofa é mais difícil e mais intenso que em outros solos. “As mulheres sofrem mais que os homens para alcançar o condicionamento físico exigido pela modalidade, mas os ganhos são grandes e rápidos, especialmente os estéticos”, disse Diego.
Ao todo, 500 calorias são evaporadas em uma hora de futevôlei e a atividade conta com outros pontos positivos como não exigir um contato físico direto de seus amantes e contar com um número reduzido de envolvidos em uma partida. Cada time comporta, no máximo, quatro integrantes, mas a formação de duplas é a mais comum no Brasil. “A formação de times mistos não é vantajosa para as mulheres que sofrem mais com a recepção e repasse de bolas masculinas”, comentou o profissional.
A quadra do futevôlei possui nove metros de cumprimento por nove metros de largura e é dividida por uma rede posicionada nas alturas. Já as regras que cercam a modalidade são muito parecidas com as seguidas pelos praticantes de vôlei de praia porque cada partida possui três sets de 18 pontos. Em contrapartida, as exigências técnicas do futevôlei se assemelham as do futebol, onde está proibido o uso dos braços, dos antebraços e das mãos enquanto a bola estiver voando de um lado para outro.
As recepções de bolas aéreas são feitas no peito, nos ombros e com a cabeça. Já os saques são efetuados com os pés e com a bola parada em cima de morros de areia.
O entrevistado também deu algumas sugestões e dicas para quem deseja se arriscar no futevôlei. Ele frisou que é preciso ter ciencia das regras, fazer um condicionamento físico prévio na própria areia com saltos, corridas, deslocamentos laterais e exercícios com bola antes de participar de campeonatos amadores e partidas recreativas. Além disto, Diego aconselhou os novatos a recorrer aos profissionais da área de educação física ou escolas especializadas que contenham uma infraestrutura adequada e expertise antes de tentar pontuar e fazer jogadas em equipe. “O ideal é que os treinos sejam evolutivos e que as pessoas avancem na modalidade através da combinação de exercícios físicos prévios e do que pode e não pode ser feito durante as partidas”, finalizou Diego.
Dress code
Para a prática de futevôlei, o sunquine é a vestimenta ideal para as mulheres. Evite usar biquínis pequenos e se for impossível resistir ao apelo de trajes de banho diminutos, então apele para o uso de shorts de lycra ou saias por cima deste.
Você pode complementar a produção com óculos solar, boné ou viseira.
Proteção
Utilize protetor solar no corpo e nos lábios para evitar queimaduras, vermelhidão e o surgimento de herpes labial. Reaplique o produto a cada duas horas e após banhos salgados ou duchas doces.
Boa saúde
Altas temperaturas e o desgaste físico exigem a hidratação constante do corpo, por isso beba água durante e após as partidas de futevôlei. Outras bebidas como água de coco e sucos naturais também repõem os nutrientes e as energias perdidas durante a atividade. Quanto à alimentação realizada após o término desta brincadeira, a sugestão é fazer refeições leves e saudáveis e que valorizem as frutas, as saladas, os cereais integrais, além das proteínas magras. Se possível, evite frituras, queijos gordurosos e outras delícias encontradas nas praias.   
Como aproveitar melhor as areias
Outros esportes e atividades físicas e de lazer podem ser feitos nas areias das praias durante o verão como beach tênis, slackline, peteca, vôlei, futebol, frescobol, malha, taco, frisbee, surfe, body board, stand up surf, corrida, andar de bicicleta, de jet ski, além de incríveis castelos e figuras nas areias.              

Contato profissional: Diego Marcondes Porto (18) 8130-2968.       
Saiba mais sobre o esporte através do site www.cbfv.com.br
Foto: reprodução

 
EQUOTERAPIA

Quem assume o posto de melhor amigo do homem nesta terapia é o cavalo, por isso a equoterapia ainda é uma novidade para nós. Aplicada há 20 anos no Brasil em portadores de deficiências físicas e mentais, pessoas com transtornos de déficit de atenção, hiperativos, vítimas de derrames e outros acidentes cerebrais, além de pessoas com lesões medulares e traumatismos entre outras patologias, a equoterapia é mais uma alternativa de tratamento para quem privilegia os benefícios obtidos pelas trocas realizadas entre  homem e animal.
Seu diferencial em relação a outras terapias concentra-se na marcha do cavalo. Esta se assemelha à marcha humana e proporciona as mesmas sensações das passadas de bípedes, pois os pacientes são submetidos a estímulos tridimensionais no dorso do animal ou estímulos para frente e para trás, para cima e para baixo e para as laterais.
Os ganhos físicos e psíquicos da terapia também alcançam diferentes pastagens ou esferas da vida como a melhora da autoestima, da autoconfiança, o desenvolvimento do equilíbrio, da coordenação motora, da força muscular, da consciência corporal, da lateralidade, da agilidade, da flexibilidade, da concentração, do raciocínio, do senso de direção entre outros.  
E até por isto, a estimulação precoce em crianças portadoras de síndromes, deficiências e distúrbios é tão importante. Esta estimulação pode começar a partir de um ano de vida porque após seis anos, a evolução cerebral infantil diminui sua marcha e passa a acontecer a passos de tartaruga.
Importante salientar que a equoterapia só pode ser iniciada após a realização de uma avaliação e prescrição médica e os encontros acontecem, normalmente, uma ou duas vezes na semana e são momentos agradáveis e repletos de cores, de cheiros, de calor eqüino, de ruídos do campo e de muito trabalho para os pacientes.   
Sinal vermelho
Crianças e adultos com luxação no quadril, escoliose acentuada e pessoas sem cognição alguma não podem fazer equoterapia.
Trabalho de equipe
Fisioterapeuta, fonoaudiólogo, terapeuta ocupacional, psicólogo e professor de educação física integram a equipe multidisciplinar ideal para acompanhar as sessões de equoterapia, por isto reuniões freqüentes com todos os envolvidos funcionam para definir objetivos evolutivos e nortear os passos de cada um destes profissionais durante os encontros semanais.
Tratamento Vip
O tratamento é individualizado e para cada paciente, a equipe multidisciplinar monta um programa de exercícios e estímulos, levando em consideração a patologia apresentada pela pessoa e suas condições físicas e psíquicas daquele momento. Alguns pacientes não iniciam as sessões de equoterapia em cima do cavalo e sim, dentro das baias, alimentando, escovando os seus pelos e realizando trocas afetivas com o animal.
Segundo a fisioterapeuta Isabela S. Kishi Fioramonte, algumas crianças demoram três meses para se sentar no cavalo, mas estas atividades prévias são importantes para a criação da socialização, do afeto e a diminuição dos medos existentes.
Intempéries de verão
Em dias chuvosos, as sessões de equoterapia não são interrompidas e sim, transferidas para lugares fechados do haras como as baias e galpões, onde os profissionais aplicam suas técnicas de maneira diferenciada da costumeira, mas sempre estimulando sensorial, tátil e cognitivamente os pacientes.    
Respostas rápidas
O cavalo por si só já é um grande fator motivacional para os pacientes porque estes associam as sessões de equoterapia com momentos de lazer e diversão. Além disto, o cenário é mutável e apresenta a cada trote elementos diferentes da vida na cidade. 
Em dois meses de equoterapia já é possível perceber algumas mudanças comportamentais e evolutivas nos pacientes. “As crianças ficam mais tranqüilas, mais concentradas, mais sociáveis, mais corajosas, mais confiantes e, dependendo do caso, cientes de sua própria evolução e de suas limitações pessoais”, disse Isabela.    
Dito popular
O provérbio ”Casa de ferreiro, espeto de pau” não se aplica em todas as situações do dia a dia. A entrevistada tem uma irmã portadora de paralisia cerebral e que também desfruta dos benefícios desta terapia a anos. “Eu fiz um trabalho com ela bem sucedido e semelhante ao realizado com outros pacientes e hoje, além da equoterapia, minha irmã também faz outras atividades físicas em uma academia tradicional como pedalar em uma bicicleta ergométrica”, comentou a fisioterapeuta.  
Fases distintas
A equoterapia está apoiada em quatro pilares distintos. São eles:
A hipoterapia ou fase em que o paciente é totalmente amparado pelo cavalo e dependente dos profissionais presentes. Já a segunda fase é chamada de reeducativa e, neste estágio, os pacientes começam a tomar consciência do animal e apresentar certa destreza ao conduzi-lo.
A terceira fase é conhecida como pré-esportiva. Nela, o paciente possui certa independência pessoal e domínio do cavalo. A última fase é a esportiva e é aconselhada para atletas paraolímpicos e que possuem condições físicas e mentais de realizar saltos adaptados, adestramento do animal e outros exercícios propostos.
O animal
Os cavalos usados na equoterapia devem ter, no mínimo, oito anos de idade e serem muito dóceis. A raça indicada para a atividade é a Miolo, mas animais de outras raças também são usados para tal finalidade. O único cuidado que a equipe multidisciplinar e o tratador devem ter é realizar uma avaliação do passo e observar o comportamento do animal antes de colocá-lo em contato direto com amazonas e cavaleiros especiais. 
Materiais usados
Os únicos materiais usados durante as sessões de equoterapia são: mantas com ou sem alças, selas adaptadas ou selas normais de montaria.
Dependendo do exercício proposto e da patologia é escolhido o tipo de material usado e a maneira como o paciente irá se sentar no cavalo.

Onde fazer: Estância a Cirandinha, localizada na estrada Água da Represa, km 1, Regente Feijó (SP).
Contato: (18) 9702-2758 ou isabela_kishi@yahoo.com.br
Preço da mensalidade: R$ 200,00 (um encontro semanal com duração de 30 minutos cada). 

Fotos: reproduções



CASTANHA DO PARÁ
Muitas das delícias natalinas e que rechearam as mesas durante as festas de final de ano contaram com a castanha do Pará ou castanha do Brasil como estrela de suas composições. Apesar dos dias festivos pertencerem ao passado, esta oleaginosa continua sob os holofotes de pesquisadores e pessoas interessadas na adoção de dietas saudáveis e balanceadas.
A castanha do Pará agrada pela sua crocância, pelo seu sabor suave e pela sua saborosa gordurinha (do bem!). Rica em selênio e vitamina E, antioxidantes naturais, a castanha do Pará é usada no combate aos radicais livres e na prevenção ao envelhecimento precoce. Além disto, seu consumo regular age contra o aparecimento de doenças neurodegenerativas e doenças cardiovasculares.
Mas ninguém precisa cair de boca em um pote de castanha do Pará e, muito menos, abusar de suas versões mais calóricas e ricas em sódio durante os encontros com amigos; basta consumir uma unidade, diariamente, para obter os principais benefícios desta oleaginosa e garantir as doses de selênio, mineral de que seu corpo precisa para preservar cada célula, botar para fora possíveis substâncias tóxicas e viver mais.
Para chegar à quantidade de selênio existente em uma castanha do Pará, você teria que consumir, em média, o equivalente a três filés de frango (100 g cada um) ou três latas de sardinha em conserva (130 g cada uma) ou 100 copos de leite (200 ml por copo) ou 16 pães franceses (50 g cada um).
Faceta sombria
Não se empolgue muito com o mineral porque, em excesso, o selênio não vai potencializar sua ação e sim, revelar o lado negro da substância, a toxicidade. Ela acontece se a pessoa ingerir mais de 800 mg por dia.
Para quem não sabe, o selênio tem efeito cumulativo no organismo, por isto é preciso respeitar as orientações de consumo de nutricionistas e nutrólogos. 
Balança descompassada
Apesar da castanha do Pará conter gorduras monoinsaturadas, benéficas ao organismo, ela deve ser consumida com moderação porque seu excesso pode contribuir para o ganho de peso e acabar alterando os ponteiros da balança.  Dez gramas de castanha do Pará possui 70 calorias.  
Estrela das refeições
Para incluir esta e outras oleaginosas na sua alimentação, a sugestão é misturá-las em iogurtes ou frutas picadas no café da manhã ou durante o lanche da tarde. Além disto, acrescentá-las em lascas ou cortadas finamente em saladas, farofas, arroz e em sopas ou caldos nutritivos também são outras dicas de como consumi-las no dia a dia.
Obs: Não há perdas nutricionais com o corte ou a trituração das frutas oleaginosas.
Lancheira completa
Um mix com pequenas porções de castanhas, frutas secas e frutas desidratadas é o lanche ideal para ser levado por crianças e adultos porque além de saudável, é prático e não polui o ambiente com odores fortes nem carimba instrumentos de trabalho ou materiais escolares com gorduras e molhos. 
Carrinho de supermercado
Para a realização de uma boa compra, o interessado deve adquirir pequenas porções do produto. Você pode comprar a castanha do Pará na própria casca ou já descascada, mas seu armazenamento deve ser feito na própria embalagem em que foi comercializada ou em potes tampados fora da geladeira.
Controle de qualidade
Para saber se a castanha do Pará está boa para o consumo, a dica é observar se o seu sabor está modificado ou rançoso, se sua consistência continua firme e se há umidade na fruta.  
Curiosidades:
As propriedades nutricionais existentes nas nozes, castanhas, amêndoas e avelãs são reconhecidas pela área médica. Quase todas as oleaginosas são fontes de fibras, potássio, cálcio, vitamina E, zinco, magnésio, cobre, ferro e ácidos graxos essenciais que favorecem a desintoxicação do organismo, diminuem o HDL (mau colesterol), aumentam o LDL (bom colesterol), combatem a anemia, promovem a elasticidade e a regeneração cutânea.
A boa notícia é que as oleaginosas integram a lista de alimentos afrodisíacos, pois possui vitamina B3, elemento que contribui para dilatação dos vasos sanguíneos e que ajuda a acender a libido.
A castanha do Pará também é utilizada como matéria prima para a produção de cosméticos como hidratantes corporais, óleos aromáticos, sabonetes e outros produtos de beleza. 
Fontes: Angélica Trevisi Morales (nutricionista) e Luciana Maróstica (redatora deste site e professora de alimentos e bebidas).
Onde comprar: Humana Alimentar, localizada na rua Dr. José Foz, 227, Presidente Prudente (SP). Informações (18) 3221-5888.
Barrinhas de cereais
Ingredientes:
- Meia xícara de quinoa,
- Meia xícara de aveia,
- 5 ameixas secas,
- 9 damascos,
- 5 colheres de sopa de castanha do Pará cortadas,
- 5 colheres de sopa de linhaça triturada,
- 2 colheres de sopa gergelim torrado,
- 1 colher de sopa de óleo,
- 4 colheres de sopa de agave.
Preparo: Medir tudo e picar as ameixas e os damascos. Em uma panela, colocar todos os ingredientes e levar ao fogo por 5 minutos. Untar uma forma pequena com óleo e espalhar a massa pela forma. Assar por 30 minutos. Retirar do forno e cortar as barrinhas.
Cereal matinal
Ingredientes:
- 1 xícara de proteína de soja,
- 2 xícaras de aveia grossa,
- 1 xícara de uva passa,
- 1 xícara de castanha do Pará,
- 1 colher de canela em pó.
Preparo: Tostar a proteína de soja na panela até começar a estourar. Em seguida, colocar a aveia e misturar. Desligar depois de 3 minutos. Colocar os demais ingredientes. Consumir com frutas e iogurtes. 
Salada de quinoa com manga, castanha do Pará, alga e gengibre
Ingredientes:
- 1 colher de chá de alga hijiki,
- 4 colheres de sopa de água,
- 1 xícara de quinoa preta,
- Meia xícara de quinoa vermelha,
- 3 xícaras de caldo de legumes,
- suco e raspa de um limão e meio,
- meia xícara de azeite extravirgem,
- meia colher de chá de sal marinho,
- 2 colheres de chá de gengibre picado,
- meia xícara de pimentão vermelho em cubos,
- meia xícara de castanha do Pará em pequenos pedaços,
- um quarto de xícara de ciboulette picada,
- uma xícara e meia de manga firme e cortada em cubos,
- um quarto de colher de chá de curry,
- fatias de manga para enfeitar.
Preparo: Em uma tigela, junte a alga, a água e deixe de molho por 15 minutos. Escorra e reserve. Lave as quinoas em água corrente. Em uma panela, junte as quinoas e o caldo de legumes. Cozinhe em fogo alto. Quando ferver, abaixe o fogo e cozinhe com a panela tampada por mais 20 minutos. Quando a quinoa estiver pronta, coloque numa tigela para interromper o cozimento.
Enquanto isso, numa saladeira, junte o suco e a raspa de limão, o azeite, o sal, o gengibre, o pimentão, a castanha, a alga, a ciboulette e a manga e misture. Quando a quinoa estiver completamente fria, junte-a aos outros ingredientes. Leve à geladeira por 30 minutos.
Dica: essa receita fica melhor quando feita de véspera.
Arroz integral com bardana, gergelim e castanha do Pará marinada
Ingredientes:
- 1 colher de sopa e outra colher de chá de semente de gergelim,
- 1 xícara de arroz cateto integral,
- 2 xícaras e meia de caldo de legumes,
- um quarto de xícara de castanha do Pará cortada em pedaços,
- 2 colheres de chá de molho de soja,
- 2 colheres de sopa de azeite de oliva extravirgem,
- 1 xícara de bardana em rodelas bem finas,
- meia colher de chá de sal marinho,
- 1 colher de chá de cebolinha cortada.
Preparo: Numa frigideira, toste o gergelim em fogo médio por 1 minuto. Reserve. Cozinhe o arroz integral com 2 xícaras de caldo de legumes, mas diminua seu tempo de cozimento, retirando do fogo antes de chegar no ponto certo. Enquanto isso, numa assadeira, asse a castanha do Pará em forno baixo por 10 minutos ou até ficar tostada. Retire do forno. Numa tigela, misture a castanha com metade do molho de soja e do azeite e reserve. Numa frigideira, coloque o azeite restante e salteie a bardana por alguns minutos. Junte 1 colher de chá de gergelim, abaixe o fogo, tampe e cozinhe por 3 minutos. Acrescente o arroz integral, o molho de soja restante, a meia xícara de caldo de legumes restante e o sal. Tampe e cozinhe por mais 2 minutos ou até o caldo evaporar. Sirva com castanha do Pará por cima polvilhado com gergelim restante e a cebolinha.
Foto: reprodução   
 
CIRCO

Dezembro é o mês mais festivo do ano e é neste período de alegria escancarada e de risos soltos que se comemora o dia do Palhaço (10 de dezembro). Personagem mais carismático do circo, o palhaço continua atraindo pessoas para baixo da lona e transformando o encontro com a platéia em momentos de ingênua diversão.
O colorido do ambiente também conta com a presença de outros artistas como malabaristas, trapezistas, equilibristas, mágicos, pirofagistas entre outros. Já a figura do domador foi extinta e os números apresentados na atualidade não contam com a participação de animais ferozes como acontecia no passado.
A solução para resgatar estas memórias afetivas deixadas pelo picadeiro de outrora e assumir seu lugar no palco é investir em aulas de circo. Os principais benefícios proporcionados por estas atividades são: aumento da autoestima, do bem-estar, da confiança pessoal, da paciência, do domínio do corpo e mente. Fisicamente, os exercícios da modalidade também trabalham o corpo como um todo, melhorando a coordenação motora, o equilíbrio, a força, a resistência, especialmente dos braços, pernas e abdômen de seus adeptos.
Segundo o professor e artista circense Alexandro Brede, as pessoas chegam às escolas circenses tomadas pela curiosidade, mas se apaixonam nas primeiras aulas pelas atividades e muitas transformam este hobbie em profissão. “O campo de atuação para artistas circenses se ampliou e hoje, eles também se apresentam em eventos e confraternizações empresariais”, disse Alex.
O profissional aconselhou quem deseja ser artista a procurar uma escola profissionalizante e treinar três vezes na semana para o corpo reagir aos estímulos físicos sem estressar e evoluir em cada um dos aparelhos disponíveis como trapézio, lira, tecido ou outro existente no local.
O trapézio é base para qualquer número aéreo apresentado no circo e os desafios envolvidos nele são constantes. “O aluno inicia o aprendizado das figuras em um trapézio posicionado mais baixo do que o normal, com o uso de cinto de segurança e com orientação de um professor para evitar acidentes, lesões e outros desgastes físicos, por isto é importante fazer exercícios de alongamento e aquecimento antes de começar os treinos”, comentou Brede. 
O domínio do trapézio também é o primeiro passo para quem deseja encarar outros aparelhos como a lira. Esta é feita de ferro e costuma machucar mais do que o trapézio que possui cordas e é um aparelho mais suave.
Para não sair com hematomas das aulas, a sugestão é encará-las equipada de botas de couro flexível, tornozeleiras, joelheiras, roupas leves e compatíveis com a atividade como as usadas em aulas de ginástica ou balé. Além disto, uma alimentação equilibrada, hidratação constante e a adoção de um estilo de vida saudável são outros meios para obtenção de bons resultados.
Teimosos e pessoas que não jogam a toalha diante do primeiro obstáculo devem experimentar aulas de malabarismo porque a atividade exige insistência e treino diário. “Alguns alunos treinam o dia todo e é raro ser um bom malabarista e um bom acrobata”, pontuou Alex.
A conversa foi finalizada com o profissional aconselhando os alunos iniciantes a fazer outros exercícios físicos, especialmente os aeróbicos e evitar inserir pesos extras nestes para não perder a leveza e o refinamento necessários aos artistas circenses.
A brincadeira na cama elástica, no solo, com os malabares, nos ícaros e aparelhos aéreos está liberada a partir dos 5 anos, porém o veto recai somente para mulheres grávidas.
Para quem ficou interessado em alterar o cenário de malhação e aprender um novo ofício, a sugestão é fazer aulas de circo na Cia do Circo, localizada na rua José Duarte, 272, Barão Geraldo, em Campinas (SP).
Informações: (19) 3395-5515 ou pelo site: www.ciadocirco.com.br
Contribuiu para esta matéria: Daniela Helena Calça, professora de educação física e artista circense profissional.  
Fotos: reproduções



SQUASH


Diferente do beach tênis e do frescobol, o squash não é uma modalidade esportiva praticada ao ar livre e nas areias das praias, mas sim em uma quadra fechada contendo piso de madeira lixada, marcações no chão e na parede frontal e atletas posicionados lado a lado na quadra.
Para quem deseja entrar em forma para o verão e acentuar as curvas para o carnaval de 2011, esta é a atividade perfeita porque ela trabalha glúteos, abdômen, pernas, braços e costas com intensidade. Além disto, outros benefícios também são estimulados como o desenvolvimento da coordenação motora, dos reflexos, da agilidade, da força, do equilíbrio e da flexibilidade de seus adeptos.
A boa notícia é que o squash é uma atividade onde há um elevado gasto calórico. Segundo o professor da modalidade Josafá B. da Silva, atletas profissionais gastam, em média, 1.017 calorias em uma aula de squash e chegam a perder até 3 kg em uma partida oficial. Já praticantes amadores gastam entre 700 e 800 calorias em uma hora de raquetadas ininterruptas. “O squash é um esporte dinâmico, onde há intensa movimentação das pernas e  exige de seus adeptos a realização de freqüentes agachamentos, por isto a elevada perda calórica e a conseqüente melhora estética”, disse J.
O profissional também falou que o esporte está sendo procurado por mulheres que desejam emagrecer e mudar o corpo rapidamente. “A evolução no esporte é muito rápida! Bastam dois meses para o atleta iniciante jogar corretamente e se quiser, começar a participar de campeonatos”, comentou Silva.
Para alcançar todos estes resultados positivos, duas aulas semanais de squash são suficientes, além de treinamentos solitários durante a semana. “É importante bater bola sozinho em dias alternados das aulas para aperfeiçoar os movimentos e para combater o desgaste físico. Aliás, este deve ser atacado com a adoção de uma alimentação saudável, a ingestão de líquidos como água e isotônicos antes e depois dos treinos e o uso de roupas adequadas”, afirmou o professor.
O uniforme permitido dentro das quadras é leve e confortável como shorts ou saias, camisetas e tênis com amortecedores e solados de borracha, além de um par de óculos protetores. Os adeptos da modalidade também devem investir na compra de raquetes e bolinhas específicas de squash. 
 A realização de exercícios de alongamento antes e depois da prática esportiva é outra sugestão para quem não deseja se machucar durante os treinos e não deseja deixar a bola cair durante a semana.        
Cansada da chatice das esteiras e das aulas localizadas nas academias,  então invista no squash e desfrute da adrenalina e do bem estar proporcionados pela modalidade.
Curiosidade:
Segundo pesquisa divulgada recentemente na revista Forbes, o squash é o exercício mais completo da atualidade, sendo superior ao remo, escalada, natação, basquete, ciclismo, corrida e boxe.
A modalidade está fora das Olimpíadas de 2012, em Londres, e perdeu seu lugar na competição para o golfe e o rúgbi, esportes pouco conhecidos e praticados pelos brasileiros.  

Onde fazer: João Soares Academia de Tênis e Squash, localizada na rua Egberto Ferreira de Arruda Camargo, 700, Campinas (SP). Informações: (19) 3258-2650.  
Foto: reprodução

 
GRÃO DE BICO


Parente próximo do feijão, o grão de bico é pouco consumido pelos brasileiros por causa do seu preço elevado, do seu sabor acentuado e porque é um alimento desconhecido da maioria da população. Além disto, ele necessita de uma atenção especial antes de transformá-lo em pratos saborosos e diferenciados.
Calma, calma, ninguém precisa fazer bico ou torcer o pescoço para o grão dourado. Sua única exigência é ficar de molho de um dia para o outro ou com certa antecedência para amolecer e facilitar sua cocção.
Rico em carboidratos, fibras, proteínas, ele também contém ferro, magnésio, cálcio, fósforo, potássio, zinco, vitaminas do complexo B e outros nutrientes em sua composição, por isto é um alimento saudável e menos calórico que outras fontes de proteína.
Outra virtude da leguminosa está em sua atuação no organismo. Por conter altas doses de triptofano, aminoácido que estimula a serotonina, fonte de bem-estar, o grão de bico é um aliado no combate a depressão. E seus benefícios vão além. O cálcio existente no grão ajuda no desenvolvimento e fortalecimento de ossos e articulações. Já o ferro citado anteriormente serve para combater quadros anêmicos e as fibras existentes favorecerem o trânsito intestinal e ajudam na eliminação de excessos calóricos.
Para quem retira a película de cada grão de bico antes de levá-lo à boca, saiba que está nesta proteção externa a maior concentração de fibras essenciais para a obtenção dos benefícios já citados. Cem gramas de grão de bico possuem 300 calorias, por isto a leguminosa deve ser consumida uma vez ao dia e em quantidades menores que o feijão.
Diabéticos não precisam eliminá-lo do cardápio porque a quantidade de  carboidratos existente na leguminosa é absorvida, lentamente, pelo organismo do portador, dificultando o surgimento de picos de glicose na pessoa.   
O alimento cru não perde seus nutrientes e por isto, a farinha feita através da trituração dos grãos é outra alternativa de consumi-lo, inserindo o pó em sopas, 0molhos, caldos ou usando-o para empanar outros alimentos.
Agora, quem optou por consumi-lo cozido, a dica é cozê-lo em panela comum e não em panela de pressão. Este cuidado é para evitar acidentes dentro da cozinha porque a película que reveste o grão pode se soltar e entupir o canal da válvula existente na panela de pressão.
Abaixo, duas receitas que usam o grão de bico como ingrediente principal:
Salada de grão de bico
Ingredientes:
- 1 pacote de grão de bico,
- 1 peito de frango desfiado,
- salsinha picada a gosto,
- azeitona verde ou preta picada a gosto,
- cebola picada a gosto,
- maionese light a gosto,
- azeite,
- sal.
Preparo: Deixe de molho de um dia para outro o pacote de grão de bico. Em uma panela comum, coloque o grão de bico já hidratado e leve para cozinhar por 30 minutos. Na sequência, misture o frango já cozido e desfiado, a salsinha, a cebola, as azeitonas temperando com sal e azeite. Por último, insira a maionese. Para enfeitar, acrescente um pouco de batata palha.    

Grão de bico com tomate, tahine e hortelã
Ingredientes:
- 1 xícara e um quarto de outra xícara de grão de bico,
- 6 xícaras de caldo de legumes,
- 1 colher de chá de azeite de oliva,
- 1 colher de chá de alho picado,
- 1 colher de sopa de ciboulette picada finamente,
- 3 tomates, sem pele e sem semente, cortado em 8 gomos,
- 2 colheres de sopa de folhas de hortelã picadas,
- 1 colher de chá de sal marinho.

Molho de tahine
- meio dente de alho,
- um quarto de xícara de tahine,
- meia xícara de caldo de legumes,
- meia colher de sopa de mel,
- um quarto de colher de chá de sal marinho.
Preparo: Deixe o grão de bico de molho por uma noite. Escorra. Numa panela de pressão, coloque o grão de bico e 4 xícaras de caldo de legumes. Feche a panela e leve ao fogo. Quando começar a apitar, abaixe o fogo e cozinhe por 30 minutos. Enquanto isso, faça o molho de tahine. Bata todos os ingredientes no liquidificador e reserve. Quando o grão de bico estiver pronto, retire a pressão e abra a panela. Numa frigideira, coloque azeite, o alho e a ciboulette e salteie por 1 minuto em fogo baixo. Junte o tomate, metade da hortelã e cozinhe em fogo médio com a panela tampada por 5 minutos ou até o tomate se desmanchar. Acrescente o grão de bico com o caldo do cozimento e o caldo de legumes restante e cozinhe em fogo baixo com a panela semitampada por mais 30 minutos. Junte o molho de tahine, a hortelã e o sal. Sirva.   

Fontes:
- Adriana Biceglia França da Silva (nutricionista). Contato: (18) 9766-9639.
- Luciana Maróstica (redatora deste site e professora de alimentos e bebidas).
Foto: reprodução

 
FEIJÃO

“ Dez entre dez brasileiros preferem feijão,
Esse sabor bem Brasil,
Verdadeiro fator de união da família,
Esse sabor de aventura,
Famoso pretão maravilha,
Faz mais feliz, mamãe, papai, filhinha...

Dez entre dez brasileiros preferem feijão,
Puro, com pão, com arroz, com farinha ou macarrão,
E nessas horas se esquecem do preconceito,
Gritam por este crioulo,
É um velho amigo do peito”...

A trilha sonora da novela global Feijão Maravilha descrita acima ressaltava a preferência gastronômica da época (1979) e a diversidade de consumo do grão. Rico em fibras, proteínas, carboidratos, ferro e vitaminas do complexo B, o feijão é um alimento importante na construção de uma alimentação saudável devido ao seu valor nutricional. Além disto, ele é usado no combate de algumas doenças e patologias.
Por ser rico em fibras, o feijão facilita o trânsito intestinal e possui nutrientes antioxidantes que protegem o organismo da ação danosa dos radicais livres. Ele também diminui os riscos de doenças cardíacas, obesidade e o aparecimento do mau colesterol e é usado no combate de anemias, mas seu consumo deve ser moderado e restrito a uma porção em cada uma das principais refeições diárias.
O feijão preto é o mais calórico de todos, pois 100g do grão escuro possui 200 cal. Já 100 g de feijão carioquinha têm 37 calorias. No mercado, há uma variedade enorme destes grãos, mas quem deseja emagrecer e perder peso para o próximo verão, a sugestão é investir no feijão branco que é menos calórico e possui uma proteína chamada faseolamina, responsável pelo bloqueio do amido existente no grão e conseqüente diminuição da absorção de carboidratos pelo organismo.
Para desfrutar desta faceta dos grãos albinos, a sugestão é consumir uma farinha feita dos grãos crus destes e que deverá ser consumida meia hora antes de refeições ricas em carboidratos. Para tanto, uma colher rasa de chá é a medida ideal, mas devemos ter cuidado com o seu consumo excessivo porque o mesmo pode trazer desarranjos intestinais como diarréias, náuseas e flatulências.
Já cardiopatas, hipertensos, portadores de disfunções renais e pessoas com problemas de digestão devem investir no feijão azuki. O grão japonês fermenta menos que os demais e seu sabor é mais suave, por isto é usado pelos adeptos da culinária natureba e utilizado na confecção de doces na culinária oriental.
Sinal amarelo
Não há restrições para a ingestão de feijão, mas celíacos e diabéticos devem consumi-lo com cuidado e nas proporções sugeridas pelos médicos endocrinologistas, nutrólogos ou nutricionistas, pois o excesso de ingestão do grão pode alterar as taxas de glicemia do organismo e outras também existentes.  
Bem casado
Para uma combinação completa do ponto de vista nutricional, o casamento do arroz com feijão é perfeito. Os aminoácidos existentes nos grãos como feijão, ervilha e lentilha complementam os dos cereais como arroz, batata e outros.
Já para quem deseja potencializar a absorção de ferro encontrado no feijão, a dica é consumi-lo, conjuntamente, com outros alimentos ricos em vitamina do tipo C como frutas cítricas e ácidas.  
Outro conselho nutricional é não misturar, na mesma refeição, alimentos do mesmo grupo alimentar como feijão e grão de bico ou feijão e ervilha.
Agora, se você deseja devolver ao feijão os louros do passado e se transformar em uma entusiasta da leguminosa, então a receita abaixo é um manjar dos deuses e verdadeira maravilha!        
Fontes: Adriana Biceglia França da Silva (nutricionista) e Luciana Maróstica (redatora deste site e professora de alimentos e bebidas).

Receita de feijão azuki com abóbora, nirá e gengibre
Ingredientes:
- 1 xícara e meia de feijão azuki,
- 7 xícaras de caldo de legumes,
- 2 colheres de sopa de azeite de oliva,
- 1 colher de chá de alho picado,
- 2 colheres de chá de nirá picado finamente,
- 1 colher de sopa de folhas de salsinha picadas,
- 1 xícara de abóbora japonesa sem casca e em cubos de 3 cm,
- 1 colher de chá de sal marinho,
- 1 colher de sopa de molho de soja,
- 1 colher de sopa de gengibre picado.
Preparo: Lave o feijão azuki em água corrente e escorra. Numa panela de pressão, coloque o feijão e 3 xícaras de caldo de legumes. Feche a panela e leve ao fogo. Quando começar a apitar, abaixe o fogo e cozinhe por 15 minutos. Retire da pressão e abra a panela. Numa panela, coloque 1 colher de sopa de azeite, o alho, metade no nirá e salsinha e salteie por 1 minuto em fogo baixo. Junte a abóbora e salteie por mais um minuto. Adicione 2 xícaras de caldo de legumes e o sal marinho e cozinhe em fogo médio com a panela tampada por 10 minutos. Acrescente o feijão, 2 xícaras de caldo de legumes, o molho de soja e o gengibre. Cozinhe em fogo médio por mais 10 minutos. Quando estiver pronto, junte o nirá e o azeite restante. Sirva. 

Receita de farinha de feijão branco
Ingredientes:
- 1 pacote de feijão branco.
Preparo: Lavar e secar os grãos. Na sequência, triturá-los no liquidificador até obter uma farinha de feijão branco. Peneirá-la e conservá-la em recipiente fechado dentro da geladeira.
Foto: reprodução

 
BULLYING

Violência física ou psicológica de caráter intencional e repetitivo, os casos de bullying estão aumentando, ganhando território no cyber espaço através dos sites de relacionamentos, invadindo todos os momentos da vida humana e vitimando pessoas do mundo inteiro. Milhares de anônimos e pessoas bem-nascidas já foram vítimas desta agressão, como a princesa do Japão Aiko, de 8 anos ou as estudantes universitárias que foram obrigadas a participar de brincadeiras humilhantes durante a realização do Interunesp (jogos esportivos universitários), em Araraquara, no último mês.
O foco dos agressores, normalmente, recai sob as minorias como portadores de deficiências físicas, pessoas introspectivas e frágeis, pessoas fora dos padrões estéticos da atualidade, homo ou bissexuais, entre outras. Felizmente medidas preventivas e educacionais estão sendo repassadas à sociedade e tomadas pelos nossos governantes para identificar e combater esta forma maligna de ferir nossos semelhantes.
Além disso, outras armas poderosas também podem ser usadas por pais e educadores no combate contra o bullying como sensibilidade aguçada, olhos atentos, diálogo franco e periódico com filhos e alunos, criação de canais de discussões em escolas e formação de programas adequados de conscientização sobre o assunto.  
O bullying não é brincadeira, é assunto sério! 
E para quem deseja saber mais sobre o tema, a entrevista abaixo possui esta finalidade.
O que é o bullying?
“Bullying” é um termo em inglês que, pela dificuldade de tradução, é usado em sua forma original. Em português, ele ficaria com um significado parecido com: provocação, vitimação, intimidação, agressividade ou violência. Ele pode ser definido como sendo o fenômeno no qual um indivíduo é exposto a ações negativas da parte de uma ou mais pessoas. Essas ações podem ser físicas, verbais e/ou sexuais. O causador pode ser uma pessoa ou um grupo de pessoas e a vítima pode ser uma pessoa ou um grupo de pessoas.
- Como podemos identificar o bullying? Quais são os sintomas apresentados pelas vítimas?
Um dos fatores que aumenta a gravidade do bullying é a dificuldade de identificá-lo. Geralmente, ele acontece no ambiente escolar e muitas vezes longe dos professores e orientadores. A vítima, envergonhada e amedrontada, muitas vezes não conta o que está acontecendo aos professores e aos pais. Para identificar o bullying é importante sempre estar atento às mudanças de comportamento dos alunos. Geralmente, as vítimas acabam ficando isoladas, tristes e não querem falar sobre o que está acontecendo.
- Quais são as consequências desta agressão?
As conseqüências podem ser muito sérias. Como ocorre principalmente com crianças, ele pode causar sérios danos psíquicos que, associados ao crescimento, podem deixar profundas marcas na personalidade da vítima. Além de casos mais graves de bullying que envolvem agressões físicas e até sexuais, temos os casos mais brandos, porém também prejudiciais. Estes casos envolvem apelidos (ex: magricela, gordinha, gago, vesgo e outros) ou brincadeiras que colocam a vítima em situações desagradáveis.
- Como evitá-lo?
Para evitar o bullying, temos que contar principalmente com a participação dos educadores e dos pais. No caso dos educadores, eles devem sempre estar atentos e, ao perceberem algum princípio de bullying, devem envolver a coordenação do colégio e os pais, atuando para minimizar a situação. Já os pais devem estar atentos às mudanças de comportamento dos filhos. Quando um filho chega em casa e narra um fenômeno de bullying, cabe ao pai interceder neste sentido, indo até a escola, narrando o ocorrido e solicitando providências a respeito.
- O bullying pode acontecer ou começar no ambiente doméstico?
Sim, temos casos de bullying que são iniciados ou propagados no ambiente doméstico, envolvendo como agressores os próprios irmãos, primos, vizinhos etc. Neste caso, o papel dos pais é fundamental para interceder no sentido de evitar que isso ocorra.
- O governo aprovou e editou uma cartilha de orientação aos pais e educadores sobre o bullying. Você acha válida tal atitude?
Com certeza, essa atitude é extremamente válida. É muito importante as pessoas saberem como identificar, combater e evitar o bullying em todos os locais onde possam ocorrer.
- E quanto à punição dos agressores? Você concorda?
Com relação à “punição”, não é tão simples “concordar” ou “discordar” disso. Eu sou totalmente a favor do combate ao bullying, no entanto, tenho dúvidas se o “punir” pode realmente ser uma solução. Se estamos falando de “punição”, isso significa que o bullying já aconteceu e já temos uma ou mais vítimas e agressores. Eu sou a favor de atuarmos antes disso. Se pudermos evitar o bullying, não teremos vítimas, agressores e nem a necessidade de punições.
- Quais são suas sugestões e dicas às vítimas de bullying ou cyberbullying e aos pais destas?
Minhas principais dicas ficam aos pais e aos educadores: o papel de vocês é fundamental nesse assunto. Não subestimem o bullying, trata-se de algo extremamente sério. Fiquem sempre atentos e atuem no sentido de combatê-lo. Com relação às vítimas, fica aqui o meu conselho: não se calem diante disso, se estiverem sendo vítimas de agressões de qualquer tipo, procurem ajuda. Quanto mais cedo melhor.
Fonte: Jardel Estevão Barbosa Silva (psicólogo). Contato: (19) 8117-6476 / 8810-1160 ou pelo e-mail jardel@jardelestevao.psc.br ou pelo site www.jardelestevao.psc.br.
Dica de leitura: Proteja seu filho do bullying, de Allan Beane, ed. Record
Foto: reprodução

 
COLORAÇÃO

 
Para esquentar o visual na próxima estação, a dica é escurecer as madeixas e desfilar com tons fechados, monocromáticos e que ressaltem os looks neominimalistas da vez. Pretos, marrons e ruivos são as tonalidades mais cobiçadas pelas antenadas e que também já foram vistas nos últimos desfiles internacionais e nas cabeças de tops renomadas.
Já as devotas dos higlights e adeptas das luzes californianas e de fios descoloridos podem optar pelo tom manteiga que é a única nuança aberta aceitável nos dias quentes de 2011.
Repagine seu visual, invista nos cabelos escuros e saiba como desfilar fios saudáveis, hidratados e lindos durante as quatro estações do ano.       
Escolha certeira
Os cabelos fazem parte da personalidade da pessoa, então a escolha da cor ou tom usado na coloração é uma decisão importante. O ideal é que a pessoa consulte um profissional especializado antes de colorir as madeixas. Alguns profissionais levam em consideração o tom de pele da cliente e o tom natural dos cabelos antes de fazer suas sugestões, mas outros tinturistas preferem acompanhar as tendências da estação.
Sujinhos
Apesar das tinturas existentes no mercado estarem aperfeiçoadas para serem aplicadas em cabelos limpos, o ideal é que os fios estejam sujos para proteger o couro cabeludo e evitar irritações no mesmo. Vinte quatro horas sem lavar os fios já são suficientes para a proteção velada.
Limpeza posterior
No dia seguinte a coloração, os cabelos podem ser lavados normalmente.
Desbotamento
Para evitar desbotamento, a sugestão é aplicar nos cabelos produtos como shampoos, condicionadores e máscaras com ativos de proteção de cor e selantes que ajudam a fechar as cutículas dos fios abertas no processo de coloração. Cutículas fechadas significam fios brilhantes e saudáveis.
Dupla explosiva
Cabelos coloridos não devem ser alisados. Para quem deseja formar esta dupla explosiva, a sugestão é optar pelo uso de tonalizantes capilares que são livres de amônia ao invés de tinturas tradicionais. Já as mulheres que desejam desfilar com cabelos tingidos e com escova progressiva precisam saber que esta dobradinha diminui a durabilidade da última intervenção química.
Gestantes
Mulheres grávidas devem evitar colorir os cabelos nos três primeiros e nos três últimos meses de gestação e fazê-lo somente com a orientação e autorização do médico ginecologista.
Freqüência
Para evitar raízes escuras expostas e desfilar com uma coloração perfeita, o ideal é que o retoque seja feito a cada 30 dias.
Descanso obrigatório
Respeito o tempo de pausa ou o tempo sugerido pelos fabricantes para alcançar a coloração desejada e para não danificar os fios.
Tintura caseira
Os conselhos para quem deseja colorir em casa são:
- Procure auxílio profissional para indicação da coloração correta antes de começar a aventura doméstica,
- Para proteger contra a pigmentação da pele, a dica é usar um tira manchas ou espalhar pequenas porções de filtro solar nas extremidades do rosto, nas orelhas e na nuca,
- Antes de iniciar a coloração, faça um teste em uma mecha de cabelos para confirmar a cor escolhida e também para constatar que você não é alérgica ao produto comprado,
- Evite fazer alquimias domésticas e misturar tons distintos. Esta precaução evita cabelos machados e o aparecimento de outros problemas estéticos,  
- Para quem deseja descolorir os fios, a dica é seguir à risca as proporções sugeridas nas embalagens, especialmente a quantidade indicada de oxidante, pois o uso de porções maiores do que as aconselhadas pelos fabricantes pode queimar, provocar irritações no couro cabeludo ou outros problemas dérmicos, 
- Não economize na tintura,
- Utilize luvas descartáveis e pincéis capilares para a realização de uma coloração limpa.
Cuidados extras com os fios
- Hidrate os cabelos a cada 30 dias com o objetivo de desfilar fios macios, nutridos e saudáveis,
- Evite fazer hidratações caseiras com produtos ou matérias primas inadequados como tutano de boi, gordura animal, ovos ou frutas gordurosas como o abacate. Faça as sessões de hidratação em salões de beleza ou centros estéticos e sempre com o aval de profissionais especializados,
- Prefira produtos de uso profissional e não os encontrados em prateleiras de depósitos, farmácias ou supermercados para a realização de uma boa hidratação,
- Controle o tempo destinado à hidratação. Esta não deve ultrapassar 40 minutos de ação,
- Evite o uso diário de pranchas e secadores para não incentivar o aparecimento de fios secos e quebradiços,
- Evite lavagens freqüentes utilizando água quente.   

Fonte: Marcelo Damasceno, cabeleireiro profissional.
Onde colorir: Marcellu´s Cabeleireiros, localizado na rua prof. Jorge Henings, 464, Campinas (SP). Fone: (19) 3241-6043.
Foto: reprodução

 
ANDANDO NAS NUVENS

Diferente de pedicure e de designer de unhas que trabalha o lado estético dos pés, o podólogo é o profissional responsável pela realização de tratamentos de lesões superficiais, correções de unhas e outros cuidados com os membros inferiores.
Bolhas, bichos de pé, calosidades, rachaduras, fissuras, micoses, unhas encravadas e infeccionadas, verrugas, excessos de peles e outros problemas são alguns dos motivos que levam às pessoas ao podólogo.
O ambiente de trabalho do profissional não é tão colorido, despretensioso e divertido como os salões de beleza e centros estéticos, mas a área tem atraído pessoas interessadas em aprender sobre a ciência que estuda e trata de pés e unhas (podologia).
Além disto, o mercado de trabalho está aquecido e escolas profissionalizantes de todo o país estão oferecendo cursos técnicos de dois anos ou que contenham carga horária de 1.200 horas para atender a demanda crescente.
Para quem deseja continuar andando nas nuvens e libertar os pés de incômodos e dores, a dica é se entregar aos querubins profissionais uma vez por mês para a realização de um trabalho preventivo.   
Maleta de trabalho
No dia a dia, o podólogo utiliza alguns instrumentos e materiais para trabalhar. São eles: lixas, bisturis, curetas, formões, máscaras, luvas entre outros. O ambiente de trabalho também deve possuir pia para a lavagem das mãos, azulejos nas paredes, pisos frios ou de fácil limpeza, luz clara e intensa, esterilizadores com autoclave, cadeiras reclináveis e ajustáveis entre outras imposições sanitárias.
Visitas freqüentes
Durante o tratamento, o ideal é que o cliente visite o podólogo a cada 20 dias para a realização da limpeza dos pés, corte e escovação das unhas, aplicação de remédios entre outros cuidados.   
Sinal verde
Bebês, crianças, adolescentes e adultos de ambos os sexos podem realizar tratamentos com podólogos. 
Carinho extra
- Lavar os pés diariamente com água corrente e sabão neutro,
- Depois da lavagem, secar bem os pés e entre os dedos com uma toalha macia e seca. Para eliminar completamente a umidade do local, utilize um secador de cabelos para finalizar,
- Não corte as unhas arredondadas; prefira cortes retos para evitar o aparecimento de unhas encravadas e outros incômodos,
- Evite cutucar os cantos dos dedos e das unhas com palitos e outros instrumentos pontiagudos,
- Evite retirar, excessivamente, peles e cutículas com alicates,
- Atente para o aparecimento de bolhas, cortes, rachaduras, micoses e calosidades nos pés e entre os dedos,
- Não tente retirar ou diminuir calosidades com lâminas de barbear ou navalhas,
- Durante o tratamento com o podólogo, evite pintar as unhas,
- Mesmo que suas unhas estejam sãs, não deixe o esmalte envelhecer nelas. Após sete dias de sua pintura, remova-o para que as unhas possam respirar e se recuperar completamente,
- Compre e use sapatos na numeração correta para evitar atritos com as unhas e extremidades dos pés,
- Atletas e esportistas devem optar pela compra e uso de tênis, chuteiras e outros calçados esportivos com numeração superior à usual,
- Antes de iniciar qualquer tratamento, escolha um profissional competente e que possua formação na área. 

Fonte: Regiane Pinto Miranda, podóloga.  
Preço por consulta: entre R$ 35,00 e R$ 80,00 (dependendo do local).
Foto: reprodução   

 
PÉS DE ANJO


Para quem deseja desfilar com pés bonitos, saudáveis e sem rachaduras nos calcanhares no próximo verão, a dica da pedicura Mônica Moreira Branco é investir na esfoliação e hidratação podal uma vez por semana.
Segundo a profissional, os calcanhares racham devido ao uso excessivo de chinelos e rasteiras, além do contato direto com poeira, sol e outros fatores naturais. “O uso abusivo de lixas também potencializa o problema e favorece o aparecimento de rachos profundos e doloridos nos calcanhares”, disse Monica.
Mulheres que não dispensam o material devem usá-lo com cuidado e somente após a realização da esfoliação e hidratação dos pés feita com cremes a base de uréia ou parafina. Já as que apresentam sintomas extremos como sangramento, vermelhidão e dores decorrentes do uso abusivo das lixas, a dica é visitar um médico dermatologista e iniciar um tratamento medicamentoso.
A pedicura também falou que lojas e depósitos de produtos de beleza já comercializam botas térmicas e invólucros plásticos contendo cremes para a realização de hidratação podal. “O tempo de hidratação depende do estado dos pés, mas dez a 15 minutos são suficientes para obter resultados positivos”, comentou Mônica.
Para aumentar o carinho com seus pés, após a realização da esfoliação e hidratação, outra sugestão é fazer um escalda pés com óleos essenciais (para aliviar o stress do dia a dia), sal (para combater o inchaço dos pés) e flores (para relaxar).   

Receita de esfoliante caseiro
Misture em um recipiente 2 colheres de sopa de mel com 4 colheres de sopa de açúcar. Aplique nos pés durante o banho realizando movimentos circulares nas plantas e solas. Em seguida, enxágüe os pés e depois de secá-los, aplique creme hidratante.
 Foto: reprodução  

 
TERAPEUTA OCUPACIONAL

Profissional responsável pela prevenção, tratamento e reabilitação de pessoas comprometidas física, sensorial, mental e emocionalmente, o terapeuta ocupacional possui um vasto campo de atuação. Considerado um misto de conselheiro, professor, fonoaudiólogo, fisioterapeuta, psicólogo e acompanhante porque faz intervenções nas mais distintas áreas, este especialista trabalha a pessoa como um todo e leva em consideração os diferentes cenários, obstáculos e pessoas envolvidas direta ou indiretamente com esta.
Por isto, sensibilidade aguçada, criatividade, paciência e equilíbrio emocional são características importantes para o terapeuta ocupacional. Desconhecido por muitos, o profissional ganhou destaque na novela global Viver a Vida, onde possibilitou a personagem tetraplégica Luciana ganhar autonomia no decorrer dos capítulos da obra. Pontos interessantes da rotina dos deficientes e portadores de síndromes, além de preconceitos vivenciados e responsabilidade social foram temas abordados pelo autor.
Para quem não acompanhou o folhetim, mas ficou curioso em saber mais sobre a pluralidade de atuação deste especialista, leia a entrevista com a terapeuta ocupacional Eziléia Gabriela M. S. A. C. Gargel. 
Entes queridos
É tarefa do terapeuta ocupacional conscientizar familiares e amigos sobre as limitações físicas e mentais dos pacientes ou alunos. Além disto, orientações sobre atividades e outros estímulos são dados aos entes queridos para melhor trabalhar a autoestima, o bom-senso, a qualidade de vida e a socialização destas pessoas. 
Auxílio para a vida diária
Cabe ao terapeuta ocupacional ensinar e estimular a independência pessoal na realização de tarefas cotidianas como comer, cozinhar, vestir-se, tomar banho, escovar os dentes e cabelos, realizar higiene pessoal, arrumar a casa, atender telefonemas ou visitas, acender e apagar as luzes e o fogão, bem como o uso e manuseio de aparelhos eletro-eletrônicos como televisores, microondas, rádios e outros.
Adaptações no ambiente doméstico
A retirada ou a redução de barreiras físicas como tapetes, móveis e peças decorativas, bem como a instalação de corrimões ou barras de apoio nos banheiros e em outros cômodos domésticos, além de protetores de quinas, de tomadas, travas multiuso que protegem vasos sanitários e gavetas, amortecedores de portas, redes nas janelas ou trocas de pisos ou assoalhos também são algumas das sugestões oferecidas pelo terapeuta ocupacional.
Órteses e próteses
A orientação, adaptação e confecção de órteses (dispositivos para a prevenção de deformidades) e a sugestão do uso de próteses também cabe ao terapeuta ocupacional. Ele também orienta a família na compra de cadeiras de rodas, cadeiras de banho e na aquisição de outros materiais e acessórios usados em outros meios de locomoção destes pacientes.
Estímulo profissional
A criação de oficinas e atividades voltadas para uma educação profissionalizante com o intuito de inserir estas pessoas no mercado de trabalho e assim, sensibilizar empresas e a própria sociedade para as capacidades e potencialidades de deficientes físicos, mentais e portadores de síndromes também fica a cargo do especialista.
A terapeuta ocupacional Eziléia Gabriela Gargel ressalta que o grau de comprometimento e envolvimento destas pessoas é alto. “Elas são muito responsáveis, pontuais e educadas no ambiente de trabalho”, afirmou Eziléia.          
Ferramentas de comunicação
O terapeuta ocupacional também irá instruir a compra e ensinar o uso de microcomputadores adaptados e ferramentas como o software Dosvox, programa voltado para portadores de deficiências visuais ou ainda, pranchas de comunicação voltadas para crianças.
Campo de atuação
Instituições, asilos, creches, escolas, empresas, hospitais psiquiátricos, domicílios, ambulatórios entre outros.
Fotos: reproduções


L.E.R. O filme Tempos Modernos é o exemplo perfeito de trabalho repetitivo. Nele, Carlitos, o personagem principal da obra, passa o tempo todo apertando parafusos em uma fábrica. Sua jornada de trabalho é prolongada e quase ininterrupta e em muitas cenas, Carlitos recorre a posturas inadequadas para o cumprimento de suas tarefas.
Fora da tela, profissionais como bancários, cabeleireiros, digitadores, advogados, jornalistas, manicures e outros também estão sofrendo com os males do Ler (lesões por esforços repetitivos) e sentindo as dores e os desconfortos desta.
A doença ataca músculos, articulações, nervos e tendões e pode ser sentida, especialmente nos membros superiores como os ombros, cotovelos, punhos e dedos, mas sua instalação não acontece do dia para noite e varia de pessoa para pessoa.
Segundo a fisioterapeuta Cláudia M. Aoki, os principais sintomas da doença são: fadiga,  formigamentos, perda de força muscular, perda de coordenação motora, dores, ansiedade e outros sintomas relacionados ao estado emocional da vítima. “O futuro profissional e o possível afastamento das atividades são preocupações comuns nos pacientes que sofrem de ler”, disse Cláudia.
Medidas preventivas podem ser adotadas no ambiente de trabalho como a ergonomia (adequação do mobiliário a altura, postura e atividade desempenhada pela pessoa). Além disto, a realização de pausas freqüentes e exercícios de alongamento são importantes. “O ideal é que o profissional faça intervalos de 15 minutos a cada duas horas de trabalho e durante este intervalo, realize exercícios de alongamento”, comentou a profissional.
Ela também falou da importância do posicionamento correto do computador e da altura da cadeira e da mesa de trabalho. “O monitor deve estar na altura dos olhos do usuário e sua cadeira ajustada para que os pés permaneçam apoiados completamente no chão e formando um ângulo de 90 graus”, alertou Aoki.
Cláudia ressaltou a importância de fazer o rodízio de atividades e possuir substitutos treinados e capacitados para desempenhar as mesmas funções profissionais. “Se necessário for, a diminuição da carga de trabalho também é uma atitude positiva e preventiva contra a doença”.
Agora, se a doença já estiver instalada, o tratamento indicado para tal é se afastar das atividades temporariamente e submeter-se a sessões de fisioterapia, acupuntura, terapias e massagens manuais, hidroterapia, eletrotermoterapia e repouso para combater as dores surgidas, ajudar no processo antiinflamatório e melhorar a qualidade de vida da pessoa. “Medicamentos são usados somente com prescrição e avaliação médica e nos casos mais graves de Ler”, finalizou a fisioterapeuta.
 
Onde fazer sessões de fisioterapia: Clínica Pró-Fisio, localizada na rua Quincas Vieira, 1362, em Presidente Prudente (SP).
Informações através do fone: (18) 3222-2030 ou pelo email: profisio@stetnet.com.br
Foto: reprodução
 
PERSONAL TRAINER


Profissional responsável pelo acompanhamento individual durante a prática esportiva e na execução de atividades físicas e recreativas, o personal trainer também realiza avaliações periódicas com seus alunos e é a pessoa incumbida de elaborar treinamentos que contenham séries de exercícios compatíveis com os objetivos individuais de cada um.
Confundido, muitas vezes, com psicólogo ou babá devido à postura motivacional e complacente adotada durante os encontros, o treinador pessoal também possui outras atribuições como corrigir e ensinar a execução correta de cada exercício ou postura.
Além disto, as vantagens de ter um anjo da guarda suado sempre ao lado não param por aí e são perceptíveis a olhos nus. A melhora estética, o aumento da auto-estima, a maior socialização, o ganho de massa corporal, o fortalecimento muscular e dos ligamentos fazem parte do pacote de serviços e ganhos oferecidos aos adeptos da malhação velada.  
O campo de atuação do personal trainer é vasto e ele tem condições de trabalhar em ambientes distintos como academias, spas, hotéis de lazer e resorts, clubes, condomínios residenciais, prédios, parques, ao ar livre e outros cenários que disponibilizem os materiais necessários para a execução dos exercícios propostos.
Figurinha fácil nas academias, sua presença é vista com bons olhos pelos proprietários destas porque o personal alivia a carga de trabalho dos instrutores locais e ainda por cima, proporciona ganhos extras aos estabelecimentos comerciais que cobram percentagens dos alunos acompanhados.  
Segundo a professora de educação física e personal trainer Roseli Gazola Zampieri, outras vantagens podem ser citadas no exercício da profissão como a fidelidade dos alunos, maiores ganhos financeiros e a flexibilidade nos horários de trabalho. Ela também falou sobre as diferenças de preços cobrados pelos profissionais atuantes neste mercado e admitiu que os horários de pico são mais caros e procurados do que os demais. “O início e o final do dia são os mais almejados pelos adultos e por pessoas ativas profissionalmente. Já o período da tarde é mais requisitado pelos pré-adolescentes e adolescentes”, comentou Zampieri. 
Roseli também disse que o mercado de trabalho para os personais está aquecido há dez anos e com boas chances de expansão. “O acompanhamento individualizado é importante não só na conquista de um corpo esteticamente melhor, mas também na manutenção dos resultados positivos alcançados. Para isto, é importante que o aluno não pare de visualizar e sentir os benefícios oferecidos pelos treinadores pessoais”.
Para quem ficou interessado em contratar um personal trainer e entrar em forma para o próximo verão, a escolha de um profissional graduado na área e de uma academia registrada no conselho de educação física para treinar são atitudes importantes. “Em três meses de malhação acompanhada, o aluno já visualiza algumas melhoras estéticas e outros ganhos pessoais. A adoção de uma alimentação balanceada, o respeito ao período de descanso e a ausência de consumo de bebidas alcoólicas, cigarros, anabolizantes e outros malefícios também contribuem para a obtenção de respostas positivas à saúde e ao corpo”, finalizou Roseli.

Contato: Roseli Gazola Zampieri, fone: (18) 9111-0149.
Preços: R$ 280,00 (mensalidade para dois encontros semanais com a profissional) e R$ 420,00 (mensalidade para três encontros semanais com a personal).
Foto: reprodução   
        
 
  

 
SALTO ALTO


O sonho de encontrar um príncipe encantado através de um sapatinho de cristal se concretizou para a Cinderela em um dos contos de fadas mais populares, mas muitas mulheres da vida real também apostam nesta fantasia e no poder do acessório para chamar a atenção do sexo oposto e para incrementar algumas produções.
E as tendências deste inverno não deixam dúvidas de que saltos finos e superiores a 10 centímetros estão com tudo! Fashionistas e mulheres de tribos e idades distintas já se renderam a eles e estão desfilando nas alturas nas últimas semanas.
O problema é que o uso indiscriminado do salto alto também trás prejuízos à saúde de suas amantes. Entre os principais males estão: desalinhamento postural, lombalgias, limitações nos movimentos, encurtamentos musculares, possíveis torções nos pés e tornozelos e até, cefaléias e dores na coluna, no quadril, além do aparecimento de joanetes.
Segundo o fisioterapeuta Rodolfo Rodrigo Gandolfi, sapatos com saltos muito altos mudam o equilíbrio da pessoa e alteram sua postura. “Pessoas com posturas originalmente projetadas para trás encontram o equilíbrio com o uso dos saltos, mas pessoas com posturas projetadas originalmente para frente intensificam esta inclinação e as chances do surgimento de dores e problemas físicos”, disse Rodolfo.
O profissional não é contra o uso diário dos saltos, mas sugere a alteração destes durante os dias da semana. “Saltos mais grossos e baixos são mais estáveis e ajudam a aliviar sobrecargas nos tornozelos”, falou Gandolfi. 
Outro conselho dado por Rodolfo para trabalhar o equilíbrio individual, prevenir dores e quedas é andar em terrenos distintos e fazer exercícios de alongamento ou massagens nos pés, nas panturrilhas e nas pernas. “Um dos exercícios de alongamento proposto é sentar no chão ou cadeira, esticar as pernas com os pés voltados para o teto e tentar levar os braços até eles”, aconselhou o fisioterapeuta. 
A conversa foi finalizada com ele ressaltando a importância de visitar um médico ortopedista ou outros profissionais da área de saúde para a realização de uma avaliação física em caso de aparecimento de desconfortos físicos.
Adequando o sapateiro às atividades diárias
Para atividades físicas e desportivas, o ideal é usar um par de tênis adequado à atividade escolhida.
Profissionais que trabalham em pé ou permanecem na posição vertical durante várias horas do dia, a sugestão é o uso de sapatos baixos, confortáveis ou saltos de até quatro cm de altura.
Donas de casa e secretárias domésticas devem optar por sapatos fechados e com saltos de até dois cm de altura ou pares de chinelos ou botas plásticas para situações que envolvam o uso de água.
Em viagens aéreas e terrestres, o recomendado é usar tênis ou sapatos confortáveis e fechados para proteção dos pés contra as oscilações de temperaturas e possíveis acidentes.
Em praias, piscinas e clubes, os chinelos, as rasteiras, as sandálias e as sapatilhas são os modelos mais compatíveis com o cenário e os programas de verão.
Já em passeios noturnos, baladas e festas estão liberados os saltos altos. Em programas tranqüilos e passivos como jantares, cinema e teatro, a utilização de sapatos pesados como os clogs ou com saltos diferenciados estão permitidos.     
 
Esta pauta foi sugerida pela leitora Juliana Silva Couto (RJ).
Contato: Rodolfo Rodrigo Gandolfi. Fone: (18) 9115-2083.
Foto: reprodução 

 

 
AZEITE DE OLIVA


Conhecido como ouro líquido nas regiões do mar Mediterrâneo, o azeite de oliva chegou a adquirir um significado religioso e divino devido à tripla virtude do seu óleo. No passado, ele era usado na gastronomia, no embelezamento da pele, na produção de luz e no fabrico de perfumes. 
Hoje, a imagem do azeite de oliva está associada, principalmente, no combate às doenças cardíacas. Tudo porque ele é rico em gordura monoinsaturada (gordura de fácil absorção e de qualidade) que ajuda a reduzir os níveis de LDL (colesterol ruim) do organismo, minimizando os riscos de infarto agudo, acidentes vasculares cerebrais (AVC) e problemas de saúde como a aterosclerose.
O alimento também melhora a absorção das vitaminas lipossolúveis como A, D, E e K e favorece a produção de hormônios, a termogênese (aquecimento do organismo), a formação de antioxidantes entre outros pontos positivos.
Como degustar e apreciar sua cor
Para degustação oral, proceder como o vinho ou seja, degustá-lo com batata cozida ou pão, mas sempre sem sal. Após cada amostra degustada, é bom tomar um copo de água ou comer um pedaço de maçã para limpar o paladar e prepará-lo para uma nova degustação. Outra maneira de apreciação de suas qualidades e degustação é derramar uma colher de azeite em um pequeno copo e avaliar sua cor. Cheirar diversas vezes para descobrir todos os aromas também é sugerido.
Um grande azeite de oliva sempre realça um prato, seja um pedaço de pão, uma salada, um queijo de cabra, um peixe, uma carne branca, verduras cruas ou cozidas e o ideal é que ele seja consumido frio e utilizado na finalização de pratos porque nutrientes benéficos à saúde são perdidos com seu aquecimento.
Já o armazenamento do produto, este deve ser em lugares frescos, silenciosos e longe de odores fortes e de luminosidade excessiva. Depois de aberto, o azeite de oliva dura até três meses.
Ficha técnica
Uma colher de sopa de azeite de oliva contém 90 kcal. O consumo excessivo do produto pode provocar diarréias, favorecer o ganho de peso e as doenças associadas à obesidade. Por isto, a dose recomendada para pessoas normais é de, no máximo, duas colheres de sopa ao dia (no almoço e no jantar). Já a quantidade sugerida aos cardiopatas é menor e igual a uma colher de sobremesa em cada uma das refeições principais.
Tipos distintos
- Azeite de oliva extra virgem: acidez de menos de 1%, tendo cor, gosto e aroma perfeitos. Trata-se de azeites de uma origem só, sem misturas.
- Azeite de oliva virgem: acidez de menos de 2%, tendo cor, gosto e aromas perfeitos. Tem ou não misturas de diferentes origens.
- Azeite de oliva: é uma mistura de azeite refinado e de azeite virgem para acentuar o bouquet (aroma), praticamente inexistente no azeite refinado.
- Azeite “grignous”: é o azeite extraído da pasta sobrante nas prensas hidráulicas e centrífugas. È refinado e possui acidez máxima de 1,5 %.
Quem produz
Espanha, Itália e Tunísia são os melhores produtores. França, Califórnia, Portugal, Marrocos, Argentina e Turquia seguem.
Curiosidade
Para fazer um litro de azeite de oliva são necessários cinco quilos de azeitonas. Já para produzir um litro de azeite da mais alta qualidade, chamado “flor de azeite”, necessita-se de dez a doze quilos de azeitonas.
As frutas colhidas mais cedo darão um azeite com baixo teor de acidez, sinal de qualidade, de cor verde, de gosto frutado, porém menos complexo. As olivas colhidas mais tarde ou mais maduras darão um azeite mais ácido, amarelo, mais potente no gosto e de um frutado mais abrangente.

Fonte: Giselli Costa de Oliveira (nutricionista) e Luciana Maróstica (redatora deste site e professora de alimentos e bebidas).
Dica de leitura: Azeite de Oliva: sabor, estética e saúde, de Márcio Bontempo, ed.Alaúde.
  Foto: reprodução

 
MEL

O pano de fundo do filme “A vida secreta das abelhas” é um apiário e o trabalho incessante das abelhas, mas é entre colméias, favos e potes de mel que o drama vivenciado pela personagem principal se desenrola.

Ambientada em Carolina do Sul (USA), em 1964, a película conta a história de Lilly, uma adolescente branca que matou, acidentalmente, sua mãe na infância e é obrigada a viver com um pai violento. O ponto final deste sofrimento acontece quando ela resolve fugir de casa e descobrir um novo lar junto a uma família de mulheres negras e apicultoras.

Preconceitos, sofrimentos familiares, dificuldades de relacionamento, espiritualidade e outras questões não ficam de fora dos assuntos tratados na obra e vivenciados com leveza, alegria, diplomacia e muita emoção pelas atrizes Dakota Fanning, Queen Latifah, Alicia Keys, Sophie Okonedo e Jennifer Hudson.

Desde seu lançamento, em 2009, o zumbido ao redor do filme está grande e até por isto, o mel, suas propriedades nutricionais, seus benefícios à saúde, sua flexibilidade de uso e a maneira correta de comprá-lo e armazená-lo, despertou o interesse da equipe do site e virou pauta para a matéria abaixo.

Saiba mais sobre o mel.

O mel é um alimento encontrado em estado líquido, viscoso e açucarado que é produzido pelas abelhas a partir do néctar recolhido das flores e processado pelas enzimas digestivas desses insetos, sendo armazenado em favos e nas colméias para servir de alimento aos seres humanos.

Recheio

Com função de adoçar e engordar, o mel é rico em açúcares e possui pequenas quantidades de vitaminas dos complexos B, C, D, E, além de água, minerais, aminoácidos e antioxidantes.

Benefícios

O mel favorece o trânsito intestinal, ajuda na termogênese (aquecimento do organismo), protege o revestimento do estômago, ajuda na prevenção de irritações gástricas, tem efeito emoliente (capacidade de amolecer, de abrandar, de suavizar inflamações e pele) entre outros pontos positivos.

Estética

O mel também é usado em tratamentos de beleza e para a obtenção de uma pele macia, hidratada, limpa e viçosa. Para tanto, máscaras hidratantes e cremes esfoliantes feitos da matéria prima são aplicados diretamente na pele da pessoa e retirados após a absorção da derme.

Identificação

Para saber se o mel escolhido é puro ou não, analise sua coloração e constate se esta é caramelo. Outra maneira avaliativa é através da análise do fundo do pote ou vidro de mel. Caso haja impurezas depositadas ou cristais formados e decorrentes da condensação de açúcares, evite comprá-lo.

Ações como a checagem da presença do selo da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), além de informações sobre a patente do produto na embalagem são necessárias para a identificação de um mel de boa procedência.

Armazenamento

O mel permanece líquido ou macio por mais tempo em temperatura ambiente e armazenado em lugares frescos. Evite guardá-lo em refrigeradores ou em locais úmidos porque a umidade acelera seu processo de cristalização.

Dica: Quando o mel estiver cristalizado, recorra ao banho-maria para amolecê-lo.

Cozinhando e comendo

Na gastronomia, o mel é usado para adoçar, dar brilho e cor aos pratos, por isto carnes e sobremesas são os itens que melhor casam com o produto.

A iguaria também é muito usada como estimulante ao consumo de frutas frescas, sucos e iogurtes naturais em dietas voltadas para crianças, adolescentes e pessoas que não consomem estes alimentos frequentemente.

Para quem não apresenta problemas com a balança nem está seguindo dietas restritivas, três colheres de sobremesa de mel são permitidas diariamente. Já quem está precisando ganhar alguns quilinhos e seguindo uma dieta hipercalórica, o consumo do mel pode ser maior e igual a três colheres de sopa diárias.

O produto também está liberado para ser consumido por atletas e pessoas que fazem grande quantidade de exercícios físicos diariamente porque o mel é energético e possui rápida absorção pelo organismo. Para vocês terem uma ideia, ele alcança a corrente sanguínea em vinte minutos e até por isto, diabéticos, portadores de alergias e de doenças respiratórios ou crianças menores de dois não devem consumi-lo, pois existe a possibilidade de reações adversas.

Nota importante: O mel causa cárie dentária com tanta facilidade quanto o açúcar e contém quase o mesmo número de calorias. Uma colher de sopa de mel possui 46 kcal.

Fonte: Giselli Costa de Oliveira (nutricionista).


Livro de receitas

Cheesecake de mel e limão

Ingredientes para a massa:

- 50 g de farinha de rosca fresca de pão integral,

- 25 g de aveia trilhada,

- 25 g de margarina amolecida,

- 25 g de amêndoa sem pele moída,

- 1 a 3 gotas de essência de amêndoa.

Ingredientes para o recheio:

- 500 g de cream cheese ou outro queijo cremoso com baixo teor de gordura,

- 2 colheres de sopa de mel gelado ou favo de mel,

- 100 a 150 ml de iogurte natural desnatado,

- 40 g de damasco seco e picado,

- 4 a 5 gotas de essência de baunilha,

- raspas de limão.

Ingredientes para a cobertura

- 225 g de frutas secas mistas como damasco e cereja sem caroço.

Preparo: Pré aqueça o forno a 190 graus. Para fazer a massa, misture a farinha de rosca e a aveia em uma tigela. Junte a manteiga e amasse com o garfo até misturar bem. Adicione a amêndoa e a essência de amêndoa.

Pressione amassa em uma forma untada com 18 cm de diâmetro. Asse por 20 minutos.

Para fazer o recheio, misture o queijo cremoso com o mel e o iogurte o suficiente para fazer uma pasta espessa e suave. Junte as frutas secas, a essência de baunilha e as raspas de limão. Verifique se a mistura está doce o suficiente. Espalhe por cima da massa e refrigere por pelo menos 1 hora antes de servir. Enfeite com as frutas frescas e sirva.

Bolo de cenoura polonês

Ingredientes para a massa:

- 115 ml de mel claro,

- 50 g de margarina sem sal amolecida,

- 75 g de sultana,

- 250 g de cenoura ralada,

- raspas de limão,

- 140 ml de iogurte natural desnatado,

- 2 ovos batidos,

- 170 g de farinha de trigo integral,

- 1 colher e meia de chá de fermento em pó,

- 40 g de semente de papoula amassada,

- 1 colher de chá de canela em pó.

Ingredientes para a cobertura:

- 125 g de queijo cremoso suave,

- 2 colheres de chá de mel,

- 2 gotas de essência de baunilha.

Preparo: Pré aqueça o forno de 180 graus. Unte uma forma quadrada com 18 cm ou uma redonda com 20 cm de diâmetro.

Em uma panela grande, aqueça lentamente o mel, a margarina e a sultana. Tire do fogo, junte a cenoura, as raspas de limão, o iogurte e os ovos.

Peneire a farinha com fermento e misture bem. Junte a semente de papoula e a canela.

Coloque a massa na forma, asse por 1 hora, diminua a temperatura para 150 graus e asse por 30 minutos até que os cantos do bolo comecem a se soltar nas laterais.

Deixe o bolo esfriar por 20 minutos na forma, depois vire-o em outro recipiente.

Para fazer a cobertura, misture os ingredientes em uma tigela até formar uma mistura uniforme. Usando uma espátula ou faca, espalhe a cobertura sobre o bolo.

Sirva o bolo cortado em fatias finas. Guarde-o em um recipiente fechado na geladeira.

Molho de mostarda e mel (acompanha saladas)

Ingredientes:

- 1 colher de sopa de óleo de girassol,

- 150 ml de iogurte natural,

- suco de 1 limão,

- 1 colher de chá de vinho branco,

- 1 colher de chá de mostarda francesa em grãos,

- 1 colher de chá de mel,

- pimenta do reino moída na hora,

- sal marinho.

Preparo: Misture o óleo, o iogurte, o limão, o vinho, a mostarda e o mel em uma tigela. Tempere a gosto. Guarde na geladeira e consuma-o dentro de três dias.

Dica de leitura e pesquisa: o livro “Alimentos que curam”, de Miriam Polunin, editora Marco Zero.
Foto: reprodução

 
LIMPEZA DE PELE

A limpeza de pele é uma alternativa estética usada para quem deseja ter uma pele saudável, bonita e livre de cravos e espinhas. Indicada para todos os tipos de pele, a limpeza deve ser feita uma vez por mês, sempre por profissionais especializados para que seus resultados sejam positivos e você desfile por aí uma invejável pele de pêssego!
Leia abaixo a entrevista com a esteticista/fisioterapeuta Valéria Cardoso Moreira sobre este assunto, além de conferir algumas dicas e sugestões da profissional.

- Todo mundo pode fazer limpeza de pele?
Valéria: Sim. A limpeza de pele não tem contra-indicação! O único cuidado é não utilizar o aparelho de alta freqüência em grávidas, por isto a necessidade de comunicar à esteticista seu estado de saúde antes de iniciar os procedimentos de limpeza.

-Quais são os passos de higienização?
Valéria: São oito ao todo. Limpeza, esfoliação, vapor, extração, massagem, aplicação de aparelho de alta freqüência, máscara calmante e finalizador.
a) Limpeza: feita com loções para a retirada das impurezas superficiais ou maquiagem da pele.
b) Esfoliação: realizada com cosméticos cheios de grânulos com o objetivo de remover as células mortas e afinar a parte mais superficial da pele.
c) Vapor: o rosto fica sob vapores para abrir os poros e preparar a região para a extração.
d) Extração: é a faxina propriamente dita na pele! Neste momento, o profissional irá retirar, manualmente, cravos e milliuns (bolinhas de sebo) da pele. Em alguns casos mais graves, utiliza-se uma micro-agulha esterelizada para fazer a extração.
e) Massagem: ela é feita apenas em pacientes com pele seca porque há um estímulo maior das glândulas sebáceas.  
f) Aplicação do aparelho de alta freqüência: seu uso ajuda na não infecção da pele depois da extração porque é anti-bactericida.
g) Aplicação de máscara calmante: esta é deixada por dez minutos no rosto, ajudando  na recuperação da pele que foi sujeita a tantas apertadinhas.
h) Finalizador: aplicação de um hidratante facial para terminar a limpeza. Indicado o uso de hidratantes que contenham fator de proteção solar em sua composição.

- Depois da limpeza, é permitido tomar sol?
Valéria: O recomendado é esperar quatro horas após o término da limpeza para fazer uma exposição ao sol. A pele ainda está sensível com a extração dos cravos e requer cuidados!

- A limpeza de pele pode ser feita em pacientes que estejam tomando remédios com isotretinoína em sua composição ou utilizando ácidos no rosto?
Valéria: Quando estiver tomando remédios é aconselhável evitar a limpeza porque a pele está muito sensível! Já se estiver aplicando ácidos no rosto, o recomendado é parar uma semana antes da realização da limpeza de pele.

- O que não fazer sozinha?
Valéria: Limpeza de pele caseira. Sempre procurar um profissional especializado na área para realizar a limpeza, evitando com isto, inflamações indesejadas e o aparecimento de marcas futuras na pele.


Dicas da esteticista

- Não cutucar a pele,
- Usar sabonete de glicerina ou infantil para a limpeza doméstica,
- Enxaguar o rosto depois da limpeza sempre com água abundante,
- Usar um protetor solar para evitar manchas e rugas no rosto,
- Ter uma alimentação balanceada,
- Beber bastante água,
- Retirar sempre a maquiagem antes de dormir utilizando cremes demaquilantes e um tônico facial.

Foto: reprodução 
   

 
DOA A QUEM DOER

Os padrões estéticos de um país com altas temperaturas como o Brasil exigem um corpo lisinho, sem pêlos e nem manchas. Pensando nisto, fomos conversar com uma depiladora profissional para saber as vantagens, as desvantagens, os cuidados e as principais dicas para uma depilação ideal.

- Quais são os métodos de depilação existentes atualmente?
Adriana: Depilação com cera quente, depilação com cera fria, depilação a laser e definitiva,  lâminas, cremes depilatórios, depiladores elétricos e a novidade da área é a depilação com linhas.

- Quais são as vantagens da depilação com cera quente?
Adriana: As vantagens são: é um método indolor e a extração dos pêlos pela raiz é total dificultando sua arrebentação, por isto o resultado final é melhor!Ela é 100%, mas este método é indicado para mulheres disciplinadas porque exige paciência e freqüência.

- Quais as desvantagens dos métodos que eliminam os pêlos pela raiz?
Adriana: Se a depilação não for feita por um profissional da área, há a possibilidade do surgimento de flacidez, manchas ou pequenas queimaduras na pele.
Por exemplo, se a depilação com cera fria for mal feita, ela favorecerá o aparecimento de vasinhos e varizes, por isto aconselho sempre fazê-la com depiladoras profissionais.

- A depilação pode afinar os pêlos?
Adriana: Os métodos que eliminam o pêlo pela raiz, como as ceras depilatórias, quando repetidos muitas vezes, podem afinar o pêlo ou provocar falhas na região depilada. Mas basta usar as lâminas para os pêlos engrossar novamente.
Sumir o pêlo é raridade!Sua diminuição acontece pela freqüente depilação e com a chegada da idade avançada quando há também a diminuição dos hormônios.

- Por que depois da depilação aparecem espinhas na pele?
Adriana: Esses sinais que surgem na pele têm aparência de espinhas, mas na verdade são foliculites, inflamações na saída do pêlo (folículo). Sua principal causa são os pêlos encravados, que não conseguem romper a pele, causando inflamações.

- Como livrar-se da foliculite?
Adriana: É indicada a aplicação de um antiinflamatório como nebacetim. Em casos mais graves, sempre sob orientação médica, a aplicação de cremes com antibióticos é o ideal. Quando nenhuma dessas medidas funciona, antibióticos, por via oral, serão prescritos pelo médico.


Dicas da depiladora

- Antes de depilar, fazer uma esfoliação na pele com cremes esfoliantes e bucha vegetal durante o banho;
- Prestar atenção nas condições de higiene do local, bem como a limpeza da cera e também da espátula usada na depilação;
- Depilar sempre com cera descartável, nunca com reaproveitável;
- Não é indicado tomar sol logo após a depilação porque os poros estão dilatados e a pele está sensível! Muitas ceras possuem em sua composição limão, podendo manchar com a exposição ao sol.
- Não usar creme hidratante até 24 horas após a depilação;
- Usar produtos cicatrizantes a base de arnica, azuleno e aloe vera após a depilação;
- Se você deseja usar shorts e saias e ainda o pêlo não está no tamanho ideal para uma próxima depilação, descolorir os pêlos é a saída;
- Não cortar os pêlos antes da depilação;
-O ideal é fazer a depilação uma vez por mês.

Esfoliante caseiro

Ingredientes:
- 3 colheres de fubá,
- 3 colheres de óleo de amêndoa,
- 1 colher de sal (cozinha)

Misturar os ingredientes, aplicar na pele massageando-a com movimentos suaves e circulares. O ideal é que o esfoliante seja aplicado durante o banho e antes da próxima depilação.

Fonte: Adriana Catananti, depiladora profissional
Foto: reprodução

 
ALONGAMENTO

Movimentos fáceis de serem realizados, os exercícios de alongamento aumentam a flexibilidade corporal, o fortalecimento muscular, a organização postural, além de favorecer a diminuição do stress diário e prevenir contra lesões e outros males físicos.
Sem contra-indicação, eles podem ser realizados em casa, no ambiente de trabalho, na academia, em parques, em clubes ou em fitness centers e funcionam como despertadores naturais para o corpo e para mente de seus adeptos.
Para que todos os exercícios proporcionem o bem-estar esperado, preste atenção em cada detalhe dos movimentos. Fazê-los de qualquer maneira pode provocar dores musculares, prejudicar articulações e causar lesões por todo o corpo. Então, durante o alongamento mantenha a coluna ereta, respire lentamente e lembre-se de que cada pessoa tem seu limite de movimento. Respeite o que o seu corpo suporta em cada posição e alongue-o frequentemente.
Quando alongar
O ideal é que a pessoa alongue antes e depois da prática esportiva. Os exercícios realizados antes da prática esportiva são exercícios mais básicos e mais rápidos. Já os exercícios de alongamento realizados após a realização de atividades intensas devem ser mais completos, de duração maior e que mexam com todas as partes do corpo.
Tempo destinado à atividade 
Para preparação para a prática esportiva, o tempo de alongamento deve girar em torno de 10 a 15 minutos. Já as aulas de alongamento oferecidas pelas academias possuem duração de 30 minutos e são ideais para sedentários e para quem deseja iniciar uma atividade física.
Brincando de estátua
A pessoa deve permanecer de 20 a 30 segundos em cada posição sugerida pelo professor, podendo esta ser repetida durante a realização da série completa.
Materiais usados
Elásticos, faixas, bolas, bastões, aros entre outros materiais são usados para alongar. 
Diferenças singulares
Pessoas ativas são mais condicionadas e experientes, portanto podem realizar movimentos mais avançados e que exijam uma mobilidade maior. Já os sedentários iniciam o alongamento com uma série de exercícios e posturas mais simplistas.
Conselhos valiosos
Sempre que for participar de aulas de alongamento, informar o professor sobre suas reais condições físicas ou sua condição de iniciante na atividade ou no ambiente. Com esta atitude simples, o professor ou instrutor poderá dar as orientações e a atenção necessária aos novos alunos, bem como fazer as correções e ajustes posturais.
Aulas de Pilates e ioga também utilizam exercícios desta modalidade e podem ser alternativas diferenciadas de aprendizado de técnicas de alongamento.

1- Série de exercícios realizados em pé:
- Estenda um braço à frente do tronco, segure o cotovelo com a mão oposta do braço esticado e puxe-o para o lado. Executar com o braço direito e esquerdo.
- Incline o pescoço para um lado. Coloque a mão do mesmo lado sobre a cabeça e deixe o braço oposto relaxado. Repetir com o lado oposto.
- Coloque as duas mãos atrás da cabeça e alongue o pescoço para frente.
- Entrelace os dedos com as mãos atrás do corpo, na altura do quadril. Eleve os braços o mais alto possível para alongar peitorais.
Relaxe 30 segundos antes dos próximos exercícios.
2- Série de exercícios realizados com a pessoa deitada:
- Cruze uma perna sobre a outra, de maneira que forme um 4. Puxe-as pelo joelho da perna esticada em direção ao peito. Execute o mesmo movimento com a perna direita e esquerda.
- Deitada de barriga para baixo, puxe um dos pés em direção ao glúteo para alongar a coxa. Execute com a perna direita e esquerda.
- Abrace as duas pernas contra o peito. Abra os braços para o lado e deixe as pernas “caírem” para o mesmo lado, na altura do quadril. Execute o mesmo movimento para o lado direito e esquerdo.
- Abrace um dos joelhos contra o peito, enquanto o outro se mantém estendido. Execute o mesmo movimento com a perna direita e esquerda.
Relaxe 30 segundos antes da realização dos demais exercícios.
3- Série de exercícios feitos com a pessoa sentada:
- Sentada em uma cadeira, com os dois joelhos flexionados em um ângulo de 90 graus e unidos, segure uma das panturrilhas com o braço do lado contrário. Gire o tronco para alongar as costas e o abdômen. Repita com o lado oposto.
- Estenda uma das pernas e mantenha a outra flexionada. Tente alcançar o pé com a coluna alongada. Execute com a perna direita e esquerda.
- Estenda as duas pernas e tente alcançar os pés, esticando pernas e braços.
- Afaste as pernas e leve o tronco à frente, esticando os braços em direção ao solo.

Fonte: Alexandre Duarte (professor de educação física).
Onde fazer: Academia Atividade e Saúde, localizada na av. Turmalina, 09, bairro Aclimação, em São Paulo.
Informações: (11) 3209-3497.
Foto: reprodução

 
MEDULA


O transplante de medula óssea é a única chance de vida para muitos portadores de leucemia e outras doenças do sangue. Qualquer pessoa com boa saúde, entre 18 e 55 anos, pode tornar-se doador voluntário. Para isto, basta fazer uma coleta de 5 ml de sangue em um hemocentro de sua cidade e realizar o cadastramento no local com a apresentação do RG e o fornecimento de dois números de telefones pessoais ou de familiares próximos.
Dependentes de insulina, pessoas que tiveram hepatite após 10 anos de idade ou que fizeram ou fazem sessões de quimioterapia ou radioterapia não podem ser doadoras de medula.
A possibilidade de se encontrar uma medula compatível pode chegar a uma para cem mil e caso você seja compatível com alguém, esta extração da medula se faz de duas maneiras distintas: através de veia do braço (onde se toma injeção) ou por meio de punção no osso do quadril (com anestesia). 
Para saber mais sobre o assunto, sobre campanhas ou sobre histórias pessoais, acesse www.madula.com.br 

Foto: reprodução

 
POLUIÇÃO SONORA
O conforto, a tranqüilidade e o silêncio encontrados no útero materno não podem ser vistos e sentidos na vida fora das paredes protetoras do órgão reprodutivo feminino. A situação piora ainda mais para quem mora em um grande centro urbano e tem que conviver com vários desconfortos como a poluição sonora oriunda do trânsito de veículos, da poluição ambiental, dos ruídos industriais, do uso de aparelhos eletrônicos e tantos outros que podem afetar a saúde e a integridade do aparelho auditivo. 
No palco das maiores vítimas da atualidade estão os jovens que se sujeitam a volumes extremados em baladas e shows, além de fazer uso indiscriminado e freqüente de aparelhos eletrônicos como MP3 player ou suas versões mais atualizadas.
O volume alcançado por este tipo de aparelho é alto e pode chegar a 85 decibéis (dB), porém a OMS (Organização Mundial de Saúde) classifica como nocivos os ruídos constantes e acima de 50 decibéis (dB).  
Segundo a fonoaudióloga Denise Cristina Calazans Loma, as perdas auditivas podem ser constatadas após cinco anos de uso errôneo de MP 3 e estas perdas são irreversíveis. “Os transtornos causados ao organismo pelo excesso de ruído podem ser temporários ou definitivos e, somente a realização de exames de audiometria e visitas ao otorrinolaringologista podem comprovar as percentagens de perdas ou outros danos” disse Denise.      
A profissional também falou que um dos maiores complicadores para a identificação do problema é o comportamento adotado pelo próprio organismo humano que libera endorfina (analgésico natural) quando exposto a volumes entre 65 e 75 dB. “O organismo se torna dependente deste e a pessoa se acomoda com o barulho”, adverte Loma.
Sintomas
Os problemas podem demorar a aparecer, então fique atento aos sinais de alerta.
- Aparecimento de um zumbido perturbador que pode levar a um grau maior de irritabilidade, do aparecimento de cefaléias, de insônias e outros desconfortos físicos,
- A falta de compreensão total das palavras em uma conversa e a intensificação de pedidos de repetições de frases e orações,
- Aumento gradual do volume dos aparelhos eletrônicos,
- Aparecimento de surdez temporária,
- Instalação de surdez ocupacional entre outros.
Dicas valiosas
- Abaixar o som dos aparelhos eletrônicos,
- Respeitar o limite máximo de 50 dB,
- Não ultrapassar uma hora e meia de uso diário de MP3,
- Fazer uma visita anual ao otorrinolaringologista,
- Conhecer os problemas e as conseqüências dos volumes extremados,
- Alterar comportamentos e atitudes através de um processo educacional e de conscientização,  
- Usar o protetor auricular quando os ruídos forem superiores a 85 dB,
Números comprobatórios
Os dados citados abaixo foram divulgados pela OMS (Organização Mundial de Saúde) e revelam os impactos dos ruídos na saúde.
Até 50 dB: a reação do organismo humano é confortável e não há efeitos negativos.
Acima de 50 dB: o organismo humano começa a sofrer impactos do ruído.
De 55 a 65 dB: a pessoa fica em estado de alerta, não consegue relaxar e isto provoca a diminuição do seu poder de concentração e prejuízos na sua produtividade e no seu trabalho intelectual.
De 65 a 70 dB: o organismo reage para tentar se adequar ao ambiente, minando suas defesas. As conseqüências são: aumento de cortisona no sangue, diminuição da resistência imunológica, liberação de endorfina (analgésico natural) e aumento do colesterol no sangue.
Acima de 70 dB: o organismo fica sujeito a estresse degenerativo além de abalar a saúde mental. Nesta situação, aumentam os riscos de enfarte, infecções entre outras doenças sérias. 
Curiosidade
Estudos indicam que 10% da população mundial sofre com a perda auditiva. No Brasil, as estatísticas não oficiais mostram que aproximadamente 15 milhões de pessoas têm deficiência auditiva e que há cerca de 350 mil surdos no país.
Foto: reprodução
 
É PROIBIDO FUMAR


Depois que a lei antifumo entrou em vigor, novos hábitos e comportamentos entraram em ação e estão sendo exigidos dos fumantes e de proprietários de estabelecimentos comerciais. Hoje, é proibido fumar em lugares fechados como bares, restaurantes, baladas, escritórios, shoppings, cinemas, teatros, ônibus, metrôs dentre outros e as vias públicas como calçadas e ruas estão absorvendo os amantes das tragadas. Os “fumódromos” continuam existindo em algumas empresas, mas até eles estão visados pelo Ministério da Saúde e devem ser extintos em breve.
Se você é fumante, além da obrigatoriedade em obedecer à lei, saiba que outras regras de etiqueta também são aplicadas no ambiente doméstico e social. Veja algumas delas abaixo.
Nunca apague um cigarro em uma planta, em um pires ou dentro de um copo ou taça. Se não encontrar um cinzeiro, engula a cinza, mas não a jogue no chão.
No carro e acompanhado evite fumar, mas se não estiver agüentando, peça licença e pergunte se há algum incômodo. Caso seja negativa a resposta, então abra as janelas do veículo, dê duas ou três tragadas e apague o cigarro.
Em reuniões domésticas, tenha vários cinzeiros espalhados pela casa e sempre faça a limpeza destes. Caso você não queira que os convidados fumem dentro de sua casa, avise-os na chegada e informe-os sobre os ambientes autorizados como jardins, quintais, varandas, garagens e piscinas.
Não acenda cigarros ou charutos à mesa, especialmente quando os demais convidados ainda não tiverem terminado suas refeições. Reserve o cigarro para o momento do cafezinho ou do vinho de sobremesa.  
Nunca desapareça com os cinzeiros de sua casa, mesmo que você não suporte cigarros e fumantes. Em eventos sociais e confraternizações eles são indispensáveis!
Se alguém que se vangloriou de ter parado de fumar não resistir e puxar um cigarro, favor deixá-lo em paz e não repreendê-lo, especialmente em público.
Se você é fumante e for sair, leve sempre seu maço de cigarros porque não há nada pior do que aquela pessoa que chega pedindo doações ou empréstimos. Cigarro é igual a batom, escova de dente e outros objetos pessoais.

Dicas de filmes sobre o assunto: É proibido fumar, Obrigado por fumar e O Informante.
Dica de leitura: Na sala com Danuza, de Danuza Leão, editora Siciliano.  
Foto: reprodução 
 
   

 
A BOLA DA VEZ


A bola suíça assumiu posição de destaque entre os materiais e equipamentos usados durante a malhação e nas aulas de Mat Pilates ou Pilates de solo. Para sua melhor eficácia, ela deve estar cheia, firme e seu tamanho variar conforme a altura do aluno ou usuário.
Um dos maiores benefícios do uso da bola Suíça é que os exercícios praticados com ela alcançam músculos difíceis de serem alcançados em outros exercícios da ginástica localizada como é o caso dos músculos localizados ao redor da coluna. Além disto, o único peso trabalhado e levantado durante as aulas de bola é o do próprio corpo, por isto esta é uma atividade que há poucos atritos, ausência de movimentos repetitivos e de dores posteriores.
Segundo a professora de educação física Monique Andrade Lemos, as aulas com bola melhoram a coordenação motora, a motricidade, o fortalecimento, a flexibilidade, a concentração, a disposição física e o equilíbrio individual. “A bola também é usada para uma maior conscientização corporal, melhora na postura e na reabilitação de indivíduos que sofreram acidentes ou perdas de movimentos”.
A profissional também falou que são vastos os exercícios que utilizam a bola suíça e que séries de alongamento, abdominal e outros exercícios localizados para os glúteos, braços, pernas, abdômen, quadril e as articulações também podem ser feitos utilizando a esfera. “ Para quem deseja desfilar um abdômen definido, as aulas com bola são as ideais porque 99% dos exercícios trabalham a região através da respiração e da contração do local”.
A associação com outras atividades físicas é sugerida pela professora para a obtenção de melhores resultados estéticos. “Aconselho casar as aulas com bola com outras atividades aeróbicas como corrida, caminhada, musculação e natação, mas desaconselho a prática doméstica e solitária porque o papel de orientação desempenhado pelo professor é de suma importância. É sua tarefa corrigir posturas errôneas e ensinar movimentos corretos”, disse Monique.
A educadora também afirmou que após vinte aulas as praticantes da modalidade já sentem e percebem as diferenças estéticas, especialmente na região abdominal e após trinta aulas há  transformações significativas para corpos mais bonitos e saudáveis. Já as gestantes e crianças menores de 12 anos devem optar por outras atividades físicas porque as aulas com bola suíça não são indicadas.
Curiosidade: com a chegada da menopausa, o potencial respiratório e funcional da mulher diminui e sua massa muscular reduz em 25% quando comparado à juventude. Nesta faixa etária, a mulher tende a acumular gordura em todo o corpo, mas com disciplina e aulas com bola é possível reverter este quadro. O cuidado especial fica voltado para a manutenção da boa postura.

Série Vapt-Vupt
- Coordenação: sentada sobre a bola, pés afastados na largura do quadril e mãos sobre as coxas. Desafie o equilíbrio e trabalhe a coordenação motora saltando sobre a bola. Mantenha a coluna alinhada e empurre o solo com os pés. Estenda um joelho de cada vez. Realize duas séries de um minuto, com intervalo de 30 segundos.
- Funcional na bola: costas apoiadas na bola que está encostada na parede. Mantenha os calcanhares a cerca de 50 cm da parede, pernas afastadas na mesma linha do quadril e joelhos e pés voltados para frente. Relaxe o pescoço e segure um halter em cada mão. Flexione os joelhos até 90 graus e eleve os braços estendidos até a altura dos ombros. Conte até três e retorne à posição inicial.
- Tríceps com apoio na bola: em pé, perna da frente flexionada e a outra estendida e abdômen contraído. Posicione a mão esquerda sobre a bola. Estenda e flexione o braço direito mantendo o cotovelo apontado para cima. Troque de posição.
-Rotação para oblíquo na bola (trabalha ombro, peito, oblíquo, costas e glúteos): fique na posição de prancha com os pés apoiados sobre a bola suíça e as mãos no chão e afastadas na largura do ombro. Leve o joelho em direção ao peito, permaneça por 1 segundo e retorne à posição inicial. Faça de 12 a 15 repetições. Descanse por 30 segundos e repita a seqüência com a outra perna.
- Elevação de joelho na bola (trabalha core, ombro, peito, quadris e glúteos): fique na posição de prancha com as mãos apoiadas na bola e afastadas na largura dos ombros. Leve o joelho direito em direção ao peito, permaneça por 1 segundo e retorne à posição inicial. Repita a seqüência com a outra perna.
- Lombar com elevação de perna (trabalha lombar e glúetos): apóie os quadris e a barriga na bola. Mantenha as pernas esticadas e afastadas na largura dos quadris, com os dedos dos pés no chão. Estique os braços, afastados na largura dos ombros. Eleve a perna direita a uns 15 cm do chão e estenda os braços o máximo possível. Volte a apoiar os pés no chão e relaxe os braços. Faça o movimento 15 vezes e repita com a outra perna, sem descansar entre as séries.

Onde fazer: Espaço Mello Duarte, localizado na av. Governador Pedro de Toledo, 1216, em Campinas (SP). Informações pelo fone: (19) 3284-3839.
Esclarecimento de dúvidas: (19) 9111-9814 ou pelo email da professora: monique.professora@hotmail.com

Foto: reprodução   

 
 

 
ESCALADA



Todo herói de HQs possui poderes que o ajudam na batalha contra o mal e facilitam seu deslocamento e a superação de obstáculos e distâncias. Para salvar e preservar a humanidade vale tudo e alguns deles até sacrificam suas identidades em prol do bem comum como é o caso do Homem Aranha, do Super Homem, do Batman entre outros da nova geração.
Mesmo que você já esteja crescidinho (a), os ídolos infantis permanecem presentes em nossas memórias e vivos em nosso imaginário, por isto quem ainda não conseguiu se desvencilhar desta fantasia e sonha vivenciá-la parcialmente, alguns esportes de aventura como a escalada cumpre o papel de proporcionar estimulo físico e mental aos seus adeptos.
A escalada é uma modalidade esportiva realizada em equipe e que pode ser feita ao ar livre ou em ambientes fechados como academias. Em ambientes fechados, paredes de escalada são construídas para atender as necessidades e os objetivos dos interessados, sendo que graus distintos de dificuldade e rotas diversas são encontrados nestas.
Para quem ficou curioso, a leitura da entrevista abaixo esclarece as dúvidas e aponta os benefícios desta aventura nas alturas.
Benefícios da atividade
A escalada é uma atividade que desenvolve a concentração, a resistência física e mental, o equilíbrio, a autoconfiança, além de trabalhar, principalmente, os membros superiores do corpo como os braços, costas, peito, mas sem desprezar as pernas e os glúteos.
Sinal vermelho
Portadores de doenças graves, grávidas em estágio avançado e crianças menores de quatro anos devem procurar outra atividade física porque a escalada não é indicada.  
Materiais e equipamentos
Agarras, cadeirinha, mosquetão (elo entre a cadeirinha e a corda), corda de poliamida, carbonato de magnésio (pó branco semelhante ao usado pelos ginastas e que ajudam na aderência dos dedos e das mãos nas rochas), sapatilhas lisas e roupas esportivas que facilitem a movimentação corporal.
Inclinações distintas
Na escalada indoor há paredes com inclinações distintas. Paredes positivas onde a inclinação criada entre a parede e o chão é menor do que 90 graus são mais fáceis de serem exploradas e as paredes negativas onde a inclinação criada entre a parede e o chão é maior do que 90 graus apresentam dificuldades maiores. Já o teto também é uma superfície explorada pelos escaladores e que pode ser considerado a superfície mais difícil de ser escalada internamente porque há pouca superfície de apoio e exige um trabalho físico maior dos esportistas.
Delimitando papéis
Como falado anteriormente, a escalada é um esporte de equipe e uma atividade que necessita de ajuda mútua. São dois os heróis envolvidos, o escalador que é quem realmente enfrenta a parede de escalada e o segurador que é o responsável pela segurança do atleta durante a realização de suas manobras e também, pessoa com obrigação de evitar possíveis quedas e acidentes.
Casamento perfeito
Associar a escalada com outra atividade física é necessário caso o atleta queira aumentar sua performance e fortalecer sua musculatura. Atividades como musculação, corrida e  natação são algumas boas opções de exercícios complementares.
Ambientes distintos
Algumas diferenças caracterizam as escaladas ao ar livre e as praticadas em ambientes fechados. São elas:
O visual se difere bem como a segurança na realização da atividade. Ao ar livre, há um risco e um grau de dificuldade maior porque as rochas ou os locais de fixação dos ganchos não estão sinalizados e tão visíveis aos praticantes. 
O papel exercido pelos conquistadores é de suma importância nas escaladas ao ar livre, bem como o uso de equipamentos adequados e da presença de outros atletas e profissionais. Cabe aos conquistadores ou escaladores mais experientes a tarefa de sinalizar as vias que serão usadas, além de fazer a fixação dos ganchos usados.
Enfrentando os medos
Um período de adaptação é necessário para os iniciantes no esporte. Durante este tempo, eles ganham confiança em treinamentos horizontais e em travessias fáceis onde possam exercitar o equilíbrio e testar as forças dos membros mais usados na prática esportiva. No período de adaptação, os iniciantes também podem visualizar o comportamento de profissionais e de atletas mais experientes antes de enfrentar a gravidade e as rotas mais difíceis.
Importante salientar que os instrutores da modalidade respeitam os limites pessoais de cada aluno, inclusive aqueles com idade mais avançada e que precisam de um tempo maior de aprendizado e para desatrofiar músculos não exercitados.

Fonte: Albert Christian G. Foldes (instrutor de escalada e sócio proprietário da academia).
Onde fazer: Onze A Academia de Escalada, localizada na av. Padre Almeida Garret, 1687, em Campinas (SP). Informações: (19) 3014-1125 ou através do site www.11a.com.br
    
   




      



MUSCULAÇÃO

Atividade que favorece o fortalecimento muscular, o condicionamento físico, o desenvolvimento pessoal e a perda de peso, a musculação também possui outros benefícios a seus adeptos como a melhora estética, o retardo do envelhecimento e do surgimento de doenças como osteoporose e diabetes do tipo 2. Mas antes de sair levantando peso, veja algumas orientações e dicas de maior aproveitamento do seu treino.

Cuidados necessários
O interessado deve consultar um médico para a realização de uma avaliação e obtenção de autorização para a prática esportiva. A academia também irá fazer uma avaliação prévia para checar o peso, a altura, a pressão arterial, o percentual de gordura e massa magra do interessado. Somente depois desta avaliação é que o professor ou instrutor local irá montar um programa personalizado e adequado aos objetivos pessoais.
Exercícios aeróbicos
Os exercícios aeróbicos como natação, corrida, caminhada devem ser feitos após o treino com os aparelhos para a obtenção de melhores resultados estéticos. A justificativa para tal orientação é que o organismo humano precisa ser aquecido para haver a oxigenação muscular e conseqüentemente, a queima de carboidratos ingeridos e da gordura corporal.
Série de exercícios
Como falado anteriormente, a série de exercícios depende do objetivo pessoal de cada aluno, mas para quem deseja aumentar a massa muscular o ideal é que haja uma série de exercícios maior com poucas repetições cada, além do uso de maior peso. Já para as pessoas que queiram perder medidas, séries com mais repetições e a utilização de pouca carga são as indicadas.
Treino turbinado
Para potencializar os treinos, algumas mudanças são necessárias como a alteração da série proposta, o aumento de carga e a elevação no número de exercícios, mas estas alterações são feitas a cada três meses e após a realização de outra avaliação pessoal.
Prevenindo lesões
A orientação profissional é a principal maneira para evitar lesões porque cabe ao professor corrigir posturas errôneas, ensinar como manusear os aparelhos corretamente e adequar a carga usada por cada aluno. A realização de alongamentos prévios de cada membro que será trabalhado durante o treino e o aquecimento na esteira e na bicicleta também evitam dores futuras.
Dores instaladas
A pessoa não deve parar de se exercitar ou estimular o corpo mesmo em períodos doloridos. O primeiro passo é comunicar o professor sobre os desconfortos presentes para que o mesmo faça algumas alterações no treino.
Para combater as dores musculares surgidas após os treinos, bolsas de água quente, banhos mornos e boas noites de sono resolvem o problema. O uso de medicamentos é recomendado somente em casos extremos e sempre com orientação médica.   
Sombra e água fresca
O tempo de descanso de cada músculo é de 48 horas e este deve ser respeitado. Já durante o treinamento, o tempo de recuperação entre as séries deve variar entre 30 e 40 segundos e as paradas para descanso entre um aparelho e outro deve ser de 1 minuto (membros idênticos) e automática (membros distintos). 
Assiduidade
O ideal é que o aluno treine, pelo menos, três vezes na semana, mas nada o impede de treinar diariamente, sempre respeitando o rodízio de músculos estimulados e o tempo de descanso de cada um.
Abasteça suas energias
Faça um lanche ou uma refeição leve até uma hora antes do treino com carboidratos como pães, biscoitos de água, macarrão, batatas ou barras energéticas à base de carboidratos e proteínas como carnes magras, queijos magros, iogurtes ou embutidos magros como fatias de peito de peru. Após o treino, a realização de outra refeição é necessária para as reposições do organismo. 
Hidratação
Durante a atividade física, a produção de calor gera o suor para o resfriamento do corpo, causando a perda de água. Desidratado, o corpo entra em estado de fadiga mais rapidamente e por isto, é importante hidratá-lo sempre. Água, sucos naturais e isotônicos são as melhores opções para esta reposição, porém os isotônicos devem ser consumidos somente durante os momentos de treinamento porque são fontes de carboidratos e de energia.
Estímulos para a malhação constante
A presença de um profissional competente e estímulos como música e companhia ajuda os preguiçosos não perderem o pique da malhação. Estudos realizados pelo fisiologista do esporte Costas Karageorghis, da Brunel University (Inglaterra) e publicados recentemente comprovaram que a música aumenta o vigor, combate à fadiga e sincroniza os movimentos do corpo com as batidas sonoras, evitando que o ritmo da malhação caia e aumentando em até 15% o rendimento pessoal no treinamento.

Fonte: Andréia Chiara N. de Almeida (professora de educação física).
Onde fazer: Enforma Academia, localizada na rua Alexandre Tecchio Netto, 172, em Presidente Prudente (SP).
Informações: (18) 3908-3777.
Foto: reprodução

 
BOXE


Alternativa para quem está cansada de fazer as aulas oferecidas nas academias e um exercício aeróbico puxado, o boxe caiu nas graças das mulheres. O que está fazendo com que elas experimentem as luvas é a facilidade de emagrecimento saudável, da perda de massa corporal gorda e a possibilidade de extravasar durante os momentos de malhação.  
Para tanto, aulas de boxe social ou aulas da modalidade que não visam lutas, competições e o contato físico estão no foco do interesse coletivo.
Em entrevista, o técnico de boxe Carlos Alberto de Matos Taveira (Faísca) falou sobre o assunto.
Benefícios
Aumento da resistência cardio-respiratória, melhora do equilíbrio, concentração, coordenação motora, dos reflexos corporais e velocidade. Além disto, o boxe também ajuda no alívio do stress diário e na autodefesa.
Esteticamente, o esporte favorece a eliminação da gordura localizada, o enrijecimento das pernas, dos braços, a definição abdominal entre outros benefícios.   
Queima calórica
O gasto calórico varia conforme a intensidade do treino. No geral, 700 calorias são queimadas em uma hora de treino. Já as atletas profissionais gastam 900 calorias durante a execução dos golpes.
Divisão dos treinos
Antes do início da aula, o aluno deve fazer um alongamento e um aquecimento prévio. O treino se inicia com um trabalho com corda que dura, em média, 20 minutos. Logo em seguida, fundamentos do boxe e movimentos como socos, defesas e esquivamentos são repassados aos alunos.
A próxima etapa do treinamento consiste na aplicação destes fundamentos e movimentos na  frente do espelho (sombra) e, é neste momento que o técnico faz as correções necessárias e demonstra, novamente, a maneira correta de executá-los. 
A finalização do treinamento acontece com o cumprimento de um circuito montado pelo treinador com os equipamentos usados na modalidade. A aluna irá utilizar cada um dos equipamentos durantes dois minutos e descansar por outros 60 segundos até cumprir todo o itinerário imposto. 
Vestuário e acessórios
Roupas de ginástica ou fitness, protetor bucal, bandagem nas mãos e luvas. Nos pés, atletas profissionais usam uma bota específica, mas iniciantes ou amadores no esporte treinam descalços quando o chão do local é revestido por tatame ou tênis em caso de treinamentos em superfícies duras.
Materiais e equipamentos usados
São usados durante o treino: cordas, elásticos, pneus, sacos e punch ball.
Punhos cerrados
O boxe não é um esporte aconselhado para cardiopatas, grávidas, menores de 12 anos ou portadores de doenças graves.
Influenciadores
O interesse pelo boxe aumentou nos últimos dez anos devido a fatores distintos como a influência indireta de celebridades adeptas da modalidade, filmes produzidos e matérias jornalísticas ressaltando os principais benefícios do esporte. Além disto, houve uma quebra de paradigmas em relação ao mesmo que sempre teve sua imagem associada à violência e ambientes masculinizados.
Por fim, o boxe foi incluído na lista de esportes da próxima Olimpíada e este motivo é um incentivo a sua prática e interesse. 
Microfone aberto
A iniciante no esporte, Pámela A. de Paula Ponce, 27 anos, disse que o boxe aumentou sua resistência, sua disposição diária e ainda, a ajudou com a retenção de líquidos corporais. Ela também falou que faz a seqüência de exercícios sem perceber a passagem do tempo e que não fica dolorida após os treinos porque as aulas e o treinador respeitam seus próprios limites.  
Curiosidade
Um estudo sobre músculos e movimentos feitos pela ESPN e um grupo de cientistas do comitê Olímpico dos EUA, que analisaram 60 esportes populares – no que toca à força, potência, capacidade de avaliar e reagir às situações estratégicas durante a competição e agilidade – mostrou que o mais completo deles é o boxe, seguido pelo hóquei no gelo, futebol americano, basquete e futebol.

Onde fazer: PEAK Centro de Treinamento, localizado na rua Roberto Simonsen, 619, em Campinas (SP).
Preço: R$ 80,00 (mensalidade).
Informações: (19) 3342-5957.
Dica de filme: Menina de Ouro. 



DUCK

O mais radical dos três esportes aquáticos e de aventura apresentados neste espaço é o Duck (pato). Apesar do nome, a modalidade não tem associação direta com a ave, mas recebeu este nome por causa do caiaque usado que é inflável, leve e ágil. 
Para praticar o Duck, o aventureiro precisará de muita disposição para remar, descer corredeiras, vencer as forças naturais de rios e enfrentar desafios surgidos durante o percurso escolhido. O passeio pode ser feito sozinho ou na companhia de um instrutor esportivo. Neste caso, um caiaque de dois lugares é o ideal, sendo que o turista ocupa a parte dianteira do mesmo e o instrutor, a parte posterior deste.
O diferencial do Duck em relação ao rafting ou boiacross é que a atividade exige mais condicionamento físico dos amantes dos esportes aquáticos. Ao todo, são 500 calorias queimadas em uma hora de prática esportiva. Além disto, benefícios estéticos também são atribuídos à atividade como o fortalecimento da musculatura das costas, do abdômen e dos membros superiores. 
Para quem ficou interessado na modalidade, algumas academias de ginástica estão oferecendo aulas de canoismo indoor como alternativa às aulas tradicionais do local. Estas são realizadas nas próprias piscinas, em caiaques individuais e servem como treinamento para as aventuras ao ar livre. Nestes encontros, ensinamentos técnicos são reforçados com explicações teóricas e práticas como a maneira correta de segurar e manusear o remo de duas pás e a importância do uso de outros equipamentos como colete salva-vidas, capacete, roupas e outros acessórios.

Onde praticar: em Brotas (SP) e em Socorro (SP).
Quem organiza os passeios: EcoAção Agência de Turismo de Aventura, localizada em Brotas (SP).
Informações: www.ecoacao.com.br ou pelo fone (14) 3653-8040
Academias que oferecem aulas de canoismo: Fórmula Academia (São Paulo), Canui Escola de Canoagem e Aventura (Brasília).
   



BOIACROSS

De brincadeira infantil do passado a esporte de aventura hoje em dia, o boiacross se transformou em uma atividade voltada às pessoas de todas as idades e é considerada, dentre as atividades aquáticas, uma modalidade prazerosa, de baixo risco e de baixo impacto.
Seus adeptos navegam sozinhos por águas calmas e respeitam o curso principal dos rios, por isto o grau de dificuldade encontrado pelo caminho varia de baixo para intermediário, o que possibilita uma admiração maior do cenário e das particularidades do ambiente.
A autonomia e liberdade adquirida pelos participantes afastam esforços alheios e a necessidade de um trabalho grupal. Cada pessoa precisa registrar em sua mente as orientações dadas, previamente, pelos instrutores sobre o rio, sobre o uso correto da bóia e dos demais equipamentos para, somente depois, se jogar nas águas e desfrutar de todos os benefícios deste passeio que dura uma hora, em média.
     
Diferencial da atividade
O boiacross só pode ser praticado por quem sabe nadar e não tem medo de água, portanto quem possui algum receio em relação a rios e lagos, deve optar por outro esporte de aventura.
Outro diferencial da atividade é que ela pode ser praticada de duas maneiras distintas: com a pessoa sentada na bóia de barriga para cima ou com o participante virado de bruços na bóia. Nas duas situações, um instrutor irá acompanhar os participantes e sinalizar os locais corretos do melhor trajeto.
Benefícios
Os ganhos da prática de boiacross são muitos e diferentes. A atividade favorece o bem-estar, o relaxamento, o desenvolvimento da coordenação motora, do equilíbrio e da responsabilidade individual. Além disto, ela também trabalha os membros superiores especialmente porque obriga seus adeptos a usar os braços com freqüência.
Vestuário
Roupas leves e confortáveis. Optar pelo uso de camisetas com mangas e que cubram e protejam as axilas para evitar queimaduras e o atrito direto com a bóia. Além disto, o uso de tênis e sapatilhas fechadas é o ideal. Evitar papetes e outros calçados abertos como chinelos, tamancos e sandálias.
Gasto calórico
Uma hora da atividade queima 300 calorias.
Equipamentos necessários
Capacete, colete salva-vidas, luvas e joelheiras (opcional).
Cuidados necessários
Usar protetor solar, creme repelente e roupas apropriadas para a prática esportiva;
Escolher uma agência de turismo certificada e autorizada a trabalhar com esportes de aventura;
Verificar as condições reais dos equipamentos e da bóia. Caso apresente rachaduras, rasgos ou ausência de fechos, pedir a substituição dos mesmos;
Para uma maior segurança e estabilidade da bóia, segurar suas alças durante todo o trajeto e manter as pernas elevadas.

Fonte: Giovana Guedes, instrutora e canoísta profissional.
Onde fazer: Brotas (SP) e Socorro (SP).
Informações: www.ecoacao.com.br
Contato: (14) 3653-8040



RAFTING

Esporte de aventura que consiste em descer corredeiras a bordo de um bote e na companhia de outras pessoas, o rafting é uma atividade que possibilita seus praticantes interagir com a natureza, trabalhar em equipe e se divertir muito!
Em duas horas de atividade, os aventureiros recebem orientações teóricas e práticas de como se comportar durante o passeio, além de criar gritos de guerra e outras maneiras de participar, ativamente, do exercício e da aventura.
Para os mais experientes no assunto, passeios noturnos e corredeiras mais fortes estimulam sua prática, além de imprimir um caráter mais radical a atividade. Já para quem busca um passeio com apelo turístico, corredeiras brandas e rios calmos são os mais indicados e ideais. Leia abaixo algumas orientações e sugestões para quem deseja aproveitar os dias quentes da estação dentro da água e descendo corredeiras e quedas naturais.     
       
Benefícios
Os benefícios da atividade são inúmeros. Ela propicia bem-estar, prazer e relaxamento aos praticantes, além de possibilitar um contato maior com a natureza e estimular os cinco sentidos durante o trajeto.
Como atividade física, o rafting trabalha a região dorsal, costas, braços, pernas, além do abdômen e do peitoral.
Gasto calórico
Em uma hora de atividade, 400 calorias são eliminadas.
Sinal vermelho
Gestantes e pessoas portadoras de doenças graves como cardiopatas ou ainda, pessoas que estejam em crise de labirintite devem evitar a atividade.
Menores de 18 anos só podem fazer rafting acompanhados dos pais, responsáveis ou com autorização prévia dos mesmos.
Vestuário
O ideal é usar roupas confortáveis ou roupas de ginástica para a prática do rafting. Nos pés, a dica é optar por um calçado firme, que não saia dos pés e que não caia na água durante o trajeto como os tênis, papetes ou sapatilhas fechadas.
Equipamentos e acessórios
Os equipamentos usados durante o trajeto são: capacete, colete salva-vidas e remo. Observar se estes não estão trincados, quebrados ou faltando pedaços. Além disto, checar o funcionamento de fechos e travas dos equipamentos.  
Passo a passo
O passeio é dividido em três partes distintas. São elas:
- Teórica: esta acontece em terra firme e é o momento onde os instrutores apresentam os equipamentos usados na aventura, ensinam os principais comandos de remada e informam as características do rio escolhido, além da maneira correta de nadar neste caso aconteça quedas. O tempo de espera para a chegada do resgate ou socorro também é informado ao grupo neste momento.
- Treinamento em solo: antes de cair na água, os participantes treinam todos os comandos repassados em aula teórica.
- Prática antes das corredeiras: já na água e dentro do bote, os participantes praticam, novamente, os comandos vistos em terra firme e repassados pelos instrutores antes de enfrentar as corredeiras e as quedas previstas.

Grau de dificuldade
Varia de baixo a alto dependendo do rio escolhido.
Cuidados essenciais
Usar repelente e protetor solar durante a aventura,
Certificar-se de que a empresa ou agência de turismo possui autorização e condições de atuação neste mercado,
Checar a formação e experiência dos profissionais atuantes no local,
Obedecer às orientações dos instrutores durante a aventura,
Ler, atenciosamente, o termo de responsabilidade apresentado pela agência e assinar somente depois de sua total compreensão. 

Fonte: Giovana Guedes, instrutora de rafting e canoísta profissional.
Onde fazer: Brotas (SP), Socorro (SP), Juquitiba (SP).
Quem organiza os passeios: EcoAção Turismo de Aventura (Brotas)
Informações: www.ecoacao.com.br
Contato: (14) 3653-8040
Reservas: reservas@ecoacao.com.br 



PROTEJA-SE

Doenças como hepatite, câncer de colo de útero, rubéola, sarampo, febre amarela entre outras podem ser prevenidas através da vacinação. Algumas destas vacinas estão disponíveis, gratuitamente, em centros de saúde e outras são encontradas somente em clínicas particulares. Para quem deseja colocar sua carteirinha de vacinação em dia ou quem vai viajar ao exterior, veja as vacinas que também estão disponíveis para adultos. São elas:

- HPV: encontrada somente em clínicas particulares, esta vacina previne contra o câncer de colo de útero e é indicada para mulheres até 26 anos e proibida para grávidas. Três doses distintas compõem a mesma.
- Hepatites A e B: indicada para todas as faixas etárias. A vacina contra hepatite A contém duas doses e a vacina contra hepatite B possui três doses distintas. Ainda não há vacina contra a hepatite C que é a mais perigosa do trio.
- Tríplice Viral: protege contra rubéola, sarampo e caxumba. Indicada para todas as idades, especialmente para mulheres em idade fértil. Ao todo, são duas doses distintas da vacina com intervalo de quatro meses entre elas.
- Catapora: indicada para pessoas que não tiveram a doença na infância e que são maiores de 13 anos. Ao todo, são duas doses da vacina com intervalo de dois meses entre a primeira dose e a segunda dose. Grávidas estão proibidas de tomá-la.
- Anti-Meningocócica C Conjugada: indicada em qualquer fase da vida, esta vacina é dada em uma única dose.
- Difteria, tétano e coqueluche: indicada em qualquer fase da vida. Ao todo, são três doses distintas; uma dose da vacina tríplice bacteriana acelular do tipo adulto (dTpa) e outras duas de dupla bacteriana do tipo adulto (dT).
- Febre amarela: esta vacina deve ser tomada com dez dias de antecedência de viagens para alguns países do exterior. Em uma única dose, ela está disponível nos postos de saúde espalhados por todo o país.
Saiba mais sobre o assunto através do site: www.saude.gov.br
Foto: reprodução

 
DRUNKOREXIA


A drunkorexia ou alcoolrexia é uma doença que afeta mulheres entre 20 e 40 anos que se aliam ao álcool para encontrar o corpo perfeito. O temor do sobrepeso é a principal explicação para elas deixarem de se alimentar corretamente em favor da ingestão de bebidas.     
Situações vexatórias, aparência comprometida e muitas privações nutricionais fazem parte da rotina das portadoras, além de um quadro de debilidade física e psíquica.
Um dos grandes problemas desta doença está na demora de sua descoberta e no retardo do início do tratamento adequado que consiste no acompanhamento psicológico e em uma reeducação alimentar. A tarefa não é das mais fáceis e acaba envolvendo profissionais distintos da área de saúde e também familiares, namorados, amigos e outras pessoas próximas à vítima.
A novela global Viver a Vida está abordando o tema através da personagem Renata (Bárbara Paz). Preocupada com a profissão, com a estética pessoal e com problemas alheios, Renata aderiu ao sistema de compensações que consiste em fazer substituições das calorias encontradas nos alimentos pelas calorias existentes nas bebidas. O que a personagem não sabe é que o álcool é uma fonte de energia sem nutrientes e mais calórica que as gorduras.
A drunkorexia também faz vítimas famosas como a cantora Amy Winehouse e a atriz Lindsay Lohan. Ambas sofrem deste mal e seus deslizes são acompanhados de perto pelos fãs através da mídia.
Para esclarecer as dúvidas e saber mais sobre o assunto, nossa repórter foi conversar com a psicóloga Mariana Girotto R. Pizza. Veja entrevista abaixo:
O que é drunkorexia?
Mariana: A drunkorexia é um termo criado para definir o alcoolismo associado aos distúrbios alimentares. A pessoa portadora deste transtorno ingere bebida alcoólica em substituição a comida.

Quais são os sinais de alerta?
Mariana: Os sinais que indicam quando uma pessoa é portadora de drunkorexia podem ser reconhecidos através de atitudes como: recusa em manter o peso mínimo indicado para sua altura e idade, intenso medo de engordar, prática exagerada de exercícios físicos, distorção da imagem corporal e alteração do ciclo menstrual.

Por que esta doença é maléfica?
Mariana: Quando a pessoa substitui o alimento pelo álcool, ela fica num estado anestésico em que “esquece” de suas emoções e problemas. Quando o portador ingere bebida alcoólica com o estômago vazio, seus efeitos são mais rápidos e maléficos para o organismo, podendo até ocasionar problemas futuros de saúde.
Além disto, os portadores usam laxantes, forçam vômitos e exageram nos exercícios físicos na tentativa de eliminar as calorias ingeridas. Sofrem e fazem tudo isso porque tem um pavoroso medo de engordar. Ao se olhar no espelho, enxergam sua imagem distorcida, sentem-se gordos mesmo estando com o peso abaixo do ideal para si.

O que fazer para preveni-la?
Mariana: Medidas que reduzem a incidência deste transtorno e outros transtornos alimentares são: incentivo à alimentação saudável e a prática de exercícios físicos desde a infância.
Orientação das crianças nas suas escolhas alimentares bem como a valorização de seus atributos corporais, além do incentivo ao diálogo freqüente entre pais e filhos.

Dicas e sugestões:
Mariana: Sessões de psicoterapia individual, grupal ou familiar são necessárias durante o tratamento. A psicoterapia é um recurso usado para ajudar os portadores de drunkorexia a conhecer melhor a si mesmo, entender melhor as pessoas ao seu redor e encontrar maneiras de enfrentar as dificuldades do dia-a-dia.
Na grande maioria dos casos, o portador também é acompanhado por um psiquiatra e uma nutricionista.
Outra dica importante que gostaria de repassar para as leitoras é para que os portadores sejam perseverantes com o tratamento, tenha amor a si mesmo, força de vontade e otimismo.
 Foto: reprodução

 
PEELING DE CRISTAL

Procedimento feito em clínicas dermatológicas e de estética, o peeling de cristal é indicado para quem deseja tonificar a pele, amenizar rugas e linhas de expressão, atenuar sequelas de acnes, cicatrizes e quelóides ou ainda, combater a flacidez facial. 
Menos agressivo e mais rápido do que o peeling químico, o peeling de cristal pode ser feito em todos os tipos de pele, em qualquer época do ano e utiliza uma técnica chamada microdermoabrasão que consiste em uma esfoliação na pele através de cristais de óxido de alumínio.
Para quem ficou interessada no procedimento, a esteticista Vania Dias Sarmento falou sobre o assunto abaixo:

A técnica
A microdermoabrasão é feita utilizando uma caneta especial sobre a superfície da pele. Esta caneta projeta os cristais de óxido de alumínio sobre a pele e aspira ao mesmo tempo os cristais projetados e fragmentos da pele. A intensidade de projeção dos cristais é proporcional à intensidade de vácuo produzido pelo equipamento.

Diferenças cruciais
O peeling de cristal é indolor, não deixa a pele avermelhada e tão sensível como o peeling químico. Isto acontece porque ele age na superfície dérmica e favorece a retirada das células mortas da pele com o aumento de sua oxigenação e colágeno. Neste tipo de procedimento, é possível controlar a interrupção da projeção dos cristais e conseqüentemente, a esfoliação da pele.  
Já o peeling químico é um método mais agressivo, mais profundo e seu diferencial é que a esfoliação da pele acontece dias após a aplicação dos ácidos na derme. Além disto, existe o risco do aparecimento de manchas, queimaduras e sensibilidade excessiva. A sugestão dos profissionais é que o peeling químico seja feito durante o inverno e em meses onde há pouca exposição solar das pessoas.

Cuidados necessários
- È aconselhável fazer uma limpeza de pele antes da primeira sessão de peeling de cristal,
- Um mês antes da sessão de peeling, interromper a aplicação de cremes que contenham ácidos em sua formulação,
- Não utilizar a microdermoabrasão em peles lesionadas ou que contenham pontos inflamados. O ideal é que a pele esteja seca para a realização do procedimento,
- Os produtos indicados para serem usados após as sessões de peeling são: hidratante facial e protetor solar (fator 30 ou mais),
- Não é recomendado aplicar ácidos ou esfoliantes na pele após as sessões de peeling,
- Em todos os momentos do tratamento, procurar lavar o rosto com água fria ou morna e não interromper o uso de sabonete.

Periodicidade
O ideal é que haja um intervalo de 15 dias entre uma sessão e outra de peeling de cristal.
 
Conselhos valiosos
- Beber bastante água,
- Não se expor excessivamente ao sol,
- Ter uma alimentação saudável,
- Trocar, periodicamente, fronhas e toalhas,
- Evitar lavar o rosto ou tomar banhos com água muito quente.
 
Onde fazer: Atuali Centro de Beleza e Estética, localizado na rua Tiradentes, 660, em Campinas (SP).
Informações: (19) 3231-6185
Preço da sessão: R$ 80,00 somente a sessão de peeling de cristal e R$ 120,00 a realização de uma limpeza de pele + peeling.


 
    



LINDOS E VOLUMOSOS

Os cabelos estarão mais armados e volumosos no próximo verão. O efeito escorrido conseguido através de chapinhas e escovas progressivas sai de cena, abrindo espaço para cabelos escovados, desfiados e penteados como os das musas do passado. Rita Hayworth no filme Gilda é um exemplo clássico do modismo atual e, para conseguir um efeito semelhante ao da diva e prolongar o tempo da produção e do look, o uso de sprays finalizadores é necessário. Neste caso, opte por produtos de secagem rápida, resistentes à umidade e com silicone em sua composição.   
Foto: reprodução de www.g1.globo.com   



DUPLA EXPRESSIVA

Grossas, finas, levantadas, retas, curtas, caídas ou longas, as sobrancelhas valorizam o olhar e podem até mudar a fisionomia de uma mulher, mas se desenhadas erroneamente, elas também conseguem envelhecer o visual, tornar o olhar menos expressivo e dar um ar de cansaço a sua dona.

Hoje, a naturalidade comanda o look desta dupla, mas no passado ela foi vítima de mulheres que desejavam desfilar com linhas finíssimas de pêlos no rosto e as esculpia com  navalhas ou outros métodos depilatórios.    

Segundo a esteticista Vania Dias Sarmento, cada uma de nós possui um formato natural de sobrancelhas que deve ser ressaltado para a obtenção de um par perfeito. “É necessário deixar os traços harmoniosos com o rosto da pessoa e para isto, eu faço uma análise prévia, delimito o desenho original com um lápis e somente depois, inicio a retirada dos pêlos. Um fio retirado erroneamente modifica totalmente o visual da pessoa”, disse Vânia.

A profissional também falou que já se encantou com os bons resultados obtidos dentro de sua sala. “Eu atendi uma senhora que era resistente a mudanças, orgulhava-se de estampar sua herança familiar no rosto e nunca tinha mexido nas sobrancelhas, mas reconheceu os benefícios estéticos da retirada dos pêlos e ficou feliz de sair do local com um ar jovial, leve e diferente do transmitido em sua chegada”, comentou a esteticista.      

Para que resultados semelhantes aconteçam é importante que o profissional não faça comparações entre as sobrancelhas e entre os lados da face porque estes são mesmo distintos. “Para evitar que as sobrancelhas fiquem tortas, faço cada lado independentemente e aconselho minhas clientes não se arriscarem sozinhas nesta tarefa”, advertiu a profissional.

A novidade do mercado é que alguns salões de beleza e centros estéticos estão oferecendo às suas clientes maneiras distintas de esculpir as sobrancelhas através do uso de ceras e linhas. “A pinça ainda é a melhor opção porque possibilita um melhor acabamento e a ausência de manchas na pele. Eu tive a curiosidade de testar a linha, mas achei o processo demorado, dolorido, além de necessitar habilidade extra do profissional que a está manuseando”, falou Vania.

A esteticista finalizou a entrevista informando que ao longo do tempo as sobrancelhas sofrem alterações e tornam-se mais ralas e falhas. “As mulheres mais velhas desejam sobrancelhas mais espessas, mas já não as têm e precisam recorrer a tatuagens definitivas ou o uso de maquiagem para completá-las. Já as adolescentes que as têm em sua totalidade, preferem esculpi-las e desfilar sobrancelhas com um acabamento afinado na atualidade”.

A curiosidade da conversa ficou por conta da porcentagem de homens que procuram a esteticista para a realização do mesmo serviço. “Quarenta por cento dos meus clientes são homens e eles vêm incentivados pelas esposas e namoradas”.               

   

Mistério revelado

Como deve ser as sobrancelhas de acordo com o formato do rosto:

Quadrado: formato mais retilíneo.

Redondo com maçãs salientes: traços mais finos para que a fisionomia não fique pesada.

Fino e comprido: as sobrancelhas devem ser mais grossas e levemente mais arqueadas.

Grande ou com traços exóticos: sobrancelhas com volume.

Pequeno: este tipo de rosto não combina com arcos grossos e muito próximos. 

 

Beleza por um fio

Para continuar com sobrancelhas maravilhosas, siga algumas dicas essenciais da esteticista:

- Faça manutenção a cada 15 dias ou uma vez ao mês, dependendo do crescimento dos seus pelos;

- Consulte um profissional. Ele tem a técnica para adequar o tamanho e o volume do arco ao seu rosto;

- Se notar alguns pelinhos a mais, tire-os após o banho, quando os poros estão mais abertos;

- Para um visual mais arrumado, penteie os fios com rímel incolor antes de sair de casa;

- Se tiver falhas, preencha suavemente os espaços com lápis ou sombra da mesma tonalidade;

- Ao depilar, estique bem a pele para que não belisque e não haja rompimento do fio e, conseqüentemente, o encravamento;

- Usar somente tintas profissionais específicas para sobrancelhas quando tingi-las e nunca tintura de cabelo. Opte sempre por um tom mais escuro do que os cabelos;

- Se o nariz for grande, deixe-as ligeiramente juntas;

- Quem tem olhos mais fundos deve tirar um pouco na parte inferior e deixar mais pêlos na parte superior. Este truque aumenta o espaço entre pálpebras e sobranchelhas;

- Quem tem olhos pequenos, as sobrancelhas devem ser mais finas e bem limpas na região das pálpebras;

- Já quem tem olhos grandes, sobrancelhas longas e pouco arqueadas são as ideais;

- E as orientais ou quem tem olhos caídos devem apostar em traços não muito grossos e que terminem levemente para cima.

 

Onde esculpir suas sobrancelhas: Atuali Centro de Beleza e Estética, localizado na rua Tiradentes, 660, em Campinas (SP).

Informações: (19) 3231-6185

Foto: reprodução de www.levresdecerise.blogspot.com

 
PROBLEMAS GENGIVAIS

Moldura dos dentes, a gengiva desempenha um papel protetor e importante para a manutenção da arcada dentária e da saúde bucal. Sua coloração rosada e firmeza identificam seu aspecto saudável, mas alterações destas características sinalizam a presença de problemas gengivais como as inflamações que acometem muitas pessoas na atualidade.

Danos maiores podem ser evitados com uma boa higienização bucal diária e a visita periódica ao cirurgião dentista. Para falar sobre os principais sintomas e sinais que identificam os problemas gengivais, a periodontista Dra. Simone Calazans Loma conversou com nossa equipe.

Graus distintos do problema

O primeiro estágio do problema é chamado de gengivite e é caracterizado por ser uma inflamação nos tecidos gengivais e que trás alguns incômodos aos seus portadores como dores pontuais. Já o estágio mais avançado da inflamação gengival chama-se periodontite e esta pode provocar perda óssea e comprometer a estrutura dos dentes se não tratada corretamente.

Identificação

Para saber se vocês estão com problemas gengivais observe se há sangramentos, vermelhidão, inchaços, retrações nas gengivas ou ainda, o aparecimento de halitose ou mudanças no posicionamento dos dentes. Caso isto ocorra, procure um periodontista para a realização de um tratamento adequado.

Retardando o processo

Para evitar que os problemas gengivais apareçam, sugiro uma escovação caprichada com o uso do fio dental, do limpador de língua e bochechos com água. A troca de escova a cada dois meses de uso também é eficaz nestes casos. Além disto, visitas semestrais ao cirurgião dentista são recomendadas para que orientações sobre higienização oral sejam repassadas e limpezas mais profundas sejam feitas.

- Tratamento

O tratamento consiste na raspagem e remoção do tártaro dos dentes e, em casos mais severos, o feitio de cirurgias nas gengivas como as realizadas para recobrir raízes expostas surgidas pelas retrações gengivais.

- Recado final

Ter uma saúde bucal em ordem é importante até para a realização de cirurgias e outros tratamentos de saúde como transplantes porque isto dificulta possíveis contaminações e infecções.

- Curiosidade

Segundo estudo publicado na revista científica Journal of Periodontology, o consumo do chá-verde ajuda na prevenção de doenças na gengiva. Quanto mais os participantes desta pesquisa tomavam chá, menos apresentavam sinais de sangramento e retrações na gengiva. A conclusão foi que proteção talvez esteja nos antioxidantes presentes na bebida.

Onde fazer: Clínica da Dra. Simone Calazans Loma, localizada na rua Dr. Gurgel, 1418, em Presidente Prudente (SP). Informações: (18) 3222-5940.
Foto: reprodução de sitedepoesia.com.br

 
WII FIT-PASSATEMPO TRANSFORMADO

A grande sensação do videogame é permitir que as pessoas se divirtam sozinhas ou acompanhadas na frente da tela de um computador ou televisão, mas hoje em dia há jogos que além de entreter também são armas contra o sedentarismo e a obesidade, estimulando  seus usuários se exercitarem de maneira inovadora e gostosa. Além disto, muitos destes games estão sendo usados como ferramenta de reabilitação em pacientes que necessitam de sessões freqüentes de fisioterapia.
Um bom exemplo é o game Wii Fit que está sendo usado como aliado em tratamentos de reabilitação de pacientes pós-operados, além de pessoas com problemas neurológicos e ortopédicos. Ao todo, são 40 jogos distintos de aeróbica, equilíbrio, tonificação e ioga.
A brincadeira começa com o registro e memorização de informações pessoais como peso, altura, centro de gravidade e o tipo de pisada de cada paciente ou participante. Em seguida, exercícios são propostos e feitos em cima de uma balança.
Segundo a fisioterapeuta Juliana Sonni Biral, esta balança é sensível e não suporta saltos e movimentos bruscos dos pacientes em sua superfície. Além disto, o equipamento informa o usuário sobre seus gastos calóricos e sobre seu histórico evolutivo.  
A profissional também comentou sobre a resposta positivo do uso do Wii Fit e os benefícios conseguidos nas sessões de fisioterapia. “O paciente não percebe o tempo passar, além de se divertir enquanto cumpre a série de exercícios necessária para sua reabilitação. No passado, materiais como almofadas, plataformas e skates eram usados, mas hoje estes foram substituídos pelo Wii Fit e com grande sucesso!”.
Juliana também disse que a correção e orientação dos exercícios, principalmente nas primeiras sessões de uso do Wii Fit, é necessária. “Alguns movimentos realizados em cima da balança são difíceis e doloridos para os pacientes pós-operados e exigem acompanhamento profissional para evitar descargas de peso excessivas ou maiores do que as necessárias”.
A fisioterapeuta finalizou a conversa informando o valor do investimento feito. “Ao todo, o interessado irá gastar entre R$ 1.200,00 a R$ 1.500,00 em equipamentos e acessórios”.
Onde fazer sessões de fisioterapia com Wii Fit: Clínica Pró-Fisio, localizada na rua Quincas Vieira, 1362, em Presidente Prudente (SP). Informações: (18) 3222-2030.  

Sugestões de compra:
- EA Sports Active, Eletronic Arts para Nitendo Wii: vem com acessórios que permitem fazer atividades aeróbicas, patinação virtual e boxe. O software inclui um diário integrado para calcular as calorias.
- Daisy Fuentes Pilates, Sega para Nitendo Wii: a Wii Balance Board (tapete de controle de pressão) e o Wii Remote ajudam a monitorar os movimentos de pilates feitos na tela pela modelo cubana Daisy Fuentes.
- Tony Hawk: Ride, Activision para Xbox 360 e o PlayStation 3: com plataforma em forma de skate, dá para produzir diversas manobras radicais feitas pelos skatistas da tela. O jogo tem vários níveis de dificuldade.    
Foto: reprodução                 


 

 
SEGURANÇA ALIMENTAR

Os cuidados de higiene descritos a seguir visam eliminar ou reduzir os microorganismos em níveis seguros, evitando que eles causem doenças a quem os consumir. São eles:

- Lave as mãos com água e sabão antes de manusear os alimentos e antes das refeições;
- Lave as frutas, verduras e legumes em água corrente, limpa e tratada. As verduras, frutas e legumes consumidos crus devem ser desinfetados com água e hipoclorito de sódio utilizando os seguintes produtos e técnica: para 1 litro de água, utilizar uma colher de sopa de água sanitária. Deixar os legumes, frutas e verduras nesta solução por 15 minutos e enxaguar em água corrente.
- Cozinhe bem os alimentos. Ferva o leite antes de consumi-lo;
- Não consuma ovos crus nem alimentos que os levam em sua preparação, tais como maionese caseira, gemada, mousse, glacês, ovo pochê. Para estes tipos de pratos, utilize ovos pasteurizados ou em pó. Utilize maionese industrializada ou prepare o creme da maionese com ovos cozidos;
- Não utilize ovos com casca rachada;
- Não deixe alimentos prontos em temperatura ambiente (em cima do fogão, no forno, sobre a pia) por mais de 30 minutos;
- Os produtos que necessitam de refrigeração não podem ficar mais de 30 minutos em temperatura ambiente;
- Lave com água e sabão os utensílios, tábuas de corte, panelas e pias, mantendo-os rigorosamente limpos;
- Na geladeira, armazene nas prateleiras superiores alimentos prontos para o consumo, os semi-prontos e os preparados nas prateleiras do meio e os produtos crus nas prateleiras inferiores;
- Nunca utilize produtos vencidos;
- Utilize, de preferência, pescados congelados. No uso de peixe fresco, optar pelo manuseio, tempero e preparação no mesmo dia;
- Reaqueça bem os alimentos cozidos;
- Evite o contato entre alimentos crus e cozidos;
- Mantenha os alimentos ou preparações fora do alcance de insetos;
- Não deixe o lixo exposto ou aberto na área de preparação dos alimentos;
- Despreze as latas de alimentos que estejam estufadas, enferrujadas, com vazamento ou amassadas;
- Não consuma alimentos que ficaram por muito tempo fora de refrigeração ou calor, alimentos mal cozidos, fora do prazo de validade, com cor e cheiro alterados ou com presença de mofo e bolores.
Foto: reprodução de www.guianet.com 



 
ABACATE

De polpa pastosa, casca fina e caroço grande é constituído o abacate, mas este alimento é completo e possui proteínas, carboidratos e gorduras de boa qualidade, além de outros nutrientes como sais minerais (potássio, magnésio, cálcio), fibras e vitaminas do complexo B em sua composição.
A versatilidade do abacate é enorme e ele pode ser usado na gastronomia como matéria-prima para o feitio tanto de pratos salgados como guacamole ou patês para saladas, quanto na elaboração de sobremesas como mousses e flans, mas é o consumo da fruta in natura acompanhada de açúcar e limão que agrada o paladar da maioria das pessoas.
Os benefícios desta fruta para a saúde são vários, especialmente no favorecimento do trânsito intestinal, no reforço do sistema imunológico, na redução do risco de infecções, no ganho de energia e também, na rapidez com que a saciedade é alcançada após sua ingestão.
Em tratamentos nutricionais, o abacate é usado em dietas que visam aumentar a quantidade de calorias do paciente e é inapropriado para pacientes portadores de obesidade mórbida ou que estejam seguindo dietas restritivas. Em 100 g de abacate há 6 g de fibras, 1 g de proteína, 8 g de gordura, totalizando 96 cal.
Em relação ao consumo do abacate como alimento, a nutricionista Daniela V. Mônaco falou que a fruta é ideal para ser consumida entre as refeições e como lanche. “Para um copo de vitamina da fruta, usar somente um quarto do abacate, batendo-o com leite desnatado e adoçante”, aconselhou Daniela.
A profissional também disse que mães podem inserir a fruta in natura na dieta dos filhos a partir do sexto mês e vitaminas com leite, a partir do primeiro ano de vida das crianças.
Outro ponto positivo do abacate é que a fruta é um alimento natural que não provoca alergias nos seus consumidores.“A tolerância do organismo em relação à fruta é grande e tudo por causa de sua textura”, comentou Daniela.
Já para um armazenamento correto, a nutricionista sugere a permanência da fruta na geladeira sem o caroço e envolvida em filme de PVC transparente. 
O abacate também é utilizado pelas indústrias química e farmacêutica na produção de cosméticos como shampoos, condicionadores e hidratantes para o corpo. Segundo o engenheiro químico Vinícius T. Lima, estes produtos são feitos com o óleo extraído da polpa da própria fruta. “O abacate contém ácidos graxos que se assemelham aos da nossa pele, evitando possíveis irritações na pele”, disse Vinícius.
Outra utilização da fruta é na produção de biodiesel. Segundo os pesquisadores da Unesp (Universidade Estadual de São Paulo), o abacate apresenta vantagens em relação a outras oleaginosas estudadas ou usadas na produção de biocombustível como a soja. O motivo é que do mesmo fruto é possível extrair as duas principais matérias-primas do biodiesel: o óleo da polpa e o álcool etílico do caroço. As características do biodiesel do óleo de abacate são semelhantes às do biodiesel da soja.

Curiosidade
O Brasil é o terceiro maior produtor mundial de abacate com cerca de 500 milhões de unidades por ano. Cultivado em todos os Estados, sua produção acontece o ano todo, com 24 espécies que frutificam a cada três meses.
Uma tonelada de caroço da fruta é necessária para fazer 74 litros de álcool etílico e 2,8 mil litros de óleo podem ser conseguidos por hectare de abacate.    

Receitas rápidas e fáceis
Flan de abacate
Ingredientes:
- 2 xícaras de chá de abacate maduro picado,
- 2 xícaras de chá de leite,
- 1 xícara e meia de açúcar,
- 1 pacote de gelatina sem sabor,
Calda de chocolate
- 2 colheres de sopa de achocolatado,
- 1 xícara de chá de leite,
- 2 colheres de sopa de açúcar,
- 1 colher de sopa de amido de milho.
Preparo: Bata no liquidificador o abacate, o leite e o açúcar. Dissolva a gelatina conforme especificações da embalagem e acrescente-a aos demais ingredientes, batendo bem. Despeje o creme em forma molhada e leve à geladeira. À parte, coloque em uma panela os ingredientes para a calda, leve ao fogo e deixe engrossar, mexendo para não grudar. Retire do fogo e deixe esfriar. Desenforme o flan e cubra-o com a calda. Sirva gelado.
Rendimento: 8 porções
Tempo de preparo: 30 minutos  

Guacamole
Ingredientes:
- 1 kg de abacate,
- 3 tomates picados,
- meia cebola,
- suco de 2 limões,
- 3 colheres de sopa de azeite,
- coentro picado a gosto,
- sal a gosto,
- pimenta do reino a gosto.
Preparo: Amasse o abacate, deixando alguns pedaços pequenos sem amassar. Acrescente tomate, cebola, suco de limão, azeite, coentro, sal, pimenta do reino e misture bem.
Rendimento: 8 porções 

Creme de abacate e kani
Ingredientes:
- 1 abacate maduro,
- 100g de kani kama desfiado,
- 1 colher de sopa de salsinha picada,
- 1 colher de sopa de cebolinha picada,
- 3 colheres de sopa de azeite,
- sal a gosto
Preparo: Em uma tigela, amasse bem o abacate, junte o kani kama e misture até formar um creme grosso. Acrescente a salsinha, a cebolinha e misture. Tempere com azeite e sal, distribua em taças e sirva.
Rendimento: 6 porções.
Foto: reprodução

 
MASSAGEM AYURVÉDICA

O que é: Terapia integrante da milenar medicina ayurvédica, originária da Índia, que a recomenda como prática diária a fim de ajudar a descarregar as toxinas do corpo, relaxar e trazer bem-estar à pessoa. A massagem é feita no chão ou em tatames e duas técnicas são utilizadas durante a sessão: a Chavutti Thirummal (massagem feita com os pés) e a Abhyanga (fricção com óleo).

Como é: A massagem começa com o paciente deitado no chão, de bruços. O terapeuta desliza, com a ajuda de óleos neutros, as mãos e os pés pelas costas, pela lateral da coluna, pelas pernas e abaixo dos ombros do paciente. Há pressão nos movimentos feitos e eles se resumem em movimentos de alongamento, manobras de ioga, soltura de escápula e musculatura, mas todos eles têm função drenante.

Vantagens desta massagem: é a mais completa das massagens porque visa o bem-estar do paciente e o equilíbrio de seus chacras, além disto a Ayurvédica mexe com a energia vital da pessoa, por isto o corpo se revigora e após o término da sessão, o relaxamento é profundo.

Finalização da sessão: a sessão termina com alongamento nos braços, pernas e com a retirada do óleo do corpo.

Freqüência: a massagem Ayurvédica pode ser feita mais de duas vezes na semana dependo da disponibilidade e vontade do paciente.

Contra-indicada: pessoas com problemas sérios de coluna, osteoporose e outras patologias graves. Para tanto, o terapeuta realiza uma avaliação prévia no paciente antes de começar o tratamento.

Fonte: Mari Ferreira (terapeuta facial e corporal)
Onde fazer: Orkídea Estética e Massoterapia localizada na rua 14 Bis, 168, em Campinas (SP). Informações: (19) 3029-4921
 Foto: reprodução de www.serra.olx.com.br      

 
MELANCIA

O que mais chama atenção nesta fruta é a beleza contida nas suas cores contrastantes, no seu sabor característico e principalmente, no seu formato exagerado. Magali, personagem de HQ e integrante da turma da Mônica, já declarou sua predileção pela fruta e ela não está sozinha dentre os apaixonados por esta delícia tropical.
Leve, diurética, pouco calórica e nada gordurosa, a melancia é rica em sais minerais (potássio, ferro, fósforo), além de contar com vitamina C, carboidratos e proteínas em sua composição, mas é a água o elemento mais farto e abundante na fruta chegando a constituir 90% do seu total de nutrientes.
Por pertencer ao grupo das frutas vermelhas, a melancia contém licopeno, um carotenóide essencial para o bom funcionamento do sistema imunológico e que também possui ação antioxidante e anticancerígena, mas seus benefícios não param por aí e ela também é usada  em tratamentos nutricionais, além de ser consumida, em abundância, por quem deseja emagrecer saudavelmente.
A grande quantidade de água da fruta é o fator responsável pela sensação de saciedade que as pessoas têm após ingeri-la e também é ela quem dribla a vontade do organismo de consumir doce, especialmente após as refeições.   
Então, o que vocês estão esperando para melhorar a sua saúde e ainda por cima, se esbaldarem com uma fatia de melancia ou um copo de suco gelado da fruta? 
Para tanto, algumas dicas de consumo e sugestões de compra e para aumentar o tempo de vida da melancia foram dados pela nutricionista Daniela V. Mônaco. São elas:
  
Seleção nas gôndolas
A principal sugestão é consumi-la durante a primavera e verão porque a fruta estará mais saborosa, mas para não errar na compra, a primeira dica é observar se sua coloração está verde escura. Outra maneira é verificar seu peso e bater em sua casca, se o som emitido for abafado, oco é porque a fruta está ideal para o consumo.

Armazenamento
Depois de partida, armazená-la em geladeira revestida de filme plástico transparente. Sua durabilidade depende do armazenamento correto, mas esta deve ser consumida até cinco dias após ser cortada.

Sinal vermelho
Visualmente é difícil saber quando a melancia estragou, mas quando isto acontecer, é perceptível ao paladar porque seu sabor se altera e torna-se mais azedo do que o costumeiro.

Veto
O consumo de melancia não é indicado para portadores de insuficiência renal porque ela contém grande quantidade de água e potássio.

Reaproveitamento das partes
Para quem não quer desperdiçar a casca da melancia, esta pode ser transformada em doce em calda ou em recipientes para drinques e bebidas refrescantes feitos da própria fruta.
Diferentemente das sementes do mamão que seu consumo ajuda no trânsito intestinal, as sementes de melancia não possuem valor nutricional e não podem ser reaproveitadas.   

Sugestões da profissional
- Consumi-la in natura ou em sucos,
- A melancia é ideal para compor uma refeição e não a refeição em si, portanto é ótima opção de sobremesa e como acompanhamento de lanches diários,
- Inseri-la no cardápio diário. A quantidade indicada de consumo é de três a cinco porções de frutas e a melancia pode ser uma destas porções sugeridas, além de ser fonte de hidratação,
- Lavar as mãos sempre antes de manipular ou comer os alimentos,
- Lavar frutas e legumes antes do seu consumo.

Curiosidade
Pesquisadores da Universidade do Texas A&M, nos Estados Unidos, descobriram que a melancia age no organismo da mesma forma que os remédios para disfunção erétil. Isso porque a citrulina, substância presente na fruta que é convertida no organismo em arginina, relaxa os vasos sanguíneos e aumenta o apetite sexual. Segundo declaração divulgada na imprensa de Bhimu Patil, diretor do Centro de Aprimoramento de Frutas e Vegetais da Universidade, a arginina estimula a produção de óxido nítrico e aumenta, conseqüentemente, a libido do indivíduo.

Observações complementares
Em 100 g de melancia há 33 calorias, 1g de proteína e 8 g de carboidratos.

Onde fazer sua orientação nutricional: Clínica Lane, localizada na rua Eduardo Lane, 200, em Campinas (SP).
Informações através do telefone: (19) 3212-0022

Fotot: reprodução de www.josecarlosoliveira.com.br

 
ACUPUNTURA ESTÉTICA

Muitos tratamentos estéticos da atualidade acabam provocando escamações na pele, hematomas e exigem das pacientes longos períodos de recuperação e cicatrização, além de algumas privações como a exposição solar, a restrição alimentar entre outras.
Para quem não deseja se sujeitar aos desconfortos citados acima ou ainda, não disponibiliza de dinheiro suficiente para fazê-los, mas deseja estar linda para próxima estação, a alternativa é recorrer as milenares terapias orientais.
A dupla drenagem linfática e acupuntura cumprem o papel de equilibrar as energias corporais, eliminar toxinas e líquidos do corpo e conseqüentemente, trazer resultados estéticos positivos, além do equilíbrio interno (organismo) com o externo (natureza).
A palavra acupuntura é a somatória das palavras acum (agulha) e punctum (picada) e como ela própria diz, o uso de agulhas nos tratamentos estéticos, no combate a dores e desconfortos musculares são necessários.
Feita da mesma maneira que a acupuntura voltada a tratamentos de doenças, a acupuntura estética atinge os pontos de energia do corpo que não estão em harmonia, são estimulados pelas agulhas e ao longo do tempo, voltam ao seu estado normal.
Em entrevista, o massoterapeuta e acupunturista Donizetti Bertulessi falou sobre o assunto.

- Como a acupuntura pode ser usada em benefício da beleza?
Donizetti: Os problemas estéticos como rugas, celulites entre outros têm ligação com o desequilíbrio de energia do corpo e o mau funcionamento dos órgãos por isto, estimular o funcionamento do sistema linfático, através da realização de drenagem linfática, é o primeiro passo para se conseguir resultados positivos. A drenagem favorece a eliminação de líquidos retidos e desbloqueia os canais de energia para que esta flua livremente pelo corpo.
A partir daí, as agulhas da acupuntura entram em ação e encontram um canal livre para ser percorrido e trabalhado. Todo o sistema se torna mais saudável com os órgãos trabalhando corretamente e no tempo certo, além de haver a restauração do equilíbrio emocional da pessoa. O objetivo da acupuntura é também trazer relaxamento, tranqüilidade e bem-estar para seus adeptos. Como é uma terapia oriental milenar, ela trabalha o ser humano como todo e não o desmembra como em outros tratamentos estéticos encontrados no mercado.
Por exemplo, nos tratamentos contra rugas, as agulhas estimulam o colágeno. Já nos tratamentos contra celulites, atuar sobre os meridianos do baço, rim, pâncreas e pulmão com objetivo de mover os líquidos retidos é essencial para amenizar os furinhos da pele.
- Como lidar com pessoas com medo de agulhadas?
Donizetti: A maioria das pessoas tem medo de agulhas e por isto mesmo, eu faço um teste antes do tratamento começar para que elas percam este medo e outros receios existentes. Desconfortos durante as aplicações devem ser confessados ao profissional porque é nesta primeira sessão que ele percebe a textura da pele e a situação do organismo.
Cada pessoa possui seu próprio conjunto de agulhas e estas são extremamente finas e com 10 cm de comprimento cada. Normalmente, são colocadas com aplicadores e são esterilizadas ao final de cada sessão de acupuntura com álcool.
- As agulhadas deixam hematomas nas pessoas?
Donizetti: Não, a terapia é indolor e não deve deixar hematomas. O próprio teste serve para comprovar isto. Pode ocorrer de, algumas vezes, algum ponto ficar mais sensível ou apresentar outra coloração após o término da sessão, mas esta situação é passageira porque os tecidos e músculos atingidos se regeneram rapidamente e em poucos dias já estarão apresentando aspecto normal. Caso haja dores e desconfortos após as sessões, avisar imediatamente o profissional porque alguma manobra realizada durante a etapa de drenagem foi feita erroneamente.
- Há alguma contra indicação?
Donizetti: Sim. Portadores de doenças graves como câncer ou pessoas com problemas dérmicos e doenças de pele contagiosas estão privadas da terapia. As demais patologias podem ser trabalhadas através de adaptações feitas pelo profissional. Exemplos são os portadores de problemas nos rins, cardiopatas e gestantes que receberão manobras mais suaves durante o tratamento.
- Por que você recomenda a terapia?
Donizetti: Eu recomendo, principalmente, a associação da drenagem linfática com acupuntura para quem deseja melhorar e obter bons resultados estéticos em um menor período de tempo. Para as que já estão preocupadas com o próximo verão, esta parceria é perfeita e resultados positivos podem ser sentidos já no final da primeira sessão porque é perceptível a melhora na textura da pele.
Recomendo fazer a terapia uma vez por semana, mas em casos mais graves o aumento da freqüência é necessário; tudo depende dos objetivos pessoais de cada cliente.
Importante dizer que só a realização da drenagem e da acupuntura não é suficiente. Ter uma boa alimentação, praticar exercícios físicos regularmente e seguir um estilo de vida saudável também é essencial para melhora estética e também, para o equilíbrio pessoal. A cada ano devemos mudar e melhorar nossos hábitos, mas sempre respeitando os nossos próprios limites pessoais.

Onde fazer: Centro de Terapia localizado na rua Germânia, 84, em Campinas (SP). Informações e esclarecimentos sobre terapias alternativas e orientais através do telefone (19) 3242-0525 ou pelo blog do entrevistado: centrodeterapia.blogspot.com
Foto: reprodução de www.quemprocuraacha.blogspot.com

 
ESPORTE E VISÃO

Acidentes e traumas visuais podem ocorrer durante a prática esportiva ou atividade recreativa e por isto, algumas precauções e cuidados devem ser tomados para preservar a saúde e integridade dos olhos e da visão.
Em entrevista, o médico oftalmologista Fábio Maróstica falou sobre o assunto e dividiu o tema em três itens distintos: esportes que causam trauma mecânico direto, esportes e raios UV e esportes aquáticos e visão. Leia a seguir:

-Quais são os esportes que causam trauma mecânico direto?
Dr. Fábio: São eles: futebol, frescobol, vôlei, peteca, basquetebol e tênis.
- Quais são as lesões decorrentes destas práticas esportivas?
Dr. Fábio: Perfurações do globo ocular, hemorragias internas, fratura de órbita e descolamento da retina.
- Quais são as causas mais comuns de perfurações oculares?
Dr. Fábio: Bolas rápidas e contatos físicos.
- O que devemos fazer para evitar esses traumas?
Dr. Fábio: Devemos usar óculos de proteção e estes devem se encaixar perfeitamente com lentes incolores em policarbonato (resistentes a impactos e impedem a quebra das mesmas, além de poder ser confeccionadas com o grau do paciente), sempre lembrando que a qualidade óptica destas lentes é importante.
- Quais outras características dos óculos e dos acessórios para conferir segurança e conforto ao atleta?
Dr. Fábio: Os óculos devem ter hastes flexíveis de borracha, armações de cor clara e que evitam interferências no campo de visão, cordão para segurar os óculos, formato quadrado (boa aerodinâmica) ou máscaras com liga (segurança ao atleta).
- Em relação aos raios UV, quais são os esportistas que correm mais risco?
Dr. Fábio: São aqueles que ficam mais expostos ao sol como alpinistas, esquiadores, pescadores e velejadores.
- Quais são os sintomas e as doenças oculares causadas pelos raios UV?
Dr. Fábio: Os principais sintomas são sensação de corpo estranho, dor e irritação nos olhos, além de desconforto após 6 a 10 horas de exposição solar e queda da percepção de detalhes. Ao longo prazo, o aparecimento de doenças como pterígeo (pele formada em cima da conjuntiva ou da córnea), catarata e lesões de retina também podem ocorrer.
- Como se proteger dos raios UV?
Dr. Fábio: Se usarmos óculos somente de cor escura, a proteção não é suficiente! São  necessários óculos com proteção aos raios UV. Podem ser usadas também lentes de contato com proteção UV associadas a óculos de sol por cima (para proteção lateral dos olhos).
- Podemos usar lente de contato durante a prática esportiva?
Dr. Fábio: Sim. O seu uso é vantajoso porque ela não atrapalha os movimentos, não embaça e não limita o campo de visão.
- Em relação aos esportes aquáticos, qual a solução para as pessoas que têm grau muito alto e não conseguem ficar sem óculos?
Dr. Fábio: Estas pessoas podem optar por fazer óculos de natação ou máscara com grau adequado ou usar lente de contato.
- Qual o perigo de se usar lente de contato na natação e quais os cuidados que devemos ter durante a prática esportiva?
Dr. Fábio: Devido ao cloro e outros produtos químicos encontrados na piscina, a pessoa com lente de contato deve ter um cuidado redobrado e ficar atenta aos sintomas de ardor e irritação nos olhos, já que está mais propensa à infecção e úlceras de córnea. Neste caso, recomenda-se usar lentes de contato descartável, não abrir os olhos debaixo da água e, se entrar água nos olhos, aguardar vinte minutos para remover as lentes e colocar umidificantes.

Sugestão do profissional: Visite seu oftalmologista pelo menos uma vez no ano.
Onde consultar: Clínica Visclin localizada na rua Jesuíno Arruda, 676, Itaim Bibi, em São Paulo. Informações sobre convênios atendidos ou preços de consultas particulares através do fone: (11) 3079-6310.
Foto: reprodução de www.pautafee.fm-consultoria.com.br

 
QUIROPRAXIA

Ploc, ploc é o som ouvido durante toda a sessão de quiropraxia e que é resultante dos ajustes feitos nas articulações do corpo do paciente. Estes estalos acontecem porque bolhas de ar formadas dentro das articulações são estouradas enquanto movimentos, pressões e técnicas de impulso são realizados pelo profissional desta área.
Usada no combate de dores de cabeça, cólicas, dores na região toráxica, ranger de dentes, problemas na coluna vertebral (hérnias, alterações posturais, escolioses), tensões musculares, dores nas costas, problemas nas extremidades (ombros, cotovelos, punhos, quadril, joelhos, tornozelos e pés), lesões após a prática esportiva; a quiropraxia tem como objetivo potencializar a recuperação espontânea das dores e alterações musculares, do sistema nervoso e esquelético sem o uso de medicamentos ou cirurgias.
Diferente da fisioterapia tradicional onde a pessoa pode ser sujeitada a pequenos choques ou estímulos externos como calor e frio ou ainda, da quiropatia que é um tipo de massagem existente no mercado, esta terapia se caracteriza por ser um tratamento onde o uso de terapias manuais e alguns materiais como ativadores e blocos de reposicionamento são utilizados durante suas sessões.
Reconhecida pela OMS (Organização Mundial de Saúde) e regulamentada em países como os USA, Canadá, México, Chile, Panamá, Bolívia, em países da Europa, Austrália, Nova Zelândia, Japão entre outros, a quiropraxia ainda é novidade no Brasil, mas vem ganhando adeptos de todas as idades. Em entrevista, a quiropraxista Laís Beretens Salvi falou sobre o assunto.
   
Primeiro contato
Em um primeiro momento, o paciente é convidado a realizar uma avaliação que tem como objetivo diagnosticar o problema ou a dor. Nesta avaliação são realizadas a anamnese ou investigação da origem do problema ou da dor, além de avaliação postural, testes neurológicos e ortopédicos. O tratamento é iniciado somente depois deste levantamento prévio.

Raio X da sessão
A sessão de quiropraxia é indolor e inicia-se com o paciente relaxado e deitado em uma maca baixa. Já o profissional permanece o tempo todo em pé realizando movimentos de pressão manual sobre o corpo do paciente ou puxões em suas vértebras. O uso de força ou movimentos bruscos é dispensável, mas em alguns casos, o auxílio de materiais é necessário para o sucesso da sessão como os ativadores que são aparelhos que também fazem pressão sobre os pontos críticos do corpo e que podem ter sua intensidade regulada ou ainda, os blocos de reposicionamento.       
A sessão termina com o paciente sentado e o profissional realizando o mesmo trabalho feito anteriormente nas regiões do pescoço, ombros e cabeça.       
O tempo de duração de cada sessão é de uma hora, mas este pode ser alterado dependendo da situação em que se encontra o paciente. Resultados positivos podem ser alcançados em cinco sessões desta terapia e normalmente, uma sessão semanal é suficiente para melhorar desconfortos, dores ou como preventivo destas.

Contra-indicação
Portadores de tumores malignos e gestantes nos três primeiros meses de gravidez.

Mercado de trabalho
No Brasil, há somente duas instituições que oferecem o curso superior de quiropraxia. Uma se localiza na cidade de São Paulo e a outra, na região sul do país. O tempo de duração do curso é de quatro anos e meio e é mais uma opção para quem deseja estudar e trabalhar na área de saúde. É um mercado com grande potencial de crescimento! Hoje, sou a única profissional atuante na cidade e ex-colegas de faculdade me encaminham pacientes oriundos de toda região.
     
Sugestões da profissional
- Verificar a formação e o registro do profissional antes de iniciar o tratamento através do site www.quiropraxia.org.br,
- Ficar atenta para a realização de avaliação prévia antes do início do tratamento,
- Dores e incômodos posteriores às sessões devem ser relatados ao profissional,
- Procurar um médico em casos de dores intensas ou dores incessantes,
- Não ingerir remédios sem prescrição médica,
- Fazer atividades esportivas que fortaleçam a musculatura como ioga, pilates, RPG, musculação entre outras.
 

Onde fazer: Clínica Laís Beretens localizada na rua Maria Monteiro, 1730, em Campinas (SP). Informações e esclarecimentos através do fone: (19) 3029-4059 ou pelo email contato@laisquiropraxia.com.br. ou pelo site www.laisquiropraxia.com.br
Preço: R$ 120,00 (primeira sessão) e R$ 90,00 (demais sessões).
 



MASSAGEM TURBINADA

Potencializar os efeitos de uma massagem é a proposta da massagem turbinada que recebeu esta nomenclatura por usar um rolo recoberto de ventosas de borracha e produtos estimulantes da circulação sanguínea para a realização de manobras e outros movimentos. Indicada no tratamento contra celulite, gorduras localizadas, peles pouco vistosas, a massagem turbinada tem sido a escolha da maioria das mulheres que se sentem incomodadas com os temidos furinhos nos glúteos, os excessos abdominais ou por quem deseja diminuir medidas, remodelar os contornos do corpo ou está ansiosa por resultados positivos e mais rápidos do que os encontrados em outras terapias.
Em entrevista, a terapeuta facial e corporal Marineide Caetano Ferreira falou sobre os principais benefícios desta massagem.

Benefícios estéticos e para a saúde
Esta massagem ativa a circulação sanguínea, melhora a oxigenação e nutrição celular, favorece a liberação das toxinas, o trânsito intestinal, além de ajudar na quebra de nódulos de gordura do corpo. Por isto, ela é usada em tratamentos estéticos e como preventivo a todos os males citados anteriormente.

Etapas envolvidas
Em algumas clínicas e centros estéticos, a primeira etapa consiste na limpeza e esfoliação da pele para remoção das células mortas e outras impurezas dérmicas. Na Orkídea, a sessão de massagem turbinada começa com a aplicação do gel termoterápico ou gel hiperemiante feito à base de hyperemin, chá verde, extrato de íris florentina e açaí; componentes estimuladores da circulação sanguínea e favorecedores das irrigações dos tecidos.
A ação do hiperemiante na pele é quase imediata e as regiões nas quais foram sujeitas ao contato com o produto apresentam coloração avermelhada. Este efeito desaparece minutos após o término da massagem e de outros estímulos, por isto não é preciso se preocupar!
O passo seguinte consiste na aplicação de outro creme voltado para o combate da celulite e a realização de manobras de deslizamento feitas com as próprias mãos. Já a terceira etapa é a mais morosa de todas porque absorve 40 minutos de cada sessão e consiste na introdução do rolo e de movimentos mais intensos, mais rápidos e mais fortes dos realizados anteriormente. Estes movimentos são sempre feitos de cima para baixo e no sentido dos ninfonomos ou captadores de água do organismo, resultando em sua eliminação natural.

Contra-indicação
Grávidas, portadores de doenças vasculares, de fragilidades capilares, alérgicos, hipertensos, cardiopatas e portadores de doenças graves como câncer e problemas renais devem evitar a massagem turbinada porque há um estímulo intenso do organismo.

Principais diferenças em relação a outras massagens
Na drenagem linfática, os movimentos são mais suaves do que os realizados na massagem turbinada e são feitos somente com as mãos.
A massagem modeladora também é um tipo de massagem manual, mas que privilegia movimentos fortes, com pressão e velocidade, porém não recorre a nenhum tipo de material complementar para potencializar seus efeitos.
Já na massagem turbinada, as ventosas que compõem os rolos usados desempenham papel sugatório, ajudando no amassamento e na quebra das gorduras localizadas. Este fator aliado à maneira como os movimentos são realizados e o uso de produtos estimulantes é que a caracteriza e faz dela um sucesso.
Pessoas mais sensíveis podem sentir desconfortos físicos e por isto, devem optar por alguma outra terapia alternativa existente no mercado. Além disto, a turbinada não é muito usada por quem deseja relaxar ou equilibrar energias internas.

Onde fazer: Orkídea Estética e Massoterapia localizada na rua 14 Bis, 168, em Campinas (SP). Informações através do telefone: (19) 3029-4921.
Preço do pacote com 10 sessões: R$ 400,00

Foto: www.equilibriocorpomente.blogspot.com.br


 

 
GERGELIM-SEMENTE DO BEM

De gosto requintado e característico, o gergelim ficou conhecido como ingrediente usado na alimentação naturalista, em pratos da culinária oriental ou ainda, como incremento na panificação. Hoje, estas sementes fazem parte do cardápio diário de quem aprecia seu sabor, conhece suas propriedades nutricionais e seus benefícios para a saúde.
A versatilidade destes grãos é enorme e eles são indicados no combate da eliminação de gorduras, no equilíbrio da pressão arterial, do colesterol, diabetes e TPM (Tensão Pré-Menstrual), além de ajudar no trânsito intestinal, no combate de problemas dérmicos e doenças psicossomáticas como depressão, distúrbios de humor, ansiedade entre outras.
Segundo a nutricionista Mônica Antunes G. Forte, resultados positivos são alcançados após três meses de uso contínuo do gergelim, mas a quantidade ingerida diariamente deve girar em torno de 80 a 90 kcal ou uma colher de sopa. “O gergelim pode ser ingerido de diferentes maneiras como cru (sementes), em forma de óleo, pastas (tahine) ou cápsulas e estas diferentes versões são, normalmente, encontradas em lojas e farmácias de produtos naturais. Para os que desejam potencializar seus efeitos, a minha dica é triturá-lo ou hidratá-lo antes de seu consumo e com isto, disponibilizar seus nutrientes mais rapidamente”, disse Mônica.    
Os nutrientes que compõem o gergelim são: ácidos graxos (ômega 3, 6 e 9), fibras,  vitaminas dos complexos B e E e minerais como magnésio, zinco, ferro e cálcio. “Considerada semente oleaginosa porque 50% de sua composição é gordura, as sementes de gergelim também possuem alta concentração de fibras e 20% de proteínas e carboidratos, por isto aumentam a saciedade quando ingeridas, além de trabalhar como verdadeiras esponjas na captura e eliminação das gorduras ruins do organismo”, explicou a profissional.
Pelo mesmo motivo citado acima, o gergelim está sendo usado em dietas, na eliminação de quilos excedentes e por quem quer manter a forma física. “Com o acréscimo do gergelim nas refeições, as pessoas acabam ingerindo quantidades inferiores às costumeiras dos demais alimentos e conseqüentemente, emagrecendo de maneira saudável”.    
As únicas ressalvas levantadas pela nutricionista foram em relação ao consumo do gergelim como fonte principal de proteína nas refeições e seu uso desenfreado por pessoas portadoras de irritações intestinais. “O gergelim não substitui carnes ou o bife da refeição porque é uma fonte de proteína incompleta e deve ser usado como coadjuvante nesta ocasião. Ele também deve ser consumido moderadamente por quem tem problemas intestinais para evitar seu depósito nas reentrâncias e irregularidades das paredes intestinais”, comentou Mônica. 
Ela finalizou a entrevista falando sobre as diferenças existentes entre as sementes pretas e brancas comercializadas atualmente. “Não há muitas diferenças nutricionais entre as versões preta e branca, mas as sementes escuras possuem uma quantidade maior de cálcio e costumam ser a opção de compra de portadores de osteoporose ou por quem precisa repor o cálcio do organismo como os alérgicos à lactose”.

Como realizar a hidratação do gergelim: Colocar as sementes em recipiente com água filtrada e deixar descansar de 4 a 12 horas antes de sua ingestão.
Como realizar a trituração do gergelim: O ideal é que ele seja triturado em um processador ou liquidificador.
Conservação do produto triturado: O gergelim triturado deve ser conservado em geladeira e consumido em até três dias.
Como e onde fazer sua orientação nutricional: agendar consulta com a entrevistada através do telefone (19) 3295-3496 ou em seu próprio consultório localizado na rua Padre Almeida, 515, em Campinas (SP). Preço da consulta: R$ 80,00.       

Abaixo, três receitas contendo gergelim e de fácil cocção para vocês aumentarem o valor nutricional de seus pratos diários. São elas:      
Farofa
Ingredientes:
- 1 xícara de chá de soja em grãos,
- 1 xícara de chá de gergelim,
- 1 xícara de chá de linhaça.
Preparo: Realizar um choque térmico na soja ainda sem lavar ou seja, colocá-la em água fervente e após alguns minutos, jogar água fria sobre os grãos. Em seguida, levar a soja para o fogo em uma frigideira para ser seca e levemente torrada. Em uma outra frigideira ou panela, torrar o gergelim e a linhaça. Todos os ingredientes devem ser triturados em liquidificador ou processador antes de serem misturados e consumidos.
Dica de consumo: Salpicar em cima de saladas e na própria comida.

Arroz integral com gergelim
Ingredientes:
- 1 xícara de chá de arroz integral,
- 8 xícaras de chá de água,
- 2 colheres de sopa de óleo de girassol ou canola,
- 1 cebola picada,
- 1 dente de alho amassado,
- 1 colher de sopa de salsinha picada,
- sal a gosto,
- 4 colheres de sopa de sementes de gergelim torradas levemente em frigideira.
Preparo: Escolha, leve e deixe o arroz de molho de um dia para outro em 3 xícaras de chá de água. Aqueça o óleo e frite levemente o alho, a cebola, a cebolinha e o sal. Acrescente o arroz com a água do molho e despeje as 5 xícaras de chá restantes de água fria. Espere levantar fervura, abaixe o fogo e deixe cozinhar por uma hora até que o arroz fique macio. Antes de servi-lo, misture as sementes de gergelim torradas, mexendo delicadamente.

Abacaxi grelhado com gergelim
Ingredientes:
- 2 colheres de sopa de melado de cana,
- 1 colher de sopa de gergelim cru,
- 4 fatias de abacaxi,
- canela (opcional)
Preparo: Coloque o melado em uma frigideira e esquente. Disponha as fatias de abacaxi e grelhe um minuto de cada lado: se quiser, coloque canela nesse momento. Reserve. Doure o gergelim em uma panela até começar a pular e tostar. Retire a fruta da frigideira, salpique o gergelim e sirva quente com iogurte natural e hortelã.
Foto: reprodução de www.bompravoce.com.br

 
ERRATA

A quantidade de água informada na receita de arroz integral com gergelim está em excesso. O correto são duas xícaras de água e não oito como foi divulgado. O raciocínio é simples: Para cada xícara de arroz, usar o dobro da medida de água. 

 
O PESO DA DIFERENÇA



Se você está assustada com o noticiário diário sobre a evolução da gripe suína no Brasil e deseja identificar os sintomas rapidamente, veja abaixo as principais diferenças entre a nova gripe ou gripe suína e os sintomas característicos de uma gripe comum.



Nova gripe ou gripe suína:
- Febre acima de 39 graus,
- Dor de cabeça,
- Tosse e catarro,
- Falta de apetite,
- Náusea, vômito e diarréia,
- Dor muscular e nas articulações.

Gripe comum:
- Febre acima de 38 graus,
- Dor de cabeça,
- Fraqueza,
- Coriza,
- Espirros, tosse seca e catarro,
- Suor e calafrios,
- Dores musculares, principalmente nas costas.

A recomendação do Ministério da Saúde é procurar um médico ou serviço de saúde somente nos casos de apresentação dos sintomas citados acima ou agravamento do quadro de saúde. Mas, alguns cuidados com higiene pessoal como lavar as mãos constantemente, evitar ambientes fechados como lan-houses, teatros, cinemas, shoppings entre outros, além do compartilhamento de objetos pessoais também são aconselhados neste momento.
Foto: www.sofismo.wordpress.com 

 
PEDRAS QUENTES

Terapia alternativa e que utiliza pedras quentes no tratamento de desconfortos físicos, internos e até, problemas psicológicos, esta técnica prima pela condução de calor ao corpo humano através destes minerais conseguindo resultados positivos e benefícios à saúde física e mental de seus adeptos. Em entrevista, a terapeuta corporal Marineide Caetano Ferreira falou sobre as etapas envolvendo cada sessão desta terapia e os principais motivos que levam as pessoas procurarem as pedras quentes especialmente durante o inverno.     

 - Que tipo de pedras são utilizadas durante as sessões da terapia?
Marineide: As pedras usadas são as que conservam, por um tempo maior, a temperatura. Normalmente, eu utilizo pedras de quartzo de tamanhos distintos e que tenham superfícies lisas para não machucar a pele das clientes.

- Quais são as etapas envolvendo uma sessão de terapia com pedras quentes?
Marineide: Antes de começar a sessão, as pedras são aquecidas em água e em um recipiente específico até alcançar a temperatura de 60 Celsious. Enquanto este aquecimento acontece, uma massagem manual e realizada com óleo neutro é feita no corpo da cliente. Movimentos suaves e de deslizamentos compõem esta primeira etapa. O passo seguinte consiste em espalhar as pedras aquecidas pelo corpo da pessoa e em lugares específicos como no abdômen, na região toráxica, nas costas e em cima da cervical entre outros pontos de acúmulo energético. Simultaneamente, uma segunda massagem é feita pela terapeuta usando outras pedras também aquecidas e estimulando todo o corpo da cliente, desde os pés até a cabeça.
O tempo de duração de cada sessão é de uma hora, em média.

- Quais são os principais benefícios desta terapia?
Marineide: Os principais benefícios são: relaxamento, conforto interno, relaxamento da musculatura, combate às dores e sintomas da TPM (tensão pré-menstrual), além da melhora da circulação sanguínea, do fluxo da energia vital, da autoestima e de problemas de fundo emocional. “Recomendo também a terapia para pessoas que sofrem de depressão, ansiedade, insônia, stress, desgaste físico e mental”.

- Há alguma contra-indicação?
Marineide: Não. Todos podem se sujeitar a esta terapia porque seu objetivo principal é proporcionar, principalmente, bem-estar e conforto às pessoas. A terapia com pedras quentes é um tipo de tratamento usado para a cura interna e por isto, não é indicado para quem procura por resultados estéticos.

- Por que as pessoas que a fazem se sentem recarregadas energeticamente?
Marineide: Porque o calor emanado das pedras é aplicado ao corpo das pessoas por meio de técnicas de massoterapia e outros conhecimentos milenares e até por isto, favorece o equilíbrio dos chacras e outras energias circulantes. A associação com a aromaterapia também traz resultados positivos neste sentido, aumentando o período de bem-estar após o término da sessão.

- Quais são os cuidados necessários antes de iniciar a terapia?
Marineide: Informar o terapeuta sobre doenças, dores e outros problemas de saúde existentes. Além disto, checar a formação do profissional e as condições do local que será realizado as sessões de terapia com pedras quentes.

Curiosidade sobre a terapia com pedras quentes:
Em alguns centros estéticos espalhados pelo mundo, pedras plutônicas formadas na parte de baixo de vulcões são usadas nas sessões deste tipo de terapia. A eficácia do uso de tais pedras se deve ao fato de que elas foram resfriadas de forma lenta ao longo de milhares de anos, permanecendo em sua composição todo o seu potencial energético e bioquímico.

Onde fazer terapia com pedras quentes: Orkídea Estética e Massoterapia localizada na rua 14 Bis, 168, em Campinas/SP. Informações pelo fone: (19) 3029-4921
Preço da sessão: R$ 60,00
Foto: reprodução de www.redeparede.com.br   

   
 
 

 
O QUE É QUE A BANANA TEM?

Barata, portátil e prática, a banana é uma das frutas mais populares e consumidas no Brasil. Muito usada no combate às cãibras e na obtenção de energia, a fruta também apresenta outros benefícios à saúde porque reforça o sistema imunológico e nervoso de seus consumidores, além de prevenir contra câncer e combater os males da TPM (tensão pré-menstrual).
Segundo pesquisas realizadas pelo Instituto de Nutrição Josué de Castro, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, a banana também é a principal fonte de polifenóis (substâncias que contribuem para a prevenção de doenças cardiovasculares e neurodegenerativas) e é a segunda na lista de frutas com alto percentual de potássio, perdendo apenas para o abacate.
Em entrevista, a nutricionista Tatiana Alberto falou sobre os poderes, as vantagens e as desvantagens do consumo de banana.    

Banana é fonte de energia?
Tatiana: Sim. A fruta é fonte de energia direta e rica em carboidratos como a frutose, a sacarose e a glicose. Além disto, a banana também possui potássio, vitaminas do complexo B e C, sais minerais, fibras e proteínas.

A fruta engorda?
Tatiana: Em excesso, a banana engorda sim. O ideal é que ela seja consumida como lanche entre as refeições principais. Uma banana nanica contém entre 90 e 100 calorias e uma banana maçã 115 calorias, por isto pessoas sedentárias não devem consumi-la em grandes quantidades. Para estas, o sugerido são duas bananas por dia. Já atletas e praticantes assíduos de atividades físicas estão liberados para comer três bananas diariamente, especialmente 30 minutos antes de iniciar o treino ou durante a realização do mesmo.

Banana previne cãibras?
Tatiana: Sim. Por ser rica em potássio e o seu consumo ajudar no controle das contrações involuntárias, na pressão arterial e nas retrações musculares, a fruta ajuda prevenir cãibras.

Duas bananas equivalem a um bifão?
Tatiana: Não podemos comparar os dois alimentos porque a fruta não é rica em proteínas como o bife. A carne vermelha também é mais calórica que a fruta e possui entre 200 e 300 calorias. Vegetarianos devem optar por outros alimentos como a soja e os grãos em substituição à carne.

A casca da banana é melhor que a banana em si?
Tatiana: Sua casca não é melhor que a fruta in natura, mas possui mais fibras e pode ser reaproveitada na cozinha. Para usá-la na cocção de bolos e tortas, a sugestão é lavá-la com água corrente e deixá-la durante 30 minutos em uma vasilha com cloro.

Dicas da nutricionista:
- Prefira consumir a banana in natura porque suas vitaminas são perdidas quando batida no liquidificador ou aquecida em fogo,
- Crianças menores de seis meses não devem comê-la,
- Banana amassada ou cortada com mel e canela é a minha sugestão de doce.   
Curiosidade:
70 mil unidades ou sete toneladas da fruta foram distribuídas nas últimas edições da meia maratona do Rio de Janeiro e da corrida de São Silvestre, em São Paulo. 
 
Onde encontrar orientação nutricional: Spaço Saúde localizado na av: Auxiliadora, 614, em Campinas (SP) ou pelo fone: (19) 3213-1269.
 Foto:reprodução de www.cardosolopes.net     

 
DIFERENÇAS NAS PASSADAS

Atividade de fácil realização e que pode ser feita tanto em ambientes fechados como ao ar livre, a caminhada fortalece as coxas, glúteos, abdômen, panturrilha e queima 500 calorias em uma hora de movimentação.
Segundo a professora de educação física Andréa Hadler, a caminhada não tem contra-indicação e pode ser realizada por qualquer pessoa que disponha de um par de tênis e queira abandonar o sedentarismo. Na entrevista abaixo, a profissional falou sobre as principais diferenças entre a realização de caminhadas ao ar livre e as feitas na esteira. Leia a seguir:
Impacto
O impacto é maior nas caminhadas realizadas no asfalto, podendo até prejudicar as articulações do praticante se realizada inadequadamente. Já na esteira, o impacto causado pela atividade é absorvido pelos amortecedores existentes no aparelho.
Conforto
Ao ar livre, o conforto tende a ser menor porque o praticante fica exposto à poluição, as oscilações do tempo, irregularidades do terreno e outras surpresas encontradas pelo caminho, enquanto que dentro de academias ou em suas residências o acesso ao banheiro, à água e às orientações de profissionais é facilitado.   
Trajeto
Nas caminhadas realizadas ao ar livre é possível exercitar vários grupos musculares por causa das irregularidades do terreno e da possibilidade do surgimento de alguns obstáculos e desafios como subidas, curvas entre outros. Outro fator favorável deste tipo de caminhada é que o cenário é mutável e o contato com a natureza é possível.
O problema das caminhadas realizadas em esteiras é que a atividade acaba se transformando em algo maçante e de difícil concretização, além do fato de que não há alteração no ambiente.
Postura
A postura é sempre a mesma independentemente de onde a caminhada é realizada. Costas retas, braços flexionados e abdômen contraído são algumas das sugestões de uma boa postura. “Evite olhar para baixo durante o trajeto e prefira fixar o olhar no horizonte”, comentou Andréa.
Esforço:
O gasto calórico é maior ao ar livre porque as pessoas precisam enfrentar a resistência do ar e do vento, além das diferenças de planos existentes e de obstáculos já citados anteriormente. Em ambientes fechados, o cansaço acaba sendo menor, mas o rendimento da atividade é maior porque há a constância do movimento.
Velocidade
A velocidade é oscilante nas caminhadas realizadas nas ruas ou em ambientes abertos porque o esportista não consegue mantê-la inalterada durante todo o trajeto realizado, mas ela pode ser controlada em caminhadas realizadas em esteiras.
Dicas da professora:
- Não exceder 1h30 de caminhada diariamente,
- Fazer regularmente exercícios físicos,
- Consultar um médico antes de iniciar qualquer tipo de atividade física,
- Se possível, mesclar caminhadas na esteira com as realizadas ao ar livre,
- Usar roupas leves e calçados apropriados para caminhar,
- Ingerir água durante e após a realização das caminhadas,  
- E somente começar a correr ou trotar depois que estiver totalmente condicionada.

Onde realizar caminhadas indoor: Hadler Fitness localizada na av. Marechal Rondon, 1117, em Campinas/SP. Informações pelo fone: (19) 3243-4215          
Foto:reprodução de www.amazoniadventure.com

 
OSTEOPATIA-TERAPIA DA DOR

A osteopatia é um meio de diagnóstico, tratamento e cura que utiliza as mãos no combate de dores, desconfortos musculares, dificuldades circulatórias e alterações posturais. Seu objetivo é ajudar o organismo a encontrar seu próprio caminho de cura, restabelecendo e revertendo os processos patológicos.
Segundo o fisioterapeuta Alisson Rodolfo Rocha, a osteopatia é uma terapia passiva onde a associação de exercícios de alongamento com outras técnicas são realizadas no paciente. “Os exercícios são feitos em cima de uma maca e usando alguns materiais como cintas e pequenos bastões, mas é através do toque e da pressão feita em pontos de gatilho ou pontos doloridos que cada sessão é iniciada”. 
Apesar do uso de cremes e óleos para facilitar o deslizamento e as manobras realizadas pelo fisioterapeuta, a osteopatia em nada se parece com as massagens estéticas existentes no mercado. A diferença entre elas é que a primeira trabalha o paciente como um todo, procurando amenizar os sintomas em um período de tempo pequeno. “O tratamento é rápido e cinco sessões são suficientes para eliminar dores, desconfortos e melhorar o bem-estar individual”, disse Alisson. 
Para eficácia do tratamento e alcance de resultados positivos, uma avaliação é feita antes de iniciar as sessões de osteopatia. “O histórico do paciente é levantado e exames médicos são checados antes de começarmos o tratamento propriamente dito”, comentou Rocha. Ele também falou que a terapia é contra-indicada para portadores de doenças graves como câncer, artrite, reumatismo entre outras, mas especialmente benéfica para adolescentes que sofrem de distúrbios menstruais mensalmente.
“A osteopatia é uma alternativa para quem não deseja operar e a maneira mais econômica de tratamento. Pesquisas demonstraram que o uso de medicamentos e o número de cirurgias caíram em pacientes que recorreram a esta terapia”, finalizou Alisson.        

Quem deve testar a osteopatia: pessoas com alterações posturais, escoleoses, hérnias, lair, dores na lombar ou cervical, atletas e mulheres portadoras de TPM.     
     
Para quem deseja fazer sessões particulares de osteopatia: Alisson Rodolfo Rocha (fisioterapeuta)/fone: (18) 8115-2464

Foto: www.institutoomnia.com.br

 
ESQUIZOFRENIA

Novelas, peças teatrais e filmes estão abordando o tema e tornando conhecida a esquizofrenia, doença mental que atinge 1% da população mundial. Caracterizada, entre outras coisas, pela dificuldade de distinguir o real do imaginado, a esquizofrenia ainda não foi totalmente desvendada, mas estudos apontam que a interação de fatores genéticos e ambientais, como a privação de nutrientes durante a gestação e de oxigênio no parto podem contribuir para seu aparecimento.
O uso de medicamentos em parceria com a psicoterapia e a terapia ocupacional é o tratamento usado na maioria dos casos, mas internações psiquiátricas ainda continuam ocorrendo nos casos mais graves da doença com o objetivo de reduzir os riscos de suicídio e atos violentos. 
Em entrevista, a psicóloga Mariana Pizza falou sobre o assunto e esclareceu algumas dúvidas comuns.   
 
O que é esquizofrenia?
Mariana: É uma doença mental do grupo dos transtornos psicóticos caracterizados por delírios e desorganização de pensamento, por alucinações e pela expressão emocional. A causa da esquizofrenia parece estar na mescla dos fatores biológicos e dos fatores psicológicos, apesar de estar claro que sem a base genética não poderia haver esquizofrenia.

Quando ela se manifesta? Quais são os principais sintomas?
Mariana: Os homens tendem a desenvolvê-la entre 15 e 24 anos. Nas mulheres, os sintomas podem ser menos severos e aparecem entre os 25 e 34 anos. Entre os  primeiros sinais da doença na adolescência estão: mudanças de amigos, queda no desempenho escolar, insônia e irritabilidade. Pouca sociabilidade, alucinações ou enganos também são outros sintomas detectados entre seus portadores, além da falta de atenção, desordem de pensamentos e associações anormais entre palavras e frases.

Qual o tratamento ideal para esquizofrenia?
Mariana: O tratamento deve ser composto por remédios distintos como antipsicóticos, antidepressivos, antiansiolíticos, acompanhamento psicológico, reabilitação vocacional, tratamento intensivo comunitário, intervenções familiares entre outros.
Seguindo um tratamento adequado, os sintomas podem reduzir significativamente e as reincidências de surtos podem cair em mais de 50%.

Além do tratamento medicamentoso e do acompanhamento profissional, quais outros cuidados que devemos ter com o esquizofrênico?
Mariana: A ajuda deve ser no sentido de promover a maior independência do paciente. Ele deve ser incentivado a cuidar de seus pertences, de sua higiene pessoal e até, de sua mobilidade. Estas atitudes visam preservar sua autoestima, evitar constrangimentos e delegar responsabilidades como a qualquer outra pessoa; tudo dentro de suas possibilidades pessoais.    
 
Há cura para a esquizofrenia?
Mariana: Não existe cura para a doença, somente seu controle, por isto é importante que o tratamento seja seguido rigorosamente, indicado e acompanhado por profissionais especializados.

O esquizofrênico tem condições de levar uma vida social ativa?
Mariana: O esquizofrênico pode conviver com outras pessoas normalmente ou próximo disso, porém sempre necessitará de acompanhamento psiquiátrico e do controle medicamentoso.

O que fazer para o restante da família não adoecer?
Mariana: Os familiares também necessitam de apoio, pois freqüentemente sua saúde mental é ameaçada e várias dimensões de suas vidas pessoais são comprometidas, dos compromissos de trabalho às amizades. Grupos de apoio e de auto-ajuda são as alternativas  para trabalhar a aceitação e compreensão da doença, bem como as emoções surgidas.      
      
Tire suas dúvidas com a psicóloga através do fone: (11) 8166-7002 
Foto: reprodução de www.minhavida.com.br

 
VAMOS PULAR, VAMOS PULAR...

O refrão da música da extinta dupla Sandy e Júnior e que intitula esta matéria é a trilha sonora ideal para marcar o ritmo de uma aula de acqua jump ou hidro jump. A atividade que exige de seus adeptos saltar em um trampolim dentro da piscina até parece brincadeira de criança ou treinamento de trupe circense, mas é um exercício aeróbico que fortalece pernas, glúteos e abdômen. Ao todo, são 400 calorias queimadas em uma aula de 45 minutos de duração.
O pula-pula aquático é de baixo impacto e indicado para quem não gosta de correr riscos ou sofrer com lesões nos joelhos, nas pernas ou na coluna como acontece na prática de corridas ou outros exercícios realizados fora da água. 
Segundo a professora de educação física Luciana C. Vieira, o acqua jump também oferece outros benefícios como a melhora da resistência cardiovascular, da coordenação motora, da concentração e memória, além de ser uma atividade prazerosa e relaxante. “Os alunos precisam vencer a resistência da água e fazer esforços tridimensionais”,comentou Luciana.               
Uma aula de acqua jump intercala músicas e coreografias de alta intensidade com outras de menor ritmo, para que seus praticantes possam diminuir os batimentos cardíacos e finalizar as séries de exercícios propostas pelo professor. “As coreografias são montadas privilegiando o trabalho de grupos musculares distintos e todas as aulas são divididas em três partes: aquecimento, parte principal e alongamento”, disse Luciana.   
A profissional também falou que, em média, dez faixas musicais são usadas para a composição de cada coreografia e que esta possui um ciclo de vida de três meses, período destinado para sua memorização e melhora de sua execução. “A repetição da coreografia é um fator motivacional para os alunos porque eles têm condições de intensificar os movimentos, aumentar o gasto calórico e conseqüentemente, melhorar a autoestima”.
Luciana desaconselhou gestantes, pessoas com problemas nos joelhos e crianças menores de 12 anos a fazerem aulas de acqua jump. “Mulheres grávidas devem optar por outras atividades como a hidroginástica onde o impacto é menor e suas barrigas permanecem dentro da água”, finalizou Vieira.

Dicas para quem deseja dar alguns saltos na piscina de casa
- Saltar no centro do trampolim e com a planta do pé para evitar lesões e desequilíbrios;
- Evitar saltar com os joelhos muito juntos ou fechados;
- Realizar os exercícios com uma postura ereta, com as costas alinhadas e com o abdômen contraído;
- Durante a realização dos exercícios, as mãos devem permanecer duras, fechadas e imitando pequenas pás;
- Posicionar o trampolim em superfícies planas e longe de declínios;
- O ideal é que a água da piscina bata na linha do peito do praticante e sua temperatura oscile de 28 a 32 C;
- Antes da realização de qualquer atividade física, o indicado é fazer pequenas refeições e esperar trinta minutos antes de cair na água.  

Curiosidade
Pular em trampolins também facilita a eliminação de toxinas e líquidos do corpo e funciona como uma sessão de drenagem linfática, então o que vocês estão esperando para cair na água e pular até cansar!  
 
Onde fazer aula de acqua jump: Companhia Athética, em Campinas (SP)
Foto: www.corpoevida.com.br 

 
BODY PIERCING

Decoração corporal muito usada na atualidade, o body piercing consiste na implantação de jóias pelo corpo. As partes cartilaginosas e expostas são, normalmente, as escolhidas pelos seus usuários, porém ele também pode ser encontrado em lugares escondidos como nos genitais de seus adeptos.
Visto diariamente enfeitando os personagens indianos da novela global Caminho das Índias, o piercing caiu no gosto popular muito antes da trama entrar no ar. Culturas distintas já o usavam para transmitir mensagens particulares ou como forma de identificação pessoal. No passado, as próprias indianas o usavam para facilitar o reconhecimento de suas castas. Já entre os esquimós, o adereço era usado para informar os demais sobre a fase transitória entre a adolescência e a vida adulta de alguns indivíduos da comunidade, enquanto entre os faraós, o piercing no umbigo era o atestado comprobatório de pertencer à realeza.   
Hoje, a tendência de exibir jóias, desenhos e enfeites pelo corpo possui outra conotação e tal comportamento está muito mais ligado à construção de uma imagem pessoal diferenciada, única, além de ser uma extensão pública da própria personalidade.
Em entrevista, Stefania Bianchi, profissional atuante na área, falou sobre a moda do setor, os cuidados necessários, além de dar bons conselhos para quem está pensando em colocar um piercing ou aumentar sua coleção de adornos. Leia a seguir:                          

Passo a passo
O primeiro passo é checar se a jóia que será usada está realmente esterilizada através do processo de autoclave. Caso o cliente a traga, colocamos esta peça em líquido desinfectante por trinta minutos e a esterilizamos por mais trinta minutos em temperatura semelhante a 121 C. Em seguida, o local que será perfurado é limpo com álcool ou iodo e uma marcação com caneta violeta é feita.
A próxima etapa consiste na realização do furo usando cateteres ou agulhas e a implantação da jóia através do uso de cânulas, espécie de tubo por onde a peça irá deslizar até chegar ao local exato de sua fixação. Todo o procedimento é rápido e realizado com o cliente deitado em uma maca.

Cuidados após a perfuração
A limpeza do piercing de face ou corporal deve ser feita durante o banho e duas vezes ao dia, com sabonete anti-séptico. Compressas feitas com soro fisiológico também são recomendadas durante o primeiro mês de uso da jóia. Estas compressas devem ser realizadas uma vez ao dia, durante cinco minutos e após a limpeza com o sabonete.
Já o piercing oral, sua limpeza deve ser feita com anti-séptico bucal durante o primeiro mês, após as principais refeições e depois do consumo de álcool e cigarros. Superado este período, o uso desta solução deve continuar, porém não mais concentrada e sim diluída em água. Para evitar inchaços, portadores de piercing de língua também devem chupar gelo durante os três primeiros dias e evitar ingerir alimentos sólidos e quentes.

Proibições benéficas
- Não tocar no piercing e não retirar casquinhas, exceto durante o processo de limpeza,
- Não tirar nem trocar a jóia antes da cicatrização total,
- Não submeter o piercing a nenhum atrito,
- Evitar piscina, mar, areia, sauna e lagos durante o primeiro mês,
- Evitar tomar sol intenso durante a primeira semana,
-Não aplicar no piercing água oxigenada, mertiollate, mercúrio, pomadas, hidratantes, álcool ou produtos químicos,
 -Evitar beijar durante o primeiro mês de existência do piercing oral.    
 
Inflamações
Nas primeiras semanas é natural ocorrer inchaço, vermelhidão e formação de secreções, por isto é importante seguir os cuidados citados anteriormente. Falta de limpeza ou esbarrões são as principais causas de inflamações ou do surgimento de uma bolinha próxima ao local perfurado. Nestes casos, o ideal é procurar o estúdio onde foi feito o piercing e o profissional que realizou o procedimento para o feitio de uma limpeza correta ou a retirada ou troca da jóia. Em casos mais graves, este profissional fará o encaminhamento do cliente ao médico especialista porque somente ele poderá prescrever medicamentos e um tratamento adequado para casos inflamatórios.

Cicatrização
O tempo de cicatrização do piercing depende da região escolhida para a perfuração.
Piercing bucal demora, em média, quatro meses para estar totalmente cicatrizado. Já piercings faciais e de tronco demoram de cinco a sete meses.    

Gangorra fashion
Alargadores e os piercings de nariz são os mais procurados na atualidade. Já os piercings de língua e umbigo estão em baixa no momento, bem como piercings coloridos e fosforescentes. Se a intenção é seguir o modismo atual, prefira as argolas ou jóias que contenham pequenas pedras como strass ou zircone.

Sinal vermelho
Menores de 18 anos são proibidos de colocar piercings, mesmo que possuam autorização dos pais ou responsáveis.

Olhos abertos
Para evitar problemas futuros, fique atenta especialmente ao local e ao profissional que irá realizar o procedimento. O uso de luvas e agulhas descartáveis é essencial, além de máscaras faciais e de todo o material esterilizado, incluindo a jóia escolhida.
Quanto ao ambiente, este deve ser revestido de piso frio e pintado com tinta lavável, além da presença de pias automáticas; tudo para evitar possíveis contaminações.
Outra dica importante é observar o comportamento prévio do profissional. Antes de qualquer ação, ele deve fazer um breve questionamento sobre o estado atual de saúde e possíveis doenças do cliente. Portadores de diabetes, pressão alta ou outras doenças graves devem comunicar previamente este profissional sobre suas patologias.
           
Onde fazer: Kalafuria Tatto
Rua Emílio Ribas, 1473, em Campinas, SP
Fone: (19) 2121-0437 ou pelo site www.kalafuria.com
Foto: reprodução de www.tatto-net.de                
         

 
WATSU-TERAPIA AQUÁTICA


O watsu é uma terapia passiva onde exercícios de relaxamento e de alongamento são realizados dentro da água e por um fisioterapeuta na tentativa de combater o stress diário e outros problemas físicos, neurológicos e psíquicos dos seres humanos como artrite, câncer, traumatismo craniano, fibromialgia, dor miofascial, paralisia cerebral, autismo, distúrbio de atenção, depressão, traumas, entre outros.

Segundo a fisioterapeuta Juliana Sonni Biral, o watsu é a união entre trabalho corporal, atividade física e terapia. “Através do toque e da execução de movimentos suaves e lentos, o profissional consegue atingir diferentes esferas da vida do paciente e até por isto, o grau de confiança criado entre ambos deve ser grande para o sucesso desta terapia”, disse Juliana.

A profissional também falou que a atividade traz outros ganhos como a melhora da circulação local, o favorecimento do relaxamento muscular e da tranqüilidade respiratória, a redução de dores, a oxigenação das células, a diminuição da rigidez causada por patologias, além de promover bem-estar geral. “O trabalho realizado dentro da água é personalizado, indolor e compatível com as necessidades de cada paciente”.

O ambiente da clínica ou academia é preparado para a realização das sessões de watsu como o uso de músicas instrumental ou clássica, iluminação neutra, piscina aquecida (32 C) e profunda, além de flutuadores. “Piscinas rasas estão descartadas e o ideal é que a água bata no tórax do fisioterapeuta, possibilitando a flutuação do paciente e a execução perfeita dos movimentos. Algumas pessoas chegam até a adormecer durante a sessão de tão relaxadas que ficam”, comentou Juliana.

Como em qualquer outra terapia, não há como determinar o tempo ou o número de sessões necessárias para amenizar cada patologia citada acima. “As pessoas podem fazer watsu durante toda a vida e desfrutar de seus benefícios por um longo período. A cura vem com o tempo e das formas mais surpreendentes!”, concluiu Biral.

Foto:www.aquatictherapist.com

 
KARATÊ

Arte marcial criada pelos japoneses, o karatê é uma opção para mulheres que desejam aprender técnicas de defesa pessoal, de autocontrole e ainda, conquistar um condicionamento físico completo. Resultados estéticos positivos podem ser alcançados após quatro meses de treinamento intenso, onde pernas, abdômen e glúteos são as partes do corpo mais beneficiadas com a repetição e a intensidade dos golpes aprendidos. Ao todo, 800 kcal são queimadas em uma hora de treino.
Segundo o professor da modalidade Fábio Porto Aranha, o karatê traz muitas outras vantagens a seus praticantes como o desenvolvimento e melhora da coordenação motora, do controle emocional, da disciplina e postura pessoal. Além disto, o esporte também favorece o ganho de força, lateralidade e resistência. “O aluno é estimulado a sair de sua zona de conforto e enfrentar seus próprios medos, por isto mulheres corajosas e que não têm medo de apanhar estão optando pelo karatê”, disse Fábio.
A evolução dentro do esporte acontece através da conquista de oito faixas distintas, sendo que o limite do profissionalismo se dá quando o atleta atinge o décimo grau da faixa preta. “O karatê tem uma particularidade e seus golpes devem ser aplicados na parte superior do tronco do adversário, sendo que a parte inferior do corpo só poderá ser atingida por rasteiras. Nesta modalidade, o atleta que bater muito é desclassificado da competição”, comentou Fábio. 
O professor também falou que o karatê pode ser praticado por qualquer pessoa desde que seja respeitado o limite de condicionamento físico de cada indivíduo. “A idade ideal para iniciar no esporte é a partir dos oito anos, mas eu tenho alunos mais novos e que começaram no karatê incentivados pelos pais”.   
Alguns cuidados devem ser tomados por quem deseja se aventurar no esporte como a escolha da academia e do professor. “Aconselho procurar profissionais que possuam formação universitária e técnica para aprender o karatê e evitar problemas e contusões futuras”, concluiu Aranha.

Onde fazer aulas de karatê: Centro Integrado de Artes Marciais, localizado na rua Santo Antônio Claret, 193, em Campinas (SP). Informações através do telefone: (19) 3387-2283.



GOLPES DE ESTÍMULO

Todo mundo sabe que praticar artes marciais e danças ajuda na melhora da capacidade aeróbica, na definição do tônus muscular, no desenvolvimento da coordenação motora, no equilíbrio e na noção de espaço, mas o que poucas pessoas têm consciência é que estas atividades também colocam o cérebro para malhar.
Segundo o cientista John Ratey, autor do livro O Cérebro – Um guia para o usuário, lutas marciais e danças são atividades mais lúdicas, fáceis de persistir e exigem que o corpo assuma diferentes posições ao mesmo tempo e em sincronia e por isto, é um forte estímulo mental. Entre no ritmo e golpeei algumas doenças neurodegenerativas com este tipo de exercício diário!     



FUJA DA PARADEIRA

Mulheres que passam horas na frente da televisão ou sentadas são as maiores vítimas de celulites, flacidez e da formação de culotes.  Para combater a gordura localizada, o sedentarismo e as calorias extras, o ideal é vocês fazerem alguma atividade física e adotarem uma postura ativa no dia-a-dia. Mas, se a preguiça falar mais alto ou se vocês não gostam ou não tem condições financeiras para freqüentar uma academia de ginástica, veja outras sugestões de atitudes benéficas para sua saúde e também para seu corpo. São elas:

- Permaneça o máximo de tempo possível em pé;
- Use sempre as escadas em substituição ao elevador;
- Abandone o controle remoto e levante do sofá todas as vezes que sentir vontade de trocar o canal de seu televisor;
- Aproveite o tempo ocioso na frente da televisão para fazer exercícios de alongamento, relaxamento ou até, abdominais;
- Substitua o telefone sem fio por outro tradicional e caminhe para atendê-lo sempre que for solicitado; 
- Utilize, pelo menos duas vezes na semana, um transporte alternativo como bicicleta, patins ou patinete para ir trabalhar ou ir para a faculdade;
- Não despreze o período de amamentação porque, além de benéfico para o bebê, a atitude elimina 800 kcal em um único dia;
- Gaste alguns minutos do seu dia brincando com filhos, irmãos, primos ou sobrinhos;
- A cada duas horas, dê uma voltinha pelo escritório para ajudar ativar a circulação sanguínea;
- Sempre que possível, dê uma força extra para sua mãe ou empregada doméstica com a faxina e arrumação da casa;
- Caminhe pelo seu bairro, nas proximidades de seu trabalho ou até mesmo, nos corredores dos shoppings e aproveite a oportunidade para resolver pequenas burocracias do dia-a-dia como ir ao banco, ao correio, a padaria entre outros lugares;
- Leve seu cachorro para passear todos os dias. Este carinho extra com o bichano ajuda na eliminação de 200 kcal em 30 minutos de diversão;
- Faça massagens como drenagem linfática, modeladora entre outras que estimulam as gorduras localizadas e os principais pontos de retenção de líquidos do corpo;
- Escolha um cd e dance até seu corpo pedir uma trégua na diversão;
- E faça sexo! Trinta minutos de sexo gastam 300 kcal. 
 Foto: reprodução de www.donasara.blogspot.com    
 

    

 
PATINAÇÃO

Sentir o vento batendo no rosto, a sensação de deslizar sobre rodas e a possibilidade de vencer grandes distâncias em um período de tempo menor até parece brincadeira de criança, mas a patinação é uma atividade aeróbica que queima calorias, ajuda no fortalecimento dos glúteos, abdômen, pernas e pode ser uma maneira descontraída e diferenciada de se exercitar diariamente.
O primeiro centro de patinação do mundo foi inaugurado em Paris, na França, em 1876 e até hoje, os parisienses e pessoas dos quatro cantos do mundo são adeptas desta mania, especialmente durante o verão. Parques, praças e academias são os ambientes normalmente usados para a patinação recreativa, mas há os corajosos que encaram o asfalto e o trânsito em cima deste veículo; tudo em prol de um estilo de vida mais saudável, mais econômico e menos poluente.
Diferentemente dos patins tradicionais (com quatro rodinhas e uma tira de couro que prendia os pés), os usados na atualidade possuem suas rodas centralizadas (versão in-line) e se assemelham muito aos patins usados no gelo. A compra acertada destes pode evitar acidentes e possíveis ferimentos, por isto escolha um modelo compatível com seu nível de prática e também, com seus pés antes de iniciar na atividade.                
Em entrevista, a professora de educação física Flávia Barros falou sobre o assunto e ressaltou os benefícios da patinação para o corpo e a mente. 
   
Derretendo calorias
Em uma velocidade alta, a patinação pode queimar até 650 kcal por hora. Já em velocidade média, as calorias caem para 330 kcal/hora, mas esta queima calórica varia de pessoa para pessoa dependendo do seu metabolismo, peso, velocidade de patinação, percurso praticado e intensidade do esforço.

Pontos positivos  
Melhora do sistema cardiorespiratório, aumento da massa muscular dos membros inferiores e definição desta musculatura. Além disto, a patinação também ajuda na redução do percentual de gordura, no fortalecimento dos tendões, no ganho de flexibilidade, no aumento da amplitude articular e na eliminação do estresse.

Ganhos pessoais
A principal habilidade desenvolvida com a patinação é a estabilidade corporal, especialmente do tronco e dos membros superiores que auxiliam na adaptação da mudança do centro de gravidade do corpo do praticante. A pessoa também desenvolve agilidade, velocidade, capacidade de reação e de coordenação motora.

Protegendo a máquina
Para a proteção corporal, o uso de acessórios como o capacete com proteção reforçada na parte posterior da cabeça, joelheiras e cotoveleiras são indispensáveis. Alguns patinadores também usam protetores de punhos para maior conforto e liberdade durante a execução dos movimentos e das manobras.   
Fazer exercícios de alongamento para que o corpo possa se preparar para o esforço que será submetido, principalmente a musculatura anterior e posterior das coxas, tornozelos e panturrilhas são essenciais.
Beber bastante água para prevenir a desidratação, manter o corpo na temperatura adequada e favorecer na recuperação física após a prática. 

Atenção redobrada
Pessoas com problemas ortopédicos ou posturais, especialmente nos joelhos e na coluna lombar, cardiopatas, hipertensos não devem iniciar a atividade sem uma orientação médica. Grávidas e sedentários também devem procurar orientação de um profissional de educação física, além de consultar um médico.

Estímulo verbal
Um estilo de vida saudável previne contra doenças e em conjunto com uma dieta equilibrada alivia as tensões do dia-a-dia e atua como fator condicionador para o aumento da longevidade. Exercícios como patinação devem ser praticados como um hábito prazeroso e não de forma muito intensa que resultará em possíveis lesões, fadiga ou exaustão.

Foto: reprodução de www.cyberdiet.terra.com.br   

 
REFLEXOS DO SOL

O sol está sendo considerado um dos grandes vilões da atualidade. Seu efeito acumulativo gera prejuízos orgânicos causados pelos raios ultravioletas como manchas e fotoenvelhecimento. 
Os raios UVA possuem baixo nível de energia, demoram para bronzear e para produzir queimaduras, porém penetram mais na cútis chegando até a atingir a derme (camada mais profunda da pele) e se transformar em um dos causadores do envelhecimento precoce.
Já os raios UVB penetram até a epiderme (camada superficial da pele) e por isto, bronzeiam e podem precipitar o aparecimento de lesões cancerígenas e queimaduras mais intensas.
A ação conjunta de ambos resulta no aparecimento de rugas, no aumento do número de queratinócitos, no aumento da espessura da camada córnea, no desencadeamento da flacidez e no aparecimento do distúrbio de pigmentação.
O uso de protetor solar, chapéus, bonés e óculos de sol no dia-a-dia é essencial no combate destes males, além da realização de tratamentos estéticos preventivos.   
Foto:reprodução de www.ouropretopiscinas.com.br 

 
PEELING FACIAL

Método eficaz, preventivo e rápido no combate as manchas de sol (menasmas), cicatrizes de acne, problemas com espinhas, rugas finas, pele seborreica; o peeling facial também é uma alternativa para quem deseja aumentar a produção de colágeno e postergar a flacidez facial.
Feito com ácidos de baixa concentração, este tipo de descamação facial é superficial e até por isto,  envolve um baixo risco de complicações, baixa fotossensibilidade (sensibilidade a luz) e é  um dos tratamentos estéticos mais democráticos da atualidade porque pode ser realizado nas mais distintas peles.
Em entrevista, a esteticista e fisioterapeuta com especialização em dermatofuncional Silvia Cristina Gusman Molina falou sobre o assunto.     

Passo a passo
O processo inicia-se uma semana antes com a realização de uma limpeza de pele. No dia da aplicação do ácido, a pele é novamente higienizada com loções e somente depois, estará pronta para receber a química. O passo seguinte consiste em interromper o procedimento com a aplicação de um neutralizador e água corrente. Para alcançar melhores resultados, todas as etapas são repetidas e a sessão termina com a aplicação de um filtro solar.
O tratamento não tem um tempo certo de duração, tudo depende da condição da pele de cada cliente e também, dos resultados obtidos após a realização de cada sessão de peeling.  

Cuidados necessários
Após a realização do peeling, usar sempre o filtro solar, reaplicando-o a cada quatro horas. Não  usar hidratantes ou outros cremes faciais e nem maquiagens durante alguns dias. Fuja também de banhos quentes e da exposição solar por um tempo.

Sinal vermelho
O peeling é contra-indicado para mulheres grávidas, pessoas com ferimentos, herpes ou que estejam no período pós-operatório. Além disto, peles sensíveis ou que apresentam vermelhidão solar não são ideais para receber ácidos. Outra restrição ao tratamento é nunca fazer uma sessão de peeling logo após ter realizado depilação facial.

Hidratação
Após alguns dias da realização do peeling, a sugestão é fazer uma hidratação facial porque a pele estará sensível e já apresentando descamações no local. O processo de hidratação é simples e se inicia com a realização de uma nova higienização na face seguida por sua esfoliação e a aplicação de uma máscara hidratante. O uso de bandagens e vapor também é benéfico para a hidratação, bem como a reaplicação de uma nova solução hidratante e o uso de filtro solar.

Clareamento de manchas
Nos casos de manchas de sol (menasmas), os cuidados devem ser redobrados e por isto, após o feitio do peeling e da hidratação facial, também é aconselhado a realização de um tratamento clareatório. Este pode ser iniciado com algumas sessões clínicas e estendido para o ambiente doméstico com a aplicação de cremes clareadores à base de azueleno e camomila que potencializam o trabalho realizado pela profissional e minimizam as manchas. 

Conselhos da profissional
- Sempre procurar profissionais especializados para a realização de procedimentos estéticos,
- Observar as condições da clínica ou do local da realização do tratamento,
- Atentar para a realização de testes prévios ao procedimento com o objetivo de constatar alergias ou sensibilidade extremada. Se estes sintomas aparecerem após a realização do peeling, aplicar somente água gelada no local e consultar um médico dermatologista imediatamente.
- O outono e inverno são as estações ideais para a realização de tratamentos estéticos envolvendo o uso de ácidos.
 
Onde fazer peeling facial: Estética e Cia localizada na rua Tenente Nicolau Maffei, 1127, Presidente Prudente (SP). Fone: (18) 3222-4324
 
Foto: reprodução de www.annyta.com  
        

 
MUSICOTERAPIA

O tom do tratamento é dado com a utilização de músicas, de sons, do corpo e até do próprio silêncio. Com o objetivo de integração e adaptação social, comunicação e autoconhecimento, a musicoterapia também funciona como estímulo para o desenvolvimento psicomotor e sensorial, favorece o processo de concentração e memória, além de facilitar na elaboração de traumas e de outros entraves emocionais.
Sem contra-indicação e especialmente aconselhada para casos de distúrbios de aprendizagem, hiperatividade, deficiência mental, transtornos abrangentes ao desenvolvimento, transtornos psíquicos, terceira idade e pessoas que buscam o autoconhecimento, esta terapia trabalha o ser humano globalmente e até por isto, vem sendo incorporada em ambientes hospitalares, clínicas, consultório e complementando o trabalho já realizado por outras especialidades como fisioterapia, a psicologia, a medicina entre outras.
O tratamento depende da vontade e da disponibilidade do paciente ou aluno e este pode ser realizado de duas maneiras distintas: ativamente ou passivamente. No primeiro caso, a pessoa tem liberdade para criar suas próprias músicas e interagir com diferentes instrumentos musicais. Já no modo passivo, o aluno assume papel de ouvidor e passa a batuta para o professor.   
Segundo o musicoterapeuta André de Paula Lima e Oliveira Lopes, o profissional tem que ter certa sensibilidade para identificar o que o aluno necessita naquele momento e adequar as técnicas aos seus interesses pessoais. “Com crianças hiperativas, eu parto do oposto, ou seja, as permito descarregar as energias em algum instrumento musical para somente depois, eu focar em outros exercícios”, disse André.
As sessões terapêuticas podem acontecer individualmente ou coletivamente, mas grupos são formados somente quando há compatibilidade entre os participantes. “O ideal é que seja feita, pelo menos, uma sessão de musicoterapia durante a semana e o tratamento não tem data marcada para terminar, mas dois anos são suficientes para alcançar resultados positivos”, comentou Lopes.
O musicoterapeuta também falou que não há uma orientação educacional durante o tratamento. “Os alunos não aprendem a ler partituras e nem, a tocar um instrumento específico. Eles têm acesso a vários instrumentos e podem explorá-los à vontade durante as aulas. O professor somente intervém nesta escolha quando há uma fixação por um único instrumento e é preciso descobrir o que há por trás deste comportamento”.
O contato dos seres humanos com a música pode resultar em grandes benefícios à saúde, mas também pode proporcionar a todos seus adeptos a oportunidade de enfrentar os problemas diários ou o contato com a realidade de maneira mais harmoniosa, alegre e lúdica.  

Para ler: Definindo Musicoterapia, de Keneth Bruscia e Teoria da Musicoterapia, de Rolando Benenzon.
Onde fazer sessões de musicoterapia: Instituto Musical Cultural Souza Campos
www.imcsouzacampos.com.br ou pelo fone: (19) 3212-2981   
                
Foto:  Reprodução de www.antroposmoderno.com

 
EVOLUÇÃO DO SURF

O stand up surf ou stand up paddle foi a grande novidade dos esportes aquáticos no último verão, mas a “onda” de surfar usando pranchas maiores, mais largas e com um remo nas mãos não terminou com a chegada do outono. Surfistas veteranos e iniciantes no esporte continuam entrando nas águas salgadas atrás de diversão e de uma nova modalidade esportiva.    
Segundo o professor de stand up surf Thiago Ferrão de Souza, a principal diferença do stand up e do surf é que, no primeiro as remadas são sempre realizadas em pé e com o auxílio de um remo feito de carbono, enquanto que no surf tradicional estas são executadas com as mãos e com o esportista deitado sobre a prancha. “O primeiro passo para os iniciantes é aprender a se equilibrar em cima da prancha e coordenar as remadas com as entradas nas ondas, por isto águas calmas e ondas pequenas são as ideais para quem está começando no stand up surf”, disse Thiago.
O profissional também falou que o número de homens e mulheres que o procuraram para aprender o stand up surf nos últimos meses foi igualitário, mas ele confirmou a tendência de que as mulheres estão buscando, cada vez mais, uma atividade física para acabar com o tédio nas areias. “Uma aula de stand up é um ótimo exercício para quem deseja fortalecer as pernas e a região abdominal, acentuar a cintura e alcançar um bom condicionamento físico, além de ser uma maneira gostosa de gastar 500 calorias, em uma hora e meia de atividade”.
Já o iniciante no esporte e engenheiro Sandro Teixeira afirmou que o esporte exige alta concentração e envolve grandes desafios porque, mesmo em momentos de calmaria no mar, o esportista deve continuar se equilibrando em cima da prancha, sem sofrer quedas. “Encontrei no stand-up surf a oportunidade de diversificar meus exercícios e variar o estímulo físico. Minha prática esportiva se restringia, até o momento, na realização de corridas diárias, aulas de natação, musculação e pilates. Agora, eu vou fazer algo diferente nos meus finais de semana e aproveitar muito mais a praia e a natureza”, concluiu Sandro.
Algumas dicas de segurança foram dadas pelo professor da modalidade para conscientizar os novatos em território aquático. São elas:
- Procurar uma escola que tenha profissionais capacitados para aprender a modalidade,
- Manter a calma e a concentração em qualquer situação ocorrida dentro do mar,
- Fazer exercícios de aquecimento e alongamento antes de iniciar a prática esportiva,
- Estar bem nutrido, hidratado e protegido antes do início das aulas,
- Sempre surfar com um amigo,
- Avisar os pais que irá surfar,
- Marcar ponto fixo na terra,
- Analisar as condições e identificar possíveis correntezas no local,
- Ter cuidado com banhistas, surfistas e embarcações marítimas,
- Manter distância de outros alunos,
- Evitar cair perto da prancha e sempre, proteger o rosto com as mãos durante estas quedas,
- Carregar a prancha ao lado do corpo.          

Praias bacanas para surfar: Silveira (SC), Matinhos (PR), Maresias (SP), Itamambuca (SP), Prainha (RJ), Scar Reef (BA), Francês (AL), Baía Formosa (PB), praia da Pipa (RN), Paracuru (CE) e Fernando de Noronha (PE).

Onde fazer aulas da modalidade: Escola Riviera, em Riviera de São Lourenço (litoral norte de SP)
Informações: www.escolariviera.com.br ou (13) 33131027.       
Fotos: a arquiteta Ana Paula Rathis ilustra as  fotos da Escola Riviera de Surf 



DANÇA DE SALÃO

Deslizar pelos salões com graça, leveza e espontaneidade como fazia Fred Astaire e sua parceira Ginger Rogers nos clássicos filmes da década de 30 não é missão impossível!
As aulas de dança de salão ajudam quem deseja dar os primeiros passos e fazer bonito em festas e bailes da atualidade. Já para os apaixonados, estas aulas servem para aprimorar o conhecimento adquirido e também como exercício físico.
Atividade com vários benefícios à saúde, a dança de salão engloba características disciplinadoras, harmoniosas, relaxantes, interativas, além de fazer um bem danado para o corpo e para a alma!
Em entrevista, o professor Bruno Franchi falou sobre o assunto e confirmou o crescente interesse dos jovens pela modalidade.    
        
Pontos positivos
A atividade melhora o condicionamento físico, o fortalecimento muscular e o equilíbrio pessoal. Ela também ajuda na coordenação motora, na queima calórica, na eliminação das tensões e no aumento da vitalidade individual. Além de todos estes benefícios, a modalidade também possibilita o indivíduo entrar em contato com emoções distintas e até por isto, favorecer o desenvolvimento de um trabalho de superação de frustrações, de limites pessoais e da melhora da autoestima.  

Sinal amarelo
A atividade traz benefícios para quem realmente gosta de dançar, mas não é solução para os males da vida real. Ela não tem poder curativo sobre doenças psicológicas e nem em crises conjugais.

Gêneros 
No curso básico, o aluno aprende os principais passos de samba de gafieira, bolero, forró, salsa e rock soltinho (característico das décadas de 50, 60 e 70). Conforme sua evolução, outros ritmos são explorados nas aulas como o tango, samba rock, zouk, valsa e as danças esportivas. Em média, os alunos demoram um ano para dominar os passos destes principais gêneros.

Sempre confortável
O ideal é que o aluno frequente as aulas usando roupas leves e sapatos confortáveis como sapatilhas ou tênis específicos para dança. As mulheres devem evitar o uso de saltos muito altos, chinelos ou tamancos.

Afinando a silhueta
Apesar da modalidade ser um exercício de baixo impacto, uma aula de uma hora e meia chega a queimar de 300 a 500 calorias.    

Perfil dos alunos
Atualmente, a maioria dos meus alunos está entre 18 a 40 anos e, somente 10% dos matriculados pertencem à terceira idade. Muitos jovens nos procuram porque realmente querem aprender a dançar e hoje, há um crescente interesse por esta atividade.

Influência da mídia
Atrações como a Dança dos Famosos, do Domingão do Faustão ou novelas como Caminho das Índias ou Malhação não influenciam no aumento de interessados pela modalidade. Mas, anos atrás, estes mesmos programas incentivaram um boom dentro das academias.
Meu desejo é que a dança de salão seja, futuramente, tema principal de alguma obra de arte nacional.           

Saiba mais sobre o assunto: www.casadadanca.com ou pelo fone (19) 3213-7965
Dicas de filmes: Chega de Saudade, Dança Comigo e os clássicos Roberta, A alegre divorciada, Amor da minha vida e Vamos dançar.
Foto: reprodução de www.cache02.stormap.sapo.pt 
 

 
VINHOTERAPIA

Sem dúvida, o vinho é uma bebida única e que possui propriedades particulares e benéficas à saúde. Na Idade Média, ele era usado em tratamentos de feridas e de outros males. Hoje,  o consumo moderado da bebida favorece o aumento do bom colesterol (HDL) e a diminuição do mau colesterol (LDL) do sangue, reduzindo o risco de aterosclerose e de possíveis infartos.
Além disto, o vinho melhora a digestão, propicia a produção de gastrina (hormônio regulador das funções estomacais) e, contém tiramina (substância que favorece a produção de noradrenalina) útil para combater o estresse.
Mas, as propriedades dos vinhos também podem ser aplicadas em favor da beleza e em procedimentos estéticos. A vinhoterapia é um tratamento que se baseia no calor e na ação de determinadas substâncias presentes no vinho tinto e que, favorece a redução de medidas corporais, revitaliza e hidrata a pele, reduz líquidos, combate dores musculares, ajuda na aceleração metabólica, além de outros benefícios estéticos ou voltados ao bem-estar humano.
A massoterapeuta Andréa Piusi falou sobre o assunto e incentivou a prática da vinhoterapia durante a próxima estação.               

- O que é vinhoterapia?
Andréa: Tratamento estético facial e/ou corporal, onde os produtos usados possuem ativos ricos em polifenóis (o mesmo contido nas cascas e sementes das uvas, conhecido por seu poder antioxidante, anti-radicais livres e que são eficazes contra o envelhecimento da pele).
É uma técnica usada para redução de medidas, pois os ativos presentes auxiliam no combate das gorduras localizadas e celulite.
- Que tipo de vinho é usado nesta terapia?
Andréa: O vinho tinto é o mais rico em polifenóis (possui cerca de mil substâncias, além dos flavonóides) e supera a vitamina E em mais de 80% favorecendo, a firmeza e a elasticidade da pele.
- Qual a temperatura ideal do vinho?
Andréa: A temperatura do cálice de vinho que é oferecido para a cliente é sempre ambiente, mas as bandagens usadas durante a terapia estão de 40 e 42 graus Celsious.
- Quais são os benefícios desta técnica?
Andréa: Nos tratamentos faciais, a vinhoterapia engloba desde a gomagem (esfoliação da pele para a eliminação de células mortas e renovação celular) até, máscaras hidratantes e rejuvenescedoras.
Já nos tratamentos corporais, os benefícios da técnica são vastos e podem englobar a desintoxicação e perda de medidas, a revitalização e hidratação da pele, a redução de líquidos retidos, o combate de dores musculares, a aceleração metabólica (a cada um grau de elevação da temperatura corporal, acelera-se 13% do metabolismo humano) e também, como forma de relaxamento e combate ao stress.
A perda de medidas pode chegar a acontecer já na primeira sessão de vinhoterapia, tudo graças aos produtos ricos em polifenóis, entre eles os flavonóides e a associação de um mix de técnicas estéticas e manobras, além da ingestão do vinho propriamente dito.
- Quais as etapas envolvendo uma sessão de vinhoterapia?
Andréa: Quando o objetivo é destóxi redução, primeiramente é feito um questionário sobre o estado de saúde da cliente, além da retirada das medidas corporais. Logo em seguida, é feita a gomagem (esfoliação corporal).
O vinho é utilizado em dois momentos distintos durante a sessão de vinhoterapia: em uma primeira etapa, através da ingestão de um cálice da bebida e a realização de manobras específicas de modelagem ou estimuladora dos gânglios linfáticos. Estas manobras são realizadas com produtos específicos e que contenham uma concentração adequada de oligoelementos e outros ativos que potencializam a queima de gordura e o combate à celulite.
Terminada a massagem, as regiões com intenção de redução específica recebem uma mistura de vinho tinto, argila lifting, sais termolipotrópicos e águas duras. Depois do pincelamento desta pasta, as partes são envolvidas em filme osmótico e em seguida, recebem o aquecimento de duas mantas, uma de infravermelho e outra aquecida.        
A finalização da sessão acontece com uma ducha para a retirada dos restos da mistura e, novamente, a conferência das medidas e do peso da cliente.
Já para as sessões de revitalização da pele, hidratação ou anti-stress, faz-se a higienização da pele, algumas manobras da terapia escolhida e ainda, um banho de imersão onde óleos essenciais, pétalas de rosas e ervas aromáticas são misturadas ao vinho.
- Há um estímulo interno com a ingestão do cálice de vinho?
Andréa: Acredita-se que o vinho acelera o metabolismo, causa um aquecimento interno e auxilia na circulação sanguínea, o que potencializa a entrada dos ativos externos.
Caso a cliente não possa ingerir álcool, dois cálices de suco de uva concentrado e sem açúcar são oferecidos a ela.
- Quanto tempo demora cada sessão de vinhoterapia?
Andréa: Para a destóxi redução, são necessárias duas horas. Já as sessões dos demais tratamentos, uma hora é suficiente.
- Quais são os conselhos e sugestões para nossas leitoras?
Andréa: Aconselho as leitoras a fazerem uma sessão de vinhoterapia antes de fechar um pacote completo do tratamento. Com esta atitude, elas poderão conhecer as reações de seus  organismos.
Desaconselho pessoas hipertensas, hipotensas, hipoglicêmicas, com intolerância as altas temperaturas, com antecedentes oncológicos ou com infecções e lesões na pele a fazerem a vinhoterapia.               
Outra dica é se alimentar, duas horas antes do início da sessão, com proteínas e fibras, abolindo, no dia posterior à sessão, o consumo de carboidratos.
Para finalizar minhas sugestões, a última dica é ingerir dois litros de água diariamente.

Onde fazer sessões de vinhoterapia: no espaço estético localizado na av. Paulo Correia Viana, 1128 – Pq Jambeiro/Pq Prado, Campinas (SP) e informações complementares pelos
Foto:reprodução de www.cosmeticnow.com.br

 
SHIATSU-CURA NATURAL Massagem profunda, com a realização de toques intensos e uma transfusão de energia, o shiatsu busca a harmonia entre corpo e mente. Em um piscar de olhos é possível deixar para trás sofrimentos físicos e emocionais através do estímulo de toda a extensão das linhas de movimentação de energia (meridianos) e com isto, liberar as tensões, abrir caminhos, relaxar, aliviar dores e estabilizar o fluxo energético da pessoa. 
Atualmente, dois tipos de shiatsu são encontrados em clínicas, centros estéticos e academias de todo o país. Um é o zen shiatsu que é realizado no chão e favorece uma maior mobilidade dos profissionais e o outro, é o shiatsu tradicional que é realizado em uma maca ou divã.
Segundo a massoterapeuta Mirian Amaral de Campos, dores como tendinite, incômodos lombares ou na região do pescoço são amenizadas com o shiatsu. “A massagem favorece o retorno, ao estado normal, das fibras musculares, além de melhorar a circulação e a irrigação sanguínea para as células e órgãos dos indivíduos”, disse Mirian. 
A massoterapeuta também recomendou mulheres vítimas de tensão pré-menstrual (TPM), cefaléias constantes ou que possuam baixa imunidade a fazerem shiatsu regularmente. “O único cuidado é esperar uma hora após as refeições para a realização da massagem, evitando com isto, quedas de pressão ou mal-estares repentinos”.
A profissional sugere a realização de duas sessões semanais para quem visa a desfrutar dos benefícios desta terapia oriental. “De um modo geral, ao final de cada sessão, o paciente se sente mais disposto e alegre”, comenta Mirian.  
O shiatsu é contra-indicado para grávidas, portadores de Parkison e câncer, além de pessoas com pressão alta ou que tenham doenças infecto-contagiosas ou ainda, que tenham realizado cirurgias recentemente.  
Como qualquer outra massagem, o shiatsu conta com o toque pessoal e até por isto, os profissionais atuantes na área adotam algumas atitudes durante o desempenho de suas atividades para que as trocas existentes entre cliente e massoterapeuta sejam favorecidas. “Quando chego em casa após um dia de trabalho, lavo minhas mãos, meu pescoço e reservo alguns minutos para andar descalça. Atitudes como estas ajudam equilibrar minhas próprias energias porque, o profissional acaba doando muito de si durante uma sessão de shiatsu”, observa a massoterapeuta.
Outra atitude adotada por ela é respirar calmamente durante a execução das manobras. “Realizo uma respiração toráxica, inspirando e expirando o ar suavemente durante todo o tempo da massagem”.
A profissional finalizou a conversa frisando a importância da adoção de uma vida mais saudável, mais equilibrada e com qualidade como forma de alcançar bem-estar, saúde física e mental nos dias atuais, além da adoção de terapias alternativas como o shiatsu, a reflexologia e o reiki.
  
Dica de leitura: Zen Shiatsu – como harmonizar o yin/yang para uma saúde melhor, de Shizuto Masunaga.
Foto:reprodução de www.dicasfemininas.net
 
BAMBUTERAPIA

Técnica francesa criada por Gil Amsallem, a bambuterapia ou massagem com bambu é a novidade no combate à celulite. Movimentos de deslizamento, fricção e amassamento são usados, durante toda sessão, para estimular as glândulas e, proporcionar com isto, um efeito drenante e redutor de gordura.
Esta terapia também é indicada para quem deseja alcançar bem-estar ou até, amenizar alguns problemas de saúde. Suas manobras favorecem o relaxamento, a desintoxicação, a melhora na postura, o combate da tensão pré-menstrual (TPM) e seus principais sintomas, além de auxiliar seus adeptos a encontrar o ponto de equilíbrio emocional.
Os bambus agem como se fossem um prolongamento dos dedos do profissional e isto, favorece o alcance de todas as regiões do corpo da cliente e explica parte do atual sucesso da massagem com bambu.  
Segundo a massoterapeuta Amanda Cristina Leal de Oliveira, cada sessão tem duração de uma hora e é dividida em etapas. “A primeira parte consiste na esfoliação do corpo da cliente, seguida pela aplicação de cremes ou óleos essenciais, dependendo do objetivo pessoal. Em seguida, eu realizo algumas manobras de outras terapias como a drenagem linfática e reflexologia para, somente depois, introduzir os bambus e intensificar os movimentos e a pressão. Já sua finalização é feita através de movimentos de deslizamento nas costas de cada cliente”, disse Amanda.
A massoterapeuta sugere fazer duas vezes por semana a massagem, além de adotar hábitos saudáveis no dia-a-dia como a ingestão de dois litros de água, o consumo de uma alimentação balanceada e a prática esportiva. “Eu tenho clientes jovens que resolveram optar pela bambuterapia após constatar os resultados no corpo de suas próprias mães”, comentou Amanda.
A bambu terapia é contra-indicada para grávidas, portadores de doenças graves como câncer, infecções agudas, trombose, insuficiência cardíaca, problemas renais e diabetes.
 Foto:reprodução www.quebarato.com.br          


 

 
TREKKING

Esporte de aventura que mais cresce na atualidade, o trekking ou caminhada vem conquistando cada vez mais adeptos por ser uma atividade simplista, democrática e que privilegia o contato estreito com a natureza, bem como todos os desafios envolvendo esta aproximação.            
As vantagens de praticá-lo são muitas como a sensação de liberdade, a superação de limites e medos pessoais, a oportunidade de vivenciar momentos de interiorização durante o percurso, além de ser uma forma agradável de se exercitar.
O interesse crescente pela modalidade fez surgir inúmeras agências especializadas, que passaram a oferecer caminhadas para interessados de diferentes perfis. Tem trilhas leves para iniciantes, que duram algumas horas, até opções bem radicais, que exigem preparo físico e muita disposição para enfrentar as dificuldades no caminho.
Segundo o instrutor Carlos Eduardo Santalena, o trekking está abrangendo um público maior e misto. “Qualquer pessoa pode praticá-lo contanto, que respeite seus limites pessoais”. Ele também falou que diferentemente do rapel ou do rafting que necessitam de uma infinidade de equipamentos, o trekking utiliza-se, basicamente, de um par de botas e roupas apropriadas.
Já os maiores desafios enfrentados pelos praticantes da modalidade são os terrenos irregulares, a altitude, as plantas, a privação do conforto e o stress físico e mental. “Já presenciei situações onde a pessoa se descontrolou durante o trajeto ou se recusou a fazer o caminho de volta, juntamente com o grupo. Em casos extremados de comportamento, a postura do guia é acionar ajuda extra e os serviços da equipe de resgate”, comentou Santalena. 
Justamente para evitar problemas futuros durante o tempo de caminhada é que algumas recomendações foram feitas pelo instrutor. “Fazer uma análise de risco do local, conversar com nativos ou com alguém que já tenha feito a trilha para saber as particularidades da região e principalmente, procurar agências ou operadoras especializadas neste tipo de turismo é essencial!”, finaliza.
Equipamento de segurança e conteúdo da mochila
- Par de botas de cano médio,
- Par de papetes ou tênis com solado resistente,
- Calça com cordura e reforçada nos joelhos e bumbum,
- Camisa de manga comprida de dry fit,
- Boné protetor ou gorro,
- Bastão de caminhada,
- Repelente,
- Protetor solar,
- Cantil de água,
- Óculos de sol,
-Alimentos de fácil portabilidade como gel de carboidrato, frutas, pão branco, barras de cereais entre outros. 
Rotas e trilhas: Interior de SP (Caminho do Sol, Brotas, Campos do Jordão, Joaquim Egídio, São Pedro, Socorro), Litoral de SP (Ubatuba, Ilha Bela, Boiçucanga, Riviera de São Lourenço), Serra do Cipó (MG), Chapada dos Veadeiros (GO), Serra Fina, Travessia Petrópolis-Teresópolis (RJ), Parati (RJ), Volta da Ilha Grande (RJ), Trindade (RJ), Rio de Janeiro (RJ), Bonito (MS), Caminho das Missões (RS), Parque Estadual do Pico do Paraná (PR), Serra Aranha (CE), Chapada Diamantina (BA) entre outras.
Quem organiza os passeios: Grade Cia de Aventuras/fone: (19) 3241-9709
Obras de arte que exploram o tema:
Filmes: Na Natureza Selvagem, Limite Vertical.
Livro: Brida, de Paulo Coelho
                    



TAEKWONDO

Esporte dinâmico e de origem coreana, o taekwondo vem despertando o interesse das mulheres por ser uma atividade que surte resultados estéticos rápidos, além de ser uma modalidade de arte marcial que estimula o desenvolvimento da coordenação motora, da autodefesa, da autoconfiança e principalmente, do equilíbrio emocional.
Ao todo, são 700 calorias queimadas em uma aula da modalidade, onde a parte inferior do corpo como pernas, coxas, bumbum e abdômen, é a mais trabalhada.
O professor Agnaldo Martins sugere treinar, no mínimo, três vezes durante a semana para alcançar resultados positivos, sejam eles estéticos ou comportamentais. “O taekwondo é uma boa diretriz para as adolescentes porque as transforma em pessoas capazes e equilibradas”.
Os quatro pilares que sustentam o espírito desta arte são: cortesia, integridade, perseverança e espírito indomável ou domínio sobre si. Estes princípios são repassados para os alunos através do aprendizado das técnicas de defesa, da nomenclatura dos golpes e também do desenvolvimento técnico propriamente dito. “Somente quando o aluno tem domínio destes elementos é que estarão aptos a prestar exame e, consequentemente, mudar de faixa”, disse Agnaldo.
O profissional também esclareceu que a ascensão dentro do esporte acontece rapidamente. “De três a cinco anos é possível chegar à faixa preta e trilhar o caminho do profissionalismo. A Natália Falavinia alcançou este patamar em pouco mais de um ano, mas ela é uma atleta dedicada e disciplinada”, comentou Martins.
Pessoas com problemas nas articulações ou que não possam sofrer impactos, além de cardiopatas, grávidas e crianças menores de quatro anos não são incentivadas a praticar o taekwondo. “Baladeiros e fumantes também acabam se auto-excluindo do esporte porque não agüentam o ritmo das aulas e nem se identificam com a filosofia da modalidade”, afirmou Agnaldo.
A monotonia passa longe das aulas de taekwondo e até por isto, alguns materiais são usados para incrementar as aulas como saco de pancada para chutes, raquetes, torre de chute e aparadores.  “Os iniciantes não precisam se preocupar com possíveis lesões porque, o uso de equipamentos de segurança como caneleiras, antebraços, protetor de tórax, capacete, protetor genital, de seios e de boca são obrigatórios durante as aulas”, finaliza o professor.     
Onde aprender os primeiros golpes:
- Golden Fitness Academia/ fone (19) 3249-3090,
- Ginásio do Guarani Futebol Clube/ fone (19) 2136-3434
- Extreme Academia/ fone (19) 92567735      



TATTOO

Foi-se o tempo que tatuagem estava associada à marginalidade. Hoje, exibir desenhos pelo corpo é uma forma de expressão e extensão da própria personalidade. 
Como qualquer outra marca publicitária que necessita de cuidados especiais durante a construção de sua imagem, a tatuagem também exige, de seus realizadores, criatividade durante a concepção do desenho, na escolha das cores e finalmente, na apresentação do produto acabado.
Ao longo do tempo, novas técnicas foram criadas para melhorar a qualidade estética desta arte e também, para aumentar o tempo de vida dos desenhos e a segurança dos profissionais e clientes. 
Para falar sobre as tendências, os cuidados necessários com o desenho e também sobre as condições propícias para a realização da tatuagem, nossa repórter foi conversar com o tatuador Marco Aurélio Vieira Ogg.  Leia a entrevista abaixo:       
 
Cútis intacta
Tatuagens não são indicadas para pessoas de peles sensíveis ou que tenham restrições dermatológicas ou ainda, diabéticos.

Restrições
Menores de 18 anos podem fazer tatuagem somente com autorização dos pais ou responsáveis.

Precauções
Observar se o tatuador usa material descartável e esterelizado. O ideal é que este seja aberto na frente do cliente para maior segurança de ambos. Além disto, o uso de máscara, luvas e roupa protetora são essenciais.

Cuidados com a tatuagem 
Uma bandagem protetora envolverá a tatuagem em suas primeiras horas. Após a retirada desta proteção, o ideal é lavar o local somente com água e sabão neutro, além da aplicação de um creme como o B-Panthol, duas vezes ao dia, sobre o desenho.
Durante o período de recuperação da pele, é normal o aparecimento de cascas sobre a superfície e estas não devem ser cutucadas ou retiradas precocemente.
Já a exposição ao sol e as idas às piscinas ou saunas estão proibidas durante a semana posterior à realização da tatuagem. Mas, o uso do filtro solar está liberado para ajudar na proteção e manutenção do desenho. 

O que está na moda
Atualmente, as tatuagens enormes, coloridas e que cubram grande parte do corpo do indivíduo estão sendo muito requisitadas.
Outro modismo que permanece é a grafia de nomes de parentes e entes queridos ou os desenhos tribais. 
Uma novidade pouco vista e pedida no Brasil, são as tatuagens brancas ou feitas com tintas que brilham no escuro. “Acredito que esta moda não ganhe adeptos por aqui porque, depois de um tempo, as pessoas sentem necessidade de exibir seus desenhos”, afirmou Marco Aurélio.  
Tatuagens delicadas e simples como ramos de flores, borboletas e fadas continuam agradando, especialmente, as adolescentes ou iniciantes.

Démodé
Tatuagens de tamanho intermediário estão fora de moda, bem como tatuagens de personagens como a Betty Boop, patas de felinos, âncoras entre outras.

Dicas do tatuador
- Pesquisar, previamente, o significado de símbolos e letras;  
- Checar se o local escolhido para a realização da tatuagem possui as condições exigidas e ideais de trabalho como limpeza, presença de piso frio e azulejos nas paredes, além de agulhas específicas para tatuar.

Onde fazer sua tattoo: Gatto Matto Tattoo Studio/fone: (19) 3253-4348
                      

     
    




 



MERGULHO

Deslizar pelas águas assumindo uma postura de observador é a principal atitude dos adeptos deste esporte. O mergulho encanta e conquista porque é uma atividade calma, não competitiva e que privilegia o belo e outros atrativos naturais encontrados nos mares, rios, lagoas e cavernas.
Para melhor aproveitamento do cenário, o ideal é que o mergulho seja feito em águas claras e durante o dia, mas a magia da lua vem encantando alguns esportistas e hoje, mergulhos noturnos já são realizados.   
Em entrevista, o instrutor de mergulho Thiago B. Somera falou sobre a importância de participar de cursos preparatórios em escolas especializadas, bem como da necessidade de checar todo o equipamento antes de cair na água.  

Novatos no esporte
O curso para iniciantes é dividido em três etapas distintas. A primeira parte consiste em aulas teóricas onde algumas informações sobre padrões de segurança, equipamentos usados, cuidados necessários durante o mergulho, além de noções de fisiologia, física, química são repassadas aos alunos.
Na segunda etapa, que acontece dentro da piscina, os alunos irão colocar em prática a teoria aprendida anteriormente. Treinos para a montagem do equipamento são feitos nesta fase.  Ao todo, estas duas etapas absorvem 16 horas de aprendizagem.
A terceira parte do curso consiste no batismo dos alunos ou o mergulho propriamente dito. Este batismo acontece, normalmente, em águas salgadas e na companhia de toda a turma.

Batismo
O batismo consiste em quatro mergulhos distintos, com duração de 40 minutos cada e que são divididos em dois dias de um final de semana qualquer.
O primeiro mergulho consiste em um passeio pelas águas salgadas porque os iniciantes estão deslumbrados e ansiosos com a possibilidade de encontrar vida embaixo da água. Já nos outros mergulhos, os conhecimentos repassados anteriormente serão novamente testados. 

Quem deve permanecer em terra firme
- Pessoas recém-operadas;
- Pessoas com problemas pulmonares, cardíacos, auditivos ou respiratórios;
- Grávidas;
- Diabéticos;
- Pessoas gripadas; 
- Menores de 10 anos;
-Adolescentes menores de 18 anos e desacompanhados dos pais ou responsáveis.
  
Equipamentos usados
Os equipamentos necessários são: máscara, roupa de proteção, nadadeiras, lanternas, cinto de lastro, colete equilibrador, cilindro, conjunto regulador, luvas (opcional), snorkel e faca (equipamento de segurança).

Águas desconhecidas 
Para ter a garantia de um bom mergulho, aconselho procurar uma operadora local porque, além de conhecer os melhores locais, a empresa também irá disponibilizar instrutores para acompanhar o grupo durante o mergulho.

Conselhos valiosos
- Usar a Internet como ferramenta de busca na escolha de escolas e dos melhores locais para mergulhar;
- Fazer o curso de mergulho em escolas bem equipadas e renomadas;
- Checar se os instrutores da escola escolhida estão com suas credenciais em ordem. Para isto, pesquisar no site do Padi (órgão responsável pelo credenciamento de instrutores) www.padibr.com.br (Brasil) ou www.padi.com (exterior)
- Respeitar os limites de sua credencial. Iniciantes no esporte não devem ultrapassar 18 metros de profundidade e sempre, mergulhar em dupla ou trio para maior segurança; 
- Não se aventurar em mergulhos noturnos, profundos ou em cavernas;

Lugares bacanas para mergulhar no Brasil:
Bombinhas (SC), Bonito (MS), Ilha Bela (SP), Ubatuba (SP), Fernando de Noronha (PE), Chapada Diamantina (BA), Abrolhos (BA), Ilha Grande (RJ), Parati (RJ), Búzios (RJ), Arraial do Cabo (RJ), Guarapari (ES) entre outros. 

 
 
 

 
HIDROGINÁSTICA

Atividade prazerosa e eficaz, a hidroginástica fortalece pernas, glúteos e abdômen, além de melhorar a flexibilidade, o equilíbrio e o condicionamento físico de seus praticantes. Ao todo, são 800 calorias que se evaporam em uma única aula da modalidade sem o desconforto e o derramamento de gotas de suor tão presentes em outros exercícios de solo.
Democrática por natureza, a hidro possibilita que pessoas de todas as idades a pratiquem, independentemente de suas limitações pessoais. O sinal vermelho somente é acionado às pessoas lesionadas e crianças menores de 12 anos.  
Atualmente, a hidroginástica tem seu conceito associado à atividade voltada para a terceira idade, mas engana-se quem acredita neste mito porque seus exercícios mexem com todo o corpo e, em parceria com outras atividades físicas, podem proporcionar resultados estéticos positivos e transformadores dependendo da intensidade imposta.
Segundo o professor de educação física Orávio Fumagalli de Melo, a hidroginástica emagrece e pode modificar o corpo se associada a outras atividades como musculação, deep running, ginástica localizada, body pump entre outros exercícios aeróbicos. “A hidro não é terapia e eu tiro a máscara da atividade! Ela pode ser intensa dependendo do perfil da turma e das aulas”.
Devido ao impacto que a modalidade pode provocar, os interessados devem passar por uma avaliação médica e por outra física antes de pular na água. “A profundidade da piscina influencia sim no impacto dos exercícios. Piscinas profundas reduzem o impacto dos exercícios e são indicadas somente para quem já tem um histórico médico. Já as piscinas rasas favorecem quem realmente deseja malhar”, disse Orávio.
Realizados em grupo e ao embalo de músicas, os exercícios de hidro também podem ser incrementados com a utilização de alguns acessórios como pranchas, bolas, arcos, caneleiras, coletes, bastões, pesos e flutuadores, mas seus benefícios são mais abrangentes. “A hidro é benéfica à saúde porque, além das vantagens físicas citadas anteriormente e do favorecimento do relacionamento interpessoal, a atividade também traz benefícios psicológicos a seus praticantes. A mente fica mais tranqüila e a sensação de bem-estar aumenta depois de uma aula da modalidade”, comentou o professor.
 
Informações adicionais para você não se sentir um peixe fora d´água: 
- Traje ideal
Maiô inteiro, touca e sapatilhas aquáticas.

-Alimentação
Nunca entrar na água logo após a ingestão de alimentos pesados. Em caso do consumo de proteínas, esperar uma hora para fazer uma aula de hidroginástica. Já no caso de ingestão de carboidratos, o aconselhado é esperar, no mínimo, 30 minutos.
Outra dica do profissional é nunca entrar na água com o estômago totalmente vazio. Comer algo energético antes das aulas para evitar possíveis desmaios.   
 
      

 
CORRIDA NA AREIA A lista de vantagens sobre correr na areia é generosa. Com cenário estimulante e com a possibilidade de alternar passadas na areia batida, na areia fofa ou dentro da água, a corrida na praia se transformou em uma boa opção para quem deseja fazer exercícios físicos e ainda, aproveitar os atrativos naturais do ambiente.
Em entrevista, as professoras de educação física Priscila Aparecida Ribeiro dos Santos Oliveira e Graziela Beatriz Ferreira esclareceram algumas dúvidas a respeito desta modalidade.      

Quais são as vantagens de correr na areia?
Priscila: A principal vantagem é que o ambiente é melhor. Não há poluição e tantos  outros obstáculos encontrados nas ruas dos grandes centros. Além disto, correr na areia é mais estimulante do que correr no asfalto ou em esteiras.
A corrida na areia contribui para a estabilidade das articulações, favorece o fortalecimento dos músculos inferiores e melhora a resistência cardiorespiratória do indivíduo. Comparativamente, o cansaço físico é menor na areia do que no asfalto.
Outra vantagem de correr na areia é que, em média, 900 calorias são eliminadas em uma hora de corrida.  

Qual é a melhor opção: correr na areia fofa, na areia dura ou na água?
Priscila: Correr na areia fofa cansa mais e há um gasto calórico maior. Já a corrida com a água batendo na altura das coxas ajuda no fortalecimento da musculatura e no desenvolvimento da resistência. A corrida na areia dura ou batida é a opção mais leve e indicada para os inciantes na modalidade.   

O ideal é correr descalço ou de tênis?
Graziela: Eu aconselho correr de tênis porque seu uso protege as articulações mais utilizadas durante a atividade como os tornozelos e os joelhos. Além disto, correr descalço há um risco maior na contração de doenças ou na possibilidade de se machucar.
O tênis ideal é o de corrida, com solado duro e encontrado nas lojas especializadas em artigos esportivos. Não aconselho o uso de tênis “anfibio” ou outro tipo de calçado.

É interessante associar a corrida com outra atividade física para obtenção de melhores resultados estéticos?
Priscila: Sim. Se você associar a corrida com outra atividade aeróbica como a natação ou a hidroginástica, os resultados serão mais rápidos e visíveis.
A corrida trabalha a parte inferior do corpo, enquanto que as outras atividades mencionadas mexem com o corpo todo. Além disto, exercícios na água aumentam a resistência física e, muitas vezes,  tem poder relaxante sobre o corpo.

Quais são as principais desvantagens de optar pela corrida na esteira ou no asfalto ao invés da areia?
Graziela: A principal desvantagem é que o músculo entra em fadiga mais rapidamente durante a corrida na esteira ou no asfalto. Isto acontece porque há uma concentração maior da atenção dos corredores nos movimentos realizados e com isto, o stress acaba se instalando mais rapidamente durante as passadas na esteira.

Quais são as dicas e sugestões para os inciantes na modalidade?
Priscila e Graziela: Antes de começar qualquer tipo de atividade física, aconselhamos os interessados a fazer uma avaliação física com profissionais da área e também com uma nutricionista.
Outra dica é iniciar os exercícios físicos moderadamente, intercalando caminhadas com trechos de trotes antes da corrida propriamente dita.
A intensidade da corrida, bem como o aumento de tempo da atividade dependerá do desempenho individual. Para os iniciantes, treinar três vezes na semana é o suficiente.    
Outra sugestão é não finalizar o treino e a corrida abruptamente, reservar alguns minutos após seu término para uma pequena caminhada e exercícios de alongamento.
Não falar durante a corrida é outra dica das profissionais para os inciantes, bem como a utilização de músicas durante o trajeto. A música como uma companhia são elementos impulsionadores e estimulantes da pratica esportiva.

Mandamentos para os iniciantes
Traje
Usar roupas leves e confortáveis durante a corrida. Opte por camisetas com tecidos de alta tecnologia porque ajudam na eliminação dos suores. Evite correr na areia de biquinis porque as pecas não oferecem a sustentabilidade necessária para prática esportiva.

Horário
O aconselhado é correr antes das 10h e depois das 17h, evitando horários de pico do sol.

Alongamento
Alongue-se antes e depois da corrida por 15 minutos, especialmente os tornezelos e os joelhos, mas sem desprezar os membros superiores.

Proteção solar
Use filtro solar resistente ao suor. Há marcas com produtos específicos para esportistas. Boné e viseira também ajudam na proteção.

Hidratação
Hidratar o corpo sempre com a ingestão de água e outros líquidos como sucos, isotônicos, água-de-coco antes e depois da corrida.
 
FOTO: atriz Juliana Didone
 
CORRIDA DENTRO DA ÁGUA

Correr dentro da água e em piscinas é a nova mania dos apaixonados pelo esporte. Conhecida no exterior como pool running e renomeada no Brasil como deep running, a modalidade melhora o condicionamento físico e a resistência muscular, com a vantagem da ausência de impacto nas articulações tão característico dos solos.

Com a ajuda de colete ou cinto flutuador, o atleta faz dentro da água os mesmos movimentos da corrida no asfalto, na esteira ou areia, mas sem encostar os pés no chão.

Onde encontrar a modalidade: Academia Triathon (São Paulo), Olimpia (São Paulo), Estação 27 (Campinas) e Companhia Atlética (Brasília).

 
TÁ DANDO ONDA

Destaque na novela global Três Irmãs, o surf está com tudo neste verão! Novos adeptos do esporte estão aproveitando os dias mais quente do ano para aprender a modalidade e também para se arriscar em cima de uma prancha de surf.
Em entrevista, o professor de surf Bruno Romanezi Neto falou sobre o esporte e também sobre os prazeres de deslizar sob as águas do mar.
 
Pontos positivos
O surf é um esporte completo porque mexe com o corpo todo, além de ser praticado ao ar livre e em um ambiente estimulante!

Be-a-bá
As primeiras instruções são transmitidas em terra firme ou melhor, na areia da praia. Antes de entrar no mar, os iniciantes terão que realizar algumas simulações como subir na prancha, aprender a remar dentro da água ou ainda, compreender o ciclo de vida de cada onda.

Os primeiros caldos
A entrada no mar acontece já na primeira aula, logo após as instruções teóricas citados anteriormente. O papel principal dos instrutores dentro do mar é, principalmente, favorecer a entrada dos alunos nas ondas.
“Para os iniciantes, as ondas já estouradas são as escolhidas para as primeiras experiências. Com o passar do tempo, eles terão condições e conhecimento para pegar ondas antes do estouro”, disse Bruno.

Maturidade no esporte
Com o domínio destes conhecimentos, novas manobras são repassadas para os alunos até o ponto de eles se tornarem independentes no esporte.

Força da mídia
A novela global Três Irmãs despertou a curiosidade das pessoas pelo esporte e também pelo estilo de vida dos surfistas.

Casamento perfeito  
Para conseguir um corpo definido, o ideal é associar o surf com outra atividade aeróbica como a musculação, a natação entre outras. “Em campeonatos da modalidade, muitos surfistas estão aquecendo e alongando o corpo através dos exercicios de pilates com bola”,afirmou Bruno.

Roupa e equipamento
A roupa ideal para aprender a surfar é a camiseta de lycra porque ela irá proteger a barriga dos atritos com a prancha parafinada. As meninas também podem usar um biquini maior ou shorts de lycra para frequentar as aulas.
Quanto as  pranchas usadas durante o aprendizado, estas não podem apresentar trincas ou quebras em sua superfície.

Alimentação e hidratação
O ideal é que a pessoa faça refeições leves com frutas, sucos e sanduíches. Evite ingerir frituras, alimentos pesados e gordurosos antes da entrada na água.

Sugestões e dicas
Procurar profissionais sérios e experientes para aprender a modalidade, além de verificar se a empresa ou a escola possui licença para trabalhar.
Contato: Jungle Surf School, em Riviera de São Lourenço (SP)/ fone (13) 9708-4051



CARDÁPIO DE VERÃO

Se o objetivo é esbanjar saúde e apresentar um corpo enxuto nesta estação, então fique atenta ao que você coloca no prato durante as refeições. A nutricionista Flávia Pelloso Stábile deu dicas valiosas de como montar este prato saudável, além de indicar os alimentos que devem ser evitados em todas as estações do ano.   

- Como deve ser a montagem de um prato equilibrado, saudável e compatível com as altas temperaturas?
Flávia: No verão, o ideal é que haja o consumo de alimentos leves e coloridos como saladas cruas, legumes, frutas variadas e ricas em água como melancia, abacaxi, laranja, melão entre outras.
Uma refeição saudável também deve conter carboidratos e proteínas animais como as carnes e os ovos. Neste caso, opte por carnes magras e preferencialmente, brancas como os peixes e as aves.
Com o consumo de alimentos diversos, não faltará nenhum nutriente para seu organismo!
  
- Quais são os alimentos e produtos que devem ser evitados?
Flavia: Evitar alimentos gordurosos e frituras que são hiper calóricos e de difícil digestão.
Ter cuidado no uso do sal porque ele ajuda na retenção de líquidos e favorece o inchaço corporal. Além disto, temperos industrializados também devem ser deixados de lado durante as refeições porque possuem sódio em excesso entre outros componentes maléficos à saúde.
Outra dica é banir do cardápio alimentos processados porque 80% de seus nutrientes foram perdidos durante seu processo de produção.

- Como deve ser a hidratação durante os dias mais quentes do ano?
Flávia: A hidratação deve ser feita através da ingestão de água mineral, sucos diluídos ou concentrados, vitaminas, água-de-coco e chás de ervas.
As bebidas isotônicas devem ser consumidas somente quando houver um quadro clínico com vômitos ou diarréia, caso contrário devem ser evitadas! Já os refrigerantes devem ser consumidos moderadamente porque não são bebidas consideradas hidratantes.   

Como uma boa alimentação pode afetar o bem-estar pessoal?
Flávia: A boa alimentação reflete por todo o indivíduo. Seu humor, seu estado emocional, o funcionamento de seu cérebro ou seja, tudo está relacionado à uma alimentação equilibrada. Além disto, uma boa alimentação produz reflexos estéticos visíveis como a vivacidade da pele, cabelos e unhas, além do favorecimento do desenvolvimento do tônus muscular entre outros benefícios. 

Conselhos valiosos da profissional

- Substitua doces e sobremesas por frutas da estação;
- Mastigar devagar os alimentos, saboreando-os durante as refeições;
- Não comer na frente da televisão ou do computador. Nestas situações, as pessoas não saboreiam devidamente os alimentos e nem percebem a quantidade ingerida;
- Prefira ambientes tranqüilos, sem música ou outro tipo de ruído para realizar suas refeições;
- Não complemente sua alimentação com suplementos alimentares;
- Consuma guloseimas como bolachas, sorvetes e lanches esporadicamente;
- Prefira saches individuais de molhos e temperos quando estiver em ambientes públicos como restaurantes e lanchonetes;  
- Evite ingerir líquidos durante as refeições. O ideal é ingeri-los meia hora antes ou uma hora após o término de cada refeição.     

 

        

      

 
CHÁ VERDE

Com poderes de acelerar o metabolismo, desintoxicar e facilitar a digestão, o chá verde caiu nas graças dos ocidentais nos últimos anos, mas sua presença é antiga nas mesas e na vida dos orientais. 
O banchá ou chá verde é originário da planta Camellia Sinensis e pode ser consumido em temperaturas distintas (quente, morno ou gelado). Rico em flavonóides (substâncias anti oxidantes que ajudam a neutralizar os radicais livres e responsáveis pelo envelhecimento celular precoce) e catequinas (substâncias que bloqueiam as alterações celulares que dão origem aos tumores), o chá verde está sendo usado na prevenção de algumas doenças e como arma no processo de emagrecimento. 
 
Quais são os principais benefícios do consumo do chá verde?
Flávia: O consumo do chá verde ativa o metabolismo, desintoxica e facilita a digestão. Com função protetora, anti-oxidante e anti-inflamatória, o chá verde ajuda na prevenção de doenças como câncer, diabetes, problemas cardíacos e o mau colesterol.
Quanto aos efeitos estéticos, o chá verde não tem poder isolado na queima de gordura e no processo de emagrecimento. Possui sim, efeito termogênico ou seja, contêm componentes que ativam o funcionamento do corpo, favorecendo um gasto maior de energia.
 
Qual a maneira correta de preparar o chá verde?
Flávia: O chá verde é preparado através da infusão da erva em água previamente fervida. Em seguida, o indicado é abafar o líquido durante alguns minutos e coá-lo para ser  ingerido posteriormente.
A medida para preparar uma xícara de chá verde é usar uma xícara de água e uma colher de sopa da erva.
Dica: O chá verde não deve ser reaquecido, por isto evite preparar grande quantidade da bebida e muito menos, armazená-lo em geladeiras para um consumo dividido. 
 
Como deixar o chá verde mais saboroso?
Flávia: Para aliviar as dificuldades de seu sabor, a minha dica é batê-lo com sucos ou frutas. Outra opção é misturar outras ervas como camomila, erva doce ou erva cidreira durante seu preparo. Já a adição de açúcares ou mel também ajuda na melhora de seu sabor.

Qual é a quantidade ideal de consumo do chá verde?
Flávia: A indicação é consumir três ou quatro xícaras, cerca de um litro de chá verde diariamente.
Tomar cuidado com o consumo excessivo da bebida porque esta atitude poderá desencadear a perda de nutrientes e minerais do organismo, além de sobrecarregar a função renal, alterar a pressão sanguínea, favorecer a irritabilidade e a insônia em algumas pessoas.
Toda erva tem seu perigo, por isto é essencial usá-la adequadamente!
  
Qual é o horário ideal para consumi-lo?
Flávia: Ao longo do dia, nos intervalos das refeições. Evitar tomá-lo à noite porque o chá verde pode prejudicar o sono.

Há alguma contra-indicação?
Flávia: Mulheres grávidas e que estejam amamentando devem evitar o consumo do chá verde, além de pessoas hipertensas.
 
Posso substituir o consumo de água por chá verde?
Flávia: Não. O chá verde não é substituto da água. O indicado é consumir dois litros de água diariamente, mas este volume pode ser alternado com a ingestão do chá verde na proporção sugerida anteriormente.

Curiosidade:
Tanto o chá verde como o chá branco e o chá vermelho são originários da mesma planta, a Camellia Sinensis.
O que os diferenciam é o tempo de vida das folhas coletadas para a produção do chá. O chá verde é feito a partir de folhas adultas da planta, enquanto que o branco é feito de folhas jovens e o chá vermelho a partir de folhas mais velhas da Camellia Sinensis.

Fonte: Flávia Pelloso Stábile (nutricionista).

 
PREVENÇÃO FACIAL Para prevenir o aparecimento de rugas e amenizar os primeiros sinais no rosto, a solução atual é se entregar a massagem modeladora facial. Com movimentos de deslizamento, pinçamento e amassamento, este método estimula e ativa a circulação sanguínea.
“ A massagem é intensa, com certa pressão e ritmo variável, ora lento ora acelerado”, disse a massoterapeuta Mônica Moreira Branco.
A profissional também afirmou que olheiras e bolsas nos olhos podem ser amenizadas com a modeladora facial. “A sensação é de que após o término da sessão, todos os músculos faciais foram levantados!”
Monica aconselha mulheres, a partir dos 25 anos, a fazerem a massagem. “É uma maneira de prevenir e retardar os primeiros sinais de envelhecimento”, finaliza a massoterapeuta.
 
YOGA

O yoga é uma técnica indiana que une exercícios, relaxamento, controle respiratório e meditação. Hoje, o yoga também está sendo usado para ajudar em tratamentos de doenças como diabetes, depressão, insônia, hipertensão entre outras enfermidades tão presentes nos dias atuais. 
Você pode encontrar vários tipos de yoga, mas o importante é saber que a técnica reúne aspectos físicos, emocionais, espirituais e que favorece, não apenas o bem-estar do corpo, mas também se esforça na descoberta de um caminho em direção a um sentido mais amplo da vida.
A professora Eliza de Figueiredo fala sobre o assunto na entrevista abaixo:     

- Quais são os efeitos da prática do yoga?
Eliza: Os efeitos são vários. 
a) Aprender a realizar uma respiração prolongada, através do abdômen e não mais através do tórax;
b) Desenvolver uma maior concentração mental e poder de introspecção;
c)Alcançar um equilíbrio físico-mental e emocional até patamares elevados de equanimidade espiritual;
d) Facilitar o desbloqueio psíquico-físico através da realização de algumas posturas corporais entre tantos outros benefícios.

- Qual é o diferencial do yoga em relação ao pilates?
Eliza: A principal diferença entre eles é a respiração. No yoga, a respiração é feita somente pelo nariz enquanto no Pilates, esta respiração é feita também pela boca.

- Como o yoga prepara as pessoas para enfrentar situações extremas ou problemas do dia-a-dia?
Eliza: O yoga prepara o indivíduo para ter o corpo, os pensamentos e as emoções sobre controle. Predispõe a pessoa a uma integração total destes elementos até alcançar um estado de serenidade plena e conseqüentemente, evoluir espiritualmente. 
Com a prática do yoga, as pessoas terão condições de assumir uma postura testemunhal e impessoal diante dos problemas cotidianos porque serão capazes de não se envolver emocionalmente com situações que as atinjam diretamente e que as fazem sofrer.
 
- Como o yoga aliada à medicina tradicional pode ter um papel importante no tratamento de doenças?
Eliza: Ela é complementar ao tratamento convencional porque dá um suporte para o paciente.
Já constatei resultados positivos desta aliança. Tenho uma aluna que sofria de insônia crônica e tomava três tipos distintos de remédios para dormir diariamente. Após iniciar a prática do yoga, os resultados foram surpreendentes! Esta mesma aluna, após três meses freqüentando as aulas, não precisou mais recorrer a nenhuma medicação na hora do sono.

- Qual é a freqüência ideal para a prática de yoga?
Eliza: O ideal é praticá-la diariamente, mas resultados positivos são obtidos praticando-a duas vezes por semana.
O yoga não tem efeito colateral!Ele é indicado para todas as pessoas, sem distinção de faixa etária porque respeita as limitações individuais.

- Posso comer antes de participar de uma aula de yoga?
Eliza: O ideal é que o aluno coma duas horas antes do início da aula porque várias posturas feitas exigem movimentos verticais da cabeça e do corpo.

- O que devo vestir para fazer uma aula de yoga?
Eliza: Sugiro sempre o uso de roupas confortáveis para meus alunos. A ioga também é feita com os pés descalços.

- Quais são as principais dicas para nossas leitoras?
Eliza: O yoga é uma ótima opção para quem está vivenciando a fase de pré-vestibular porque, além de todos os benefícios já citados, estas meninas poderão passar pelo período de provas da melhor forma possível, com mais segurança e menos ansiedade.
A prática do yoga também ajudará as leitoras a ter maior lucidez na escolha e desenvolvimento de seus hábitos, sejam eles comportamentais ou alimentares.
Outro grande benefício do yoga é em relação aos relacionamentos firmados durante a vida. Sua prática ajudará na eliminação de relações tóxicas, transformando suas praticantes em pessoas capacitadas para discernir quem fará parte de seu círculo de amizades ou não. É o desenvolvimento do auto-respeito.

Saiba mais sobre o assunto: www.isvara.com.br
Fotos: reprodução do site www.isvara.com.br



SPINNING

A comodidade das academias de ginástica tem atraído quem antes curtia se aventurar de bicicleta pelo asfalto. O spinning é a modalidade de ciclismo indoor muito procurada na atualidade e que vem ganhando cada vez mais adeptos.  
As aulas de spinning são sempre disputadas pelos alunos e acompanhadas de músicas animadas e compatíveis com as trilhas e os desafios propostos pelos professores. Em média, são 750 calorias perdidas em 45 minutos de aula e até por isto, é a escolha de quem deseja fazer exercícios, entrar em forma rapidamente e ainda, desfilar pernas torneadas e uma silhueta seca.
Em entrevista, a professora Flávia Barros explica melhor a modalidade e nos incentiva a pedalar.  
      
- Quais são os pontos positivos da modalidade?
Flávia: As aulas de spinning são motivadoras! Há o incentivo do professor e colegas de turma, além dos alunos possuírem um maior controle sobre os exercícios, sobre seus próprios limites e metas pessoais.
Outra vantagem da prática do spinning é que a modalidade é mais segura em relação ao ciclismo no asfalto. Acidentes como quedas e atropelamentos são evitados e inexistentes.   

- O que é o wet spinning?
Flávia: Realizado dentro da água, em piscinas de academias de ginástica, o wet spinning é uma nova modalidade que está crescendo bastante no Brasil. Nesta versão, os exercícios realizados são os mesmos que os realizados no solo, mas os posicionamentos na bicicleta são diferentes e a carga (resistência do pedal) usada também é menor dentro da água.

- Quais são os principais cuidados que os iniciantes devem ter?
Flávia: Primeiramente, fazer uma avaliação física usando uma bike para que o profissional tenha consciência da real condição física do aluno. Se tudo estiver bem, nas primeiras aulas, os iniciantes irão aprender a regular sua bicicleta corretamente, ajustando altura do banco, distância do banco para o guidão, a altura do guidão e do firma pé.
Outro cuidado é em relação a escolha do calçado. Se o aluno não quiser adquirir a sapatilha, deve optar por um tênis com solado duro para que seus pés não dobrem durante a realização dos exercícios.
Uma atenção extra deve ser dada aos cadarços. Eles devem permanecer presos na parte interna do tênis durante as aulas.
  
- Quais são os acessórios usados durante as aulas de spinning?
Flávia: Os principais acessórios usados são:
Opcionais: sapatilhas, bermudas acolchoadas ou banco de gel.
Obrigatórios e indispensáveis: frequencímetro que ajudará o aluno no controle da freqüência cardíaca, além de uma toalha e uma garrafa de água.
A roupa também se torna item importante para as aulas. Ela deve ser confortável e feita de material que permita o corpo respirar durante a prática dos exercícios, assim como as meias que evitarão o aparecimento de bolhas nos pés de quem pedala.      

- Quais são as recomendações em relação a alimentação e hidratação dos alunos?
Flávia: A hidratação é super importante durante as aulas de spinning! O recomendado é que cada pessoa consuma, em média, 500 ml de água durante o período de exercícios. Os isotônicos também podem ser ingeridos para ajudar na hidratação, mas indicados para aulas longas, com duração superior a duas horas.
Quanto a alimentação, o recomendado é que os alunos comam antes de cada aula. Sugiro a ingestão de carboidratos porque é o alimento ideal para fornecer energia para o corpo, além de favorecer a quebra de gordura. Já após as aulas, o ideal é que os alunos completem sua alimentação com algum tipo de proteína ou suplemento. 
 
- Por que você aconselha nossas leitoras a praticar spinning?
Flávia: Porque a modalidade ajuda amenizar os sintomas da TPM e o stress diário, além de ser uma potente arma na prevenção do câncer de mama.
Outra vantagem da prática freqüente do spinning é que os exercícios favorecem o aumento do poder de concentração pessoal, além de ser uma forma de distração para seus praticantes.      

 
RPG- maneira ideal para entrar no eixo

A Torre de Pisa, na Itália, é o exemplo perfeito de construção que apresenta alteração do eixo principal e da mesma maneira que o monumento histórico, nós também podemos ter nosso eixo modificado por motivos distintos e conseqüentemente, apresentar posturas inadequadas no dia-a-dia.
A Reeducação Postural Global ou RPG é a solução encontrada para estes casos de alteração de eixo ou problemas de distencionamento das cadeias musculares (tensões e contraturas), prevenção e tratamento de distúrbios de coluna vertebral e outras patologias ortopédicas e neurológicas.
Criada pelo físico e fisioterapeuta Philippe Emmanuel Souchard, a principal característica da terapia é cuidar do paciente de forma integral e não apenas de uma queixa específica. Por isto, a avaliação prévia feita pelos fisioterapeutas é tão importante porque revela as características verídicas da estrutura óssea e muscular de cada paciente. 
Ficou curioso sobre o assunto? Arrume sua postura na frente da tela do computador e leia a entrevista com a fisioterapeuta Elaine Cristina Zambelli da Rosa. Quando terminá-la, se estiver sentindo qualquer tipo de desconforto ou dor é porque você também está precisando de algumas sessões de RPG.   
      
Definição
É uma terapia manual que visa o distencionamento das cadeias musculares para favorecer a aproximação do eixo gravitacional e conseqüentemente, alcançar uma boa postura.
Um ponto importante nas sessões de RPG é a respiração que deve ser mista (abdominal e torácica). Para melhores resultados e aumento da capacidade pulmonar do indivíduo, a expiração do ar deve apresentar alguma resistência labial.
    
Duração e assiduidade
A sessão de RPG dura, em média, 50 minutos e aconselho fazer a terapia uma vez por semana. Dependendo da gravidade da doença apresentada pelos alunos, o número de sessões aumenta neste mesmo período.
O ideal é fazer o tratamento, no mínimo, de seis a oito meses para que haja tempo do cérebro registrar as novas posturas aprendidas durante as sessões e com isto, refletir na independência do paciente, que será capaz de encontrar seu próprio eixo e consequentemente, a postura correta.

Contra-indicação
RPG não é indicado para crianças menores de sete anos, grávidas que estejam nos três primeiros meses de gestação, pacientes com osteoporose em grau avançada entre outras enfermidades graves.

Barreiras
A maior dificuldade encontrada é permanecer na mesma postura durante o tempo determinado que, normalmente, é de vinte minutos. A fadiga entra em ação e muitos alunos precisam interromper os exercícios para se restabelecerem fisicamente.
Importante esclarecer que é o fisioterapeuta quem coloca o paciente na postura correta e cabe ao aluno, permanecer nesta.
 
Incremento 
Eu utilizo bola, rampa com graduações, tatame e o divã nas sessões de RPG.
 
Conselhos valiosos
Recomendo que as leitoras façam alguma atividade física freqüentemente, mesmo que seja alongamento.
Aconselho, também, que estas jovens façam uma auto-análise diante do espelho e observem, atentamente, suas posturas corporais. Dependendo do reflexo visto, aconselho a busca de informações sobre o tema “alterações posturais” e os tratamentos possíveis como a prática de RPG ou outras terapias preventivas.
Na etapa de escolha do profissional e local para a realização das sessões, meu conselho é pesquisar sobre o histórico profissional do fisioterapeuta, checando se este possui registro profissional ou Crefito.
Outra dica interessante é freqüentar as sessões de RPG usando roupas confortáveis e realizar refeições leves antes de cada encontro.

                  

 
DANÇA DO VENTRE

A dança do ventre é uma modalidade milenar de dança  extremamente feminina e sedutora. Com a possibilidade de realização de três mil movimentos executados pelo corpo humano, uma bailarina profissional leva 15 anos para completar totalmente sua formação no Oriente.
Aqui no Brasil, o boom da modalidade aconteceu durante a exibição da novela global O Clone. Passada a febre, a dança do ventre se transformou numa alternativa para quem deseja fazer exercícios físicos de maneira alegre, descontraída e ainda por cima, modelar o corpo, tonificar os músculos, oxigenar o organismo e até emagrecer.
Ao todo, são 300 calorias perdidas a cada hora de aula e esta queima calórica ocorre porque a dança do ventre mexe todo o corpo, desde a cabeça até os pés. Ao contrário do que muitos dizem, a modalidade não favorece barrigas salientes, por isto entre no compasso da música árabe e dance, dance, dance ...       
A professora Cáthia A. Cantusio reafirmou os benefícios de sua prática e ainda falou sobre algumas curiosidades da dança do ventre. Veja entrevista.

- Quais são as principais vantagens da dança do ventre?
 Cáthia: Para as meninas, a dança proporciona leveza, postura, coordenação motora, alongamento, relaxamento, desenvolvimento psíquico e a criatividade.
Para as adolescentes, a modalidade auxilia na feminilidade, elegância, modela os ombros e braços, desenvolve os seios, fortalece o ventre, afina a cintura, arredonda e endurece o quadril e glúteos, desenvolve os músculos das pernas, coxas e panturrilha, além de equilibrar os hormônios.
Já na fase adulta, a dança do ventre proporciona bem-estar emocional, mexe com a auto-estima e confiança pessoal, auxilia na desenvoltura, desinibição, vaidade e realização das mulheres. 

- Quais são as maiores dificuldades enfrentadas pelas iniciantes?
Cáthia: A principal dificuldade é resgatar a auto-estima perdida. Muitas alunas chegam com a auto-estima baixa e seu resgate é feito, aos poucos, com a ajuda dos professores, colegas de turma e também com a prática dos exercícios.

- Todo mundo pode fazer dança do ventre?
Cáthia: A dança do ventre não tem contra-indicação, mas recomendo para crianças maiores de dez anos e que já estejam com o corpo totalmente formado. Além disto, grávidas podem freqüentar as aulas somente após o quarto mês de gestação e com a apresentação de autorização e atestado médico. Nos três primeiros meses de gravidez, a dança do ventre deve ser evitada.

- Qual é a roupa ideal para freqüentar as aulas?
Cáthia: A roupa deve ser confortável como roupa de dança, roupa de ginástica ou ainda, saia de aula, cinturão e xale. Já nas apresentações, as roupas são mais trabalhadas e os véus e outros acessórios completam o visual.

- Quais são os acessórios, materiais ou instrumentos usados na dança do ventre?
Cáthia: Alguns elementos cênicos são incorporados em apresentações de dança do ventre como a espada, o punhal e os véus. A alma da dançarina é véu!
Já em outras danças folclóricas árabes, roupas e outros acessórios também são utilizados como o bastão, castanholas de metal, cajados, candelabros, tochas, turíbulo (incensário), taças, capa Khallige, jarro e pandeiros (daff).
A presença de serpentes e outros animais nas apresentações da modalidade foram proibidos pelo Ibama ( Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis).

-A dança do ventre é indicada no combate de alguma doença?
Cáthia: Muitos médicos como ginecologistas, endocrinologistas e outros profissionais da área de saúde estão indicando a dança do ventre como complemento ao tratamento de algumas doenças e também como atividade física para pessoas depressivas ou portadoras de outras doenças psíquicas que necessitam de um trabalho de resgate da auto-estima.

- Quais são as principais recomendações para as leitoras?
Cáthia: Eu recomendo fazer uma pesquisa prévia dos professores e do local onde elas tenham interesse em fazer aulas de dança do ventre.
O indicado é procurar saber se a escola ou instituto possui tradição na modalidade e verificar se os professores estão capacitados para ministrar as aulas.
Para entrar em contato com profissionais renomados, a dica é assistir festivais e apresentações de modalidade ou ainda, participar de eventos relacionados à área porque os melhores profissionais da área sempre marcam presença nestes locais.

Saiba mais sobre o assunto:
Livro: Dança do ventre, a arte de ser mulher, de Cáthia A. Cantusio, ed. Komedi
Site: www.netfenix.com.br/lincenegro

 
DESABAFO DE UM PANIQUENTO

O relato a seguir é de um jovem, de 29 anos, solteiro e portador de síndrome do pânico. Ele aceitou nos contar como foi sua primeira crise ocorrida três anos atrás, mas nos pediu para que sua identidade fosse preservada. Hoje, este mesmo jovem possui uma vida ativa e convive saudavelmente com a doença.

“Viver com síndrome do pânico é sentir, mesmo que você não queira, como se algo de muito ruim fosse acontecer imediatamente. E isto ocorre do nada. Não é incomum a pessoa sentir sintomas isolados que vêm do nada, assim como vem do nada o pacote completo.
Minha primeira crise ocorreu em 2005 quando eu voltava de um enterro acompanhado de minha mãe. O trânsito estava caótico! Durante o congestionamento, tive a impressão de que meu cérebro tivesse sido desligado e ligado novamente em modo de segurança. Fiquei extremamente agitado naquele dia. Já em casa, não conseguia parar de andar e cheguei a ter um acesso de choro, bem como uma sensação de estar totalmente desamparado ou prestes a morrer.   
Depois deste episódio, me esforcei para continuar fazendo as coisas que sempre fiz. Voltei a dirigir no dia seguinte, mas por alguns momentos tive a sensação de que outra crise fosse acontecer a qualquer hora.
Dizem que a primeira crise está ligada a algum evento traumático e que o pânico é um recado do organismo de que algo está errado internamente. Posteriormente, o que desencadeia novas crises é o tipo de pensamento que surge involuntariamente. Nas sessões de terapia, fui ensinado a tentar cortar o surgimento deste pensamento.
Já tive crises nos lugares mais diferentes possíveis e em situações que realmente não seriam panicogênicas como show da banda de um amigo, estrada relativamente livre, show de forró, volta do trabalho na companhia da paquera. Na maioria das vezes, as crises acontecem à noite, mas de manhã já tive alguns sintomas.
Descobri a importância de fazer um tratamento com remédios e terapia, justamente para evitar que o mal evolua muito. O mais importante do tratamento é ensinar o organismo a esquecer o caminho que gera uma crise de pânico.
Hoje, estou em uma fase bem avançada do tratamento e não uso mais medicamentos. Tenho uma cartela do remédio prescrito pelo meu médico para emergências. Eu não sei se há cura para a doença. No meu caso, prefiro dizer que o mal está remediado. Chega a dar uns recadinhos, de leve, de vez em quando, mas consigo fazer minhas coisas, a ponto de suportar um trabalho estressante”.   

 
SÍNDROME DO PÂNICO

Ela entra em ação sem nenhuma razão aparente. Chega silenciosa e em poucos minutos transforma a vida de seus portadores num verdadeiro inferno! Doença da atualidade, a síndrome do pânico atinge, principalmente, mulheres de 18 a 35 anos e é encontrada, com maior freqüência, em pessoas da mesma família.
Caracteriza-se por crises inesperadas de medo e desespero, seguidas por sintomas físicos como taquicardia, sudorese, tremor, agitação, descargas de adrenalina entre outros desconfortos.
O tratamento usado pelos profissionais da área de saúde e que tem surtido resultados positivos é uma associação do uso de medicamentos e da psicoterapia.
Para saber mais sobre o pânico, fomos conversar com a psicóloga Mariana Girotto Rodrigues.      
      
- O que é Síndrome do Pânico?
Mariana: A síndrome do pânico é um quadro clínico onde há crises agudas de ansiedade, sem que haja um disparador compatível com a intensidade destas crises. O indivíduo vive uma variedade de experiências intensas e estranhas sem que consiga identificar porque estas experiências foram desencadeadas. A crise do pânico chega rapidamente e sua duração média é de 20 a 30 minutos, atingindo seu ápice em dez minutos. Apesar de sua rapidez, as crises são debilitantes e, normalmente, são seguidas de um quadro de fadiga aparente.        

- Quais são os principais sintomas da doença?
Mariana: Os principais sintomas são: dores no peito, tremores, palpitações, falta de ar, sensação de engasgo, rigidez dos músculos, ondas de frio e de calor, palidez, sudorese abundante e fria, formigamento das mãos e pés, sensação de morte ou loucura iminente, sensação de desmaio, sensação de perda de controle e dificuldades no pensamento linear e lógico.

- O que desencadeia as crises de pânico?
Mariana: O adoecimento é uma forma de adaptação, de resposta do indivíduo frente a situações conflitantes (interna ou externa) e que geram uma fragilidade pessoal em momentos de adaptação. A partir da primeira crise, o indivíduo entra em um círculo vicioso e passa a temer um novo ataque de terror, gerando uma grande insegurança pessoal e afetando a qualidade de vida desta pessoa.
A ingestão de algumas drogas como cocaína, maconha, crack, ectasy podem aumentar a atividade e o medo, favorecendo o desenvolvimento de um quadro de pânico.
O pânico também pode ser herdado. Parentes de primeiro grau com a síndrome correm risco de quatro a sete vezes maior de manifestar a doença.
Pessoas que sofrem de algum outro mal como depressão, fobias ou transtorno obsessivo compulsivo são mais suscetíveis ao pânico.
Crises não tratadas da doença também podem evoluir para uma série de fobias, limitando a liberdade individual e restringindo à pessoa ao convívio familiar e residencial.

- Há graus distintos da doença?
Mariana: Sim. A gravidade da doença pode ser avaliada através do grau de evitamento agorafóbico e pela gravidade dos ataques de pânico em si.
Grau de evitamento agorafóbico: pode ser leve (há algumas restrições, mas a rotina  pessoal continua relativamente normal), moderado (resulta em um estilo de vida parcialmente restrito ao ambiente doméstico, porém algumas atividades são realizadas independentemente) e grave ( o paciente tem sua vida restrita ao seu ambiente doméstico e familiar, sendo incapaz de sair desacompanhado).    
Gravidade dos ataques de pânico: leves (poucas crises durante o período de um mês), moderado (ataques oscilantes e de diferente intensidade durante o mês) e graves (quantidade relativamente alta de ataques como oito no mesmo mês).     

-Quais são as principais conseqüências da doença?
Mariana: As conseqüências afetam três áreas:
Econômica: Ocorrem gastos excessivos e desnecessários com médicos, exames e internações. Outro prejuízo econômico são as faltas comuns ao trabalho e conseqüentemente, o afastamento temporário ou definitivo deste.
Social: O paciente restringe seu convívio ao familiar, recusando convites sociais de outras pessoas e limitando sua circulação social.
Familiar: Dificuldades de relacionamento conjugal e familiar são constatadas porque o paciente com pânico só sai ou faz algo acompanhado e esta situação afeta diretamente a liberdade da pessoa de quem ele depende.       
 
- Qual o tratamento ideal para a doença?
Mariana: O tratamento ideal segue por duas vertentes. São elas:
Tratamento psicológico: o profissional da área irá ajudar o paciente portador de síndrome do pânico na solidificação da autoconfiança, na compreensão de suas emoções e sensações. É um trabalho de desenvolvimento do auto-suporte.
Tratamento medicamentoso: O uso de antidepressivos e ansiolíticos é uma prática no tratamento da síndrome do pânico. Estes remédios podem ser usados para aliviar o sofrimento dramático imposto pela doença, mas não modifica os fatores geradores deste quadro. Normalmente, o consumo destes medicamentos provoca alguns efeitos colaterais como amortecimentos, inchaços, dormências, desânimo e por isto, só podem ser comprados com prescrição médica.  

- Quais são as sugestões e dicas sobre o assunto para nossas leitoras?
Mariana: Aprenda algumas técnicas de respiração, pois elas irão ajudá-las em momentos críticos;
Não consuma bebidas alcoólicas, pois o álcool pode desencadear outras crises de pânico;
Nunca interrompa o tratamento sem orientação médica;
Evite comentar sobre o assunto no ambiente de trabalho, exceto se tiver alguma crise durante o horário de trabalho;
Explique, esclareça a doença e seus sintomas para seus familiares e amigos. Eles serão um grande suporte para um tratamento bem sucedido;
Quanto mais normal for sua rotina, melhor será sua recuperação! A síndrome do pânico não mata, mas incomoda! Aprenda como lidar com a doença.
foto: reprodução/site:mulher.sapo.pt 

 
TECIDO ACROBÁTICO

Uma onda de valorização às atividades circenses está atingindo não só programas dominicais da tv aberta, mas também academias e institutos de dança de todo o país. Aulas de tecido acrobático estão sendo oferecidas aos alunos como uma alternativa para a prática de exercícios físicos de maneira inovadora e lúdica.
Manobras acrobáticas e de queda são realizadas com a utilização de tecidos fixados nas alturas, exigindo de seus praticantes desenvoltura para se enrolar e desenrolar dos panos.
Crianças a partir de sete anos já podem aventurar-se com os tecidos, mas são os adultos que mais estão recorrendo à modalidade e encantados com a possibilidade de tonificar o corpo e liberar a mente para a realização de uma atividade prazerosa no seu dia-a-dia.
O tecido surgiu como alternativa ao uso da corda nos circos e a liganete é ideal para a realização das manobras porque possibilita uma flexibilidade maior e um menor atrito com o corpo.  
Em entrevista, a acrobata e professora Daniela Helena Calça explica as principais vantagens da prática da modalidade e também ressalta a importância de manter viva a magia circense. 

- Quais são as principais vantagens da prática da modalidade?
Daniela: Gostaria de ressaltar que é uma atividade muito prazerosa! De fácil aprendizado, a modalidade envolve o aprendizado da cultura circense e também um trabalho de condicionamento físico e psicológico de seus praticantes.  
O desenvolvimento da capacidade de força, coordenação, concentração e outras habilidades motoras pessoais também são pontos positivos desta atividade.
Outra vantagem percebida é que os alunos são obrigados a enfrentar medos e inseguranças pessoais e até por isto, a adrenalina é algo presente durante toda a aula.
E por último, o tecido acrobático é uma maneira divertida e diferente de expressão corporal.

- Quais são as maiores dificuldades?
Daniela: Primeiramente, acostumar-se com a altura que será inserida aos poucos para os novos praticantes da modalidade.
Não podemos nos esquecer que o domínio do próprio corpo e do tecido é outra dificuldade presente inicialmente. Seus praticantes precisam se acostumar com o contato e a pressão do tecido no corpo e todo o desconforto que esta situação gera. Por isto, é importante que o professor esteja atento para adequar as manobras e as aulas ao perfil do grupo de alunos.

- É necessário fazer alongamentos antes da realização das acrobacias e quedas?
Daniela: Sim. Há uma preparação corporal de aquecimento e alongamento antes do início da aula propriamente dita. Esta preparação dura, em média, trinta minutos. Além disto, os alunos também são submetidos a um aquecimento prático de subidas e descidas no próprio tecido. Somente depois disto tudo, é que novas manobras e quedas serão ensinadas aos praticantes.

- Por que o interesse pela modalidade aumentou nos últimos anos?
Daniela: Especialmente pelo acesso à modalidade pela sociedade. Até a década de 80, ela era somente conhecida e praticada por quem fazia parte de um circo. Hoje, este cenário mudou! Os próprios circenses sentiram a necessidade de criar cursos para divulgar sua cultura e também suas atividades. Novos artistas-professores foram surgindo e ajudando na divulgação desta e de outras modalidades circenses e atualmente, academias, espaços artísticos e escolas estão oferecendo aulas do gênero.

- Há alguma contra-indicação?
Daniela: Mulheres grávidas e crianças menores de sete anos não devem praticar acrobacias em tecidos.

- Qual é a roupa ideal para freqüentar as aulas?
Daniela: A roupa ideal é a de segurança que consiste em um macacão protetor dos joelhos, das axilas e da cintura da pessoa. Com ela, evita-se queimaduras e o aparecimento de hematomas pelo corpo durante e após a realização das manobras.

- Por que nossas leitoras deveriam testar a modalidade?
Daniela: Como disse anteriormente, é algo divertido e diferente de outros exercícios físicos. Não há rotina em sua prática e também há o desafio de criação de novas coreografias voltadas para festivais e apresentações, além de ser uma maneira de expressão corporal interessante!

- Quais são as principais dicas para as leitoras do site Maria Oxigenada?
Daniela: Fazer uma pesquisa prévia sobre o local que está oferecendo à modalidade e a formação do professor que irá ministrar as aulas.
O ideal é que o interessado faça uma aula experimental antes de fazer sua matrícula definitiva no curso.
Outra sugestão é para que seus praticantes tenham uma vida equilibrada com uma boa alimentação e boas horas de sono. Alimentação desequilibrada e noites mal dormidas refletem diretamente no desempenho durante as aulas porque o corpo fica mais pesado do que o costumeiro.
                          
Sabia mais sobre esta e outras modalidades circenses
Livro: Introdução à pedagogia das atividades circenses, editora Fontoura, 2008.
Sites: www.julianaomati.com.br e www.corpomagico.com.br
 



TÁ CHEGANDO O VERÃO...

O verão promete! A estação atual já indica como serão os dias mais quentes do ano porque as temperaturas estão elevadas e o rei sol anda dando o ar de sua graça e brilhando cada vez mais nestes dias de primavera. Para você aproveitar a magia da época, veja algumas dicas de proteção e bem-estar para seu corpo. 

- Ingerir muito líquido para repor a hidratação natural do organismo. Vale de tudo: água, água-de-coco, sucos naturais, isotônicos entre outros líquidos;
- Evitar banhos quentes e demorados para que sua pele não apresente ressecamentos nem agressões durante a estação;
- Proteger o rosto da radiação solar com o uso de óculos escuros e boné;
- Aplicar protetor-solar diariamente e por todo o corpo;
- Durante o banho, massageie o corpo com bucha vegetal ou creme esfoliante para favorecer a eliminação de células mortas;
- Banho de lua e depilações devem ser feitos na véspera ou dois dias antes da exposição solar;
- Para arrasar no bronzeado durante a estação, a dica é ingerir alimentos ricos em betacaroteno como mamão, manga, cenoura, beterraba, brócolis, espinafre, agrião, rúcula etc;
- Após a exposição solar, aplicar hidratantes por todo o corpo. 

 
PILATES E SEUS BENEFÍCIOS À SAÚDE

Quando se começou a ouvir falar de Pilates, todo mundo achou que era mais um modismo de academia, mas a verdade é que a técnica de exercícios tão praticada atualmente é antiga e foi criada em 1920, por Joseph H. Pilates. Com conceitos de trabalhar corpo e mente conjuntamente, Pilates é mais uma alternativa para quem deseja encontrar o equilíbrio emocional e sobre seu próprio corpo. Tudo em busca de uma maior flexibilidade, equilíbrio, força e consciência corporal.
Os exercícios de Pilates não possuem contra-indicação porque não lesam as articulações e não tem impacto sobre o corpo. São exercícios que respeitam os limites corpóreos e por isto, se diferenciam dos demais.
A isometria é a técnica mais usada nos exercícios de Pilates. Consiste em permanecer na mesma posição o maior tempo possível. Esta técnica privilegia a qualidade dos exercícios praticados, por isto as aulas apresentam exercícios suaves e eficazes, poucas repetições de movimentos, grande repertório de exercícios, uso de aparelhos e acessórios, resultados rápidos, duradouros e a construção de uma postura correta e natural, sem que haja um desgaste físico.
Segundo a médica Dra. Isabela Salles, as pessoas que praticam Pilates têm que ser auto centradas e ter condições de perceber o corpo para fazer corretamente os exercícios. “As chances de lesões são menores em relação a outros exercícios praticados”. 
Os princípios dos exercícios de Pilates são: concentração, respiração, alinhamento, eficiência e fluência de movimento. A respiração desenvolve um papel relevante porque é através de uma boa respiração que o corpo consegue eliminar substâncias tóxicas e ruins e possibilita a entrada de tantas outras. “Nosso corpo é semelhante a um carro, se ele estiver funcionando bem, as trocas serão favorecidas”, disse a fisiatra. 
Diferentemente do RPG que é uma prática passiva, os praticantes de Pilates têm que sustentar determinada postura por determinado tempo, e isto gera um fortalecimento corpóreo. “Os exercícios de Pilates te deixam forte de dentro para fora e diferentemente de outros exercicios fisicos, os resultados estéticos não se resumem a uma aparência física hiperatrofiada (excesso de músculos aparentes). O ideal é conciliar os exercícios de Pilates com exercícios aeróbicos para alcançar melhores resultados estéticos”, aconselha a fisiatra.
A médica também alerta para o fato de que não adianta fazer exercícios sem conciliá-los com uma alimentação equilibrada e uma boa qualidade do sono. “Este conjunto de ações é que trará resultados positivos e ajudará no fortalecimento do sistema imunológico. Apesar do preço cobrado pelas aulas, o Pilates realmente vale a pena!”  
Hoje, podemos encontrar lugares que oferecem aulas de Pilates sem ser propriamente aulas da especialidade. A sugestão da profissional é sempre saber, previamente, se o local é realmente seguidor da filosofia e se a escola ou academia está credenciada a oferecer Pilates a seus alunos.    
foto: reprodução do site www.revistapilates.com.br

 
BANHO DE LUA

Se você deseja desfilar pelas praias e piscinas um corpo dourado e luminoso, o ideal é fazer o banho de lua antes mesmo da exposição solar. Esta técnica de clareamento de pêlos é muito fácil de ser feita e indicada para as seguintes partes do corpo: braços, pernas e buço.

Como fazer um banho de lua caseiro?   
Misture uma colher (sopa) de pó descolorante com duas colheres (sopa) de água oxigenada 30 volumes. Espalhe pela região a ser descolorida e deixe agir por 15 minutos.
Alerta: Faça um teste prévio com a mistura para verificar se você não é alérgica ou sensível aos produtos usados. Em caso de vermelhidão, interromper o tratamento de beleza. 

 
REFLEXOLOGIA

Técnica milenar de cura, profilaxia, prevenção e diagnóstico; a reflexologia é praticada em mais de 20 países, inclusive no Brasil e caracteriza-se como uma forma eficaz de massagem terapêutica, através da aplicação de pressões específicas em pontos reflexos existentes no nosso corpo. 
Os pés, as mãos, as orelhas e a cabeça concentram estes pontos reflexos que podem ser massageados manualmente ou então, sujeitos à aplicação de sementes de mostarda, agulhas e stiper ( pastilhas macias produzidas com silício cristalizados e aglutinados com celulose vegetal), acreditando que isso fará efeitos benéficos em algumas partes do corpo ou melhorará a saúde geral da pessoa.      
Em suma, a reflexologia atua sobre os órgãos através do sistema sensorial e seu objetivo principal é relaxar, limpar o corpo das toxinas, melhorar a circulação ou até mesmo, provocar um enorme bem estar!
Conversamos com o massoterapeuta e professor René Marcos Orsi sobre o assunto. Leia a seguir a entrevista concedida.         

- Como a reflexologia é feita?
René: Antes de começar a sessão, o profissional faz uma limpeza no local que será trabalhado. Após esta limpeza, o paciente irá se acomodar em uma poltrona reclinável ou em um divã para receber a massagem.
O uso de cremes facilita o processo de deslizamento durante a sessão de reflexologia podal. Eu opto pelo creme uréia 20, mas outros cremes hidratantes também escorregam bem durante a realização da massagem.  
     
- Quem mais recorre a reflexologia?
René: Não há um perfil específico porque todos procuram a reflexologia. A técnica não tem contra-indicação! Alguns cuidados são tomados, pelos profissionais, em casos especiais como gravidez ou doenças mais sérias.

- É uma terapia dolorosa?
René: Normalmente não. Quando as dores, inflamações ou vermelhidão aparecem é porque a área estimulada não está boa! Provavelmente houve uma carga excessiva de energia no local e o tratamento deve ser interrompido temporariamente e o profissional comunicado imediatamente.
Normalmente, a recuperação do local será feita em etapas e após alguns dias de descanso do organismo.

- Qual o número mínimo de sessões para a obtenção de resultados positivos?
René: Aconselho, no mínimo, dez sessões de reflexologia para a obtenção de resultados positivos. Após estas sessões, o paciente irá fazer uma nova avaliação com o profissional para ver sua real necessidade de continuar o tratamento ou não.

- Onde os profissionais da área podem atuar? 
René: Eles podem trabalhar em spas, resorts, gabinetes de massagem, clínicas médicas e de fisioterapia. A intenção da categoria é que a reflexologia também seja encontrada, futuramente, em postos de saúde.

- Quais são os principais conselhos dados as nossas leitoras?
René: Verificar a formação educacional do profissional porque somente graduados em cursos técnicos e profissionalizantes de massoterapia podem exercer a profissão;
- Checar o número do GDAE (Gestão Dinâmica de Administração Escolar) da instituição que deseja cursar;
- Observar se o ambiente onde é feita a massagem está adaptado e vistoriado pela Vigilância Sanitária. O correto é que o local não possua carpetes nem frestas e suas paredes estejam pintadas de branco.

Dicas de leitura:
Livro: Massagem – a terapia dos deuses, de René Marcos Orsi

Escolas profissionalizantes:
Etame: www.etame.com.br
Senac: www.senac.br
Foto: do site www.contaoutra.com.br

 
BRANQUÍSSSIMOS


O clareamento dentário é uma das ferramentas utilizadas para valorizar sorrisos mais tímidos, iluminar o rosto e dar destaque pessoal. Dentes brancos e saudáveis fazem toda a diferença na composição de uma imagem pessoal e profissional de sucesso!  
Saiba mais sobre o assunto depois de ler esta entrevista com a cirurgiã dentista Simone Loma. A profissional explicou como o clareamento pode ser feito, as vantagens e desvantagens de cada técnica, os cuidados necessários para realizá-lo e ainda, nos deu dicas para manter os dentes brancos por muito mais tempo.
      

- Quais são as técnicas de clareamento existentes no mercado?
Dra. Simone: São basicamente duas as técnicas de clareamento existentes no mercado. A caseira e a laser. Ambas são capazes de realizar o clareamento dentário, mas o que as difere é o tempo que é levado para concluir uma técnica e outra.

- Quais são as vantagens e desvantagens de cada uma destas técnicas?
Dra. Simone: O clareamento caseiro é mais moroso, porém é menos agressivo aos dentes e é feito pelo próprio paciente. Esta técnica exige que o paciente utilize uma moldeira feita, previamente, pelo dentista e gel oxidante.
O tempo de duração do tratamento caseiro varia de sete a quinze dias, dependendo do grau de escurecimento dos dentes do paciente e de quanto ele deseja clarear estes dentes.
Já o clareamento a laser é mais rápido do que o clareamento caseiro, contudo pode causar efeito colateral como sensibilidade dentária.
Esta técnica é realizada no consultório, pelo próprio cirurgião dentista e consiste na aplicação de um agente oxidante forte e na ativação deste gel através da passagem de um laser sobre os dentes do paciente.
A vantagem deste método é que, em uma única sessão de clareamento, o paciente pode conseguir o efeito desejado!

- Todo mundo pode se sujeitar ao clareamento?
Dra. Simone: Não. O clareamento não é indicado para mulheres grávidas, pacientes com alto índice de sensibilidade dentária, crianças menores de 10 anos e pessoas portadoras de resinas, facetas, próteses, além de pacientes que possuam recessão gengival severa.

- De quanto em quanto tempo eu posso fazer o clareamento?
Dra. Simone: O tempo para se sujeitar novamente ao tratamento depende da alimentação individual de cada paciente, por isto não há prazo determinado! Meu conselho é de não fazê-lo anualmente e sempre consultar seu dentista antes de iniciar o procedimento. 

- Há alguma restrição alimentar durante o tratamento?
Dra. Simone: Sim. O paciente deve evitar consumir alimentos com corantes, acidulados e açucarados como café, chá, coca-cola, vinho tinto entre outros. O ideal é evitar o consumo destes alimentos durante o tratamento e também 15 dias após seu término.

- Quais são os principais conselhos para quem já está em tratamento?
Dra. Simone: No processo de clareamento caseiro, utilizar somente a quantidade de gel sugerida pelo seu dentista. Evite exceder esta quantidade porque o excesso de gel, em contato com as gengivas, pode provocar queimaduras e sensibilidade extra.
Caso isto ocorra, procure imediatamente seu dentista para que o tratamento seja interrompido temporariamente e adequações sejam feitas.    
Outros conselhos valiosos são:
Não fumar durante o tratamento e evitar emprestar o produto para outras pessoas.

 
...EU USO ÓCULOS! (SERÁ?)  Foi-se o tempo de que o uso de óculos de grau era algo fashion ou sinônimo de intelectualidade. Atualmente, seu uso está em baixa e sua substituição por lentes de contato é uma realidade entre a geração atual. As lentes deixaram de ser um acessório de luxo e ocupam agora lugar de destaque dentro de necessáires e bolsas de antenadas. Leia abaixo uma entrevista com o médico oftalmologista Dr. Fábio Teixeira onde algumas dúvidas sobre o uso adequado de lentes são respondidas e outras tantas dicas são dadas para os usuários freqüentes de lentes de contato.



- Por que optar pelo uso de lentes de contato e não óculos?

F.T. Atualmente, a grande maioria das pessoas opta pela lente pelo fator estético e também pela sua praticidade de uso.


- Quais tipos de lentes há no mercado atualmente?

F.T. As rígidas e as gelatinosas. As rígidas são mais desconfortáveis, porém são menos “perigosas” para os olhos porque não permitem que haja alterações da fisiologia ocular.

Quanto ao período de troca, nas rígidas a troca deve ser anual. Já as gelatinosas podem ser trocadas mensalmente, anualmente ou diariamente. Muitas pessoas optam por lentes gelatinosas descartáveis porque são as melhores comercializadas atualmente e, todo dia, você terá uma lente nova no olho! O único obstáculo é que são as mais caras do mercado!


- Quem possui um alto grau pode usar lentes de contato?

F.T. Atualmente, há lentes gelatinosas que suprem a gama muito grande de graus, incluindo astigmatismo (são as chamadas tóricas). Já as rígidas são as mais usadas para graus extremos ou irregularidades grandes da córnea.


- Como fazer a manutenção das lentes?

F.T. A manutenção da lente é bastante simples, sendo necessário somente um produto de limpeza (Renu, Opti Free). Assim, ao retirar a lente do olho, deve-se depositá-la no produto durante a noite. Aconselha-se também, antes de colocá-la novamente no olho, que enxagüe esta lente com soro fisiológico para retirar o resto do produto que porventura tenha ficado nela.


- Quais são as possíveis infecções causadas pelo seu mau uso?

Apesar de bastante desenvolvida, a lente de contato é um corpo estranho para o olho, assim o seu mau uso pode fazer com que apareçam lesões na córnea (desepitelizações) e essas “feridas” são propícias às infecções por bactérias e fungos. Infecções semelhantes devem ser tratadas com o uso de colírios antibióticos e/ou anti-fúngicos para que não deixem cicatrizes grandes que prejudiquem a visão.

Outra complicação freqüente é a conjuntivite alérgica induzida pelo uso crônico de lente ou pelo uso inadequado de produtos de limpeza, daí a recomendação de não exceder o número de horas de uso da lente de contato e fazer o rodízio entre os vários produtos de limpeza.


Recomendações do Oftalmologista


- Não comprar lentes em óticas ou farmácias sem que se faça um teste para ver se elas estão bem adaptadas, com boa mobilidade e com boa troca de lágrima sob a lente. Consulte sempre um oftalmologista para orientações e adaptações.

- Não exceder o uso das lentes por mais de 10 horas diárias,

- Não dormir com as lentes de contato,

- Evitar lavar as lentes em água corrente, prefira sempre soros fisiológicos,

- Não entrar com lentes em piscinas porque existe o risco de infecção por Acantamoeba, que causa infecção grave nos olhos.

 
IMAGEM É TUDO!
  Desenvolver uma imagem forte exige criatividade e muito trabalho. Cabe ao profissional de Relações Públicas a tarefa de criar, manter e melhorar a imagem de modelos e artistas junto à opinião pública e à imprensa. Na verdade, uma boa imagem é uma vantagem competitiva e também uma das ferramentas de diferenciação dentro do mercado de trabalho.

Uma conversa com Rafael Paim, relações públicas da agência Creative Agents, esclareceu algumas dúvidas a respeito das principais atribuições dos assessores de imagem, além de ressaltar a importância destes profissionais na construção de uma imagem positiva, singular e distintiva da concorrência.


- Quais são as principais modelos assessoradas pela Creative Agents?

Rafael: As principais modelos assessoradas pela agência, no momento, são: Michelle Alves (casada com Guy Oseary – empresário de Madonna), Camila Alves (modelo que teve um filho com o ator americano Mattew Mac Conaughey) e Carolina Bittencourt, além de tantas outras meninas.


- Por que é importante a modelo possuir um assessor de imagem ?

Rafael: Porque ele irá auxiliar esta profissional na construção e na manutenção da “personagem idônea” que se cria ao redor de modelos e celebridades, inclusive protegendo-as da invasão de privacidade que atualmente é muito freqüente pela inovação tecnológica (celulares com câmeras, Internet, paparazzo ..)


- Qual é a maior dificuldade nesta relação entre assessor e modelo?

Rafael: A relação entre assessor-modelo, no geral, é muito boa!A Creative Agents trabalha a imagem de pessoas bem sucedidas, que têm serenidade em lidar com situações adversas deste meio.


- Como é construída a imagem de modelo? Há um planejamento estratégico e de marketing para a construção desta imagem?

Rafael: A imagem é construída tendo por base as adequações da profissional ao mercado de trabalho, ou seja, se a modelo é mais fashion, comercial, moda praia, será “oferecida” para potenciais clientes destas áreas e com isto, obterá um maior retorno tanto financeiro como profissional.


- Como fazer com uma imagem, que a priori, já foi arranhada pela imprensa?

Rafael: Quanto à imagem arranhada, não devemos super dimensionar a notícia. Atualmente, com a velocidade das novidades e inversão de alguns valores, há casos em que “o mal reverte para o bem” como foi o episódio envolvendo a apresentadora Daniela Cicarelli e seu ex-namorado Tato Manzoni. Por isto, nós profissionais de comunicação, temos que avaliar com cuidado cada novo acontecimento porque, muitas vezes, o fato provoca até um reaquecimento na carreira dos envolvidos. No entanto, se o caso for realmente grave, somente o tempo amenizará os estragos feitos à imagem.


- As modelos passam por mídia trainning para ter condições de encarar e participar de entrevistas em grandes veículos de comunicação?

Rafael: Geralmente, as perguntas chegam ao assessor antes da entrevista acontecer e este faz uma seleção prévia do que será perguntado a modelo. Elas não gostam de comentar sobre assuntos pessoais e cabe ao assessor deixar claro esta posição ao entrevistador. Agora, se no momento da entrevista, a modelo for surpreendida com uma pergunta que não tenha sido combinada previamente, ela poderá não respondê-la ou ainda, o assessor interceder no momento.


- Quais são os principais conselhos e dicas para as new faces na construção de uma boa imagem?

Rafael: Trabalho, humildade, pontualidade e manter-se saudável! O resto é conseqüência da somatória dos itens citados anteriormente.

Contato:

Creative Agents (www.creativeagents.com.br)

Rafael Paim
Michelle Alves(desfile Giorgio Armani)
Camila Alves, maridão e filho
Carolina Bittencourt
Michelle e maridão no Oscar


MAKE PASSO-A-PASSO Se você deseja arrasar no make, a dica é acessar a página de Mariana Salentein, no youtube. A adolescente, de 18 anos, faz vídeos didáticos e super legais dos passos necessários para uma produção natural e despretensiosa. Acesse: youtube.com/viiixxxen.
 
JOGO DE ESPELHOS

O desenho animado Popeye continua encantando gerações e parte do fascínio pelo personagem principal acontece após o consumo de espinafre. A partir deste momento, o vigor físico, a saúde e a disponibilidade social de Popeye ficam evidentes e cativam telespectadores a décadas.
Na vida real, não há poções mágicas ou espinafres poderosos para o desenvolvimento do padrão estético e heróico de Popeye e até por isto, alguns jovens estão recorrendo a horas e horas de malhação diária para conseguir resultados semelhante.  
Até aí nenhum problema, mas a preocupação aparece quando esta prática de exercícios físicos se torna excessiva, uma verdadeira compulsão! Neste momento, devemos ficar atentos para o surgimento da Vigorexia, transtorno disfórmico muscular, uma patologia obsessiva-compulsiva com características semelhantes a transtornos alimentares, como a anorexia e a bulimia.
Para saber mais sobre a doença, seus sintomas, tratamento ideal, entrevistamos a psicóloga Mônica Aparecida Prado de Castro que nos ajudou a entender melhor este transtorno e, de quebra, deu valiosas dicas de saúde.                 
     O que é Vigorexia?
Mônica: Vigorexia é o nome de um transtorno de imagem que faz com que as pessoas fiquem viciadas em malhação. Parece vigor físico, mas é doença! Este transtorno atinge, principalmente, homens na adolescência ou no início da idade adulta, mas as mulheres não estão livres dele.
Seu principal sintoma é, sem dúvida, a distorção da imagem corporal. A pessoa se vê com o corpo sempre aquém do que deseja, não importando sua real condição. A partir desta característica, outras se apresentam de forma bastante freqüente: a preocupação exagerada pelo corpo perfeito, a prática de atividades físicas de forma obsessiva e, portanto, danosa à saúde, além de mudanças dos hábitos alimentares agravadas pelo uso abusivo de suplementos alimentares, vitaminas e anabolizantes.
É importante dizer que esse termo Vigorexia, bem como seus outros nomes síndrome de Adonis ou Overtreining, não são reconhecidos pela Organização Mundial de Saúde e por isto, não estão catalogados no Código Internacional de Doenças.
Há um perfil pessoal específico para o desenvolvimento deste transtorno?
Mônica: Acomete, geralmente, indivíduos introvertidos e tímidos, com baixa auto-estima e dificuldades para integrar-se socialmente. O desejo de aceitação e a busca de aprovação naturalmente fazem parte do período da adolescência e do início da idade adulta.  Por causa de particularidades na constituição do sujeito e do modo como ele passou pelos complexos comuns da infância, tais desejos - que seriam naturais para determinadas fases da vida - ficam agravados em indivíduos com Vigorexia e deste modo, a idéia de um corpo perfeito, belo e forte viria como uma forma de amenizar tais características, fornecendo a ilusão de melhor adaptação e aceitação.
Quais são as conseqüências da evolução da Vigorexia?
Mônica: As conseqüências podem ser de ordem física e psicológica. São elas: O comprometimento físico como lesões ósseas, articulares, de músculos e de tendões das mais diversas proporções e algumas até irreversíveis são algumas das conseqüências físicas que podemos citar. Além disto, o aparecimento de doenças cardíacas, circulatórias e hepáticas também é uma realidade entre os portadores de Vigorexia chegando até, nos casos mais graves, o aparecimento de câncer da próstata, a diminuição do tamanho dos testículos e algumas disfunções sexuais.
Quanto ao comprometimento psicológico, a insônia, a inibição de apetite, a irritabilidade, o desinteresse sexual, o cansaço constante, a dificuldade de concentração entre outros sintomas são outras conseqüências do transtorno. Pode ocorrer também o surgimento de comportamentos obsessivos e compulsivos (para além da compulsão por treinamento), dificultando muito a interação social destes indivíduos. Isso por sua vez, promove o isolamento e o afastamento das atividades mais corriqueiras, inclusive, podendo tornar tais indivíduos incapazes de exercer suas atividades profissionais.
Qual é a principal orientação que devemos dar aos pais em caso da constatação da doença?
Mônica: Abordar a questão com tranqüilidade e equilíbrio ajuda muito àquele que sofre com o transtorno e, muitas vezes, não é capaz de reconhecer isso. Buscar informações e ajuda especializada é sempre o caminho mais seguro, embora um bom tratamento possa demorar de meses a anos. Este é certamente um “caminho com volta”!
É importante muita paciência e determinação por parte dos pais, que quando necessário, também devem procurar ajuda para si.
Nunca é demais lembrar que, na maioria dos casos, o transtorno inicia-se em uma família que também tem sofrido de algum desequilíbrio.
Há graus distintos da doença? Se sim, quais são eles?
Mônica: A prática do exercício saudável que traz relaxamento, prazer e contentamento é aconselhado em todas as idades, contudo na Vigorexia existe a obsessão pela prática de exercícios, em que não se busca o bem estar, apenas a satisfação pela imagem corporal que nunca é alcançada. E justamente por esta razão que a obsessão pelos exercícios pode levar a atitudes severas chegando até a acarretar um risco direto à vida destes indivíduos, tanto pelas complicações físicas quanto pelo peso emocional envolvido. Depressões severas, transtornos de humor e fortes crises de ansiedade e de angústia são comuns nos estágios mais avançados da doença. 
Há crises de abstinência?
Mônica: Existem crises de abstinência em alguns casos, cujos sintomas são muito semelhantes aos de outras dependências mais conhecidas. Os mais comuns são tremores, sudorese ou taquicardia.
Os pais podem ajudar seus filhos buscando ajuda especializada na medicina e psicologia, contudo o mais difícil destes momentos é suportar o período de tratamento até que as crises possam ser minimizadas ou cessarem completamente.
A direção do tratamento varia conforme as características pessoais de cada indivíduo que sofre com a Vigorexia.
Qual é o tratamento ideal para o transtorno?
Mônica: O tratamento ideal é sempre aquele que permite ao sujeito alcançar as questões psíquicas envolvidas neste transtorno ou pelo menos, colocá-las em cheque, por isso é fundamental um acompanhamento de profissionais da área da psicologia e da psicanálise onde ele poderá falar do problema e das motivações do mesmo e a partir disso, tentar compreender os mecanismos envolvidos.
Um tratamento medicamentoso também pode ser realizado com o objetivo de diminuir os desconfortos físicos que o transtorno ocasiona.

 
S.O.S. SEXO

Saiba mais sobre ...a vacina contra o HPV

A novidade para as “vacilonas” que esqueceram de usar camisinha na hora do rala-e-rola com o gato é a vacina contra o HPV (Papiloma Vírus Humano). Esta vacina previne a infecção pelo HPV e custa, em média R$ 500,00, em clínicas particulares de ginecologia.  
O HPV é uma doença sexualmente transmissível (DST) e causa infecções genitais em homens e mulheres. Algumas vezes, o aparecimento de verrugas nos órgãos sexuais e o desenvolvimento de câncer do colo do útero nas mulheres são conseqüências do HPV.
Por isto girls, a importância de consultar regularmente seu ginecologista, realizar exames periódicos de Papanicolau e usar sempre preservativos em suas relações sexuais.
O tratamento da infecção pelo HPV é a retirada da lesão que ele causa. Lesões restritas, pequenas e superficiais podem ser tratadas com a aplicação de remédios, pela cauterização clássica ou ainda, com o uso de laser que reconstituem com bastante integridade a região afetada. Já as lesões mais graves exigem, eventualmente, cirurgia.
Quanto mais precoce for o diagnóstico, menor a lesão e, conseqüentemente, menor a agressividade do vírus e do tratamento!
Garotas antenadas como euzinha e a atriz Cléo Pires já tomamos a vacina para prevenir surpresas desagradáveis, mas você não precisa gastar sua valiosa mesada com este tipo de preocupação, basta ser mais arrojada e ter sempre na bolsa uma camisinha e fazer dela sua melhor amiga! 

Informações complementares sobre a doença você encontra no site www.drauziovarella.com.br.

 
O COMPUTADOR E A VISÃO

Os computadores já se tornaram ferramenta indispensável no nosso dia-a-dia, mas seu uso prolongado exige dos olhos um grande esforço visual. Segundo o médico oftalmologista Fábio Teixeira, alguns cuidados podem ser tomados para evitar o aparecimento de doenças oculares e aumentar sua qualidade visual enquanto estiver na frente da tela.

- O que é Síndrome da Visão de Computador (CVS)?
Dr. Fábio: A CVS é caracterizada pelo cansaço visual associado ao uso prolongado do computador. Os sintomas incluem: olhos irritados, vermelhos, coceira, olhos secos ou lacrimejamento, fadiga, sensibilidade à luz, sensação de peso nas pálpebras e ainda, dificuldade em conseguir foco. Outros sintomas de CVS são enxaquecas, dores lombares e espasmos musculares.

- Os computadores podem danificar nossos olhos?
 Dr. Fábio: Não há nenhuma evidência que indique que os computadores causam problemas de visão. Pesquisas comprovaram que os monitores emitem mínima ou nenhuma radiação prejudicial sob condições operacionais normais. Outros estudos sugerem que os sintomas de CVS acontecem como resultado de condições externas relacionadas à tela do computador. Estas condições podem incluir falta de iluminação, má localização da iluminação, posição imprópria do monitor, tela suja ou ainda, problemas oculares pré-existentes.

- Podemos ver cores alteradas após o uso contínuo do computador?
Dr. Fábio: Algumas pessoas irão notar temporariamente que objetos brancos ou pretos parecerão tingidos após o uso prolongado do computador. Este efeito chama-se McCollough e as cores vistas são complementares às cores dos caracteres ou imagens do monitor. Isto não é sinal de doença ocular, de lesão ou de cansaço visual!

- A Síndrome da Visão de Computador pode ser prevenida?
Dr. Fábio: Sim. Há algumas dicas para prevenir o cansaço visual. São elas:
a) Posicione o monitor a 50 ou 60 centímetros dos olhos;
b) O topo do monitor deve estar na altura dos olhos ou ligeiramente abaixo;
c) Ilumine a sala do computador;
d) Minimize os reflexos na tela, alterando a posição do monitor ou das luzes;
e) Evite ofuscamento. Cuidado com as luzes incidindo diretamente sobre seus olhos como as luminárias de mesa;
f) Limpar freqüentemente a tela do computador porque é um grande coletor de pó;
g) Se necessário, utilize um filtro anti-reflexo na tela do computador;
h) Descansos periódicos são importantes. O uso do computador requer longos períodos com cabeça, olhos e corpo imóveis, o que costuma ser fatigante;
i) Para continuar usando tranqüilamente o seu computador, é importante visitar seu oftalmologista uma vez ao ano.             

 
O FANTASMA DA GORDURA

O padrão de beleza mudou e com isto, as exigências estéticas da atualidade estão cada vez mais restritivas e impositivas para as mulheres. O desenvolvimento de doenças e alguns transtornos alimentares já é uma realidade entre todas nós e vem, a cada dia, assombrando nossas vidas.  
A anorexia é uma destas doenças e se caracteriza pelo receio mórbido de ganho de peso, ao controle obsessivo do apetite, a desnutrição e a vários outros transtornos orgânicos chegando até, pôr em risco a própria vida.
Preocupada com este cenário, nossa equipe entrou em campo e decidiu conversar com a psicóloga Mariana Girotto para saber mais sobre este transtorno alimentar, seus principais sintomas e o tratamento ideal.  

- O que é anorexia?
Mariana: A anorexia é um dos transtornos alimentares que se caracteriza pela grave restrição alimentar, busca pela magreza e distorção da imagem corporal. A anorexia acomete, principalmente, adolescentes do sexo feminino e mulheres na faixa dos 40 anos.
A preocupação com o peso e com o corpo leva a pessoa começar a fazer dieta progressivamente mais seletiva evitando, com isto, alimentos de alto teor calórico.
Pode-se dizer que a anorexia é uma negação consciente do ato de se alimentar!

-Quais são os principais sintomas da doença?
Mariana: A principal preocupação dos portadores de anorexia é com o ganho de peso e por isto, eles se recusam a ingerir alimentos calóricos e gordurosos diariamente. Um ciclo vicioso é instalado porque quanto mais emagrecem, mais se sentem gordos!
Os sintomas são facilmente detectados porque os portadores desta disfunção alimentar fazem de tudo para anular o apetite e com isto, emagrecem visivelmente. Eles iniciam o processo de desenvolvimento da doença comendo muito pouco durante todo o dia e consumindo muita água para “enganar” a fome.
Na verdade, é uma auto-sabotagem porque enganam a si mesmos! Com isto, a pessoa sente-se vitoriosa por driblar a fome, chegando a passar vários dias sem se alimentar corretamente.
A anorexia vem acompanhada de uma organização exagerada e obsessiva podendo chegar até, ao desenvolvimento de um quadro depressivo.
Outra característica dos anoréxicos é a prática excessiva de exercícios físicos como forma de ajudar na queima calórica.

- Como saber se alguém próximo a você está doente?
Mariana: Seus portadores emagrecem muito, tanto que muitas vezes, se tornam esqueléticos!
Outra maneira de saber é através da observação da pele dos anoréxicos. Esta se torna  muito seca e amarelada e os cabelos ficam finos, quebradiços e apresentam uma leve queda.

- Qual é o tratamento ideal?
Mariana: O tratamento para portadores de anorexia é multidisciplinar e engloba profissionais de áreas distintas como a psicologia, a psiquiatria e a nutricional.
O acompanhamento psicológico individual é essencial, bem como o acompanhamento psicológico da família do doente.
Em casos mais graves, medicamentos também são inseridos no tratamento, mas estes só podem ser consumidos sob prescrição médica.

- Quais são as conseqüências da evolução da doença?
Mariana: As principais conseqüências da anorexia e também da bulimia são alterações no nível de desempenho cardiovascular, gastrintestinal, além do desenvolvimento de um quadro depressivo, de um comportamento obsessivo-compulsivo e da presença da fadiga constante.
Já nos casos mais graves, a anorexia pode levar à morte.
A
- Há graus distintos desta doença? Se sim, quais são eles?
Sim. Dentre os transtornos alimentares, temos a anorexia nervosa, a bulimia nervosa e o comer compulsivo.

- Quais são as principais dicas e sugestões?
A principal dica é voltada a pais e responsáveis de jovens. Estes devem observar os primeiros sintomas de restrição alimentar, avaliar a intensidade desse regime e sua real necessidade. Caso haja um exagero desmedido e não se tenha um ganho de peso esperado para idade, procure os cuidados de um psiquiatra com comprovada experiência no tratamento dessa patologia.

 
ABRE A BOCA MENINA!

Ter uma boca saudável está muito além de possuir dentes brancos e um sorriso digno de comercial de creme dental! É necessário disciplina e alguns cuidados diários para que seus dentes e sua boca estejam livres de doenças e odores desagradáveis.
Fomos bater um papo com a Dra. Simone Loma para saber mais sobre o assunto. Ela deu ótimas dicas para vocês continuarem rindo á toa!


- Como garantir uma boa higiene bucal?
Dra. Simone: Para uma boa higiene bucal, o ideal é fazer, no mínimo, três escovações dentárias após as principais refeições do dia.
A escolha do creme dental também é importante neste processo. O indicado é optar por um creme dental que contenha flúor em sua composição para ajudar no fortalecimento do esmalte dentário e na prevenção de cáries.
O uso do fio dental não deve ser descartado. O ideal é que ele seja usado, pelo menos, uma vez ao dia.
Outra ação importante é trocar, a cada três meses, sua escova dentária. Ela deve ter cerdas retas e macias, além de cabeça pequena para alcançar todas as regiões da boca.

- Qual a maneira correta de escovar os dentes?
Dra. Simone: A escovação tem que ser feita com movimentos circulares envolvendo dois dentes de cada vez. O ideal é que após as principais refeições diárias seja feita a escovação e esta deve durar, em média, três minutos.
Importante também ressaltar que a quantidade de pasta de dente usada em cada escovação deve ser restrita. O correto é colocar uma pequena quantidade semelhante ao tamanho de uma ervilha em cima das cerdas porque pasta de dente em excesso faz muita espuma e as pessoas acabam se perdendo durante o processo de escovação!

- Qual o jeito correto de usar o fio dental?
Dra. Simone: O fio dental deve ser usado suavemente! Procure arrastá-lo de um lado para outro como se fosse uma serra. Com este movimento de ir e vir, você consegue inserí-lo entre os dentes sem precisar forçar esta ação.
Outro movimento importante no uso de fio dental é elevá-lo até a gengiva, fazendo toda volta ao redor do dente para a eliminação das principais sujeiras.

- O que uma escovação inadequada pode ocasionar?
Dra. Simone: O uso de força excessiva durante a escovação desgasta o esmalte dentário e desenvolve recessão gengival, o que ocasiona hipersensibilidade. Já a falta de escovação pode gerar cáries, doenças gengivais e halitose (mau hálito).
Sabe-se que 90% dos problemas de halitose são provenientes da má higienização bucal. 
A saburra (aparecimento de uma placa bacteriana na língua) é um bom exemplo do problema e por isto, é tão importante a escovação após as refeições.
A halitose também pode aparecer em casos de problemas gengivais.

- Os produtos de enxágüe devem ser usados frequentemente?
Dra. Simone: Não. Estes produtos devem ser usados com restrições! O excesso de álcool em sua composição veta seu uso freqüente porque pode gerar um desequilíbrio na flora bucal.
O ideal é escolher produtos sem álcool e contendo flúor em sua fórmula, além de usá-los somente uma vez ao dia.

Dicas da dentista

- Escovar os dentes, no mínimo, três vezes ao dia;
- Visitar o dentista a cada oito meses;
- Caso tenha sangramentos gengivais ou dores de dente, procure sempre um profissional capacitado para avaliar seu problema;
- Evitar o consumo exagerado de açúcares;
- Ter uma alimentação saudável com o consumo diário de frutas, legumes, carnes magras, leite e seus derivados. Esta postura ajuda no fortalecimento dos dentes e na remoção das impurezas bucal;
- Consumir sempre frutas fibrosas como a maçã para facilitar o fluxo salivar que é  barreira de proteção dos dentes;
- Mascar chiclete sem açúcar em situações de urgência.  O chiclete ajuda na remoção de parte dos alimentos até você poder efetuar a higienização correta com o uso de pasta, escova e fio dental.   

 
LIMPEZA DE PELE

Procedimento simples e resultados visíveis


A limpeza de pele é uma alternativa estética usada para quem deseja ter uma pele saudável, bonita e livre de cravos e espinhas. Indicada para todos os tipos de pele, a limpeza deve ser feita uma vez por mês, sempre por profissionais especializados para que seus resultados sejam positivos e você desfile por aí uma invejável pele de pêssego!
Leia abaixo a entrevista com a esteticista/fisioterapeuta Valéria Cardoso Moreira sobre este assunto, além de conferir algumas dicas e sugestões da profissional.

- Todo mundo pode fazer limpeza de pele?
Valéria: Sim. A limpeza de pele não tem contra-indicação! O único cuidado é não utilizar o aparelho de alta freqüência em grávidas, por isto a necessidade de comunicar à esteticista seu estado de saúde antes de iniciar os procedimentos de limpeza.

-Quais são os passos de higienização?
Valéria: São oito ao todo. Limpeza, esfoliação, vapor, extração, massagem, aplicação de aparelho de alta freqüência, máscara calmante e finalizador.
a) Limpeza: feita com loções para a retirada das impurezas superficiais ou maquiagem da pele.
b) Esfoliação: realizada com cosméticos cheios de grânulos com o objetivo de remover as células mortas e afinar a parte mais superficial da pele.
c) Vapor: o rosto fica sob vapores para abrir os poros e preparar a região para a extração.
d) Extração: é a faxina propriamente dita na pele! Neste momento, o profissional irá retirar, manualmente, cravos e milliuns (bolinhas de sebo) da pele. Em alguns casos mais graves, utiliza-se uma micro-agulha esterelizada para fazer a extração.
e) Massagem: ela é feita apenas em pacientes com pele seca porque há um estímulo maior das glândulas sebáceas.  
f) Aplicação do aparelho de alta freqüência: seu uso ajuda na não infecção da pele depois da extração porque é anti-bactericida.
g) Aplicação de máscara calmante: esta é deixada por dez minutos no rosto, ajudando  na recuperação da pele que foi sujeita a tantas apertadinhas.
h) Finalizador: aplicação de um hidratante facial para terminar a limpeza. Indicado o uso de hidratantes que contenham fator de proteção solar em sua composição.

- Depois da limpeza, é permitido tomar sol?
Valéria: O recomendado é esperar quatro horas após o término da limpeza para fazer uma exposição ao sol. A pele ainda está sensível com a extração dos cravos e requer cuidados!

- A limpeza de pele pode ser feita em pacientes que estejam tomando remédios com isotretinoína em sua composição ou utilizando ácidos no rosto?
Valéria: Quando estiver tomando remédios é aconselhável evitar a limpeza porque a pele está muito sensível! Já se estiver aplicando ácidos no rosto, o recomendado é parar uma semana antes da realização da limpeza de pele.

- O que não fazer sozinha?
Valéria: Limpeza de pele caseira. Sempre procurar um profissional especializado na área para realizar a limpeza, evitando com isto, inflamações indesejadas e o aparecimento de marcas futuras na pele.


Dicas da esteticista

- Não cutucar a pele,
- Usar sabonete de glicerina ou infantil para a limpeza doméstica,
- Enxaguar o rosto depois da limpeza sempre com água abundante,
- Usar um protetor solar para evitar manchas e rugas no rosto,
- Ter uma alimentação balanceada,
- Beber bastante água,
- Retirar sempre a maquiagem antes de dormir utilizando cremes demaquilantes e um tônico facial.

 
CUIDADOS PARA MANTER AS UNHAS SAUDÁVEIS


- Evitar dietas constantes, pouca variação de alimentos ou a falta de alguns nutrientes,
- Ingerir diariamente alimentos como frutas, legumes, verduras e cálcio,
- Evitar a imersão freqüente em água das unhas,
- Utilizar um creme de mãos para massagear as unhas,
- Evitar o contato direto das unhas com detergentes e produtos de limpeza, pois eles podem enfraquecê-las,
- Dar preferência ao removedor de esmaltes à acetona,
- Utilizar sempre produtos de boa qualidade no tratamento das mãos. 


Dicas da manicure

 - Para evitar unhas encravadas, use-as sempre curtas e cortadas no formato quadrado,
 - Faça regularmente as unhas, o ideal é fazer as mãos semanalmente e os pés quinzenalmente;
- Tenha e leve consigo à manicure um kit unha contendo alicate, cortador, lixa, palito e espátula;
- Tenha uma atenção especial com os pés no inverno, hidrate-os regularmente, enxugue-os especialmente entre os dedos para evitar fungos e o surgimento de odores fortes.
 
Unhas na moda
A febre entre as fashionistas neste inverno é pintar as unhas nas cores vinho, azul escuro (Blue Santin), verde e uva.
 
Fonte Vanessa Camargo, manicure profissional  

 
DICAS DE MAQUIAGEM

O que fazer antes de se maquiar:

1. Limpeza
O ideal é lavar o rosto com sabonete neutro e enxaguá-lo com água morna.
Em seguida, lave o rosto com água fria e seque com uma toalha limpa. Por último, passe uma loção adstringente para retirar os resíduos.

2. Hidratação
O ideal é você aplicar um hidratante indicado para seu tipo de pele antes de fazer a maquiagem.

3. Esfoliação
A esfoliação não deve ser feita antes da maquiagem. Em peles secas e normais, a esfoliação deve ser feita uma vez por mês. Já as peles oleosas, devem ser esfoliadas uma vez por semana.

4. Maquiagem
Prepare a pele com base bem fina e corretivo para disfarçar olheiras e manchas. Se necessário, use ainda pó facial translúcido. Depois de todas estas etapas, sua pele está pronta para receber cores e brilhos. 


Tendências para a Primavera – Verão 2008

- Sombras nas cores azul-piscina, turquesa, violeta ou bronze cintilante,
- Batons nas cores laranja ou pink,
- Blush rosado,
- Efeito molhado conseguido através da aplicação de gloss em cima do blush ou em cima da sombra. 

 
Cremes Manipulados

Cremes manipulados: pura alquimia de beleza

A personalização e individualização invadiram o mundo dos cosméticos. Produtos sob medida, prescritos por médicos, é a alternativa para quem deseja cuidar da beleza com eficácia, satisfação e gastando menos por isto!
No Brasil, há mais de cinco mil farmácias de manipulação que atendem o segmento e movimentam R$ 12 milhões por ano.
Pensando nisto, nossa repórter foi conversar com a farmacêutica Renata Cardoso para tirar as dúvidas em relação ao uso de cremes manipulados, além dos cuidados necessários na hora de sua aplicação e armazenamento.

- O que difere os cremes manipulados dos convencionais?
Renata: A principal diferença é que os cremes manipulados são produtos artesanais, por isto possuem menos conservantes do que os cremes convencionais.

- Quais são as vantagens do uso de cremes manipulados?
Renata: A principal vantagem é que o creme é personalizado! Ele é formulado de acordo com as necessidades de cada paciente porque cada pessoa tem um perfil distinto e objetivos diferentes ao optar pelo uso de um creme manipulado.
 
- Quais são os veículos usados para a confecção de cremes manipulados em farmácias?
Renata: São basicamente quatro veículos: gel, emulsão, creme e loção.
A escolha do veículo adequado está diretamente ligada ao tipo de pele de cada pessoa. Por exemplo, produtos para pessoas com pele oleosa são feitos em gel porque sua base é aquosa. Já as emulsões são indicadas para a confecção de produtos para peles ressecadas como a dos idosos porque possui, em sua composição, uma quantidade de óleos. 

- Quais são os cosméticos mais manipulados em uma farmácia?
Renata: Os principais produtos são: hidratante, filtro solar, creme anti-sinais e creme para tratamento contra a acne.

- Os cremes manipulados podem dar reações alérgicas? O que fazer neste caso?
Renata: Sim. Os cremes manipulados também podem dar alguma reação alérgica. Neste caso, a pessoa deve entrar em contato com o médico e este irá trocar o creme ou alterar sua composição ou até mesmo, receitar algum remédio para combater a alergia surgida.

- Como saber se o creme manipulado ainda está bom para o uso?
Renata: Todo medicamento terá o prazo de validade impresso em seu rótulo, mas se o produto apresentar alterações em seu cheiro, cor ou textura é porque está vencido ou sua composição foi alterada por influência de fatores externos.

- O prazo de validade é menor em cremes manipulados do que em cremes convencionais?
Renata: Sim. Os produtos manipulados apresentam tempo de vida menor do que os produtos convencionais, mas este prazo não excede seis meses. Por exemplo, o prazo de validade de um creme anti-sinal é, em média, de três meses. Já o creme contra acne possui um tempo de uso superior.

- O preço dos cremes manipulados é menor em relação aos produtos convencionais?
Renata: Sim. O preço dos produtos manipulados é menor do que os produtos comercializados em farmácias e lojas de cosméticos.

Dicas da farmacêutica

- Sempre procurar farmácias de manipulação renomadas e que tenham profissionais sérios trabalhando no local;
- Não armazenar cremes manipulados em banheiros ou lugares que batam sol ou que apresentem altas temperaturas;
- Sempre deixá-los em lugares fechados e frescos;
- Usar sempre espátula para a retirada do creme. Esta atitude evita a contaminação do mesmo pelos dedos;
- Sempre lavar as mãos antes da aplicação de um creme;
- Nunca usá-los após o vencimento;
- Não usá-los sem prescrição médica adequada ao seu tipo de pele ou problema;
- Entrar em contato com o médico sempre que a pele apresentar vermelhidão, inchaço e coceiras;
- Aplicar sempre os cremes na pele com movimentos circulares e suaves.